[EMPRESA] Casa do Caçador

Os diretores ficam preocupados e analisam o disposto no Decreto Draconiano 027/1891, procurando meios para cumprir o estabelecido.

Com os rumores de uma nova guerra civil, todo produção é paralisada.

Mais uma caravana chega e se abriga na Casa do Caçador.

Com a divisão do Império, a família Skinart fica preocupada com toda a reformulação administrativa que terão que fazer, isso sendo que nem conseguiram arrumar as contas anteriores.

Vários sunerianos passam a trabalhar na empresa, sendo que a Casa torna-se o centro de encontro dos mesmos.

Houve uma confusão entre alguns sunerianos em razão da visita do Rei da Sunérias Unidas.

Os diretores da empresa estranham o baixo movimento, inclusive ocasionando redução nas receitas da empresa.

Alguns sunerianos buscam se tornarem sócios da empresa, as tratativas seguem num impasse.

Um grupo de comerciantes sunerianos se deslocam até Gardignon para tratar pessoalmente com a Condessa sobre a sociedade empresarial.

Um grande acordo comercial é fechado com os sunerianos.

Uma caravana sai da Casa do Caçador com objetivo final de chegar a Sunéria.

A jovem filha do dono recebe algumas propostas de casamento. O que é prontamente refutado pelo pai.

Mais presentes à jovem filha do patriarca Skinart são entregues a este.

A caravana para Sunnegod estava quase pronta quando Sir Caçador e seus seis companheiros chegam à loja, onde o emissário draconiano já estava aguardando. Sir Caçador, assim, fica sabendo da reunião de guerra, e os próximos ficam sabendo do massacre sofrido pelo exército suneriano, contudo ainda não sabiam do resultado final da batalha.

Menos de duas horas depois, chegava o restante da comitiva diplomática gesebiana.

Antes do entardecer, a caravana em direção à Sunnegod, formada por dezesseis carroças, sai da loja. Ali estão quatro emissários, alguns soldados e vários comerciantes e seguranças.

[tab=30]Um casal suneriano pede que sua festa de casamento seja realizado na empresa.

Alguns sunerianos debatem sobre as diferenças e semelhanças entre a religião tradicional gesebiana, o cristianismo e a chamada religião solar dos sunerianos.

Mais uma cerimonia de casamento é realizado na sede da empresa.

[justify][tab=30]Um telegrama é recebido na empresa.[/align]