[EMPRESA] Comp. Agr. Pastoril - Filial VI: Gado - Imperia

[center]Companhia Agrícola Pastoril - Gado - Imperia[/align]

[i]

[size=150][font=Times New Roman][tab=30]Descendente de uma família de militares, Ivysson sempre admirou todas as atividades relacionadas ao Exército. E também sempre teve grande admiração pelo seu tio August, dono de grandes fazendas na Prússia. Querendo reconhecer o grande esforço do tio e também querendo dar continuidade no negocio da família, Ivysson cria a primeira fazenda de gado da família Hohenzollern na Romania.

[tab=30] O gado da fazenda será alimentado com o objetivo de posterior abate e venda da sua carne para açougues na Romania e para exportação também, além de produzir couro cru. Mais tarde, a Fazenda é integrada a Companhia Agrícola Pastoril.[/font][/size]

Dados Empresariais
[spoil]Conta Corrente sob administração da Matriz - Companhia Agrícola Pastoril[/spoil][/i]

A recém criada fazenda recebe a visita de seu dono e de seus amigos. Eles olham as instalações e partem em caminhada pela cidade.

[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

[center][/align]

[font=Times New Roman][size=150]

[/size][/font]

Ao ler a carta enviada pela direção da Fábrica de Curtimento, o diretor da Fazenda de Gado reúne seus funcionários e passa algumas instruções para que a produção seja escoada no tempo determinado.

Pela noite, alguns funcionários da Companhia Telephonica chegam ao estabelecimento, para instalação de linhas telephonicas, facilitando assim, a comunicação entre empresas, o Grupo Empresarial e a residência do Sr. Ivysson, Presidente do Grupo

Já era alta da noite, quando um dos vaqueiros noturnos constataram que duas vacas haviam fugido dos limites da fazenda. O vaqueiro mobilizou os demais para localizarem as vacas perdidas, mas logo perceberam que elas não havia fugido, mas sim roubadas, uma fez que uma das cercas que delimitam a fazenda fora sabotada. As buscas continuam em várias fazendas vizinhas e em pequenas propriedades, mas os vaqueiros, até agora, não obtiveram sucesso.

Após passarem dias procurando as vacas que fugiram, mas sem obter sucesso, fazendeiros começam a achar que tudo isso fora um roubo. Decidem então articular-se para tentar descobrir que foram os criminosos que roubaram o gado.

Depois de vários dias, responsáveis pela fazenda e vários vaqueiros encontram as vacas que, supostamente, haviam fugido. Eles descobrem que um pequeno bando estava roubando o gado de algumas propriedades, e foi o que fizeram na Fazenda de Gado Hohenzollern. Os fazendeiros, deram um corretivo bem forte nos ladrões e abandonaram-os numa pequena estrada no interior da Romania. Enquanto isso, na fazenda, os abates recomeçaram, e uma parte da carne começará a ser distribuída para as demais empresas do Grupo Hohenzollern, enquanto o couro será repassado para a fábrica de curtimento de couro.
[hr]

[center]General-Brigadeiro Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Dois gendarmes entregam uma intimação a alguns fazendeiros.


[tab=30]Novos gados são abatidos e a carne é encaminhada à pequenos açougues locais.


[tab=30]Um novo processo de abate e seleção da carne bovina é implementado na fazenda, auxiliando num maior aproveitamento da carne dos animais abatidos.

Com a reabertura da empresa, a nova diretoria trata de reorganiza-la admintrativamente, de modo a impedir novas falências e torna-las, novamente produtivas e lucrativas.


[tab=30]Várias cabeças de gado foram encaminhadas em diversos comboios aos portos mais próximos, para que sejam comercializadas com os clientes do exterior.


[tab=30]Novas cabeças de gado são abatidas e vendidas à pequenas mercados locais.


[tab=30]Com a obtenção de crédito, a empresa começa a ser expandida para o custo base de um milhão de áureos.


[tab=30]Após conclusão dos trabalhos de expansão, a empresa passa finalmente a operar com o custo base de um milhão de áureos, aumentando drasticamente sua produção.


[tab=30]Várias cabeças de gado são abatidas e todas encaminhadas ao Porto de Áquila, onde serão vendidas à frigoríficos americanos.


[tab=30]Os diretores da fazenda compram várias cabeças de gado e garrote, e iniciam os trabalhos para nutrição devida do gado, até atingirem o ponto ideal para o abate.


[tab=30]Algumas cabeças de gado são batidas e encaminhadas à frigoríficos locais.

[tab=30]
[tab=30]Novas cabeças de gado são adquiridas pela empresa.