[EMPRESA] Soc. de Industrias e Comércio do Império

[font=Garamond][center]Sociedade de Indústria e Comércio do Império


Fachada do Prédio Principal, em frente à Praça Hans

[size=150]No passado a SICI era um grande grupo de empreendedores e a responsável pelo alvará de funcionamento das empresas do Império, mas com o passar dos anos ela caiu no esquecimento, aos poucos ela fora abandonada pela elite burguesa e pelo próprio governo. No início do ano de 1891, o então Chanceler, Aidan Medeiros von Valeyard, através da Valeyard Industries, manifestou o interesse em reativar a sociedade, após muita deliberação, o Poder Judiciário concedeu ao mesmo a posse da SICI, após longas e dispendiosas reformas, a SICI finalmente fora reinaugurada, agora como um Clube para a elite da nação, um local onde nobres, grandes empresários, políticos e intelectuais poderão se encontrar e desfrutar de um rico e magnifico ambiente.

A SICI ainda é a responsável por manter atualizada a lista de Magnatas do Império.[/size]


Foto rara do Ex-Chanceller Rei Philippus I ao centro e o Duque Alexandre (E), e o Conde Crusader_Knight (D), caçando raposas no vale norte do Monticello Country Club.

[size=150]Ultima lista dos maiores investidores do Império, em Gésebos - G$s
(Em Reais(R$) descontam-se 5 Zeros)[/align][/size]
[i][size=140]
Rei Alexander I Di Draconi…G$s77.700.000
Marquês Dudu…G$s66.000.000
Rei Philippus I da Romania…G$s15.600.000
Rei Eduardo Humberto di Medeiros-Valeyard…G$s15.000.000
Imperador Stephano I…G$s12.800.000
Sir Monticello…G$s5.600.000
Marinheiro Huff…G$s8.000.000
Barão Julio Cesar…G$s3.000.000
Cabo Nero de Bragança…G$s3.000.000
Barão Ivysson Luz Von Hohenzollern…G$s2.600.000
Chanceler Carvalho…G$s2.000.000
Sir Ferreira…G$s1.500.000
3º-Sargento Senador Vergueiro…G$s1.500.000
Cabo Riddickphb…G$s1.000.000
Sir Luan Miguel…G$s500.000
Marinheiro Alexandre Souza…G$s100.000

[/i][/size][/font]

[offtopic]As fortunas no Império Gesebiano são definidas pelo valor de doações em (R$) feitas pelos usuários ao GSB + 5 zeros que da o valor em (G$s).[/offtopic]

Ah meus cachorros no country club… que saudade desse tempo… :slight_smile:

Após saber de seu novo título, o Conde de Áquila decide ir ao seu mais novo empreendimento.
Ele desce de sua carruagem e acompanhado de dois legionários ele adentra ao magnífico prédio, logo na entrada ele pôde ver algumas escultaras romanianas, quadros gardenhanos e draconianos, em um dos corredores estavam os quadros de Chanceleres e Imperadores de Gesébia, em outro se via alguns quadros que retratavam a exploração do continente e a Intentona Odinista. Após conversar com alguns funcionários, o Chanceler vai para um dos salões do clube.

[font=Garamond][size=150]Por favor, traga uma xícara de Earl Grey.

  • Sim Excelência - responde o garçom.

Entre um gole e outro, o Conde analisa os últimos decretos do Kaiser.[/size][/font]

No inicio da manhã os funcionários do clube cortam a grama, regam as plantas e limpam a mobiliá, um quatro enviado pela Valeyard Industries é posto na parede do hall de entrada, um retrato do Conde Aidan segurando o estandarte do Partido Nacional.

Um jovem pajem chega até o prédio da sociedade, bate na porta e entrega um bilhete para um dos funcionários.

Stanislau chega no clube mais cedo,vendo que tinha tempo livre hoje,depois de comprovar que ele pertence ao Partido Nacional e lhe foi permitida a entrada,ele se senta em uma mesa na varanda e observa a paisagem enquanto espera a cerimônia começar

[offtopic]Colegas,eu provavelmente não poderei entrar de noite,então vou deixar meu personagem no clube para eu poder participar da reunião,quando foi feita alguma coisa que me envolva,pode fazer a ação para mim[/offtopic]

Ivysson, após resolver alguns problemas no centro a cidade, chega a Sociedade de Indústrias. Ele é atendido por um jovem dos Punhos Nacionais que etá na porta. Confirma o nome na lista e sua entrada é autorizada. Ele adentra o prédio e nota que seu amigo está sentado numa mesa na varanda; Vai até ele e começam a conversar e beber um pouco do bom vinho romaniano, enquanto esperam a cerimônia começar.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

A carruagem do Fuhrer para em frente as escadarias da Sociedade, ele dispensa o cocheiro, arruma o seu broche e sobe lentamente a escadaria, ao chegar na entrada ele é saudado pelos membros dos punhos nacionais que estavam controlando as entradas e saídas do prédio, ao entrar no prédio ele é saudado por um dos funcionários que lhe informa onde todos estavam, em seguida ele vai para o salão principal para falar com os seus compatriotas.

Ave Império - diz o conde ao entrar na sala.

Parando a carruagem de aluguel em frente à CISI, desço. Trajava a mesma roupa que havia usado na noite anterior e me dirigindo em direção a porta principal, contemplo a arquitetura majestosa daquele prédio sigo em direção ao homens dos Punhos Nacionais, onde me apresento e adentro ao prédio. Então, sou orientado por serviçais a seguir em direção ao Salão Principal. Chegando, observo os ilustres cavaleiros do partido e proferido nossa saudação: Ave Império! gesticulando com o braço o nosso cumprimento. Peço uma caneca de cerveja do tipo Weiss a um serviçal e, finalmente, me dirijo então até onde estavam os senhores Valeyard, Hohenzollern e Abramov.

O Conde chama um dos serviçais que traz para ele uma xícara de earl grey.

Boa tarde Sr. Steindorff, seja bem vindo a Sociedade.

Muito grato mein Führer. Vocês realmente estão me acolhendo. Não há como expressar o que sinto neste momento. Mas então mein Führer, do que especificamente iremos tratar?

[font=Garamond][size=150]Somos o partido do Império e do Povo Sr. Steindorff, as nossas portas sempre estarão abertas para os que se comprometem com a causa - diz o conde após tomar um gole do seu copo.

Bem, desde a fundação do Partido, na época de meu pai, não tivemos uma assembléia, eis que hoje estamos aqui justamente para isso, debater o futuro do partido, reformas e inovações, o partido deve representar o Império e o povo, o partido deve representar o nacionalismo e o patriotismo, mas para isso precisamos que todos trabalhem juntos, precisamos que todos apresentem os seus pontos e suas ideias, pois por mais incrível que pareça, não somos uma força tirânica como a oposição quer que o povo acredite.

Um momento, por favor leve isto para a sede do partido.

  • Sim senhor - responde o pajem. [/size][/font]

Dou um grande gole em meu caneco de cerveja e após um grande suspiro começo: Ahh a oposição, um grande bando de corvos a espreita para abocanhar-nos como sua carniça. Bem mein Führer, se me compete dizer, acho que um grande caminho para manter a unificação do Estado Nacional e fortalecê-lo é a militarização. E lhes digo isso, porque tenho grande experiência militar. Lutei por pelo menos exércitos de sete países e, se tem uma coisa que mantem grandes impérios fortes e unidos é o militarismo, o exército. Todos os lugares por onde passei o exército recebe um grande prestigio. Paradas militares são realizadas em homenagem à seus monarcas, às suas autoridades estatais. Não há no mundo hoje, um Czar, Kaizer, Rei ou outro grande monarca que deixe de militarizar seus reinos, que deixem de valorizar suas forças militares. É como uma grande força de propaganda para os outros países. Impõe-se respeito desta forma!
Quanto ao Partido, mein Führer, acho que podemos dividir as tarefas e assim, também estaremos com forças em todas as esferas do Império. Destarte, quero propor aos senhores que eu possa ser nomeado Secretário do Partido, para melhor auxiliá-los, para auxiliar na administração do nosso projeto.

[font=Times New Roman][size=150]Ivysson que permanecerá calado nos momentos iniciais, passa a dizer:

  • É incrível como a oposição nos calunia e nos acusa de atos que nem passam em nossa mente. Somos o governo do povo, para o povo. Trabalhamos em prol da melhora de todas as condições da população imperial, bem como para o desenvolvimento em ambas as áreas do Império, por isso reafirmo que, somente juntos, podemos mostrar que não somos o que dizem. Este é o momento, senhores, de iniciarmos um novo processo de consolidação partidária e afirmação do Nacional Gesebianismo.[/size][/font]
    [hr]
    [right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

[font=Garamond][size=150]Secretário-Geral? Sr. Steindorff, a nação já possui inúmeros cargos, o partido não precisa de mais um cargo, muito pelo contrário, devemos dar o exemplo, por isso eu estarei fechando o Ministério do Interior.
Quanto ao militarismo, sábias palavras meu caro, uma nação só é forte quando as suas Forças Armadas o são.

Concordo plenamente Sr. Hohenzollern, a oposição adora nos atacar, por isso devemos continuar com o nosso bom trabalho, mostrar ao povo que podem confiar em nós e que nós sempre seremos o governo do povo e para o povo.[/size][/font]

- Estou redigindo alguns escritos acerca da parte econômica do Nacional Gesebianismo. Em breve, publicarei-a para todos.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Certo mein Führer, em nossa situação é melhor não criar mais cargos, realmente. No entanto reforço aos senhores, só seremos fortes enquanto Império de fato, quando investirmos muito mais em militarismo. E bem, estou aqui para ajudar nosso Império. Quanto a questão militar, pode sempre contar comigo. Mas acima de tudo, estou aqui para servir no que precisar.
Ahh já ia quase me esquecendo. Em breve teremos outro camarada. Ele é, naturalmente, gesebiano, mas vive há muito tempo na Prússia Oriental. Tenho certeza que Herr von Rommel vai abrilhantar em maior os nossos quadros.

[font=Garamond][size=150]Ótimo Sr. Steindorff, sobre o militarismo, assim que a constituinte terminar eu ire apresentar o novo orçamento do governo, iremos fortalecer esse Império como nunca fora imaginado.

[/size][/font]

- Concordo plenamente com as propostas dos senhores. Steindorff, Rommel ? O que lutou conosco na Guerra Austro-Prussiana ? Não acredito.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Outro tema que quero propor mein Führer, é a construção de uma Casa de Campo do Partido, no interior de Áquila, onde poderemos proporcionar ótimas reuniões aos nossos ilustres correlegionários, além de proporcionar-nos uma ótima caçada.
Além disso, quero propor que estabeleçamos uma agenda anual de congressos, um por mês, nas principais cidades do Império, onde possamos brindar o Império e o Partido com todos seus membros e, no dia 27 de julho de 1890, realizamos o grande Congresso Anual do Partido Nacional, onde todos os membros devem-se fazer presentes. Creio que o local mais apropriado para tal evento seja também Áquila, onde todos poderemos confraternizar mais um ano de existência do partido, além de brindar nossas contribuições a vida longa do Império.