Call of Duty: Black Ops 3

A Activision deu a conhecer, através do site oficial oficial da franquia, os primeiros pormenores sobre Call of Duty: Black Ops 3, revelando as indicações iniciais sobre o contexto narrativo e os modos de jogo presentes na obra.

“Call of Duty: Black Ops 3 será o primeiro título da aclamada série (tradução literal do original) Black Ops para a nova geração de hardware.”. O título “colocará os jogadores num sombrio e retorcido futuro onde uma nova linhagem de soldados Black Ops emerge e difusa se torna a linha entre a nossa própria humanidade e a tecnologia criada para nos fazer avançar, num mundo onde a robótica militar de vanguarda define os conflitos.”.

Três serão os modos centrais de jogo a apresentar pela obra, incluindo o regresso de Zombies, o cooperativo caído nas boas graças dos fãs da série. “Com 3 modos de jogo únicos, Campanha, Multijogador e Zombies, providenciaremos os fãs da série com o mais profundo e ambicioso Call of Duty feito.”.

Como já antes referido, dia 26 de abril teremos uma explanação mais detalhada sobre o próximo passo da mais afamada franquia da Activision.

fonte: pt.videogamer.com/xboxone/call_o … uturo.html

Revelados detalhes acerca da história e zombies em Black Ops 3

[web 100%,700]http://pt.ign.com/call-of-duty-black-ops-3/15736/news/revelados-detalhes-acerca-da-historia-e-zombies-em[/web]

Nunca fui muito fã de FPS, ainda mais que nos titulos recentes, falta uma imersão na questão da história, só tendo um pano de fundo para matar, matar e matar mais. Não deixa de ser divertido, mas acho que é um gênero saturado por “mais do mesmo”.

BF tentou dar uma variada com Hardline, bom vamos ver né.

Eu sou fã da serie, apesar do últimos títulos terem de deixado a desejar… pra mim tanto o BO 1 qnto o 2 são os melhores jogos da franquia no quesito campanha, a historia e o enredo são sensacionais! Sempre ao final de cada missão vc sempre fica com vontade de continuar e ver até onde aquilo vai dar, torço pra que os caras não errem a mão com esse 3.

A Treyarch é a única que confio pros CoDs hoje em dia. A campanha sempre é bem bolada e no multiplayer sempre é buscado o balanceamento (embora às vezes seja um pouco irritante :stuck_out_tongue:). Mas se seguirem a tendência dos CoDs de nova geração, cof… cof… 35GB… cof…, só vou poder aproveitar o jogo por YouTube. :frowning:

5 coisas que “Call of Duty” deve ter para voltar a ser o maior jogo de tiro

Sequência para o “Call of Duty” que é o mais vendido da história e um dos mais amados pelos fãs da série, o recém-confirmado “Black Ops III” terá a grande responsabilidade de superá-lo quando for lançado no fim do ano.

Em tempos de queda nas vendas da franquia, a Treyarch tentará emplacar mais uma vez a sua trama militar que cobre eventos ocorridos em diversos pontos da história.

Os detalhes sobre “Black Ops III” ainda são escassos, mas enquanto a Activision prepara o grande anúncio para o próximo dia 26 de abril, pensamos em uma lista de coisas que o game precisa fazer para voltar a ser o melhor jogo de tiro em um mundo pós-“Titanfall” e “Destiny”.

1. Manter os avanços tecnológicos de “Advanced Warfare”

Em 2014, a Sledgehammer Games conseguiu pontuar a primeira evolução real da fórmula de “Call of Duty” com “Advanced Warfare”.

Estrelado por supersoldados munidos de exoesqueletos e armas futuristas, o jogo ganhou um ritmo mais ágil e inteligente tanto na campanha, quanto no multiplayer. Saltos muito altos transformaram os estágios em campos de batalha verticalizados nos quais ficar parado não é uma opção.

Há pistas de que “Black Ops III” irá ainda mais longe no futuro, então é de se esperar que o game dê prosseguimento a essa trajetória. Voltar para a lentidão de um “Ghosts” após sair de “Advanced Warfare” seria muito decepcionante.

2. Trazer de volta a campanha com escolhas

O maior diferencial da campanha de “Black Ops II” em relação aos outros “Call of Duty” era o sistema que dava aos jogadores o direito de realizar escolhas e ditar o rumo da trama de acordo com suas vontades.

Isso precisa voltar.

Por melhor que seja a atuação de Kevin Spacey em “Advanced Warfare”, a grandiosidade da campanha do game perde todo o seu impacto com um fim que descaracteriza os personagens.

Com diferentes opções de finais, as chances da narrativa satisfazer os fãs são muito mais altas, já que as escolhas do protagonista estariam registradas e poderiam ser refletidas em sua personalidade.

3. Simplificar as opções de personalização

Ao invés de exagerar na quantidade de opções de personalização presentes para os guerreiros do multiplayer, “Black Ops III” deve encontrar outras maneiras de satisfazer seus fãs mais assíduos.

O número de variáveis dos ‘loadouts’ de “Advanced Warfare” alienavam jogadores que só queriam dar uns tiros de vez em quando. Era normal encontrar pessoas que sequer saíam das configurações iniciais porque sentiam-se intimidadas pelas montanhas de menus.

Investir pesado em opções cosméticas é legal - mas mantenha as seleções de armas e equipamento leves e de fácil compreensão.

4. Marcar a volta dos zumbis do primeiro “Black Ops”

Surpreendentemente popular no primeiro “Black Ops”, o modo Zumbi - ou algo parecido - já virou tradição na série “Call of Duty”.

Até agora, porém, nenhum outro game conseguiu fazê-lo tão bem quanto o original.

Enquanto o modo Zumbi de “Black Ops” era uma experiência mais concisa, focada na sobrevivência em mapas pequenos, “Black Ops II” exagerou no fator complexidade. Mapas ficaram grandes e complicados demais, o ritmo ficou muito lento e os jogadores eram obrigados a pensar em coisas demais ao mesmo tempo.

5. Arriscar mais na campanha

O ponto mais alto do modo história de “Advanced Warfare” é uma engenhosa missão de espionagem na qual o jogador deve infiltrar uma mansão em um grande estágio aberto.

Na tela, o protagonista não realiza saltos fantásticos nem causa explosões incríveis - mas esse é o ponto do game que mais dá poder ao jogador. Ele tem liberdade para escolher caminhos e bolar diferentes estratégias, e isso diverte muito.

Ao invés de mais uma vez tentar inovar no espetáculo, “Black Ops III” deveria dar um passo para trás e se focar na diversão. Uma missão diferente e criativa, mas calma, é muito mais satisfatória do que uma corrida explosiva através de um corredor. E disso a série já teve o suficiente.

[BBvideo 640,400]http://www.youtube.com/watch?v=A7Tx9k0C7Ic[/BBvideo]

fonte: jogos.uol.com.br/ultimas-noticia … e-tiro.htm

Se manter o nível já fica melhor que Titanfall mas acho as opiniões boas linhas de raciocínio.

Vou deixar aqui muitas infos sobre o jogo pra vc’s ;/

Novo teaser de CoD: Black Ops III destaca vestíveis, implantes cerebrais e soldados biônicos

[BBvideo 640,400]http://www.youtube.com/watch?v=Bfr053KdD6w[/BBvideo]

A Activision, em parceria com a produtora Treyarch, divulgou hoje um novo teaser trailer de “Call of Duty: Black Ops III”. As cenas não mostram os clássicos tiroteios frenéticos da franquia, mas explicam mais da temática do próximo jogo.

Tudo vai girar em torno do avanço exponencial da tecnologia e seu mau uso no cotidiano dos humanos, incluindo equipamentos vestíveis super modernos, implantes cerebrais que podem interligar os pensamentos de várias pessoas ao mesmo tempo, e soldados biônicos, transformados em verdadeira máquinas de guerra.

“CoD: Black Ops III” ainda não tem plataformas e data de lançamento confirmadas. O anúncio oficial de revelação vai acontecer em 26 de abril.

fonte: adrenaline.uol.com.br/games/vide … nicos.html

Uma mistura de vários jogos - confira o primeiro trailer de Call of Duty: Black Ops III

Se o último jogo da série anual da Actvision, Call of Duty: Advanced Warfare, já misturou vários jogos e conseguiu ser melhor recebido que seu antecessor Call of Duty: Ghosts, o mais certo seria que a empresa manteria o padrão.

Enquanto muitos fãs esperavam que a Treyarch fizesse uma continuação para World at War, eles tiveram que se contentar com a continuação de outra série, que também é bastante aguardada, que é Black Ops.

Mas dessa vez nada de Guerra Fria ou pequenas passagens por ela, a Activision parece determinada a aproveitar ao máximo as guerras futurísticas e o primeiro trailer de Black Ops III mostra muito bem isso e claro misturando muitos jogos. Confira o trailer:

[BBvideo 640,400]http://www.youtube.com/watch?v=58Pspqx0XGs[/BBvideo]

Call of Duty: Black Ops III será lançamento dia 06 de novembro para PC, PS4 e Xbox One. Quem fizer a pré-compra do jogo terá acesso a uma versão beta do modo multiplayer, embora ainda não tenha uma data definida.

fonte: tribogamer.com/

Confira os requisitos mínimos de Call of Duty: Black Ops III

A Treyarch liberou o primeiro trailer de Call of Duty: Black Ops III hoje e aproveitou a oportunidade para revelar os requisitos mínimos para rodar o jogo.

Em entrevista ao site GameSpot a Treyarch disse que desta vez está colocando uma maior ênfase no bom desempenho e estabilidade do PC, e por isso que está confiante em revelar os requisitos mínimos tão cedo. Segundo ela, o objetivo é garantir muitas opções em recursos para jogadores com plataformas poderosas, além de oferecer uma grande experiência para os jogadores com PCs menos poderosos.

As especificações recomendadas para obter o maior desempenho ainda não foram divulgadas e nem o espaço que o jogo irá ocupar no disco rígido, o que faz sentido, considerando que o jogo ainda não está terminado.

Os requisitos mínimos para rodar Black Ops III no PC são os seguintes:

  • Sistema operacional: Windows 7 64-Bit / Windows 8 64-Bit / Windows 8.1 64-Bit

  • Processador: Core i3-530 2.93 GHz / Phenom II X4 810 2.60 GHz

  • Memória: 6 GB

  • Placa de Vídeo: GeForce GTX 470 1GB / Radeon HD 6970 1GB

  • DirectX: Versão 11

  • Rede: Conexão de banda larga à Internet

  • Placa de som: compatível com DirectX

fonte: tribogamer.com/

Essas porcarias futuristas realmente não me agradam. Até os Modern Warfare com todos os seus defeitos e facilidade de jogo foram muito superiores ao Advanced Warfare e provavelmente, serão superiores a esse Black Ops III. Deveriam utilizar toda a tecnologia que tem para fazer jogos decentes como faziam antigamente, com a WW2 ou o Vietnam de tema…

Cara o AW foi bem recebido, tanto pela critica como tmbm pelos fãs…
Eu particularmente não vejo, pelo menos agora mais nicho pra FPS nos moldes que tínhamos a 10, 12 anos atrás. Pra mim os caras tem que buscar inovar, e nesse quesito a serie de títulos BO é melhor dentre todas, basta ver os implementos que esse trouxe a serie; inclusive postei uma matéria falando nisso a alguns post’s atrás.

Confira o trailer do multiplayer de Call of Duty: Black Ops 3

Durante a conferência da Sony na E3 2015 foi liberado o primeiro trailer do mjodo multiplayer de Call of Duty: Black Ops 3. A Sony anunciou ainda que fez um acordo com a Activision para garantir que os DLCs do jogo estejam disponíveis primeiro no PlayStation 4 e PlayStation 3. Antes os DLCs eram lançados primeiro nos consoles da Microsoft.

Foi divulgado ainda que uma fase beta de Black Ops III estará disponível no PlayStation 4 em agosto antes de todas as plataformas. Ainda não fi divulgado se haverá e quando será uma possível fase beta para Xbox One e PC, mas é possível que isso seja revelado em breve. Confira o trailer de anúncio:

[BBvideo 640,400]http://www.youtube.com/watch?v=SseJEiaw6gk[/BBvideo]

via: eurogamer.pt/

Ainda estou no aguardo de um simulador de guerra que realmente simule todo o preparo de uma missão, desde o treinamento até o ato, isso sim pra mim seria uma inovação. ArmA 3 é um dos melhores, mas tem inúmeras falhas.

Sinceramente os FPS só se resumem em você ser um fodão, com uma história rasa, eu acho legal a teoria mas era algo que devia mudar com o tempo.

Claro, estou falando da minha experiência, não joguei nenhum BO por falta de interesse, mas vamos ver como se sai.

Sei lá quero ver como vai ser a parte de campanha, pra mim o grande diferencial do BO pra os demais títulos foi a parte de SP. Esse video do Mp pra mim é apenas uma síntese do que já temos com o AW, CoD hj em dia nem de longe lembra os seus dias gloriosos.

Isso ai ta mais pra Crysis do que pra CoD, Super força, super salto, invisibilidade?..

Concordo com vc ;/

Vendo que vai ser esse futurismo mesmo, mais um pra riscar da lista :wink:

Existe COD com tema Vietnam?

Cod Não tem, mas tem um BF, o Bad Company 2 tem uma DLC do vietnam.

É que eu jogo esses pelo Xbox :frowning:

Acabei de lembrar que BO I tem umas missões no Vietnam tmbm.

Multiplayer de “Black Ops 3” quer dar maior foco à escolha de jogadores

[web 100%,700]http://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2015/06/19/e3-multiplayer-de-black-ops-3-quer-dar-maior-foco-a-escolha-de-jogadores.htm#fotoNav=2[/web]

via: jogos.uol.com.br/ultimas-noticia … #fotoNav=2

E3: Multiplayer de “Black Ops 3” quer dar maior foco à escolha de jogadores

via: jogos.uol.com.br/ultimas-noticia … adores.htm

[web 100%,700]http://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2015/06/19/e3-multiplayer-de-black-ops-3-quer-dar-maior-foco-a-escolha-de-jogadores.htm[/web]

Modo zumbi de “Black Ops III” será revelado durante feira Comic-Con

[web 100%,700]http://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2015/06/26/modo-zumbi-de-black-ops-iii-sera-revelado-durante-feira-comic-con.htm[/web]

via: jogos.uol.com.br/ultimas-noticia … ic-con.htm

Engine de COD ainda é usada para fazer Black Ops 3

É isso mesmo que você entendeu: Black Ops 3, novo título de uma das franquias mais bem-sucedidas da história dos video games, foi desenvolvido usando a mesma engine utilizada para dar vida ao longínquo Call of Duty, seu antepassado natural.

A maioria dos gamers sabe que Call of Duty foi feito usando o motor id Tech 3, famoso por ter gerado também o clássico Quake 3: Arena. O que pouca gente leva em conta é que uma engine não é apenas um sistema estático para criar jogos, mas sim um processo complexo que vai sendo adaptado às novas tecnologias para fornecer sempre melhores gráficos, física, jogabilidade etc.

Exatamente por causa dessas revisões e upgrades feitos em um desses softwares que é complicado afirmar que exista de fato uma “engine do COD”. De lá para cá, praticamente tudo foi alterado, e a própria ideia de que ainda exista alguma linha de código de Quake 3: Arena perdida no meio de tanta informação nesse framework é encarada com muito ceticismo, apesar de não ser impossível.

Afinal, o que é uma engine?

De acordo com Dan Bunting, diretor de multiplayer de Black Ops 3, “Engines de games são interessantes, pois as pessoas costumam falar delas como se fossem um produto singular sobre o qual o jogo é desenvolvido. Na verdade, elas são coleções de tecnologias que possuem uma arquitetura bem básica e fundamental”. É claro que o núcleo de tudo é feito sobre a arquitetura original desse motor, mas devemos entender que todos os jogos que estão no mercado hoje foram construídos a partir de uma linhagem de recursos que vem sendo desenvolvida há muito tempo através de softwares anteriores e inferiores.

A complexidade desses sistemas vai longe, bastando notarmos que, para cada título da franquia Call of Duty, incluindo as séries spin off Modern Warfare e Black Ops, houve uma melhoria grandiosa nessa engine. A variação é tanta que, na verdade, podemos considerar que cada pequeno componente de um jogo é desenvolvido por um motor diferente, específico para aquela aplicação. A junção de todas essas tecnologias criadas ou melhoradas por um estúdio desenvolvedor de games é o que se pode chamar popularmente de “engine”.

Criando novidades

Para se ter uma ideia do que como essa “evolução” funciona, podemos pegar como exemplo o próprio Black Ops 3 e as mudanças que tiveram que ser feitas em sua engine a partir do que foi utilizado na criação de Black Ops 2. Além do motor de gráficos ter sido totalmente renovado, incluindo todo o sistema de renderização, o modo como a inteligência artificial do jogo funciona também foi refeito para fazer jus à nova geração de consoles, muito mais inteligente e realista.

Tudo é criado com muito cuidado e com muita atenção aos detalhes para que o produto final seja o melhor possível, incluindo a capacidade de resposta de um jogo que depende de escalas de milissegundos. Apenas assim é possível agradar `qas legiões de fãs superexigentes que estão sempre de olho naquilo que é feito pelas empresas desenvolvedoras de jogos de video game.

Enfim, podem ficar tranquilos! Black Ops 3 tem lançamento previsto para 6 de novembro de 2015 e deve suprir todas as expectativas, mesmo sendo feito com uma engine de origem tão antiga. Afinal, com toda a modernização e tecnologia envolvidas nesse processo, só temos a ganhar com tanta experiência acumulada.

fonte: bj.com.br/noticias/engine-co … 812198.htm