[EMPRESA] Fazenda Caçadores de Dragões

[spoil][justify]No meio da noite chegam duas famílias de empregados para o estabelecimento de uma nova fazenda em Cisalpe, os mesmo foram contratados pelo empregado do Comissário Richard Caçador. A fazenda localiza-se num terreno alagadiço, que servirá, primariamente, para o cultivo de arroz d’água e, posteriormente de outros produtos. Os empregados fazem uma fogueira e começam a preparar o terreno onde será construída a sede da fazenda, bem como suas próprias residências.[/align][/spoil]

[center]Fazenda Caçadores de Dragões - Grãos[/align]

[justify][tab=30]Richard sai do centro de Cisalpe e se dirige à sua fazenda, lá chegando encontra tudo como estava esperando, já havia plantações e os prédios já haviam sido construídos.[/align]

Localidade: Cidade de Marburgo, Região de Ostphalen.

[spoil]

[/spoil]

[spoil]http://www.gsbrazil.net/forum/Richard.php

Dados Empresariais:
Razão Social: Caçadores de Dragões
Conta-Corrente: J020-6
Tipo e Porte: Agricultura Grande (8)
Custo-Base: D$s100.000
Matérias-Primas: -
Contratos de Compra: -
Importação: -
Produção: Arroz
Contratos de Venda: -
Exportação: Arroz
Funcionários: -
Proprietário: Selma Santini Souza e Silva[/spoil]

[tab=30]Os empregados começam a realizar a colheita do milho, separando alguns sacos para suas famílias e deixando boa quantidade de palha no chão para evitar a erosão do solo.

Bem como começa-se a plantação de algodoeiros.

[center][tab=30]É começado a colheita do algodão. Em breve a produção será vendida para algumas indústrias de Gesébia.[/align]

[tab=30]Aproximando-se do inverno, a terra é preparada para o plantio de trigo.

Um funcionário da Companhia Elétrica Denki-Ryu visita a empresa, deixando um panfleto:

[center]A terra é limpa pelos trabalhadores da fazenda, preparando o solo para o plantio de milho.

[/align]

A venda do trigo supera as expectativas iniciais devido à grande qualidade do produto. Tal qualidade foi merecedora de um certificado entregue pela CIC/SIFI.

[offtopic]Este evento deverá ser considerado como uma movimentação governamental, dando um bônus de +5% no lucro da empresa neste mês, no presente caso, somente incidindo sobre o custo-base desta filial, (5% sobre 20 mil gesébos = 1 mil de lucro).[/offtopic]

Com a divisão do Império Gesebiano há uma grande preocupação com a nova forma de administração empresarial necessarial, bem como com as novas regras financeiras.

O administrador da fazenda estava confuso com toda a papelada necessária com a retomada da contabilidade própria.

Em razão da falta de trabalhadores a terra demora mais tempo a ser preparada.

Os diretores da empresa estranham o baixo movimento, inclusive ocasionando redução nas receitas da empresa.

Uma praga afeta toda a propriedade.

Especialistas estrangeiros são contratados para tentar resolver o problema da praga.

Com a praga resolvida a terra é limpa mas não será utilizada até a primavera.

A terra começa a ser preparada vagarosamente, verificando-se se não há resquícios da praga.

Vários hectares de milho são plantados, contudo é deixado alguns intervalos de terra sem plantar para diminuir as chances de eventuais pragas se espalharem.

[center]Os milhos começam a crescer de forma satisfatório, sendo sempre vistoriados pelos empregados.

[/align]

Com a medida correta de chuvas, o milho apresenta um bom crescimento.

Algumas espigas são colhidas pata serem vendidas como milho verde.