[EMPRESA] Blue Dragon International

[spoil]

[justify][tab=30]Funcionários da Construtora Montanha de Ferro chegam a um terreno na Rua da Subida e iniciam a terraplanagem do mesmo. Placas com a inscrição “Mais um empreendimento dos Conglomerados Dragão Azul” são fixadas ao redor do terreno.[/align][/spoil]

[justify][size=150][font=Garamond Bold][tab=30]Criada pelo Duque Alexander Di Draconi para simplificar o comércio exterior tanto para pequenos quanto para grandes empresários, a BDI possui sua sede em Firgen, no Bairro de Draco. A maior parte do prédio é composta por um grande armazém onde os produtos importados ou exportados ficam no aguardo de serem transportados até seus destinos.

[tab=30]Através das amizades criadas quando do anos de viagens do Duque pelo mundo, a BDI possui contatos comerciais em Tokyo, Londres, Nova Iorque e Rio de Janeiro, possuindo uma ampla gama de produtos que podem ser adquiridos no exterior a preços competitivos, bem como possíveis compradores para os produtos gesebianos.

[tab=30]O próximo passo previsto pela direção da BDI é estabelecer um entreposto comercial em SunneGod, ampliando ainda mais o comércio entre o Império e os povos do deserto - e além![/font][/size][/align]

[justify][size=150][font=Garamond Bold]Dados Empresariais:
[spoil]

[/font][/size][/align][/spoil]

[justify][tab=30]Com a terraplanagem concluída, os trabalhadores aguardam a chegada dos materiais para iniciar a construção.[/align]

[justify][size=150][font=Garamond Bold][tab=30]- Este é um novo passo para a Dracônia! Por muito tempo nos chamaram de isolacionistas. Não mais! - discursava Yama, durante a inauguração da empresa - A crise que afetou o Império não é razão para desistirmos, pelo contrário! Agora é a hora de investirmos, de abrirmos novas possibilidades para todos! Com a BDI, qualquer um poderá produzir e vender seus produtos, sem se preocupar se terá compradores ou de onde conseguirá sua matéria-prima. Do pequeno sapateiro ao grande pecuarista, do pequeno mascate ao grande fabricante de peças industriais, todos serão atendidos da mesma forma aqui: com o respeito que alguém que faz Gesébia crescer merece!

[tab=30]Aplausos são ouvidos da população que se aglomera para ouvir o que o “herdeiro do dragão”, como vem sendo chamado, tem a dizer.

[tab=30]- Não consegue a matéria-prima para manter seu negócio funcionando? Ou os fornecedores do Império não se interessam em vender para sua pequena empresa? A BDI dará um jeito, traremos o que precisar do exterior! Parte de sua produção está à espera de compradores, que nunca aparecem? A BDI dará um jeito, certamente alguém no exterior irá querer o seu produto! Considera os Tributos de Importação e Exportação demasiado complicados, ou não possui contatos comerciais além-mar? A BDI dará um jeito, tomaremos conta de todas estas questões e você apenas precisará se preocupar com o mais importante: produzir e gerar emprego e renda para Gesébia!

[tab=30]Mais aplausos são ouvidos com o fim do discurso e quando o jovem Di Draconi, junto com Seamus Mac Gearailt, presidente interino da BDI, cortam a fita inaugural da empresa[/font][/size][/align]

[justify][size=150][font=Garamond Bold][tab=30]Já no primeiro dia após a inauguração, diversos empresários, em sua grande maioria proprietários de empresas individuais e pequenas, procuram a BDI para se informar sobre os programas de importação e exportação.

[tab=30]Enquanto isso, um grupo de representantes da empresa, fluentes em draconiano antigo, se preparam para iniciar viagem até SunneGod.[/font][/size][/align]

[justify][tab=30]Vários pedidos vindos do exterior são recebidos e colocados em uma fila de espera, enquanto a produção local vai sendo catalogada e estudada para futuras negociações.[/align]

[justify][tab=30]A diretoria decide suspender temporariamente as negociações com o exterior até a definição da situação política do Império.[/align]

[justify][tab=30]- Boa tarde, sou Johnston Forrest, da Corvo Negro.
[tab=30]- Ah, sim, já estávamos lhe esperando. Sou Seamus Mac Gearailt. Sente-se. O que podemos fazer pelo senhor?
[tab=30]- Bem, soube que vossa empresa realiza a intermediação em vendas internacionais.
[tab=30]- Venda e compra, sim. Assumimos toda a burocracia relativa a esses processos, como contatos com fornecedores ou compradores no exterior, locação de navios ou trens, pagamento das taxas necessárias, entre demais requerimentos.
[tab=30]- Ótimo. Boa parte da nossa produção está sendo exportada, e com a divisão do Império esse número irá aumentar. Se pudéssemos nos livrar de parte dessa burocracia toda…
[tab=30]- … poderiam se focar na produção. Perfeitamente. De quanto estamos falando, exatamente?
[tab=30]- Segundo o último relatório, cerca de 5.600 toneladas mensais, de uma produção total de 7.200 toneladas.
[tab=30]- É uma quantidade razoável… Precisarei consultar as cotações atuais do mercado, gostaria de um café enquanto aguarda?
[tab=30]- Se não for incômodo…
[/align]

[justify][tab=30]- Peço desculpas pela demora, senhor Forrest. Chegamos a um valor de D$s60 por tonelada, nos comprometendo a assumirmos todas as taxas e burocracia necessárias.
[tab=30]- É um bom valor, tendo em vista o trabalho que temos com toda essa papelada… Muito bem, estamos acertados então, senhor Mac Gearailt.
[tab=30]- Ótimo. Temos o contrato pronto, basta assinares que logo iniciaremos a pesquisa de mercado para decidirmos os melhores compradores. O carvão será [tab=30]armazenado em nosso armazém, é claro, assim que o depósito for realizado iremos solicitar que ele seja transportado.
[tab=30]- Não se preocupe com isso - responde Johnston enquanto assina - Temos um contrato de transporte com a Transportes Caçador, eles farão a entrega.
[tab=30]- Ah, melhor ainda, então. Fi um prazer fazer negócios com o senhor. Tenha um bom dia.
[tab=30]- Igualmente.
[/align]

[justify][tab=30]Mais alguns pequenos empresários procuram a BDI para negociar. Embora o volume de negócios não seja muito grande, amplia as importações e exportações da empresa, principalmente com o Reino Unido e o Império do Brasil.[/align]

[justify][tab=30]Um novo contrato com os Estados Unidos é firmado. Embora seja pouco o volume de produtos importados e exportados para aquele país, isso ainda assim deve melhorar a confiança do empresariado nos trabalhos da BDI.[/align]

[justify][tab=30]Os negócios com os Estados Unidos têm se mostrado abaixo da expectativa, visto a baixa procura por bens estadunidenses. Porém, uma comitiva japonesa é recebida, e se mostra interessada e importar alimentos e minérios, o que poderia ser uma oportunidade e tanto para a expansão da empresa no mercado internacional.[/align]

[justify][tab=30]A negociação com os japoneses se mostra producente, e alguns pedidos são fechados com seus representantes.[/align]

Aos poucos, mais lentamente do que fora planejado, novos mercados começam a se interessar pelo trabalho da BDI.

[justify][tab=30]Um representante de uma importadora portuguesa visita a empresa em busca de negociar produtos diversos. Após uma reunião que tomou boa parte do dia, alguns negócios são fechados e logo começarão a ser executados.[/align]

[justify][tab=30]Uma reunião com representantes comerciais da Sunéria fecha alguns acordos proveitosos, que deverão se refletir em bons lucros no futuro.[/align]

[justify][tab=30]A BDI fecha alguns contratos de exportação, aumentando cada vez mais sua carteira de clientes, embora a maioria seja de pequenas empresas.[/align]

[justify][tab=30]Um contato do Reino Unido solicita uma lista de exportadores, em busca de matéria-prima para algumas empresas.[/align]

[justify][tab=30]No meio da tarde, um oficial da agência de correios e telegraphos entregou uma carta na recepção da Blue Dragon Internacional.[/align]

[spoil]

[/spoil]

[justify][tab=30]Após as festas de Natal, os funcionários retomam a análise de possíveis contratos.[/align]