A passagem de Lucky

A carroça que Lucky havia pegado carona, chega em Draco logo após o almoço, ele agradece ao carroceiro e diz que nunca que se esquece de quem lhe prestou um favor. Lucky percebe sua barriga roncar e procura um lugar para comer algo, ele olha ao redor mas só ve predios desocupado a todos os lados. Ele para uma senhora que andava calmamente na rua e pergunta onde poderia comprar algo para comer, a senhora menciona não haver nenhum restaurante ou coisa parecida em Draco, mas orienta que no galpão a 100 metros encontrasse o predio do antigo refeitorio da ferrovia, e que homens se juntão para cozinhar algo por lá, e que ele poderia encontrar comida lá.

Lucky pergunta o por que de tantos homens parados e tantos predios desocupados, a senhora disse que com a crise economica do imperio o projeto da ferrovia foi suspenso e muitos estão desempregados outros ja partiram para outros lugares em busca de emprego, e ainda alerta Lucky a tomar cuidado, ainda tem homens perigosos por aqui.

Lucky agradece e caminha para o refeitorio, la chegando se dirigiu até um homem negro, alto de cabelos grisalhos, Lucky solicita uma refeição, o homem diz que todos ajudam de alguma forma e solicita que Lucky auxilie a lavar as panelas ao final da refeição e Lucky aceita de bom grado.

Luky senta em uma grande mesa com bancos sem encosto, com agilida retira seu palito embrulhando habilmente sua faca e deixando ambos sobre a mesa com o palito escondendo a faca, logo em seguida lhe é servido um prato fundo, um ensopado de carne com batatas, Luky pensa é melhor que nada, e começa a saborear a refeição.

[mod=“Stephano”]INDEM OBS TÓPICO MARQUESATO D’ARCA[/mod]

[mod=“Stephano”]FAVOR POSTAR TEXTO NOVAMENTE AQUI

viewtopic.php?f=169&t=12924&p=185494#p185494[/mod]