[EMPRESA] Mina de Diamantes Oxenaforda

Em Oxenaforda, um grande veio de diamantes foi encontrado em uma expedição pelas montanhas e começou a ser explorado comercialmente.

[justify]Dados Empresariais:
[spoil]Sob responsabilidade da Matriz
[/align][/spoil]

Um funcionário da Companhia Elétrica Denki-Ryu visita a empresa, deixando um panfleto:

[justify]Após o Grande Cataclisma de 91, como alguns estavam chamando o terremoto acompanhado de maremoto e incêndios, os diretores da mina optaram por fechá-la até que fosse possível verificar se as condições mínimas de segurança fossem garantidas e não houvesse riscos de acidentes.[/align]

[center]A mina volta a funcionar plenamente, havendo somente algumas questões administrativas a serem resolvidas.[/align]

Problema com papelada faz com que a mina fique alguns dias fechadas.

Buscando um aprimoramento na gestão da mina, pensa-se numa associação com outras minas da região.

Com pouca procura no mercado interno, a diretoria busca compradores no exterior.

Os diretores da empresa estranham o baixo movimento, inclusive ocasionando redução nas receitas da empresa.

Um grande diamante é encontrado e irá a leilão em breve.

Com a venda do diamante para um misterioso empresário britânico a mina volta a ter lucro.

Vários pequenos diamantes são encontrados, sendo o suficiente apenas para a manutenção da mina.

A produção continua o mínimo necessário.

Os diretores da mina questionam três mineradores sob suspeita de um deles ter roubado alguns pequenos diamantes.

Depois de muita confusão um dos mineiros entrega confessa e entrega os diamantes roubados, sendo demitido e acusado criminalmente.

A mineração aumenta visto que os mineradores desejam atingir a meta para o ano e conseguirem um recesso para passarem as festas com os familiares.

[tab=30]Todos os funcionários e diretores firmam sua lealdade à causa.

Os trabalhadores retornam ao trabalho já minerando um diamante rosa que rapidamente é enviado para analise.