[ESTATAL] Empresa Romaniana de Motores - Filial II

[center]Empresa Romaniana de Motores (ERM) - Filial II[/align]


[font=Times New Roman][size=150][center]Em primeiro plano, vemos o Bairro dos Operários e, mais ao fundo, o complexo industrial da Empresa Romaniana de Motores.[/align]

Histórico Empresarial:
[spoil][justify][tab=30]Alguns engenheiros chegam ao local, com alguns operários. Eles olham várias plantas e projetos e decidem fazer as primeiras demarcações no solo, no que será uma futura industria.

[tab=30]Para suprir as demandas do Império, é criada a Fábrica de Máquinas e Motores, um complexo que produzirá maquinário de todos os tipos e para todos os usos, além de ferramentas e motores. Inicialmente, o projeto antedia apenas a área de máquinas, mas fora ampliada, aumentando assim a produção e, consequentemente, dando conta da demanda imperial, que necessita de empreendimentos deste gênero, uma vez que a indústria naval está crescendo cada vez mais e necessita de máquinas e motores para seus grandes navios.[/align][/spoil]

Dados Empresariais:
[spoil]

[quote]
Conta Corrente administrada pela Matriz - Empresa Romaniana de Motores[/spoil][/size][/font]

A fábrica inicia a construção de vários motores para navios e trens, para assim, darem conta da demanda que começará a subir nos próximos dias.

Após vários dias de trabalhos intensos, a fábrica conclui a construção dos quatro motores solicitados pelo estaleiro. Os operários preparam equipamentos que transportaram os motores, enquanto o diretor da empresa tenta entrar em contato com a Companhia de Comércio Hohenzollern, para transportas as máquinas até o estaleiro.

Enquanto os ritmos dos trabalhos são acelerados para que os pedidos sejam entregues a tempo, a FMMH estuda uma possível união com a as Indústrias Hohenzollern & Cia, uma vez que a fusão seria muito benéfica para ambos, entretanto, são apenas rumores e não existe nada oficializado.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Após rumores de uma possível fusão, no início da tarde de hoje, fora anunciada para todos os funcionários da antiga Fábrica de Máquinas e Motores Hohenzollern que, a partir de agora, a empresa fora fusionada com a Indústrias Hohenzollern & Cia., e passará a chamar Indústrias Hohenzollern & Cia. - FMMH - Filial I.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Ernesto se aproxima da guarita. “Com licença, vocês não teriam um emprego disponível para um pobre desempregado? Qualquer um, por favor.”

[font=Times New Roman][size=150]Os diretores da empresa são chamados por alguns funcionários, e dizem que tem um homem pedido emprego. Os diretores vão até a entrada da empresa, fazem uma avaliação do homem e perguntam:

  • Entre primeiro, você deve estar com frio.[/size][/font]
    [hr]
    [right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Ernesto entra, agradecido.

“E então?”

Um camarada do Sindicato chama Ernesto, que deixa o local indignado.

Por problemas financeiros, a empresa não pode contratar Ernesto, que saiu revoltado. Diretores e alguns funcionários tentaram acalmar o mesmo, mas este estava enfurecido e era capaz de ver seus olhos vermelhos de raiva.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

[size=150]

[/size]

Ao lerem o informativo das Corporações Valeyard, diretores da filial a FMMH procuram entrar em contato com a matriz, para solucionar os problemas que surgiram decorrentes das ações de grupos terroristas.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Passou-se vários dias e por enquanto nenhuma atitude terrorista fora tomada contra as Indústrias Hohenzollern. Para evitar qualquer tipo de problemas futuros, os responsáveis pela empresa estão reforçando sua segurança, afim de proteger seus bens e funcionários.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Alguns vagões começam a ser produzidos para atender os pedidos do Metrô da Gardenha.

Além de vários vagões que estão sendo produzidos, é iniciada a produção de diversas ferramentas e peças a serem utilizadas na manutenção do Metrô da Gardenha.

Novas peças e automação industrial começam a ser produzidas na segunda unidade das Indústrias Hohenzollern & Cia.

Com o crescimento do Reino e o ínicio de inúmeras obras que aquecem a econômia nacional, contribuem para que diversos equipamentos industriais e ferramentas sejam produzidos.
Os vários pedidos que a empresa acumulou durante o período superou as expectativas de toda a diretoria executiva da empresa, que já calcula grandes lucros.

[font=Garamond]

[/font]