Alea Jact Est - Tópico de recrutamento

Olá amigos, irmãos-em-armas!
Vendo a nossa amada seção agora como carro chefe do forum e cheia de novos user’s participando, trazendo infos, interagindo e formando debates a cerca dos TW’s e vendo que tambem há uma boa parcela que parece ser fã do Rome Total War, e tendo em vista o movimento dos ultimos tempos na sub-seção do jogo aqui; e impossibilitado eu de organizar campeonatos on-line (por não ter muito tempo disponível), pensei em outras propostas para “disseminar o TW” no fórum.
Logo lembrei-me da maravilhosa AAR do Dhanun (que anda sumido), na qual os usuários faziam um roleplaying game no Rome Total War. Eram senadores, que participavam da campanha junto ao Dhanun, votando moções, tornando-se generais, indicando os caminhos. Dhanun era o “mestre”, e indicava as circunstâncias e fazia a transição do que era discutido/votado aqui e o jogo.
Pretendo, neste post, chamar vocês para participarem. Eu seria o mestre, junto ao CK, teria atualizações semanais, batalhas (tanto políticas - entre senadores com opiniões conflitantes e sedentos de poder-, quanto militares). As batalhas nas quais os senadores estivessem envolvidos, nomeados generais pelo senado, devem ser resolvidas pelos mesmos (eu/o CK passaríamos o SAVE).

Assim sendo, preciso da opinião de vocês sobre os seguintes aspectos:

  • Colocaria um MOD? (eu prefiro que seja um jogo no vanilão 1.5, pois é mais fácil todo mundo ter, para jogar o save das batalhas).
  • Se for no Vanilla, seria melhor então escolhermos a facção do Senado, e tratar as famílias romanas como rebeldes.
  • Com um MOD bom, talvez ficasse menos arrastado o jogo (é um turno por semana ±)…
  • A dificuldade (recomendo um H/H, mas vocês que sabem, se ficar muito difícil, abaixaríamos a dificuldade, se ficar muito fácil, jogaríamos no VH/VH, o mais recomendado para o vanilão)
  • Senadores morreriam, mas teriam herdeiros. A cada morte, a “frente” do senador perde alguns apoiadores.
  • AO CONTRÁRIO DA ÚLTIMA VEZ, HÁ UM OBJETIVO NESSA AAR: SE TORNAR O IMPERADOR PELO MAIOR TEMPO POSSÍVEL. Para se tornar Imperador o jogador deve ter grande maioria no Senado, e um apoio maciço tanto do exército (deve ser um ótimo general, com bons traits) quanto do povo.
  • Sugestões?

Explicações mais elaboradas:
Há três eventos por rodada/turno: A apresentação do resultado do turno anterior e a abertura a propostas de intervenção¹. Depois há a votação das propostas². E finalmente há a execução das propostas³. Não deve demorar muito, para não ficar muito arrastada a campanha, então eu estava pensando em dois dias para cada. Assim sendo, seria bom cada senador ter direito a dois posts por evento (¹e ²) na Cúria, sendo livre para postar no resto de “Roma”. Cada jogador tem um dia para batalhar, se estiver no comando de um exército, e passar o save. Se não o-fizer, eu coloco no auto-resolve, mas a fama da batalha iria continuar com o jogador (com uma pequena penalização).
Cada ação dos senadores rendem fama, positiva ou negativa, assim, um senador com muitas vitórias terá uma popularidade grande no senado. A mesma coisa com um senador com boa oratória, ou que governe uma cidade opulenta, ou chave, na República. Essa fama/popularidade seria contabilizada pelo número de senadores que seguem o jogador, e que votariam nas propostas do mesmo. Esse número seria atribuído por mim e pelo CK, numa decisão particular e coerente (se tiverem dúvidas sobre o porque o número baixo/alto, por favor, mandem MP’s pedindo explicações, que explicaremos). As ações dos senadores, então, resumidamente, lhes trariam seguidores (se forem positivas) ou seguidores abandonariam o jogador (se forem negativas).
Claro que qualquer interação entre os senadores humanos (como alianças, bajulações, “subornos”, tentativas de assassinato, etc…) seriam incentivadas, e julgadas por nós.
Uma idéia que tive sobre a longevidade dos Senadores: cada jogador, na verdade, é uma família, assim que o senador morre, seu filho assume (com o número de senadores que o apoiam talvez um pouco inferior, ou superior, depende da situação, do que o pai).

Para criar um nome romano: rumandmonkey.com/widgets/toys/namegen/5679/

O que acharam? Dúvidas? Sugestões?

LISTA DE SENADORES

Consul: Caivs Marivs Lacinvs (Uhtred)
Praetor:
Quaestor:
Aedile:
Senador: Aulus Valerius Hilarius (Hitler)
Senador: Gnaeus Calpurnius Ingenuus (Matheus)
Senador: Avlvs Jvlivs Vervs (Hiryuu)
Senador: Lucius Cornelius Ingenuus (Luck)
Senador: Aulus Claudius Magnus (Magno)
Senador: Aulus Calpurnius Silvanus (Darllan)
Senador: Pvbivs Licinivs Messala (vinicius)
Senador: Gaivs Antonivs Vorenvs (CK)
Senador: Aulus Antonius Silvanus (Sir Allan)
Senador: Decimvs Calpvrnivs Ingenvvs (Adam)

Bona Déa!

Avete, Amice!

  • Bem resta agora esperar a chegada de mais nobres para assentarem as cadeiras da sacra-cúria e inflamar e encandesser os Debates e fomentos em prol de Roma.

Salvete

Gaivs Antonivs Vorenvs

Venho mostrar o meu interesse em assentar uma cadeira no senado

E acho bom no H/H pra noobs como eu xD

[right][pre]Aulus Valerius Hilarius[/pre][/align]

Acham que eu ficaria de fora desse jogo de poder? Senador Gnaeus Calpurnius Ingenuus se apresentado para ser o futuro imperador!

E sobre o jogo, pode ser o Rome vanilla mesmo. Mas o Roma Surrectum 2 seria tentador 8) . Mas acho mais fácil ser o vanilla e pode ser no H/H mesmo.

Avlvs Jvlivs Vervs se apresentando.

Eu quero ser General :smiley:

Aulus Antonius Silvanus

Lucius Cornelius Ingenuus apresentando para os senhores, somos parentes Matheus e.e. Acho que vanilão no VH/VH e a melhor escolha!

lol, somos parentes mesmo! Bem vindo ao senado! Acho que antes mesmo da campanha começar temos um ótimo começo para nossas famílias como aliadas, já que temos o mesmo sangue (e relações fortalecidas pela aliança entre Dinamarca e Novgorod no OAD xD )

Se seguir outras MPS… meio mundo dos senadores vão me odiar ¬¬|
Mas iremos com qual facção romana?

A proposta é ir como o próprio Senado, se for no Vanila… alguma outra sugestão?

Vamos com o senado mesmo :oba Só que o problema é a economia do senado, é como jogar com Siracusa no XGM tu tem dois turnos pra conquistar territórios

Mas senado não presta ‘-’

Opá, claro. Primeira aliança política ja formada :smiley: .
Mas o senado consegue declarar guerra depois de algum tempo contra outras familias romanas? (Julius, Brutus, e Scipios)

Acho melhor dividir os players entre as familias…

tipo eu luck e matheus pra julli
uhtred de senado
hitler de bruti

acho q fica melhor xD
ai nas seções o senado passaria as missões (como no jogo) e vc faria ou não,assim ganhando pontos com o senado ou perdendo xD

Claro que sim… se formos de vannila o mais indicado é ir com o Senado, qlqr coisa eu ja vou deixar no esquema aqui pra jogar com eles.

Bora gnt, aqui tem mais fãs do Rome… Vinicius, Adam, Magno, Darllan, Winchester kd vc’s?

Isso se chama começo do ano…todos desanimados…mas vai rolar mesmo?sem interrupção e tals?

Não há opção de coop no Rome total war. Só um mod meio bugado, mas, como já disse, é muito bugado.
Se fosse no vanila, entraríamos como o Senado e, como senado, podemos declarar guerra ao resto das famílias. Vocês podem dizer se querem começar com as famílias rebeldes ou a itália já tomada =)
Se for em algum mod…

Mod NÃO! no rtw damt trabalho unuca consigo ‘-’

vamos no Vanilla mesmo e.e

Bem dependendo da divisão das frentes dá pra se pensar nisso, se tivermos mais senadores se inscrevendo o ideal é começar coma itália ja unificada e pacificada assim ficaria melhor para os GM’s delegarem funções e cargos dentro do game para os senadores dando assim mais dinamismo e realidade a brincadeira.