Casamata de Stanislau Dmitrievitch Abramov

[tab=30]Stanislau,que estava a descansar em sua poltrona,percebe que havia uma pessoa na porta e quando foi atende-lá descobriu que era a esposa de Yuri Leonov,o atual gerente da CDLV,rapidamente ele percebe o clima sombrio que ela trazia e a convida para entrar.
[tab=30]Após uma xícara de chá a Senhora Leonov tinha finalmente se acalmado e falou que seu marido tinha saído hoje cedo para trabalhar e não retornou a noite,e quando ela foi procura-lo na empresa ela descobriu que ele sequer tinha ido trabalhar,e assim,ela ficou extremamente preocupada pois os ataques ontem a noite tinha assustado a todos,e ela pensava que os mesmos atacantes de ontem o tinham sequestrado pela sua importância para a empresa.Logo,Stanislau acalma ela e a leva para o sofá,onda ela acaba dormindo de cansaço,e sem hesitar,Stanislau parte para a CDLV para procurar pistas sobre o que realmente ocorreu.

[tab=30]Durante a manhã,o espião de codinome Orgulho avista Stanislau sair junto com uma mulher de sua casamata,a mulher parecia bastante chocada e chorava muito nos ombros de Stanislau.Com a saída deles,Orgulho facilmente invade a casa,já que Stanislau provavelmente nunca investiu na segurança da mesma pensando em quem roubaria os objetos humildes que lá havia,mas após um pouco de procura e encontrada um cordão de chaves em uma gaveta,e assim,cuidadosamente,Orgulho marca a forma das chaves em um estojo de tinta,sempre limpando-as após o processo,e com o término da ação,foram totalizadas três chaves.Com seu objetivo completo,Orgulho saí da casamata a deixando-a no mesmo estado de antes,e parte para o esconderijo informar o que conseguiu para seus camaradas.

Um mensageiro sobre uma bicicleta se esgueira da habitação hesitante, deixando logo a correspondência.

[tab=30]Stanislau,que estava extremamente ocupado nos últimos dias,acabou por esquecer de checar se havia correspondência por 2 dias,indo então olhar se havia chegado alguma carta e descobrindo que havia sido convidado pelo chefão da máfia Salvatore para se encontrar com o mesmo em seu sobrado.Inicialmente,Stanislau estranhou a chegada da carta,pois não havia nenhum envolvimento com o homem ou com os “negócios” dele,mas decide ir ao encontro,visto que poderia ser uma ameaça a sua presença no local,ou talvez a CDLV,a principal fonte de lucro para ele.Logo,ele pega seu uniforme padrão de capitão da armada,para mostrar aos mafiosos que era um homem da lei,coloca em seu coldre o revólver Willer Whitesnake .45 Edição Imperial,entregado pela Armada e colocar Balans,uma espada de origem russa fabricada com aço Damasco que foi herdada de seu pai escondida em seu casaco,partindo assim para o sobrado de Luciano para saber de suas intenções com Stanislau.

Uma carta chega à residência:

[tab=30]Stanislau chega em sua casamata,que não via há dias,e retira seu traje militar da Armada,indo imediatamente tomar um banho em sua banheira enquanto lia a nova edição do jornal,que havia comprado no caminho para casa.

[tab=30]Pela tarde,cinco carroças chegam a casamata do Almirante Abramov,retirando todos os pertences da mesma,incluindo o canhão que era mais uma relíquia do que uma arma e os empacotando em caixotes,os levando imediatamente em direção ao porto para serem levados para Áquila.