[CK3] Storie da Milano

,

Crusader Kings III

Storie da Milano

Apresentação

O Jogo: Crusader Kings III é a terceira versão do simulador de dinastia medieval da Paradox Interactive, um mix de RPG, Grand Strategy e gerenciador de nação, onde o jogador assume o papel de um nobre entre 867 e 1453 e deve gerenciar seus domínios, ao mesmo tempo que espalha sua dinastia e enfrenta ameaças ao seu feudo e sua família.

Objetivo: Conquistar uma posição de destaque entre as dinastias existentes, seguindo ao máximo as características dos personagens.

Dificuldade: Normal

Opções: Padrão

StartDate: 867

Personagem: Conde Alberico de Milano, da Lombardia

3 Curtidas

Crusader Kings III

Storie da Milano

Capítulo 001
Um início complicado

 Após muitos anos sob o jugo de senhores estrangeiros, o condado da Lombardia viu um novo senhor ascender ao poder.

 Alberico de Milano, um jovem e influente comerciante da cidade de Milano, foi reconhecido como o mais capaz da região, e recebeu o título de Conde, e com ele a incumbência de administrar não somente o condado da Lombardia, mas também o condado de Como.

 Sendo um dos poucos Condes vassalos diretos do Rei Louis II da Itália, logo tornou-se claro que o objetivo de Alberico seria trazer glória à Casa Milano. Mas está não seria uma missão simples.

4

 Apesar de bem-quisto por sua esposa Delinda e suas duas jovens filhas, Ermenegilda e Eugenia, sua conhecida Teimosia e os não tão conhecidos hábitos Luxuriosos fazem com que parte da população possua desagravos com o jovem Conde.

 Por outro lado, seu histórico como comerciante Confiável e Parcimonioso faz com muitos também vejam com bons olhos a escolha do Rei.

5

 Mas os Prefeitos Giorgio de Monza, na Lombardia, e Aleramo de Bellinzona, em Como, ainda não aceitam totalmente o novo Conde.

 O mesmo também pode ser dito dos membros do Conselho, onde apenas o Marechal Lamberto parece confiar nas capacidades de Alberico.

 Conquistar a confiança de todos, enquanto também tenta agradar ao Rei, poderá ser um grande desafio ao Conde Alberico da Lombardia e de Como, da Casa Milano, Primeiro de Seu Nome.

4 Curtidas

Crusader Kings III

Storie da Milano

Capítulo 002
Bruxarias e Amores

 Já conhecido por suas habilidades como comerciante, mas agora tendo dois condados para administrar, o jovem Alberico procurou os melhores tutores da região para que lhe ensinassem os meandros de como trazer prosperidade aos seus novos domínios.

 Um dos principais problemas de Alberico era que, por suas fraquezas de caráter, o Bispo Iarncant se negava a reconhecê-lo como Conde de jure da Lombardia. Como forma de tentar agradar ao bispo, o jovem conde promoveu-o ao cargo de Médico da Corte, esperando que fosse perdoado no futuro.

 Mas os problemas de Alberico logo se mostrariam além das fronteiras da Lombardia, quando, nem havendo findado o mês de julho de 867, uma carta vinda do Príncipe-Bispo Benedictus de Cremona deixava claro que sua “fama” o condenava mesmo em outras terras.

 Apesar de acreditar que tal fosse conluio do Prefeito Aleramo, Chanceler da Corte, Alberico tomou a carta como ofensa pessoal…

 Porém, em casa, Alberico continuava amado pela família, pois, ao encontrar uma carta em sua cama, viu que sua esposa Delinda ainda demonstrava uma forte paixão por ele, apesar dos anos de casamento. Dormiu feliz, aquela noite…

 Quando, em março, um grupo de aldeões requisitou uma audiência, trazendo consigo uma senhora em cordas, Alberico precisou tomar a primeira decisão interna como Conde.

 A senhora em questão era Lodovica della Torre, a qual, após inquirir os aldeões e os guardas, descobriu ser moradora de uma pequena cabana no bosque nas cercanias de Milano.

 Vivendo uma vida solitária e conhecedora de ervas e poções, Lodovica estava sendo acusada de bruxaria pelas comunidades próximas.

 Entretanto, dentre os ouvidos, se comentou que Lodovica sempre fora confiável, apesar de ser considerada louca, e sempre ajudara que lhe pedisse ajuda. Inquirindo à mesma, notou que ela, apesar de notável desvio mental, era também muito inteligente e conhecedora de muitas artes.

 Alberico refletiu e, causando espanto a todos os presentes, ordenou não apenas a soltura da mulher, mas também lhe ofereceu abrigo em seu próprio castelo! Ah, como isso causaria problemas com os aldeões… Mas o jovem Conde acreditava que a “bruxa” poderia lhe ser útil no futuro.

 Estranhamente, poucos dias após acolher Lodovica, Alberico caiu doente. Com uma forte tosse e dores de cabeça lancinantes, o Conde procurou Iarncant, que lhe ofereceu um tratamento… controverso.

 Adentrando o quarto de Alberico com um balde cheio de sapos, ele começou a matá-los e espalhar suas vísceras por sobre o peito do Conde.

 Talvez Alberico deveria ter procurado a “bruxa”, pois o “tratamento” dado pelo Bispo apenas piorou sua condição, e levaria meses até que melhorasse completamente…

 Não apenas Alberico, mas, meses depois, a pequena Eugenia adoeceu. Acometida pela praga da lepra, deixou-a aos cuidados de Iarncant, mas após semanas de tratamentos, nenhuma melhora pode ser percebida na menina.

 Alberico foi surpreendido por sua filha, e herdeira, Ermenegilda, quando a levou para um treinamento de arco em um bosque.

 Ao reencontrar a filha, ela lhe mostrou, feliz, uma pequena corça morta. Com vários sinais de uma morte lenta e dolorosa.

 Apesar de estar claro que a pequena parecia possuir um lado sádico, o conde ignorou o fato, pois um animal não passa de um animal…

 O ano de 868 se aproximava do final, quando Alberico foi convidado pelo Rei à um banquete. Em meio aos comes, bebes e conversas com outros nobres, Alberico não pode deixar de notar a beleza da Rainha Engelberga.

 Sentindo algo mais no olhar da Rainha, Alberico tentou se controlar, pois afinal ela era a Rainha e o Rei já não lhe tinha plena confiança, mas sua luxúria acabou por falar mais alto.

 Aguardando que o castelo adormecesse, Alberico esgueirou-se até o quarto da Rainha, e juntos se entregaram a uma noite de prazer até quase o nascer do sol.

 Ao retornar para Milano, uma carta do Conde Berthari da Brescia aguardava Alberico. Cheia de elogios, um desejo de uma longa amizade estava implícito.

 Sabendo que aliados podem ser imprescindíveis, Alberico guardou a informação, pensando em como poderia aproveitá-la mais tarde.

3 Curtidas

Bem legal o visual do CK3, apesar da temática medieva não ser muito do meu gosto desde a faculdade (devido a ela, no caso) :roll_eyes:

Mas esse leque de possibilidades do jogo me parece muito superior aos demais títulos da Paradox. Quem derá o Stellaris tivesse um pouco dessas tramas de sucessão a escala espacial.

Acompanhando aqui! :+1:

3 Curtidas

Crusader Kings III

Storie da Milano

Capítulo 003
Corte e Guerra

 Inesperadamente, principalmente por ser conhecido que o Rei Louis II possui certas desavenças com Alberico, é oferecido ao Conde a posição de Marechal da Corte Real.

 Mas, sendo essa uma oportunidade única de angariar respeito dentro do reino, para si e sua família, Alberico aceita, prometendo fazer o possível para auxiliar o Rei.

 Meses depois, o Rei apresenta ao povo italiano seu filho, o Príncipe Jacques. Com duas irmãs mais velhas, o primeiro filho do Rei é anunciando como herdeiro de todo o Reino da Itália.

 Porém, ao repassar as visitas que fizera à capital Turim, Alberico chega à conclusão de que o príncipe só pode ser seu filho, de quando teve uma noite de prazer com a Rainha.

 Apesar disso, não há muito o que possa fazer, de forma que mantém esse segredo bem guardado…

 Uma Guilda de Pedreiros se estabelece no Condado da Lombardia. Vendo uma oportunidade, o Conde entra em contato com o Chefe Pedreiro, e após longas negociações fecha um acordo de cooperação com a Guilda.

 Aprendendo muito com os pedreiros, Alberico decide por implantar novas medidas defensivas em seus castelos, de forma a dificultar o ataque de possíveis inimigos.

 Alberico não esquecera as ofensas do Príncipe-Bispo Benedictus de Cremona. Assim, quando Iarncant lhe informou que conseguira obter documentos justificando que o condado fora, em tempos antigos, parte da Lombardia, não perdeu a oportunidade de aproveitar o fato.

 Assim, dois meses depois, após tornar público a existência de tais documentos, em março de 870, Alberico clama o condado como parte de jure da Lombardia.

 Mesmo sendo alertado pelo Conselho de que afrontar um Príncipe-Bispo poderia lhe colocar em uma situação delicada com a Igreja, Alberico apenas retorquiu, antes de marchar com seus soldados:

“Já sou visto por muitos como pecador, então pouco me importa o que dirão sobre isso.”

 Vinte e dois dias depois, Alberico e seus quatro cavaleiros, juntamente com quinhentos e nove soldados e duzentos homens-de-armas, chegaram ao castelo de Cremona.

 Antes de poderem preparar o cerco, pouco mais de duas centenas de soldados de Benedictus, liderados pelo Prefeito de Crema, Reccared, deixaram o castelo para os enfrentarem.

 A vantagem numérica era evidente, e logo os defensores foram obrigados a recuar, após quase uma centena de mortos e o próprio Reccared sendo ferido e preso pelo Marechal Lambert.

 O castelo era finalmente colocado sob cerco.

 Em dezembro, quando os sitiados, já exaustos e sem alimentos, finalmente se rendiam, as tropas inimigas, mesmo sem liderança, tentaram desesperadamente impedir a entrada dos soldados no castelo. Lambert não permitiu que nenhum fugisse, dessa vez.

 Com Cremona tomada e sem tropas, não restou alternativa a Benedictus além da rendição.

 Além do castelo, a conquista inclui a cidade de Crema, cedida a Montefeltrano, um dos cavaleiros de Alberico.

 Agora com três condados sob seu domínio, Alberico passa a ser o mais influente entre os nobres cisalpinos, apesar de (ainda) ser apenas um Conde.

4 Curtidas

Esperto esse Alberico hein… Ou não :thinking:

Bom começo para o Conde :slightly_smiling_face:

3 Curtidas

Sabia que essa escapadinha do Conde traria novidades…

3 Curtidas

Crusader Kings III

Storie da Milano

Capítulo 004
Herdeiros e Casamentos

 Porém, a conquista de Cremona é apenas o começo de mais problemas para Alberico, pois o Prefeito de Crema, Montefeltrano, mesmo tendo recebido a cidade como prêmio por sua participação na guerra, demonstra insatisfação por não fazer parte do Conselho. Com os demais vassalos e o próprio suserano com queixas, Alberico terá de trabalhar muito para que a paz se mantenha na Lombardia.

 Como se isso não bastasse, uma infestação de ratos atinge vários celeiros em Cremona, acabando com quase todas as sementes estocadas.

 Com a época de plantio se aproximando, os fazendeiros do condado pedem ajuda ao Conde. Vendo uma oportunidade de aumentar o controle sobre a recém conquistada província, Alberico concede todas as sementes necessárias, em troca do juramento de servidão dos fazendeiros. Sem outra opção, eles aceitam as condições impostas…

 Enquanto isso, como forma de fortalecer seu exército, Alberico institui um novo modelo de alistamento de tropas, através de listas de convocação de todos os homens capazes de pegar em armas em seus domínios.

 Dentro da família, Delinda demonstra cada vez mais afeto por Alberico, lhe presenteando com um belo gatinho, negro como a noite sem lua. Feliz com o presente, Alberico batiza o filhote como Sombra, e esse passa a lhe seguir como se fosse realmente uma sombra do Conde.

 O tempo passa rápido, e em Janeiro de 873 Ermenegilda completa dezesseis anos. Tendo sido tutelada pelo próprio Alberico, a jovem demonstra um notável talento militar, especialmente em táticas de batalha e em formas menos… ortodoxas… de conseguir suprimentos para as tropas quando em território hostil.

 Poucos dias depois, Alberico trata de um compromisso entre a jovem Ermenegilda e Boson Bouvinid, um jovem nobre francês. Embora sem nenhum título, Boson é herdeiro indireto de vários condados, o que pode fortalecer a Casa Milano no futuro.

 Assim, aos quatorze dias do mês de Janeiro, Milano se enfeita para o casamento da filha mais velha do Conde Alberico. As celebrações duram toda uma semana.

 O mês de Julho chegava à metade, quando a Condessa Delinda entrou em trabalho de parto. Após horas de ansiedade, as parteiras apresentaram o bebê ao Conde.

 Alberico mal podia suportar tanta felicidade, pois seu primeiro filho nascera! Um belo e perfeito menino, ao qual Alberico batizou como Niccolò, um forte e bom nome cisalpino. Outra semana de celebrações marcaram a cidade e toda Lombardia.

 Recebendo a visita de um famoso construtor, com um projeto de um lago de carpas, algo que sempre desejara, Alberico pensa por alguns momentos, antes de fazer uma contraproposta ao valor solicitado. Encantado pela lábia do Conde, o construtor concorda, e em poucas semanas todos da cidade se encantam com os coloridos peixes e a formosa praça construída ao redor do lago.

 A pequena Eugenia, entretanto, continua a sofrer com a lepra. Em mais uma tentativa de Iarncant, um novo tratamento descoberto pelo Médico da Corte é aplicado à menina.

 Porém, o tratamento não somente não é eficaz, como piora ainda mais a condição da pobre Eugenia. Enfurecido pelos repetidos fracassos, Alberico demove Iarncant de sua posição e o coloca a ferros, prometendo jogar a chave da cela fora.

 Com o jovem e estrito Berto Rainalducci indicado para ser o novo Bispo Sufragâneo da Lombardia, Alberico procura imediatamente conquistar sua amizade, apontando-o como novo Médico da Corte.

 O ano ainda não findara quando a notícia de que o Rei Louis II decidira usar da posição de seus antepassados e clamar a França Oriental como sua de direito. Uma grande guerra batia às portas do Reino da Itália.

4 Curtidas

O homem não para com as AARs. Esse conde aí é furunfeiro, hein?

3 Curtidas

Conforme o tempo permite…

3 Curtidas

Crusader Kings III

Storie da Milano

Capítulo 005
Europa em Chamas

 Como um bom vassalo, e Marechal da Corte, Alberico logo se oferece para lutar ao lado do Rei Louis II em seu clamor pela França Oriental.

 Mas Alberico não é idiota, e sabe que seus exércitos não teriam chance contra o forte exército francês. Portanto, envia suas tropas para o leste, enquanto informações dão conta de que as tropas francesas se encontram ao norte da Itália.

 Enquanto ainda absorvia a notícia de que o Reino da Lotaríngia havia se juntado ao Reino da Itália contra a França Oriental, Alberico encontra a Condessa Delinda em um passeio nos jardins.

 Ao observá-la, mesmo após tantos anos casados, Alberico entende que Delinda é seu verdadeiro amor, e não perde a oportunidade de deixar isso claro para a Condessa.

 Poucos dias após esse encontro no jardim, Alberico acorda, na madrugada, sobressaltado. Sentindo que havia mais alguém em seus aposentos, o conde instintivamente alcança a adaga que sempre permanecia à beira da cama.

 Quando o intruso se jogou sobre ele, Alberico rapidamente girou seu corpo, cravando a adaga no estômago do invasor. Quando o luar penetrou no quarto, o intruso se revelou uma intrusa, e Alberico observou enquanto a vida se esvaía daquela que tentara matá-lo.

 Nesse momento, Alberico viu uma sombra na janela, e deparou-se com Delinda, com uma faca em mãos e o olhar preocupado. Ela, ouvindo a contenda nos aposentos do marido, viera tentar protegê-lo.

 Alberico sentiu, com ainda mais força, o amor por sua esposa crescer com essa demonstração de preocupação.

 Longe de Milano, e cinco meses após sua partida, o exército da Lombardia chegava a Ljubljana, preparando-se para um longo cerco ao castelo inimigo.

 Após capturar o filho do Conde Ratimir, Boris, quando Ljubljana finalmente caiu, o exército imediatamente seguiu ao norte, chegando a Kranj no final de Novembro de 874.

 Poucos dias após a notícia da tomada de Ljubljana chegar a Milano, nascia Francesco, primeiro neto de Alberico. Outra grande comemoração tomou as ruas de Milano com esse acontecimento.

 Mas as comemorações ainda ocorriam quando o Reino da Itália foi sacudido pela declaração de guerra da França Ocidental. Com a guerra com a França Oriental ainda em curso, eles querem se aproveitar e atacar enquanto as tropas reais estão ocupadas.

 Mesmo assim, Alberico não se abala, e continua inspirando o povo da Lombardia, que começa a reconhecer seus esforços.

 Entretanto, nem tudo corre bem no Reino da Itália, pois, após liderar pessoalmente seus exércitos contra o inimigo, o Rei Louis II acaba ferido, vindo a falecer em meados de Fevereiro.

 Com apenas cinco anos de idade, o jovem Jacques sobe ao trono, envolto em duas guerras que podem colocar fim ao seu reinado antes mesmo de começar…

2 Curtidas

Ixi, essas guerras prometem dar poder às Franças

2 Curtidas