Crônicas da Casa Vance

A Crusader Kings 2 AAR

Mod: The Seven Kingdoms

Apresentação

O Jogo: Aquele Crusader Kings 2 da galera.

O Mod: The Seven Kingdoms (TSK) é um mod de CK2 baseado nos livros e na série de TV ‘A Song of Ice and Fire’, primariamente se passa durante o periodo conhecido como ‘Age of Petty Kings’, durante o qual Westeros era muito mais fraturada culturalmente e religiosamente.

Trazido a você pela equipe TSK, oferecemos um dos maiores e mais detalhados mapas de Westeros - boa parte dele foi, por assim dizer, inventado (como as regiões adicionadas além da muralha e muitas ilhas) para adicionar detalhes e profundidade adicionais, mas de maneira alguma é hostil. De fato, tomamos um grande esforço para refletir sobre a tradição com a maior precisão possível.

Observe que este mod está em sua infância e está sendo trabalhado por uma equipe muito pequena de jogadores dedicados - não desenvolvedores em período integral - e, portanto, há muita coisa errada com ele. Quando comparado a outros mods, certamente é difícil de contornar e precisa de refinamento. No entanto, não tema! Estamos trabalhando para melhorar o mod dia a dia e temos integrado conteúdo de muitos desenvolvedores maravilhosos na comunidade de modding PDX CK2. Pode levar meses ou até anos para chegar a um bom padrão, mas esperamos que chegue lá algum dia.

Enquanto isso, valorizamos muito os pensamentos e opiniões de todos os nossos jogadores e aceitamos ansiosamente qualquer pessoa que queira contribuir! Por isso, envie-nos um feedback e, se você puder ajudar de alguma forma, ficaremos mais do que felizes em aceitar tudo o que você pode fornecer.

Objetivo: Como a Casa Vance é uma proeminente casa ândala nas Terras Fluviais, tracei para esta campanha o objetivo de consolidar a Casa Vance como Reis das Terras Fluviais, não é so apenas unificar estas terras, mas também construir uma base forte para um futuro talvez brilhante da Casa Vance na região, até lá com certeza ocorrera outros acontecimentos das regiões vizinhas que influenciarão a campanha, mas já digo, a campanha pode ser feita rapidamente ou pode demorar mais um pouco, depende das escolhas que o player (eu) ou a IA fará.

Índice

Capítulo I – 2º Guerra de Red Fork

Capítulo II – Lorde Lucas Blackwood

Capítulo III – Guerra das Duas Riverlands

Capítulo IV – Situação Nas Outras Regiões de Westeros

Capítulo V – Anos finais de Armistead e Sucessão

Capítulo VI – Guerra Civil dos Lordes de Riverlands, Invasão a Westerlands

Capítulo VII – Guerras em Dusklands, o Fim de Casas Tradicionais, Guerras entre Reis

Capítulo VIII – Ambições do Alto Rei Lewys Vance

3 Curtidas

Ah, esse vai ser bom (espero).

3 Curtidas

A Crusader Kings 2 AAR

Mod: The Seven Kingdoms

Capítulo I – 2º Guerra de Red Fork

“Riverlands é dividida por vários lordes brigando por nada mais do que para manterem suas propriedades ou apenas para se expandir minimamente. Portanto eu, Rei Armistead, quero me tornar o Rei de Riverlands.” Rei Armistead em pronunciamento a seus lordes e os reis aliados da confederação ândala.

Em Wayfarer’s Rest, o Rei Armistead, o Rei Clement Piper, Rei Jaremy Jesswyse e o Rei Jonos se encontravam com suas tropas, eles preparam a invasão da Red Fork, esperando uma bruta defesa por parte dos primeiros homens, igual na 1º Guerra de Red Fork, onde os ândalos foram derrotados.

Na Sexa Lua, se enfrentam os dois exércitos, o Lorde Harl de Saltpans, comandando as tropas do Rei Daryn III são derrotadas pelas tropas do Rei Armistead em pessoa e dos seus reis aliados. No final do dia, 2.482 dos primeiros homens morrem. Os exércitos combinados do Rei Clement, Lorde Lyonel, Rei Armistead, Rei Jaremy e o exército de God’s Eye juntos partem para combater o exército de Blackwood Vale comandado pelo Príncipe Lucas Blackwood, onde novamente o exército dos primeiros homens são derrotados.

A situação piora quando os rumores de um exército de 7.500 do Rei Tristifer IV ‘o Martelo da Justiça’ havia chegado as terras do Rei Jonos. As informações estavam corretas, novamente os reis aliados avançam sobre outro exército dos primeiros homens, ocorrendo a famosa Batalha de Turnbridge. Nela o Rei Tristifer mantem sua posição no centro, repelindo vários ataques comandados pelo Rei Armistead, a esperança dos ândalos estava no Comandante Jeffory que havia conseguido derrotar os primeiros homens em seu flanco direito comandado pelo Lorde Mikke Charlton. No final do dia isso não seria o bastante, dos 10.000 ândalos, 2.525 pereceria em batalha, enquanto apenas 875 dos 7.676 do exército dos primeiros homens seriam abatidos.

Os exércitos derrotados dos reis se reuniriam novamente em Hornsept, para a partir dali discutir sobre como continuar a guerra após a grande derrota na Batalha de Turnbridge. Os reis optam por continuarem atacando. A partir dessa estratégia, o exército aliado confronta o exército de Darry que estava cercando a Fortaleza de Wayfarer. Do lado das muralhas aconteceria a Batalha de Boudrac. No meio da batalha, com as tropas dos primeiros homens já debandando, o Rei Armistead com seu cavalo avista um homem afastado dos outros, ao olhar ele percebe que com certeza era um nobre, enquanto ele chegava perto, o rei perceberia que o soldados era o Rei Florian IV Mooton de The Bay of Claws. O dois começam a se rodearem, Armistead se mantem tenso e focado, ele então percebe um ponto aberto na posição de Florian, era o que ele precisa, jogando o seu peso para frente, Armistead com mais força desferir um golpe que derruba o Rei Florian no chão.

“Está tudo acabado agora!” grita Armistead, enquanto Florian cospe no chão e joga sua espada no chão, com desgosto ele grita que se rende, enquanto olha sem forças para se levantar para Armistead. Os soldados dos primeiros homens que restavam olham para essa cena e mais rapidamente tentam fugir. O Rei Armistead então ordena a alguns soldados que o levem como prisioneiro.

O Rei Armistead com sua espada na mão olha para o horizonte, onde o restante dos soldados perseguiam os primeiros homens, de repente milhares dos soldados do Rei Tristifer IV descem o morro gritando, enquanto centenas de cavaleiros pelos lados começam a acabar com seu flanco. Após alguns segundos sem reação, o Rei ordena a seus soldados formarem guarda, manterem a posição ali, enquanto ele pegava seu escudo em meio a lama e voltava para trás das fileiras. Seus homens já estavam cansados, mas aguentam firme, quase que heroicamente. Por outro lado, a cavalaria do Rei Tristifer IV já havia derrotado os ândalos, e estavam se aproximando cada vez mais do centro do exército ândalo.

O Rei Tristifer IV recua com suas tropas, ele percebe de longe que estavam sendo repelidas. Enquanto isso, o Rei Armistead grita com todo o fervor para os seus homens, enquanto ele golpeia cada inimigo que vem na sua frente, com sua cara e sua armadura coberta por uma mistura de sangue e lama, para defender os flancos, Armistead segue para a linha de frente, sozinho ele parte para cima dos inimigos, seus homens o seguem quando olham seu Rei correr com sua espada para dezenas de inimigos, esse ataque improvisado faz com que o resto do exército dos primeiros homens debandem, por mais que estão em maior número. As ordens dadas pelo Lorde Kane e Petyr de Grassland não são nem ouvidas, eles simplesmente aceitam e fogem com seus homens do campo de batalha. Nesse dia 1.282 ândalos morrem no exército de 9.524 soldados, enquanto que 7.140 dos primeiros homens perdem suas vidas dos 12.868 que se envolveram na batalha.

A Batalha de Boudrac foi uma grande vitória dos ândalos, mas não houve festas, pois os reis logo lideravam novamente seus exércitos ao cerco de Raventree Hall. Após o sucesso no cerco, acontece mais algumas batalhas esporádicas, onde os primeiros homens nunca tinham realmente uma chance real de vitória. A guerra oficialmente é finalizando, quando em uma grande cerimônia em Wayfarer’s Rest os Lordes Aexel Tully, Kane Kanet e Tytos Blackwood juram lealdade ao Rei Armistead, além de se converterem a Fé dos Setes.

3 Curtidas

Começando bem, uma boa vitória!

3 Curtidas

Bom começo! Acompanhando!

1 Curtida

A Crusader Kings 2 AAR

Mod: The Seven Kingdoms

Capítulo II – Lorde Lucas Blackwood

Seu pai, Lorde Tytos Blackwood governou no final de sua vida em Maidstone, pois sua antiga moradia em Raventree Hall havia sido conquista pelo Rei Armistead. Tytos morreu aos 51 anos de idade por conta de seu estresse severo, seu filho mais velho veio a se tornar o Lorde de Blackwood Vale de nome Lucas.

Lucas continuou a seguir os Velhos Deuses, enquanto seu pai e dois irmãos haviam se convertidos a Fé dos Setes, com essa diferença, Lucas obtivera o apoio da população local, em sua maioria primeiros homens. Com o apoio do populacho, Lucas veio a se tornar o Lorde mais poderoso de Wayfarer’s Rest.

Com os anos era visível o desprezo de Lucas com os lordes do sul, por serem estrangeiros e adorarem outros deuses. O ódio de Lucas aumentou quando Lorde Axel Tully de Riverrun se converte a fé dos sete, e ainda é feito Mestre das Leis do reino. A antiga casa Tully de repente se distanciava de seus Lordes históricos, os Blackwoods. Lucas por anos passou a ser apenas um Lorde desobediente para um perigo para o reino, ele era incrivelmente carismático, não sentia emoções ou preocupação com os outros além dele mesmo, isso ajudava a ele a colocar os primeiros homens como apenas ferramentas para completar suas ambições. Isso causou distúrbios por todas as suas terras, o seguidores da Fé dos Sete eram sempre no mínimo banido de suas terras, quando eram mortos o próprio Lucas acobertava os primeiros homens.

O Lorde Lucas veio a ser combativo quando foi descoberto que ele planejava matar sua esposa, a Princesa Marla Mooton de The Bay of Claws, uma seguidora da Fé dos Sete. A descoberta de seus planos foi a sua queda, Marla no dia seguinte conseguiria escapar com um de seus seguidores fieis, ela chegaria a corte do Rei Armistead, que com seu pedido complacente convenceu o rei que Lorde Lucas era o inimigo não so dele, mas de todos os seguidores da Fé dos Sete. O Rei acima de tudo viu uma oportunidade de acabar com mais um Lorde seguidor dos Velhos Deuses.

Dias depois o exército seria chamado, se reuniram em Riverrun, com as tropas do Lorde Axel Tully, Lorde Harwyn Homsby, Lorde Samwell Smallwood e o Lorde Simons Redstoner. 5.367 soldados chegariam em Maidstone na Décima Primeira Lua. Acampariam em volta de Maidstone que é apenas um posto avançado com uma defesa de paliçada.

No meio dia um cavaleiro chegaria no portão, com uma mensagem ao Lorde Lucas que já estava sabendo do exército acampado em volta de sua residência, o populacho local estava na única rua, de lama, olhando para o cavaleiro, enquanto ele nervoso caminhava engolindo sua saliva, com o punho forte em sua espada.

Chegando dentro da sala do Lorde, o cavaleiro declara que está com uma declaração do Rei, abre um rolo de papel guardado e declara em voz alta, “Como Rei, declaro a prisão imediata do Lorde Lucas de Blackwood Vale, pelos crimes cometidos contra os cidadãos de Wayfarer’s Rest e com sua esposa, pelo crime de tentar quebrar um matrimônio oficial e sagrado aos Sete Deuses.”, os cavaleiros e nobres no salão começam a fuxicar entre si, enquanto Lucas sentado coloca sua mão em seu queixo, se mostrando pensativo.

O Lorde Lucas se levanta, é declara prisão ao cavaleiro, que nervoso empunha sua arma, mas é logo circulado pelos guardas, mas Lucas volta com sua ordem e então declara, “Deixe este homem ir, vá e avise a seu Rei, que os Blackwoods nunca se curvarão a esse lixo que vocês chamam de os Sete Deuses.”

“Preparem as defesas homens, hoje nos celebraremos uma vitória!” Disse o Lorde Lucas para seus guardas, que gritavam enquanto levantavam suas espadas ao alto. O Rei Armistead com seus vassalos no acampamento então decidem logo iniciar o cerco a Maidstone, não havia um ambiente de guerra, os Lordes pareciam estar sem entusiasmo, o inimigo não valia a pena receber o fervor de uma guerra real. No mesmo dia, o cerco é vencido pelas tropas do Rei, apenas 90 homens morrem para conquistar Maidstone após um assalto a suas paliçadas. O Lorde Lucas havia fugido em segurança sem ser visto.

Seus soldados seriam perseguidos até a região de Red Market, quando fora encurralado pelo grande exército do Rei, todos os homens de Lucas pereceriam, seriam facilmente derrotados, ele se renderia no final da batalha. Seu título de Lorde de Blackwood Vale seria retirado de si, enquanto ele apodrecia nas masmorras de Wayfarer’s Rest, o Rei Armistead colocaria no comando da região, Rufus Paege de Fairmarket, agora Lorde Rufus de Blackwood Vale.

A verdadeira batalha estava pra começar, o Rei Tristifer IV de The River and the Hills subjugaria o Rei Vorian Vypren de Blue Fork no mesmo ano, sua conquista acarretaria no reconhecimento do Rei Daryn III de Darry como Alto Rei de The Riverlands, onde sua lealdade seria consumada em Oldstones. Ao se nomear Alto de The Riverlands, Tristifer exige aos reis ao sul aceitarem sua suserania ou ele tomaria suas terras pela guerra. O Rei Armistead se opõe a tamanho ultraje. Inicia então uma guerra pelo Reino de The Riverlands, para tomar para si o título de Alto Rei.

Ao se posicionar como concorrente ao título, o Rei Armistead recebe cavaleiros de The Bay of Claws, jurando que seu Rei, Florian V jurara lealdade a Casa Vance e aceitara Armistead como seu legítimo suserano e Rei de The Riverlands quando a guerra for ganha, promessas de 3.400 soldados Crabmens(homens carangueijos) chegariam em Wayfarer’s Rest logo.

2 Curtidas

Ou seja, um sociopata, rsrs

3 Curtidas

Quase é a definição do CID-10

1 Curtida

A Crusader Kings 2 AAR

Mod: The Seven Kingdoms

Capítulo III – Guerra das Duas Riverlands

Os exércitos do Rei Tristifer desembarcam em Kanet nas terras do Lorde Harwyn Homsby, isso faz com que as forças do Rei Armistead troquem de estratégia e não atravessem o Tridente, em vez disso, ele se desloca ao norte de encontro com o exército do Rei Tristifer. No dia 13 da Oitava Lua, os exércitos se chocam nas planícies de Turnbridge, iniciando a Batalha de Turnbridge.

Em meio a batalha, apenas o Comandante Kendel resistia ao lado do Rei Armistead com suas tropas, enquanto batalhavam contra o Lorde Marechal Daryn III e o Rei Tristifer. Até que em meio a ela, o Rei Armistead vislumbra o Rei Tristifer abatendo cada soldados que vinha em sua direção. Relutante, Armistead tenta sair dali, seu medo de morrer pelas mãos de Tristifer era visível pelas suas tropas. Mesmo assim conseguem repelir o exército de Tristifer, com ele mesmo ordenando a retirada, enquanto Lorde Marechal Daryn III comandava as últimas posições enquanto seu rei batia em retirada. No final, 5.129 dos primeiros homens morrem, enquanto 1.517 do exército de Armistead e seus aliados perecem em batalha.

Em seguida, o exército combinado parte para o território hostil, atravessando o tridente. Oldstones é tomado na Sexta Lua do ano seguinte, com a tomada, o Rei Tristifer se rende oficialmente as tropas do Rei Armistead, caso tivessem se encontrado em batalha, as coisas poderiam ter sido diferente. Após a vitória, em Wayfarer’s Rest, Armistead é coroado Alto Rei de Riverlands, é a partir dai chamado de ‘o Vitorioso’.

Com sua vitória, os aliados do agora Alto Rei Armistead aceitam seu clamor pela coroa de Riverlands que agora é unido sobre o brasão da Casa Vance. Ninguém mais questiona seu clamor. Apesar de que, alguns lordes ainda estarem a favor do Lorde Tristifer IV, e podem no futuro se rebelar contra o Alto Rei quando o tempo certo vier. Por milhares de anos, Riverlands foi governada por vários pequenos reis. Mas agora ela está unidade em um reino, sob a bandeira da Casa Vance. Mesmo assim, alguns se chamam a si mesmos de reis, mesmo depois de terem jurado lealdade ao Alto Rei de Riverlands, Armistead então proclama que pode haver apenas um Rei em Riverlands.

Ainda assim, mais ao sul, os reis da confederação ândala permanecem independentes perante o Alto Rei Armistead, essa relação pode mudar no futuro, mas de qualquer forma, Armistead se virando contra um deles, significa que todos os outros se voltaram contra o Alto Rei Armistead, por equanto o Rei Marq de Acom’s Ridge, o Rei Jonos de Southstone e o Rei Jaremy de God’s Eye permanecem não integrados a Riverlands.

Príncipe Robert, herdeiro de Riverlands se casa com Jeyne Lydden, filha do Rei Landyll de Gondel Hills. A amizade do Rei Armistead de anos com o Lorde Simons Redstoner se torna cada vez mais forte, lutaram juntos em batalha, constantemente Simons recebe do Armistead em sua residência, no pequeno forte de Redstone, essa relação poderá perdurar pela vida toda, com certeza mais batalhas serão travadas juntos.

3 Curtidas

Algo me diz que essa confederação ândala não durará muito tempo…

1 Curtida

Será que teremos algum complô para enfraquecer os inimigos? Seria interessante e bem condizente com a ambientação…

1 Curtida

@Lord_Victor encontrando formas de dominar ela, Riverlands ainda não esta unificada.
@Hiryuu na base da porrada, a mais intrigas estão acontecendo em outras regiões, onde o Alto Rei de Riverlands constantemente intervem na politica do Vale, Rochedo e Blackwater Bay.

1 Curtida

A Crusader Kings 2 AAR

Mod: The Seven Kingdoms

Capítulo IV – Situação Nas Outras Regiões de Westeros

Começando por Westerlands, o Rei Gerold II conseguiu se tornar o Rei de Westerlands, a coalizão inimiga fora derrotada, com isso ele mostrou que o Rochedo realmente é superior aos outros pequenos reinos em Westerlands, alguns reis então juraram lealdade a ele eternamente, desde o Rei Gylbert V de Fair Isle, o Rei Roland de Crakehall e o Rei Addam II de Homvale, apenas o Rei Landyll de Golden Hills não se submetou a Rei de Westerlands, mais por conta de sua aliança com o Alto Rei Armistead, o agora Rei Gerold de Westerlands não se vê ainda poderoso o suficiente para desafiar Riverlands.

Em Blackwater Bay, o Rei Sombra Damon IV de Dusklands se torna cada vez mais forte após vassalizar os Lordes nas regiões de The Claw e em The Hook, no momento ele está em guerra contra a Lady Alysanne de Dragonstone, uma alta valiriana da Casa Velaryon. Enquanto o Primeiro Orador Ralph Rosby de The Blackwater é devastado, após a região ser saqueada pelas tropas do Alto Rei Armistead de Riverlands, o deixando em uma posição fraca perante Damon IV, que tem seu filho Damon prometido em casamento a Princesa Myranda, filha de Armistead, que provavelmente saqueou as terras de Blackwater para ter um aliado poderoso ao Leste de Riverlands, mas essa diplomacia pode sair errado por conta da ambição do Rei Sombra.

No Vale, o Alto Rei Roland II Arryn segue firme ao governar essas terras já unidas a muito tempo. No norte a rivalidade das Casas Stark e Bolton aumentam, a confederação dos dois reinos chega ao fim, e o Rei Theon Stark de Winterfell se sente cada vez mais pressionado a entrar em uma guerra contra o Rei Vermelho Domeric V Bolton de Dreadlands. Ao mesmo tempo o Rei Roger Glover de Wolfswood segue avançando sobre as terras dos clãs da montanha e seu Rei Hareth Knott. O Rei Pantanoso Gariss Reed de The Neck luta juntamente com o Rei Helman Dustin de The Barrows contra a invasão do Lorde Sefton de Goodfaith. Os ândalos no norte seguem firme sob a suserania do Lorde de Guerra Alester de the Seven Steps, sobrevivendo aos constantes ataques dos primeiros homens.

Na Campina, o poder do Alto Rei Garth VIII de The Reach se enfraquece perante a influência dos Lordes Marechais da Casa Peake, Tarly, Footly e Osgrey, quase que não se expande, enquanto os Reis de The Shields, The Golden Grove e de Oldtown e de The Arbor prosperam.

Nas terras das Tempestades, o poder dos Durrandon parecem estar declinando, o Rei da Tempestade Durran XXV se encontra em guerra civil, onde os lordes procuram independência, principalmente o Marechal Bryce da Marca de Dornish e outros da calsa Buckler e Follard. Os Reis Rolland de Rainwood e o Rei Eldorion de Wrath permanecem fortes, enquanto o Estrela da Tarde Aemon de Sapphre Isle se encontra fortemente debilitado após o Lorde Harlon Connington conquistar Western Tarth.

Dorne segue sendo a região mais diversificada e mais cheia de pequenos reinos, com cerca de 15 reinos independentes, além de vários outros Lordes também independentes, mas pode se dizer que o Rei Verde Morrin de Rock and Sand segue impondo aos poucos sua suserania sob os vários lordes em volta, enquanto o Rei Estelar Garrison Dayne de Torrentine segue pacificamente sendo o mais poderoso Rei em Dorne.

2 Curtidas

Pra cima deles, Stark!

2 Curtidas

É, as coisas sempre agitadas, pra variar, hehe

2 Curtidas

@Lord_Victor quem sabe o que pode acontecer com os Starks.

@Hiryuu Westeros como sempre…;

2 Curtidas

A Crusader Kings 2 AAR

Mod: The Seven Kingdoms

Capítulo V – Anos finais de Armistead e Sucessão

O Alto Rei Armistead vê a região de Bay of Claws como parte de Riverlands. O Rei Florian V Mooton jurou que se tornaria vassalo de Armistead caso ele ganhasse a guerra contra o Alto Rei Tristifer, mas após a vitória, o Rei Florian voltou com sua palavra, enquanto Armistead precisava por ordem em Riverlands, por conta das várias famílias que ainda seguiam os velhos deuses. Então o Rei Armistead declara guerra ao Reino de Bay of Claws, governada por Merrel Mooton, de 15 anos, que inclusive sofre de lepra, enquanto que Lorde Harl de Saltpans, o Mestre das Armas é regente do reino, e efetivamente ainda está no comando. Em 7 meses, os exércitos do Alto Rei vencem as Batalhas de Apprieu, Agassac e Evreux, mas a guerra é vencida após a tomada das regiões de Maidenpool, Stony Shore, Tannerfield e Belhedge.

Após alguns anos, Armistead morre aos 49 anos naturalmente, com certeza seu nome será lendário no futuro, várias canções sobre suas conquistas serão tocadas por toda a Riverlands. Seu filho mais velho sob ao trono como Alto Rei Robert Vance. O começo de seu reinado é tomado pela intriga que os vários lordes por toda a Riverlands praticam, a cultura de pequenos reinos independentes ainda estão fortes na veia deles, o Alto Rei Robert precisa urgentemente unir os dois povos e as duas crenças sob apenas um único Rei, como seu pai era, mas os primeiros anos são infrutíferos, pois Robert se preocupa mais em organizar torneios e passar o tempo com sua amante, Kyra Tully, esposa de seu irmão, com quem tem uma filha bastarda, Josua Rivers, seu irmão logo sai de sua corte, mas Kyra permanece, mesmo assim os dois continuam oficialmente casados, a Rainha Ellinor Buckler é deixada de lado, sua família se sente desrespeitada pelo Alto Rei.

3 Curtidas

A Crusader Kings 2 AAR

Mod: The Seven Kingdoms

Capítulo VI – Guerra Civil dos Lordes de Riverlands, Invasão a Westerlands

Vários lordes, liderados pelo Lorde Roban Terrick pressiona o Alto Rei para que ele reconheça sua independência e de vários outros lordes, se não aconteceria um derramamento de sangue em Riverlands. Robert não aceita suas exigência, causando o início de uma guerra civil.

O Alto Rei Robert consegue a primeira vitória ao vencer a pequena Batalha de Lolliston, contra os exércitos enviados pelo Lorde Florys Paege de Blackwood Vale. Semanas depois, o Lorde Mathis de Westcombe é capturado na Batalha de Armendarits. Com um ano de guerra, os exércitos rebeldes estão todos derrotados, a falta de organização da rebelião se torna uma arma a favor de Robert, que os derrota em várias batalhas, com as mais importantes sendo a Batalha de Goodshire onde 1.535 rebeldes perecem em batalha e a Batalha de Saltpoole onde 1.747 dos rebeldes são mortos. Com a tomada de Wycombe, os rebeldes se rendem a Robert e seu exército perto do Tridente.

Confiante após vencer a guerra civil, o Alto Rei Robert inicia então uma invasão a Westerlands, uma terra devastada pela guerra civil, uma oportunidade aos ândalos, talvez o Rei Jaime ‘o Vermelho’ Lannister seja um grande desafio ao Reino de Riverlands. 10.000 soldados ândalos encontram 1.532 soldados de Westerlands na Batalha de Branstone, os números pesaram muito a favor de Robert que derrota as tropas comandadas pelo Lorde Quenten de Banefort, um combate no meio da batalha interessante ocorreu entre o Lorde Tregar de Sarsfield de 20 anos contra o Lorde Vorian Vypren de Blue Fork, o mais jovem não foi páreo para o Lorde de 64 anos, conhecido ainda pela sua maestria com a espada. Na Batalha de Fossi, o Rei Jaime de Westerlands no comando de suas tropas sofre uma dura derrota contra o Lorde Petyr de Erenford, 4.000 dos homens do oeste perdem sua vida no campo de batalha. O exército de Riverlands fica meses perto da fronteira, conquista o pequeno forte de Ashemark e o pequeno forte de Glitterdell dos mais importantes. Cansado de não avançar, o Alto Rei Robert com seus aliados ordena cercos mais a fundo em território inimigo.

As novas investidas do exército de Riverlands funcionam, logo conquistam o Castelo de Hornvale, importante ponto de defesa na região. O exército chega até Lionpass após 2 anos e 4 meses de guerra, que logo é vencida com a estratégia de derrotar separadamente o grande exército do Rei Jaime de Westerlands, que com o resultado de sua derrota, passa a pagar tributos ao Alto Rei de Riverlands.

3 Curtidas

Vida longa ao Alto Rei! Rumo ao Trono de Ferro! :face_with_hand_over_mouth:

1 Curtida

@Hiryuu pelo menos tentarei me consolidar em Riverlands como Alto Rei, já que é o objetivo da campanha, que eu ainda não alcancei, conquistar o Trono de Ferro nesse jogo seria absurdamente difícil por guerras, mas vamos ver o que casamentos entre outros grandes reinos trará…

3 Curtidas