[EMPRESA] Madeireira Nord

[center]Madeireira Nord[/align]


[size=140][center]Vista de um dos galpões da empresa.[/align]

Histórico da Empresa[/size]
[spoil]

[/spoil]

[font=Times New Roman][size=140]Dados Empresariais
[spoil]

[/spoil][/size][/font]

A Madeireira Nord, após um longo período de inatividade, está de volta ao mercado Gesebiano. Com um investimento na compra de serras e com novas técnicas da derrubada de árvores, a Nord está mais do que pronta para atender às novas demandas dos consumidores e das empresas deste país, e para suprir a economia e os cidadãos com a madeira de qualidade pela qual a Nord é conhecida.

[center]Informações contratuais, favor tratar com J. H. Athennie.[/align]

Após as ordens do novo dono, Comendador Richard Caçador, o trabalho na empresa retorna pra alívio dos empregados e suas famílias. E como primeira ordem é dado que deverá ser feito 10 mil tábuas e laminas (que se encaixem) de madeira de pinus, jatobá, entre outras, com tamanho de 200x45cm mas com espessuras variadas, além de partes para acabamentos de casas.

Ao afastar-se do centro da cidade, Divilly vai até a famosa madeireira do Sr. Caçador; tudo está em pleno funcionamento, e o Comendador regozija-se: é-lhe mais fácil fazer as análises assim, pois não precisa contar com suas conjecturas.

[justify]As tábuas solicitadas no começo do mês começam a serem enviadas pra vários lugares de Gesébia.[/align]

[justify][tab=30]Vários lotes de madeira saem da empresa em direção a diversas cidades de Gesébia, especialmente para construção de casa mas também para a construção de carrocerias para carros.[/align]

[center][/align]

[justify][tab=30]Mesmo com a crise recente a extração de madeiras e o corte em tábuas e peças diversas de madeira continua sem percalços.[/align]

[center]Concluído um breve estudo, o plantio de árvores para futuras explorações é iniciado.


Balsa para transporte fluvial da empresa.[/align]

[size=150][font=fantasy][tab=30][justify]Um telegrama é entregue:[/align]

  • Gustavo, junte este pedido junto aos das minas de Sir Caçador e providencie uma resposta.

  • Sim, já farei, senhor! - respondeu o capataz.

[size=150][font=fantasy][tab=30][justify]Um telegrama é entregue:[/align]

  • Mateus, tu já fizestes a inclusão do pagamento do Governo da Alta Dracônia?

  • Ainda não nos passaram o comprovante senhor João. Assim que o fizerem eu arrumarei nossa contabilidade.

  • Então vá até o banco e veja isso, agora mesmo.

  • Sim senhor! - Mateus se levantou rapidamente pois sabia que se demorasse iria receber uma bronca daquelas.

Toda carga mensal de madeiras é destinada ao governo da Alta Dracônia para a construção de casas populares visto que a Madeireira é fornecedora exclusiva.

O carregamento mensal de tábuas e madeiras para construção de casas é enviado, pelas Transportes Caçador, ao governo da Alta Dracônia.

João lê a resposta e conversa com alguns funcionários. Decidem mandar uma carta à matriz e à proprietária para solicitar autorização visando a ampliação.