[EMPRESA] Indústria de Automóveis Gesébia

[center]Indústria de Automóveis Gesébia[/align]

[justify][tab=30]Após a captação de recursos na Bolsa de Valores, inaugura-se a primeira indústria automobilística gesebiana, com produção 100% nacional. Produzindo-se vários modelos, todos de forma manual, o que permite um ótimo acabamento e a inclusão de alguns detalhes personalizados. Contudo os atuomóveis não custam menos de G$s50.000,00.[/align]

[center]Setor de Carros à Combustão.
Localização: Argenton.

[/align]

Com a crise que se seguiu à dissolução do Império, a Indústria foi à falência, até ser comprada pelos Conglomerados Dragão Azul e voltar a ser a maior indústria automobilística de Gesébia.

Dados Empresariais
[spoil]Razão Social: Indústria de Automóveis Gesébia - Argenton
Conta-Corrente: J052-2
Tipo e Porte: Indústria de Transportes Grande (8)
Funcionários: -
Custo Base: G$400.000
Matérias-Primas Necessárias: Madeira, Peças em Ferro, Motores à Combustão, Pneus
Contrato de Compra:
Importação: Madeira, Peças em Ferro, Motores à Combustão, Pneus
Produção: Automóveis
Contratos de Venda:
Exportação: Automóveis (7)
Proprietário: Alexander Di Draconi[/spoil]

No final da tarde um comboio de várias carroças chegou ao pátio da fábrica ainda em construção, após algumas horas eles descarregaram algumas dezenas de motores à combustão.

[center]Vários automóveis já são produzidos e alguns são entregues à pessoas determinadas pelo Sir Richard Caçador.[/align]

Em virtude dos altos custos e de não existir muitas pessoas habilitadas a dirigir, muitos automóveis não foram vendidos e foi ordenado a diminuição da produção.

[justify][tab=30]Após ter recebido uma encomenda para que fossem fabricados ônibus com motor à combustão, os pesquisadores da IAG passam a fazer vários estudos para a construção do mesmo, contudo ao se tentar constuir um protótipo, o mesmo explode. Ninguém fica ferido mas os estudos são parados até que estudiosos estrangeiros, mais especificamente americanos, cheguem à Gesébia.[/align]

Os estudiosos estrangeiros chegam à empresa e já começam seus estudos.

[center]Várias partes do teto despencaram com o terremoto, danificando alguns equipamentos e máquinas, alguns funcionários foram atingidos e alguns acabaram por falecer. Assim, por questão de prioridades, a empresa ficará fechada, pelo menos, até dia 13/08/1891.[/align]

[center]Tendo demorado mais que o previsto a empresa retorna às suas atividades normais.[/align]

  • Quase estamos fechando o mês no vermelho senhor. ainda bem que alguns nobres da Alta Dracônia fizeram alguns pedidos.

  • É, a inauguração do Teatro em Wician-dun foi providencial para nós.

Alguns representantes do Grupo Empresarial Hohenzollern vão até a Indústria de Automóveis Gesébia para analisarem dados acerca da empresa e enviá-los para a mais nova gestão.

Pela tarde, Ivysson e alguns companheiros do Grupo Empresarial Hohenzollern visitam as instalações da Indústria de Automóveis Gesébia. Passam por todas os setores da empresa e conversam com alguns funcionários, ficando por dentro de toda a dinâmica empresarial. Antes de sair, Ivysson deixa o seguinte recado para a secretária no escritório, que deverá ser repassado aos acionistas da mesma, contendo a seguinte mensagem:

A secretária ao receber o bilhete informa o senhor Ivysson que naquele dia ocorrerá o casamendo da senhorita Selma e não seria uma data muito adequada a reuniões.

[justify][tab=30]A empresa, agora sob administração dos Conglomerados Dragão Azul e sob comando direto de Antoine Villeneuve, reabre suas portas. Novos e antigos funcionários começam a ser contratados, enquanto uma reforma geral é realizada no prédio e nos equipamentos da empresa.[/align]

[justify][tab=30]A reabertura da IAG alavanca a economia da região, diversos nobres e empresários de toda Gesébia vêm à cidade encomendar automóveis, que são produzidos sob encomenda de acordo com as especificações de seus compradores.[/align]

[justify][tab=30]Um lote de dez automóveis é concluído e o pedido, feito por um grupo de nobres piemonteses, colocado em mãos capazes para ser guiado até o extremo leste da Romania.[/align]

[justify][tab=30]As vendas continuam aquecidas, com vários pedidos feitos semanalmente.[/align]

Como os dois representantes da Construções Gesébia chegaram ao final do dia, marcam um horário amanhã pela manhã para realizarem os estudos de ampliação.

[justify][tab=30]Os últimos detalhes acerca da ampliação são discutidos, e a diretoria apenas aguarda o início dos trabalhos.[/align]

[justify][tab=30]Funcionários da filial de Saint-Depoux chegam à fábrica.[/align]

A produção de automóveis começa, lentamente, a voltar à normalidade.