[EMPRESA] Rex Beer‘s - Matriz

[font=Garamond Bold][size=150]

[center]REX BEER’S.
Fábrica e Sede Administrativa.[/align]

[tab=30] Fundada no início de Fevereiro de 1893, a Rex Beer’s nasceu com o propósito de criar a melhor cerveja do continente. Os grãos utilizados em nossas bebidas são plantados em nossas fazendas sob uma rigorosa política de qualidade, a água utilizada por nossos cervejeiros também é testada regularmente para garantir a nossa qualidade, esses e outros fatores fazem da Rex Beer’s uma das melhores cervejas do continente.

[tab=30]Dados Empresárias.

[tab=30]História da Propriedade. [/size][/font]
[spoil][font=Garamond][center]Primi Ordinis
Primeira Ordem[/align]

[size=150]Criada nos primeiros dias do Golpe Republicano de 1890, a Primi Ordinis, ou Primeira Ordem, fora criada por nobres romanianos, militares, intelectuais e outros romanianos que não compactuavam com os ideais republicanos pregados pela infame Mortuus Rex. Os fundadores da ordem definiram que o seu principal objetivo seria a restauração da Monarquia Romaniana, tendo a defesa do patriotismo romaniano como seu objetivo secundário.

Os romanianos são os pais da civilização gesebiana, a cultura gesebiana fora moldada pelos nossos antepassados, mas nós fomos recompensados com fogo e morte. Vimos os Draconianos assumirem uma posição de privilégio e força dentro do Império, enquanto isso a nossa terra se tornou uma simples província, devemos reconquistar a glória que um dia fora nossa.

Como a sua contraparte republicana, a Ordem optou por se manter nas sombras, para garantir a segurança dos seus membros. Os líderes determinaram a divisão da ordem em grupos, tendo cada grande cidade um grupo que é liderado por um Mestre, esses mestres respondem ao Lorde que é o líder da Ordem. O Lorde é escolhido pelos mestres e ele deve ser um romaniano comprometido com a causa, capaz de dar a sua vida pela defesa da pátria. Com a independência da Romania o grupo deixou as sombras e atua mais ativamente, mas ainda em segredo, na defesa da pátria, os seus membros usam a saudação romana romana seguida pela frase Ave César como forma de identificação.

Todo cidadão romaniano pode participar da ordem, ele deve ser convidado por um membro e passar por um extenso período de testes, assim ele poderá ser reconhecido como um membro da Primi Ordinis e defensor da Romania.
[/size][/font][/spoil]

Uma carta enviada pelo Conde de Áquila é recebida e decifrada, logo uma reunião dos Mestres é convocada.

Pela noite, uma carroça se aproxima da sede da ordem. Os homens descarregam o conteúdo dela e ao abrirem, suas vistas ficam ofuscadas pelo brilho intenso do ouro e das joias presentes dentro dos baús. Estes são guardados em um esconderijo e a carroça sai.

Pela noite, é realizada uma assembléia no principal salão da organização, onde é estabelecida algumas diretrizes para a mesma e onde é ressaltada o nacionalismo presente nos romanianos.

[font=Times New Roman][size=150]Alguns homens de preto, com uma insígnia da Carabinieri na lapela do paletó, chegam até uma fazenda, deixando algumas bagagens e saindo rapidamente. Um novato da ordem, pega as bagagens e chama seu mestre:

  • Mestre, uma encomenda acabou de chegar, homens deixaram umas bagagens e saíram rapidamente…

  • Hmmm, deixe-me ver.

O mestre abre as bagagens rapidamente e fecha-as imediatamente.

  • Guarde essas bagagens junto com os outros baús.

  • Sim mestre.[/size][/font]

Em um dos vários esconderijos da ordem um pequeno grupo é treinado em táticas de combate. Eles utilizam armas de curto e médio alcance além de técnicas de camuflagem para acertar os seus alvos.

Um telegrama, enviado por um infiltrado na CTR, é entregue ao Mestre que estava cuidando da base, ele lê o telegrama e fica espantado com o rumo que as coisas tomaram, rapidamente ele prepara uma mensagem cifrada que deverá ser enregue ao Lorde.

Informações não param de chegar, muitas delas vem da fronteira com a Dracônia, mas as mais intrigantes vem de Gardignon.

[font=Times New Roman][size=150] - Senhores, finalmente tudo esta conforme planejamos. Nossa hora chegou e soubemos aproveitar a oportunidade. Agora é saber manter a ordem e tudo ficará na plenitude.

  • Exatamente, ainda bem. Mas companheiros, acredito que devemos tomar as devidas medidas quanto aos caixotes. Ontem chegou o último e devemos cumprir com nossa missão.

  • Bom, repasse aos poucos para o governo e avise Herr Hohenzollern, acredito que ele fará bom uso de tudo o que conseguimos.

  • Perfeiro, irei enviar uma carta à ele. Depois conversamos senhores, dispensados![/size][/font]


[tab=30]Com a independência romaniana e consequentemente afirmação do Reino, os membros da Primi ficam satisfeitos e até um pouco “acomodados.” Entretanto, o Mestre da ordem está preocupado, pois tempos sombrios sempre hão de chegar em qualquer momento. Por isso, decide tomar providências para evitar possíveis desastres que podem abalar o povo romaniano.


[tab=30]Após meses realizando treinamentos e recrutamentos, os Mestres finalmente são chamados para uma reunião com um representante da Coroa, assim que a reunião termina os Mestres voltam para a base principal e dão várias ordens. Os membros mais antigos deverão se preparar para um treinamento especial, os outros foram enviados em missões de investigação e vigilância de alguns grupos e indivíduos subversivos.

[font=Times New Roman][size=150][i]
[b]-Senhores, a ordem oficial fora criada. Agora cabe a nós ajudá-los com nossos conhecimentos, e documentos que possuímos, às investigações.

  • Concordo Mestre. Continuaremos atuando?

  • Sim, independentemente do que for determinado, continuaremos atuando, pois seremos um “braço” a mais nas investigações. Mantenham toda a descrição de sempre, e quando necessitarem de fundos, avisem-me.

  • Sim Mestre.

  • Lembrem-se de uma coisa, quando estiverem em situação de apuros, todas as provas dever ser destruídas, inclusive os senhores. Até mais.
    [/b][/i][/size][/font]

[font=Garamond Bold][size=150]

  • Irmãos, durante anos trabalhamos pela Glória da Romania nas sombras, cumprindo as vontades de nosso César e garantindo que os nossos inimigos não obtivessem sucesso em suas empreitadas, agora chegou a nossa recompensa, todos vocês se tornaram agentes da CIR e eu me tornei o Diretor da CIR, ou seja, de hoje em diante nós não seremos apenas uma ordem nas sombras, mas uma agência que protegerá a nossa pátria das sombras.

  • Ave César, Ave Romania.

[tab=30]Após o discurso um dos membros se aproximou do Diretor.

  • Mestre, o que será da ordem agora?

  • Agente, não existe mais mestre, apenas o Diretor Orestes. Vamos destruir esse local e apagar qualquer evidência, fui informado que Sua Majestade vai comprar essa propriedade, parece que ele vai abrir uma empresa aqui para garantir que ninguém descubra nada sobre a ordem. Todos vocês devem esquecer a ordem e cumprir os seus papéis como agentes da CIR.
    [/size][/font]

[font=Garamond][size=150]
[tab=30]Operários da Nova Roma Infraestrutura iniciam uma ampla reforma em uma propriedade destruída em um grande incêndio.

[/size][/font]


[tab=30]O terreno é limpo e as fundações da fábrica são colocadas, enquanto isso mais materiais são entregues e um enviado da Coroa chega para supervisionar a construção.

[font=Garamond Bold][size=150]
[tab=30]No começo da tarde aproximadamente duas mil pessoas se aglomeraram nos arredores da fábrica para ver o Rei, boatos diziam que ele participaria da singela cerimônia de abertura da empresa, por volta das 16:00 horas ele chegou em seu automóvel escoltado pela Guarda Real, trajando roupas formais ele desceu do veículo, acenou para a população e foi até o pátio da fábrica. O Diretor da empresa, Tiberius von Arkon, fez um longo discurso falando sobre a importância da nova empresa e sobre o quão grande será a sua contribuição para o povo e para a pátria, em seguida o Rei falou.

  • Boa tarde caros cidadãos, meus súditos, fico muito feliz em ver que este empreendimento terá pessoas muito capazes a sua frente, principalmente por que esse é um empreendimento meu - diz o Rei em tom jocoso.

  • Há alguns dias me perguntaram o por quê de eu investir nesse ramo? Bem… investi neste empreendimento pois ele será uma grande adição à nossa cada vez mais próspera economia, ele trará milhares de empregos e contribuirá com o desenvolvimento das pequenas cidades como Enna, lar de uma de nossas fazendas. Não irei me estender, Sr. Arkon?

    [tab=30]O Rei cortou a fita e fez um breve tour pela fábrica, na saída um repórter de um jornal independente, conhecido por seu xenofobismo, fez uma pergunta ao Rei.

  • Majestade! Majestade! O que Vossa Majestade tem a dizer sobre as declarações feitas durante o discurso Governador do Estado Draconiano das Highlands no último sábado?

  • Declarações? Ah sim, meu caro, as declarações daquele homem nada mais são do uma demonstração de fraqueza, creio que ele não seja draconiano já que apesar de tudo nunca os vi agirem de tal forma, talvez ele seja filho de algum bárbaro ou algo do tipo… de qualquer forma tenha uma boa tarde.
    [/size][/font]


[tab=30]Grande parte da produção é exportada e planos para uma expansão começa, a ser traçados.


[tab=30]Alguns imigrantes italianos são contratados para trabalharem no transporte das colheitas e do produto manufaturado.

[font=Garamond Bold][size=150]
[tab=30]Estudos para a construção de mais uma fábrica são realizados.

[/size][/font]