[EMPRESA] Açougue Dei Basilicata

[justify][size=150][font=fantasy][tab=30]O Açougue Dei Basilicata foi fundado para fornecer carne de qualidade ao povo de Cisalpe.

[tab=30]Recebendo carnes de todos os tipos de todo o Império, o açougue orgulha-se de trabalhar com qualidade e honestidade, e manter um nível de limpeza muito superior a outros açougues da cidade.[/font][/size][/align]

Dados Empresariais:
[spoil]

[/spoil]

  • Olá meus caros! - saúda o Marquês adentrando no Açougue.
  • Marquês! - surpreendem-se os empregados.
  • Hahaha, calma meus amigos, estou apenas de passagem, estou seguindo para Cisalpe e gostaria de saber se ainda temos daquela lingüiça defumada do Valle d’Aosta.
  • Perfeitamente, senhor, temo sim!
  • Ah, ótimo. Veja-me uns 5kg da mesma, irei passar um tempo em Firgen e será bom ter uma comida caseira.
  • Imediatamente!

[justify][tab=30]Um grande carregamento de carnes variadas chega ao açougue, carnes especiais para as festa de fim de ano. O açougue, inclusive, realiza uma grande promoção para impulsionar as vendas deste lote.[/align]

[justify][tab=30]Após ter seus estoques quase esgotados, finalmente o Açougue recebe novos carregamentos de carne de gado, porco e peixes, bem como embutidos diversos. Grandes placas anunciando os produtos são colocadas na calçada.[/align]

[justify][size=150][font=fantasy][tab=30]Um grande carregamento de carne chega ao porto, sendo transportado imediatamente ao Açougue.

[tab=30]- Finalmente, já estávamos sem alguns cortes, preparem tudo para expormos amanhã. - ordena o Açougueiro-Chefe aos ajudantes.[/font][/size][/align]

Funcionários da CSC chegam à fazenda para fazer o transporte de produtos.

[justify][tab=30]Diversos tipos de carne chegam ao Açougue, sendo logo descarregados e cortados para a venda ao público.[/align]

[justify][tab=30]Com as questões fiscais tendo de ser priorizadas para a manutenção do Dei Basilicata aberto, acaba-se por se negligenciar alguns contratos. Assim que a nova conta estiver aberta e a situação regularizada, pretende-se dar prosseguimento às pendências.[/align]

[justify][tab=30]A notícia da possibilidade da Lua Azul abrir uma filial na Cisalpínia anima a direção do Açougue, visto que não precisariam mais importar peixes e seria um custo à menos para a empresa.[/align]

[justify][tab=30]Um atraso na entrega de carne deixa o Açougue sem produto por dois dias. Tratativas começam a ser feitas para evitar que tal ocorra novamente.[/align]

[justify][tab=30]- Seu Marcos…
[tab=30]- Sim, Pablo?
[tab=30]- Uma carta da filial de Firgen…
[tab=30]- Vejamos… Interessante… um caçador procurou Tobias oferecendo carne de caça. Ele acha que nós poderíamos negociar com ele também. Realmente, seria bom ter mais tipos de carne, assim agradaremos mais clientes. Vou ver se descubro onde vive esse caçador…
[/align]

[justify][tab=30]A primeira negociação com o caçador é realizada, e as novas carnes de caça são um sucesso entre os cisalpinos. Tendo isso em vista, já se estuda ampliar a compra quando o caçador aparecer novamente.[/align]

[justify][tab=30]As vendas normalizam para seus níveis anteriores à crise.[/align]

Um novo carregamento de carnes é recebido, sendo logo preparado para ser vendido ais clientes.

[justify][tab=30]A movimentação no Açougue se mantém dentro da normalidade.[/align]

[justify][tab=30]Um representante da Montanha de Ferro se apresenta no Açougue, comunicando que a expansão acabara adiada para o próximo mês devido à quantidade de trabalho, mas que será realizada assim que possível.[/align]

[justify][tab=30]Um carregamento de carnes da Romania chega e rapidamente começa a ser preparado para a venda aos clientes.[/align]

[justify][tab=30]Cortes especiais para o final de ano são preparados pelos açougueiros, chamando bastante atenção da população.[/align]

[justify][tab=30]Trabalhadores da Montanha de Ferro chegam ao Açougue e iniciam a ampliação do mesmo, algo há muito esperado pelos funcionários.[/align]

[spoil]Custo da ampliação: D$s150.000
Parazo para a conclusão: cerca de 5 dias[/spoil]