Cidade Imperial de Firgen

Firgen teve sua origem na antiga Vila de Draco, localizada na Passagem de Drake, ao sopé da Cadeia de Montanhas Dracônia e das Montanhas Azuis. Fundada a mais de 100 anos pelo explorador Alexander Drake que, desejoso de servir ao governo gesebiano, iniciou uma expedição para mapear a cadeia de montanhas ao oeste de Gesébia. Encontrou uma passagem ao norte e outra ao sul, ambas utilizáveis, mas dificultosas devido ao terreno acidentado. Já ao centro da cadeia de montanhas, uma passagem muito mais fácil, que o levou até um amplo deserto, que se estende ao longo do quanto se consegue avistar. Ele chamou este passo, entre as duas cadeias de montanhas, de Passagem de Drake.
Porém, enquanto iniciava a exploração do grande deserto, Drake teve contato com tribos bárbaras, de homens com olhos amendoados, que cavalgavam cavalos e ainda usavam arcos. Um mensageiro foi enviado ao governo da época, avisando das descobertas e dos “bárbaros” hostis. Porém, não houve tempo para os reforços chegarem, e Drake teve que tomar uma decisão drástica: para impedir a invasão, recuou até a passagem que havia descoberto e, com pouco mais de 100 homens, montou barricadas e armadilhas através de toda a passagem. Houve muitas baixas, mas conseguiu conter os invasores até a chegada do exército, que por fim expulsaram os bárbaros de volta às quentes areias do deserto, agora chamado de Terras Desconhecidas. Por sua bravura, foi-lhe concedido o domínio e a honra de defender estas terras por ele descobertas, e assim ele fundou uma pequena vila com seus companheiros sobreviventes, e mandou buscar suas famílias. Esta vila ficou conhecida como Draco.
Durante os anos seguintes, a vila prosperou lentamente, recebendo imigrantes de tempos em tempos. Em homenagem ao fundador, e herói local, muitas famílias adotaram sobrenomes relacionados à dragões, ou nomeiam seus filhos com variações do nome do fundador. Um ponto de interesse é o antigo forte, construído logo após a concessão das terras a Sir Drake, hoje em ruínas. Em virtude de servir como cidade/fortaleza do Império Gesebiano, sempre vigiu em Firgen a Lei de Drake, de sempre estar preparado caso haja uma nova invasão, de forma que o treinamento com armas ao menos uma vez por semana é obrigatório.