[CG2] Sala de Conferências

Saudo-vos, Líderes.

Declaro aberta a Sala de Conferências para os participantes do MP Cachorro Grande 2.0. Este espaço é reservado para a discussões e debates de cunho político, diplomático e econômico.

Regras da Sala de Conferencias

  • Os posts deverão ser Padronizados, contendo: Brasão/bandeira/símbolo do seu Estado centralizado; Suas propostas/idéias expostas no idioma culto da língua portuguesa; nome do/dos representantes(s) diplomático(s) ou do soberano como signatários da carta como o modelo abaixo.

  • Não é permitido bate-papo, piadinhas e quaisquer assunto fora do contexto.

  • Os tratados podem e devem ser discutidos aqui, mas selados em tópico próprio, que será indexado à lista de tratados criado pelo GM Pontius Pilatus (ele se encarregará de indexar os tratados. Tratados expostos aqui não possuem validade até serem selados em tópico próprio.

  • Para responder à carta de algum jogador específico é necessário citá-la em [quot]

  • Entrem no espírito da era Moderna! Procurem realmente interpretar os representantes diplomáticos e os soberanos, expondo sua fé religiosa, suas convicções políticas etc etc

  • Este espaço é exclusivo para os participantes do Cachorro Grande 2.0. Post que qualquer outro usuário serão sumariamente apagados.


Modelo de Post Para Discussão:

Em nome de [Título e/ou nome do Soberano]

[Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta][Texto da carta]

[nome do representante diplomático ou do soberano(caso seja uma mensagem mui importante)]

El Rey Henrique III, Rey de Castela e León, da dinastia de Trastâmara

Em nome do Rei Henrique III, da gloriosa dinastia de Trastâmara, eu Juan Jimenez d’ Aguiar venho sob ordens diretas do Rei, protestar contra uma das cláusulas do Tratado de Trento.
A 4º Clausula refere-se ao território de Malta como sendo reconhecido pelo Reino de Milão como território Austríaco, mas que autoridade os Milaneses e os Austríacos julgam ter sobre Malta? A ilha de malta devido as proximidades culturais deve ser de posse do glorioso Reino de Castela.
Meu Rei pede gentilmente que Malta seja reconhecida como território Castelhano, a coroa espera uma resposta brevemente.

Juan Jimenez d’ Aguiar

[IN Game]
A ilha de malta tem uma cultura q pertence ao mesmos grupo da castillan, portuguese, catalan, galician, andalusian, portanto nada mais justo do que malta estar sobre controle de castela.

Lost Ark, Supremo Líder Minguiano, do alto das suas atribuições e responsabilidades para com TODO o povo da Ásia, determina:

1 - A religião oficial é o Confucionismo;

2 - A soberania dos povos organizados em grandes nações é aceitável contanto que se atente para o item 1;

3 - Ming dará todo o apoio para que grandes nações, baseadas no Confucionismo, floreçam.

E tenho dito.

[EDIT: Lost, utilize o nome do monarca atual do reino MIng]

Em nome de de Bayezid I Osmali, Sultão dos Otomanos, Senhor dos Sérvios e Bósnios.

O Sultão Otomano endossa o protesto do rei castelhano Henrique III no que tange o Tratado de Trento, firmado entre os reinos de Milão e Áustria. A ilha de malta se põe de maneira estratégica também para Mehemet I. Situado às margens de sua natural área de influência, o Al-Magreb, o enviado do Profeta, Osmanli, vê com maus olhos este tratado entre ambas cristãs coroas. Endossa também negociações prévias com o soberano castelhano, sobre tal território, deveras importantes para futuras negociações tendo em vista a estabilidade da região.

Mohamed Al-Zayin, Alto conselheiro do Sultanato Otomano para os reinos cristãos.

Em nome do shogun Norimiechi Minamoto.
O shogun pede ajuda e uma possivel aliança com Ming, para ajuda-lo a unificar o japão.
Como pedido de Ming o shogun se compromete o maximo possivel a tornar oficial a religião do confusionismo.
Outros acordos poderam ser realizados no decorrer dos anos.

Att Jonathan, ministro das relações exteriores.

Maison capétienne de Valois Armoiries du roi Charles VI de France
[i]

Prezado Monsieur Juan Jimenez d’ Aguiar,

Fui enviado por El Roi Charles IV de France, da dinastia de Valois, para prestar solidariedade à causa da corte castelhana. A corte francesa NÃO reconhece a legalidade do Tratado de Trento no que tange a soberania austríaca na Ilha de Malta (IV Cláusula) e mostra-se ressentida pelo caráter secreto contido na Cláusula V.

Além disso, vemos com maus olhos o caráter tirânico presente na bárbara divisão austro-milanesa do povo suíço.

Assim, eu, Agnan Chevalier, fiel súdito de Charles VI, peço, encarecidamente, que o monsieur Juan Jimenez d’Aguiar leve à corte castelhana palavras amistosas e um convite para nos visitar em Paris.

Cordialmente,

Agnan Chevalier
[/i]
Prezado Agnan Chevalier

El Rey Henrique III da gloriosa dinastia de Trastâmara, agradece a solidariedade da corte francesa perante nossa causa.
El Rey Henrique III aceita o convite para visitar Paris, e manda-lhe uma questão trivial: Estariam os Franceses interessados em uma aliança entre nossos reinos? Meu Rei espera que a proposta seja aceita pelo glorioso Rei da França Charles VI.

Juan Jimenez d’ Aguiar

[attachment=1181:Delhi.jpg]
O grandioso Sultão Nusrat Shah Thugluqid, senhor de Delhi, envia este humilde servo à presença de sua majestade Bayezid I Osmanli, Sultão do Império Otomano com a seguinte missiva:
    Nossos generais, em guerra contra a nômade tribo bárbara dos Timúridas, ouviram histórias sobre um povo de além, um povo irmão de fé que, como o nosso, acredita em Allah e segue . fielmente as leis do profeta Mohammed. Um povo guerreiro, guiado por um líder sábio e protetor de seus irmãos muçulmanos. 

    Embora nossos povos nunca tenham tomado conhecimento uns dos outros, nossa fé em Allah nos une, e por esta razão nosso mui estimado senhor sugere um aliança de fé contra os opressores Timúridas e quaisquer outros povos que reneguem Allah como senhor único e verdadeiro, criador de todas as coisas. É nosso dever espalhar a fé em Allah através dos povos infiéis.

Que a fúria de Allah caia sobre os infiéis que não aceitarem nossa força. 

Sayyid Khidr Lohia, mensageiro oficial do sultanato de Delhi

[i]Prezado, Jimenez d’ Aguiar, tendo em vista, que a 4° cláusula do acordo entre nossa nação e a de Milão é incoveniente ao seu reino, eu discordo completamente, podes argumentar que a população de lá é majoritariamente Castelhana, mas o território maltês pertence ao Reino da Sicília, estando assim ao alcançe de qualquer um que se despuzer, se assim for lhe conveniente, tomar posse. Soube também por fontes, que o os franceses, bajulam o seu senhor, afirmo que, eles querem tanto Malta quanto nós, mas acredito que agora, eles tem problemas maiores ao norte.

Lacto, representante estrangeiro austríaco.[/i]

Prezado Lacto

El Rey Henrique III da gloriosa dinastia de Trastâmara, julga que a atitude de vosso monarca perante a causa castelhana só levara a agitações na Europa, meu Rei vê com bons olhos o povo austríaco, mas isso não impedira que providencias menos ortodoxas sejam tomadas.
El Rey Henrique III da gloriosa dinastia de Trastâmara, Rey de Castela e León pela graça de Deus, não deixara nenhum castelhano sobre julgo de outra coroa senão a Castelhana.

Juan Jimenez d’ Aguiar

[i]Juan Jimenez d’ Aguiar, levando em consideração a relutância da sua coroa a aceitar a 4° cláusula do Tratado de Trento, não vejo outra alternativa, se não competir pelo território Maltês, a não ser que tenhas outras alternativas, que convençam a mim e a minha coroa.

Lacto, representante estrangeiro austríaco.[/i]

Prezado Lacto

El Rey Henrique III da gloriosa dinastia de Trastâmara, Rey de Castela e León pela graça de Deus, sugere que encontremos um termo financeiro que seja favorável para ambas as partes. Meu Rei espera que vossa coroa tome a decisão correta.

Juan Jimenez d’ Aguiar

Juan Jimenez d’Aguiar, estou disposto a comparecer na cidade de Toledo em seu país para tentarmos firmar um acordo. Sou bem-vindo?

[size=67]Aos reinos de: Novgorod e Ordem Teutônica[/size]

[i] É com grande honra que me dirigo aos dois vizinhos regionais da Suécia, a Ordem Teutônica e o reino ortodoxo de Novgorod.
Todos nós somos cristãos, e nossa fé nos une, sendo filhos do mesmo Pai embora venerando santos diferentes. Já faz um tempo que o reino da Suécia está sob domínio do rei da dinamarca, e venho tratatar cada um de cada forma:

• Ao reino de Novgorod: Nós, patriotas suecos, desejamos nada mais que a liberdade dos opressores dinamarqueses. Me dirigindo ao monarca novgorodiano [?] e ao estado ortodoxo, irmãos de fé, venho-os propor uma aliança. A Suécia necessita de um aliado em potencial para auxiliar nas batalhas de libertação, e por isso venho atrás da figura do reino de Novgorod pedindo auxílio e proteção à região da Finlândia. Também é desejo nosso que, após a libertação, pedimos vosso rei admita a nossa hegemonia na Escandinávia, logo permitindo-nos de exercer nossa soberania na mesma região. Em troca, o reino da Suécia, assim como seu próximo rei, prometem auxílio militar e econômico, tais como a admiração, o respeito e o reconhecimento da soberania de Novgorod em toda a Rússia. Ansiamos pela resposta.

• A Ordem Teutônica: Bravos irmãos, vieram de tão longe as terras que lhe foram doadas! Damo-lhes as boas vindas à região do Báltico. Vosso reino é um dos mais poderosos em todo o Sacro Império Romano Germânico, e nós não tardaremos a reconhecer sua soberania na alemanha, tanto quanto auxiliá-los ao máximo a exercer sua soberania em tal região. Todavia, viemos com um pedido fraco: ajude-nos a combater os invasores dinamarqueses e aliados, seja com navios, seja com soldados. Quando nos vermos livres da opressão dinamarquesa. Sua participação de suma importância.

De tal modo, esperamos o melhor de nossos vizinhos em potencial.

Adamastor, líder do movimento liberal sueco.[/i]

Quem sou eu para falar alguma coisa à alguém…

[i]Prezado Adamastor, isso é um assunto que deves resolver com o Reino de Milão, tendo em vista que os pequenos reinos da península itálica serão tragados por eles, não pela nossa coroa. Mas quero acima de tudo deixar claro aqui, que firmamos um tratado, e minha coroa reconheceu toda península como de influência milanesa, dito isto apoio meu colega em toda decisão de anexar países vizinhos que estejam dentro de sua aréa de influência pelo Tratado de Trento. Recebo com bastante carinho que seu reino reconheça a nossa soberania na Alemanha.

Lacto, representante estrangeiro austríaco. [/i]

Prezado Lacto

El Rey Henrique III da gloriosa dinastia de Trastâmara, Rey de Castela e León pela graça de Deus aguarda sua visita a nossa capital, será servido um grande banquete em vossa homenagem e a seu soberano.

Juan Jimenez d’ Aguiar

O reino de Milão fez um acordo com a Áustria em qual vocês podem discutir mas Milão e a Áustria gostaremos de algo em troca caso o reino de Castela consiga Malta afinal o atual dono da região é a sicilia um povo italiano se quiser algo em troca então por isso proponho uma reunião aqui na cidade de milão, convidando a Áustria e Castela para discutirmos sobre o futuro de Malta.

Kamaleao, representante do reino de Milão.