[DevDiaries] - Stellaris #29: Pop Factions & Elections

[justify][tab=30]Mais um DevD, falando sobre Facções agora! Como já dito nos demais DevDs, cada indivíduo (“Pop”) possui uma raça, Ethos e talvez genética diferentes de sua espécie de origem. Pessoas vivendo longe da Capital - principalmente em Setores Administrativos - tendem a divergir da Ética do Império com o passar do tempo. Somando isso com a imigração alienígena e a conquista de novos mundos, logo um “caldeirão explosivo” de diversidade cultural estará formado. Com a dificuldade de manter todos felizes em um Império crescente, logo os descontentes se manifestarão de duas formas: através da “Felicidade” e da formação de Facções. Pops infelizes tenderão a se junta a Facções de acordo com a razão de seu descontentamento. A Facção “básica” e a Separatista, que se divide em 3 “subtipos”: os que querem independência de seu planeta, os que querem a independência de todo o Setor, e aliens que desejam a restauração de seu Império. Outra Facção importante são os Democráticos, que lutam pelo direito de voto (ou pela mudança de governo, caso não hajam eleições). Há muitos outros tipos de Facções, mas lidar com elas antes que se revoltem sempre (?) seria a melhor maneira, seja “comprando” o líder de uma Facção para prevenir uma revolta, concedendo semi-independência (como vassalo) a uma Facção Separatista, etc… Sobre Eleições agora… todas as formas de governo democrático possuem eleições (algo bem óbvio…), e os candidatos são todos os líderes das Facções existentes. Embora o resultado dependa da força da Facção à qual o candidato pertença, você poderá “influenciar” a eleição, gastando Influência para fortalecer seu candidato favorito. Por fim, esse DevD explica que o sistema de Facções foi criado para tornar a galáxia instável e desafiadora, fazendo grandes Impérios serem capazes de sucumbir internamente em guerras civis, e forçando o player a escolher entre estabilidade interna e pressão externa (através de purgas, escravidão, assassinatos, etc.). Realmente, parece que essa parte vai ser bem interessante no mid/late game…[/align]

Se eu tenho direito de comentar algo, achei as pop extremamente fracas, principalmente se comparar com Victoria II.

Claro que eles devem melhorar de acordo com os MODS que forem aparecendo e reclamação de fãs, em DLCs e Expansões pagas, me parece que a cerne dos criadores das séries antigas está meio aposentada dentro da Paradox e a nova geração não entendeu totalmente a mecânica dos jogos antigos (CK1, Vicky, HOI2).

Vejamos… No Vic2 vc tem Pops divididas em grupos de acordo com cultura e religião, e com “interesses” próprios (Moralismo, Jingoísmo, etc…). Aqui teremos Pops divididas de acordo com raças, diferenças genéticas (provavelmente mais pro mid-game) e ética (ethos). Raças variarão enormemente, devido às conquistas e imigração (nada diferente das conquistas e imigração no Vic2). Diferenças genéticas irão ampliar essas “divisões”, já que, pelo entendido até agora, com a descoberta de novas tecnologias Pops poderão se “aperfeiçoar”, até o ponto de se tornarem praticamente uma nova raça. Ethos temos toda a variação de Ethos (Militarista, Religioso, Xenofóbico, etc.). Isso vai gerar uma diversidade enorme entre as Pops, de forma que, pelo entendido até agora, Pops não necessariamente de mesmo pensamento, mas com interesses em comum, poderão se juntar a Facções. E líderes de Facções podem ganhar eleições, no caso de democracias, mudando muito as coisas - e se um Xenófobo se tornar líder, será que as Pops de outras raças vão gostar?
Parece algo simples? E é, mas ser simples não quer dizer que é fácil. E, sinceramente, não me recordo de nenhum 4x espacial que tenha esse conceito de diversidade de Pops trazendo exceto algum pequeno modificar pra produção ou pesquisa…