[DWU] Chronicles of Vallon: The Rise of an Empire

[center][/align]

[center]Chronicles of Vallon: The Rise of an Empire[/align]

Jogo: Distant Worlds Universe

Configurações:
-Classic Age
-Dificuldade: Hard
-Galáxia: 1400 estrelas, 15x15 setores
-Nível de tecnologia: Prewarp
-Agression: Normal
-Custos de pesquisa: normal
-Criaturas espaciais: normal
-Pirates: normal
-Pirate strength: normal
-Formas de vida alienígenas independentes: normal
-Colonization range: 2 setores
-Colony influence: 103%
-Localização de início: anel exterior
-Home system: normal
-Tamanho: começando (starting)
-Corrupção: normal
-Número de impérios iniciais: 10
-Raças independentes podem vir a formar impérios
-Sem condições de vitória

Sobre o jogo: “Distant Worlds: Universe é o mais novo capítulo desta série sci-fi aclamada pela crítica, adicionando novas funcionalidades incríveis e um novo enredo emocionante. Universe é também a edição de colecionador definitiva, todos os lançamentos anteriores foram incluídos em um pacote, junto com um manual atualizado e suporte modding muito expandido.
Distant Worlds é um vasto jogo de estratégia espacial em tempo real. Experimente a profundidade e detalhe de estratégia baseado em turnos, mas com a simplicidade e facilidade de tempo real, e na escala de um massivo jogo multiplayer online.
Vastas galáxias são feitas nos mínimos detalhes: até 1400 sistemas estelares, com até 50 mil planetas, luas e asteróides. Galáxias são tão profundas, divertidas e envolventes que você não vai querer terminar o jogo. Construa, expanda e melhore o seu império enquanto joga através de uma das storylines, com condições de vitória ou em um modo sandbox sem fim.
Cada galáxia está repleta de vida e atividade. Encontre outros impérios, colônias alienígenas independentes, comerciantes, piratas e monstros espaciais. Explore sistemas de estrelas, campos de asteróides, nuvens de gás, supernovas, tempestades espaciais e os buracos negros. Descubra evidências de civilizações antigas, revelando segredos sobre conturbada história galática…
O melhor de tudo, você pode jogar o jogo à sua maneira: desfrute de um jogo rápido, intenso em um setor cheio de espaço ou em um jogo épico espalhado por uma vasta galáxia!”

[center]O início[/align]

Os Teekans são uma espécie de roedor. Tem estatura baixa, indo de um a um metro e meio e possuem três olhos. Amam a tecnologia e por isso tendem a acumular todo tipo de coisa, as vezes desmontando-os para aprofundar estudos, outras vezes simplesmente reparando-os para uso futuro. Como habitam um planeta desértico, onde as áreas de cultivo não são abundantes, acabaram por se aprimorarem no comércio e na mineração.

[center][/align]

Os Teekan são um povo semi-nômades. Eles têm grandes cidades, mas a maior parte vive em acampamentos temporários, migrando para novas regiões sempre que necessário. Essas tribos nômades gostam de caçar um tipo de grande lesma que vive nas areias dos desertos, o Bakdur. Quando os grupos desse animal migram através do deserto, não é incomum que os Teekans os sigam.

[center]

[/align]

Seu planeta natal, Vallon, está localizado no sistema Garn Junction. O sistema contém quatro planetas no total: Vallon, o planeta mais próximo da estrela, é um mundo árido; um gélido gigante gasoso chamado Garn Junction 2, Tedir, sua lua rochosa; Uwyxok, um planeta continental (com massas de terra e água) e, por fim, Yikdu, um gigante gasoso.

[center]

[/align]

No ano de 2100 começaram a dar seus primeiros passos rumo ao espaço, a fronteira final.

Opa, acompanhando!

Acompanhando…

Nossa, achei a proposta desse jogo muito massa!

Vou esperar pra conhecer mais, acompanhando com certeza.

Esse jogo parece ser muito bom
Acompanhando!

[center]Capítulo 2: Primeiros passos[/align]

Em 25 de Junho de 2100 começou a construção de um grande espaçoporto. Tal estrutura é necessária para a construção das grandes naves. Para grande surpresa, em 13 de Agosto daquele mesmo ano, o povo Teekan foi contatado por uma raça alienígena. Os visitantes se identificaram como membros da Fearsome Network, uma organização pirata e exigiram um pagamento mensal para não atacar Vallon. Sem meios de se defender de tal ameaça, o governo resolveu pagar. Depois dos acontecimentos, os relatos de povos antigos sobre viajantes que vieram das estrelas passaram a ser vistos como fatos reais e não meras suposições e teorias. Em 24 de Dezembro o espaçoporto ficou pronto.

[center]

[/align]

[center]

[/align]

[center]

[/align]

Já no início de Janeiro de 2101, várias empresas encomendaram a construção de diversas naves, indo desde cargueiros até naves de mineração. A primeira nave a levantar voo recebeu o nome de Cautios Rover e foi construída para minerar gás.

[center]

[/align]

[center]

[/align]

Com os ganhos substanciais que essas encomendas proporcionaram, o governo deu início, em 8 de Março de 2101, a construção de quatro naves: duas de exploração e duas de construção. A Frugal Dream, a primeira nave de exploração, alcançou o espaço em 13 de Abril, um recorde. A Ruse of Garn Junction, sua irmã, foi lançada no fim daquele mês. A Frugal Dream começou sua viagem inaugural no começo de Maio e tinha Uwyxok como destino. Acabou por alcança seu destino em 8 de Agosto.

[center]

[/align]

No final de Julho, foi descoberto um novo tipo de recurso em Vallon, a pele de Dantha, um animal mais ou menos do tamanho de um elefante que tem por habitat as planícies desérticas. Suas manadas vão de 30 a 200 indivíduos. Seu principal alimento é o fungo Lopid, que crescem um pouco abaixo das areias do deserto. Graças ao seu avançado sistema olfativo, os Danthas conseguem localizar esses fungos com certa facilidade. Tinham sido dados como extintos em Vallon algumas décadas atrás. Agora, sua exploração é altamente controlada, o que o torna um produto escasso, de luxo.

[center]

[/align]

Antes, os Teekan julgavam estarem sozinhos na galáxia. Com o surgimento da Fearsome Network, que os colocou a beira da extinção, a República resolveu se armar e em 26 de Agosto encomendou as primeiras naves de combate. No total seriam 14 naves: 6 pequenas naves de escolta e 8 fragatas. Essa aquisição veio em boa hora, já que na metade de Setembro, os cientistas revelaram o Corvidian, um novo sistema de escudo para as naves. Ainda em Setembro, a Lusaka 004, a primeira nave puramente militar, foi concluída.

[center]

[/align]

[center]

[/align]

Em 27 de Dezembro, a Ruse of Garn Junction, que havia partido de Vallon no final de Maio, fez uma descoberta incrível. Em Tedir, a lua rochosa de Garn Junction 2, eles descobriram uma antiga biblioteca. Dentro da mesma, acharam valiosos arquivos, em especial projetos para uma tecnologia que permitiria viajar mais rápido que a luz. Como se isso não fosse suficiente, acharam duas naves. Uma delas, uma fragata que a tripulação batizou de Terrible Destiny, estava em bom estado, salvo algumas avarias. A outra, nomeada de Evil Challenger, estava em ruínas. A teoria apresentada por militares e cientistas é que Teldir devia ser um posto avançado, uma base de pesquisa de alguma civilização extraterrestre. A Evil Challenger deve ter sido enviada com a missão de capturar o que estivesse sendo desenvolvido ali e destruir a base, mas acabou sendo interceptada pela Terrible Destiny. A teoria, no entanto, não explica o porquê de essa nave ter sido evacuada, já que os tripulantes da Ruse não encontraram nenhum sinal de vida. Há quem cogite que a nave seja um tipo de drone, controlado por computador. Apesar de seu poder de fogo, que supera o das naves da República, ela será desmontada e sua tecnologia, estudada. A curto prazo, a decisão pode ter péssimos frutos, já que ela poderia ser usada para defender a nação contra uma ameaça externa, mas é consenso que os resultados a longo prazo serão melhores, já que a análise da tecnologia abrirá as portas para novos equipamentos.

[center]

[/align]

[center]

[/align]

[center]

[/align]

[center]

[/align]

Excelente capítulo!

Bom começo, bom começo.

Obrigado a todos por estarem acompanhando a saga. Já vinha tinha algum tempo querendo escrever, mas só esses dias tive coragem para instalar o jogo. XD

O Distant Worlds é um dos jogos mais complexos que eu já joguei. O gerenciamento dele é muito detalhado, bem como a vastidão de recursos naturais que podem ser explorados e comercializados. Uma parte que esqueci de falar é que eu só gerencio o Estado, a iniciativa privada é toda gerida pela máquina.

O ritmo de posts será mais frequente por agora, já que estou mais uma vez de greve na universidade. XD

Eu adoro jogos com a temática espacial então aguardarei ansiosamente o próximo capítulo.
Ah e a propósito bem vindo ao GSB :welcome

Acompanhando. E que belo nome você tem em rapaz. Excelente gosto! :hehe

:mal Greyjoys :mal

A história por trás da Casa Greyjoy e seu envolvimento nos acontecimentos me cativaram.

Historia cativante , kkkkkk, mt bom cara, bem feita essa AAR

[center]Capítulo 3: Surpresas[/align]

Em Março de 2102, entre as órbitas de Yikdu, o terceiro planeta do sistema, e Garn Junction 2, o último, a Frugal Dream encontrou duas criaturas que, contrariando todas as leis da biologia, viviam no completo vácuo. As lesmas espaciais, como foram chamadas, viviam num pequeno campo de asteroides entre as órbitas dos planetas. Com a aproximação da nave, as criaturas adotaram uma postura hostil. A Dream ainda permaneceu alguns dias na região, tentando abordar os animais. Como a atitude hostil não mudou, e desprovida de armas, a nave resolveu partir.

[center]

[/align]

[center]

[/align]

Nos idos de Outubro, a Lady of Garn Junction começou a construir a primeira instalação fora de Vallon. A base de mineração, construída em Uwyxok, irá minerar petróleo (para fabricar polímeros), chumbo, ouro, cromo, carvão (para fazer fibras de carbono) e nekros, um tipo de gema, que será usada em armas. Futuramente, essa base permitirá a colonização do planeta. No mesmo mês, foi descoberta um novo tipo de gema em Vallon, batizada de Osalia. Essa pedra apresenta características ideias para ser usada em sistemas de armas.

[center]

[/align]

[center]

[/align]

[center]

[/align]

A Fearsome voltou a entrar em contato, mais uma vez oferecendo proteção. Dessa vez, a República recusou. As naves de guerra entraram em alerta máximo, já que o governo teme uma represália.

[center]

[/align]

Garn Junction 2, o frio gigante gasoso, também recebeu uma instalação. Em Março de 2103, iniciou-se a construção de uma base para pesquisas energéticas. Também vai ser estudado os efeitos da radiação solar nos limites do sistema. Com sua privilegiada localização, no último planeta do sistema, permitirá que projetos ultrassecretos na área de energia sejam desenvolvidos longe dos olhos dos curiosos. Um novo sistema de coleta de energia será testado nas instalações. No final de Abril, as obras foram concluídas. Ossan Thanda será o chefe da base.

[center]

[/align]

[center]

[/align]

[center]

[/align]

Em Maio, o governo determinou que todas as naves e bases sob seu controle passassem por um upgrade, com a implantação de todos os componentes recentemente desenvolvidos.

[center]

[/align]

Aparentemente, Garn Junction foi um sistema bastante frequentado por raças alienígenas. Na órbita de Yikdu, mais uma nave abandonada foi encontrada. Descoberta pelo pessoal da Ruse e batizada de Lethal Conquest, a nave, com seus 535 metros, é a maior já vista até o momento. Uma análise rápida não encontrou semelhanças entre ela e a Terrible Destiny, o que pode indicar que uma terceira raça tenha passado pelo sistema. Uma varredura de seu interior e equipamento trouxe duas grandes surpresas: apesar de jamais terem visto aquela língua, o time de especialistas da Ruse encontrou dois pontos de interesse destacados em um mapa, ambos localizados no setor H14, próximo a Vallon e Garn Junction, que fica no setor H15. A segunda, e sem dúvidas a mais surpreendente, é que a Lethal Conquest está equipada com um propulsor que permite a nave viajar mais rápido que a luz. A comunidade científica está em polvorosa com a descoberta. Os principais noticiários do planeta mostram, praticamente todo dia, notícias e estudos sobre o tema. Quando sua tecnologia for estudada e compreendida, representará um marco importante na história da exploração espacial.

[center]

[/align]

[center]

[/align]

[center]

[/align]

Mas tudo isso terá que esperar. Uma nova ameaça surgiu. O Kaltor, como foi batizada pelos cientistas, foi encontrado quando as primeiras equipes de pesquisa desceram na atmosfera gasosa de Garn Junction 2. Essa criatura lembra um grande crustáceo e tem muitas características dos aracnídeos. É unânime que seu habitat são locais com grande concentração de gás, já que não apresentaram qualquer incômodo com a pressão e a atmosfera de Garn 2. Como as lesmas espaciais, apresentaram um comportamento hostil com a presença da equipe que, infelizmente, não contava com sua agilidade e força. Os vinte cientistas foram mortos antes de conseguirem fugir.

[center]

[/align]

Para lidar com o problema, os altos comandantes militares resolveram usar a Lethal Conquest. Alguns tripulantes da Ruse, que estavam a bordo para levar a nave aos estaleiros de Vallon, descobriram como usar os propulsores de dobra e chegaram ao planeta em questão de segundos. Para se ter ideia, a primeira viagem partindo de Vallon para Garn Junction 2 levou alguns meses. Yikdu, onde a poderosa nave estava, encontrava-se diametralmente oposto, praticamente do outro lado do sol.

[center]

[/align]

Infelizmente, quando a nave chegou, as criaturas, num bando de três, estavam destruindo a Garn Junction Interlude, uma nave de construção. A tripulação conseguiu ejetar a tempo e foram acolhidos na estação de pesquisa na órbita do planeta. A base sofreu algumas avarias também, já que a batalha se deu em sua proximidade e os animais a atacaram, mas a situação logo foi resolvida, graças ao poderoso poder de fogo da Lethal Conquest.

[center]

[/align]

[center]

[/align]

[center]

[/align]

Saudades dos monstros espaciais do Master of Orion II…

Ótimo capítulo o jogo parece ser realmente complexo e rico em detalhes e conteúdo,mas sem querer ser chato, acho que você colocou dois capítulos 2 por engano

Valeu por ter notado! Acabei não percebendo isso.

E Hiryuu, já ouvi falar desse Master of Orion. Nunca cheguei a jogá-lo, mas pelo que li na net, a proposta é parecida com o DW.

Er… acho q seria o contrário, já q o MoO2 é de 1996 xD

Mas eu não quis dizer que ele era baseado no DW, só que ambos tinham uma proposta muito semelhante. XD