[ESTATAL] Empresa Romaniana de Estaleiros e Nav. - Filial II

[center]Empresa Romaniana de Estaleiros e Navegação (EREN) - Filial II[/align]

[justify][tab=30]Após ser fechado, em razão da crise de 1892, o Estaleiro Naval Hohenzollern foim adquirido pelo Governo Romaniano, passando a operar como uma filial da Empresa Romaniana de Estaleiros e Navegação (EREN), responsável não só pela manutenção das naus e navios pertencentes à Marinha Real, assim como pela produção e venda para o mercado nacional e estrangeiro, de embarcações civis e militares.[/align]

Histórico Empresarial:
[spoil][justify][font=Garamond][size=150][center]Estaleiro Naval Hohenzollern - II[/align]
[tab=30]Após uma semana de construção, o estaleiro por fim é concluído. O Estaleiro Naval Hohenzollern é um conjunto de estaleiros que vem num crescimento vertiginoso desde o começo do ano, aquecendo a indústria naval do Império. O empreendimento faz parte do Grupo Empresarial Hohenzollern, que é a detentora do mesmo. O estaleiro será composto, inicialmente de oito grandes docas, que poderão construir navios dos mais variados tamanhos e para as mais variadas utilidades. Com este empreendimento, a Romania entra para o cenário imperial como construtura naval.

Construção:
[tab=30]O Grupo Empresarial Hohenzollern adquire um grande lote de terras e nele inicia a construção de mais um estaleiro.[/font][/size][/align][/spoil]

[size=150][font=Times New Roman]Dados Empresariais:
[spoil]

[/spoil][/font][/size]

No inicio da noite,vários engenheiros e os gerentes do estaleiro se reúnem, para apresentarem os projetos e decidirem se construíram algum navio neste momento.

Após várias reuniões, engenheiros e diretores do Estaleiro decidem que, amanhã, iniciaram a construção de três navios, sendo um de carga, um rebocador e um de passageiros.

Pela noite, alguns funcionários da Companhia Telephonica chegam ao estabelecimento, para instalação de linhas telephonicas, facilitando assim, a comunicação entre empresas, o Grupo Empresarial e a residência do Sr. Ivysson, Presidente do Grupo

Em ritmo acelerado, os navios estão em fase final de conclusão. Falta apenas, acertar alguns detalhes internos e instalação de redes elétricas por todos os navios para que estes sejam lançados ao mar.

[font=Times New Roman][size=150][i]Depois de vários dias de serviços, os navios foram concluídos. Pela tarde, foram feitas algumas manobras com os navios para verificar se tudo estava em ordem. Após o sucesso dos testes, os navios começam a ser levados para seus respectivos destinos.

[/i][/size][/font]

Após vários dias trabalhando, engenheiros do Estaleiro apresentam alguns projetos de navios cargueiros. Eles crêem que é necessário aumentar a quantidade de cargueiros gesebianos, uma vez que o Império necessita disto. Durante uma reunião, os engenheiros apresentam para o diretor responsável do estaleiro, o Sr. Genaro, seus projetos

[font=Times New Roman][size=150]- Perfeito - disse Genaro ao analisar os projetos - Iremos construir todos. Sr. Steve, informe todos os operários que grandes trabalhos o aguardam e convoque uma reunião com todos os diretores do Estaleiro.

  • Sim senhor - respondeu Steve.

  • Perfeito. Srs. engenheiros, muito obrigado, e até mais.

Em seguida, os homens retiram-se da sala do Sr. Genaro e iniciam os preparativos para a construção dos navios.[/size][/font]

Após uma reunião ter sido realizada com os operários do Estaleiro, o Sr. Genaro ordena que os trabalhos iniciem-se na quarta, 20 de Maio. Ele informou os funionários que será criado um turno noturno, para que a entrega das embarcações ocorra dentro do prazo estipulado pela cúpula interna do estaleiro. Depois da reunião com seus subordinados, Sr. Genaro volta para seu escritório, onde começa a redigir propostas de contratos para fornecimento de materiais para realização do empreendimento.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Ao serem informados do interesse das Corporações Valeyard em estabelecer relações comerciais, os diretores do Estaleiro Naval Romaniano elaboram um plano para ser discutido com a empresa.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Representantes do Estaleiro Naval Romaniano viajaram hoje para a Gardenha, com o intuito de iniciarem conversações sobre uma possível e quase certa fusão entre este e o Estaleiro Naval Hohenzollern. Ambas as empresas vem possuindo bons resultados e tal medida apenas maximizaria estes resultados. Os funcionários aguardam ansiosamente para um desfecho positivo, no caso, a fusão!
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Após várias reuniões, representantes de ambos estaleiros do Grupo Empresarial Hohenzollern decidem inserir o Estaleiro Naval Romaniano como filial do Estaleiro Naval Hohenzollern.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

As conversas para uma possível construção de grandes embarcações para CCNG prosseguem em ritmo acelerado e diretores do Estaleiro estão muito animados com um possível grande pedido dentro dos próximos dias.

Funcionários da ValCorp visitam os estaleiros e conversam com alguns engenheiros, os técnicos verificam alguns navios e construção e fazem algumas anotações.

Durante vários dias, diversos funcionários da ValCorp visitaram as instalações do Estaleiro Naval Hohenzollern. Fizeram diversas anotações, conversaram com diversos funcionários, além de observarem cada fase da construção das embarcações.

A produção de barcos de pequeno e médio porte permanecem a todo vapor, entretanto, rumores de uma possível construção de uma nova classe de navios transoceânico animam a todos os funcionários do Estaleiro.


[tab=30]Novos projetos de grandes embarcações começam a ser desenvolvidos no Estaleiro pelo Departamento de Engenharia e Desenho Técnico e serviram como base para futuros projetos da empresa.

[justify][tab=30]Assim que os projetos começam a ser concluídos pelos engenheiros da matriz, os outros dois estaleiros da EREN começam a ser preparados para dar inicio aos trabalhos de execução das novas embarcações.[/align]


[tab=30]Após vários dias de projeto, tem início as obras das belonaves solicitadas pelo Governo, na unidade.


[tab=30]Com trabalhos a todo vapor, algumas belonaves encomendadas pelo Governo Real começam a ser lançadas ao mar, para que seja iniciado os trabalhos nos tombadilhos superiores.