Forças Armadas

Pessoal, criei este tópico para debatermos a implementação do Exército e apresentarem as suas ideias quanto as Forças Armadas do IG em si.

A Hierarquia será a seguinte.
Marechal - patente que o Chanceler assume em Estado de Guerra.

General de Exército
Tenente-General
Brigadeiro(Brigadeiro-General).

Coronel.
Tenente-Coronel.
Major.

Capitão.

Primeiro-Tenente.
Segundo-Tenente.

Subtenente.

Primeiro-Sargento.
Segundo-Sargento.
Terceiro-Sargento.
Cabo.

Como não será um sistema automatizado, o usuário terá que fazer por merecer a promoção, ou seja, a pessoa terá que ser ativa no IG e cumprir com as suas funções como membro do Exército para ser promovido. Os users que assumirem as Brigadas ganharão automaticamente a patente de Brigadeiro.

Eu dei uma procurada e encontrei essas patentes, podemos usar elas, não fazem menção a nenhuma outra nação e creio que se encaixam no período em que estamos.

Esse será um atrativo a mais para o projeto, creio que assim poderemos atrair mais pessoas para o fórum e mais users para o projeto.
Sugestões, dúvidas?

Para mim está bom! Mas tem como deixar mais objetivas as promoções e depois precisaremos saber onde e quantas são as forças gesebianas.

Já viram como isso pode ser implantado? já que nosso ranking principal é da marinha, digo é possível ter dois rankings principais, ou o da marinha continuaria sendo por post’s, e esse seria auferido como os títulos e postos do IG?

CK, essas patentes não estarão no sistema, o usuário poderá colocar elas na Assinatura se quiser, vou editar elas para ficarem na horizontal, assim não ocuparão muito espaço.

Richard, o Império terá pouco mais de 2000 soldados no Exército, teremos uma Brigada em Gardignon, uma em Áquila e uma no Cisalpe. As promoções serão com base no histórico do usuário tanto in game como off, não vamos dar uma brigada para um usuário que tem um histórico de tretas no IG.
As promoções terão como base o comportamento in ig, off game e a atuação do user dentro da “corporação”, não vamos promover um user que se alista mas não participa.

Quero saber quem é que vai ser colocado como General-de-Exército… E não diga que é o Ivysson, pois ele tem um certo histórico de brigas e de querer ferrar o RP dos outros.

General de Exército? ninguém, inicialmente o posto mais alto será o de Brigadeiro General.
Como não temos pessoal o suficiente, não teremos um Estado Maior do Exército, ao invés disso ele será comandado pelo Ministro da Guerra, sendo assim é bem provável que ele assuma a patente de General-de-Exército.

Again: Ministro da Guerra cuida das questões burocráticas e financeiras da Arma, não do comando dela.

Isso não impede de termos um Militar como Ministro da Guerra, ou seja, o Pedro seria General e Ministro ao mesmo tempo.
A patente de General-de-Exército não vai vir de brinde com a pasta, pode acontecer de algum dia termos um Ministro que seja almirante ou brigadeiro. Eu tenho três opções em mente.
Damos ao pedro a patente de General, criamos um estado maior que será composto pelos Brigadeiros, um destes será o Comandante da Arma, ou esperamos pra ver quantas pessoas vão se “alistar” e dependendo dos “recrutas” damos o Comando da Arma para o mais capacitado.

Visto que foi algo que me interessei, vou deixar aqui minha opinião.

1º Acho 2000 soldados um contingente muito reduzido. Acho que estes números devem ser revistos.

2º Discordo no fato que o comando do Exército fique a cargo do Ministro.

3º Creio que aquele que optar por ser militar, deve ser alguém apartidario. Digo não pode afiliar-se a nenhum partido, diretamente falando.

Se surgirem mais ideias estou pronto para debater.

Pq um Exército? Ñ tem users nem pra 1 décimo dos cargos da Armada.

Concordo com as duas primeiras do Rodrigo, mas não com a terceira e explicarei o porquê: Nesse período era comum ter militares como membros de partidos e o exemplo mais ilustre de todos eles é o Duque de Caxias. Concordo também com o Hiryuu, não temos contingente para isso.

Bem,para termos mais de 2k precisaríamos refazer o salário dos fuzileiros,e consequentemente,toda a economia de Gesébia,sendo que só o contingente atual tem um gasto enorme para o governo.
Quanto ao ministro ser ou não,isso não se baseia nisso,seria 2 cargos separados,como o Richard ser senador e Comissário,tipo,eu não seria general por ser ministro,mas sim pelo meu personagem ser extremamente militarista,a ponto de morar em uma casamata,e ter a disponibilidade de assumir o cargo,assim como a confiança do Estado…

Senador não é cargo indicativo. Comissário ou “General” sim.
E, reitero, temos os Fuzileiros, organizados, sem comando. Vcs reclamam q ñ tem, mas tem e ñ usam? Quando foi a última vez q um pedido de entrada nos Fuzileiros foi aceito? Q um comando foi passado? Nem a Academia vcs tiraram do papel. Já foi permitido q gnt de patente inferior ficasse com comandos q, tecnicamente, não poderia, como um Cabo com comando de Brigada ou de Navio, e nem assim vcs conseguem gnt pra ocupar nem metade.
Sobre os salários, já disse, ñ reclamem, deveriam até ser maiores. Afinal, G$s30.000 anuais é a renda mínima, mas um soldado, com salário, casa, comida, treinamento e tudo o mais custa só G$s20.000 anuais. E ponto.
Querem mais soldados? Reservistas, Voluntários, Legião Estrangeira tão aí pra isso. Dinheiro vcs tem pra pelo menos 20.000 soldados, não usam pq ñ qrem.
Enfim, qrem separar os Fuzileiros da Armada e dar o nome de “Exército”? Façam, então, mas não comecem de inventar 1336954 cargos novos pra isso. Já temos cargos demais no IG.

Lá vamos nós.
Primeiro, hiryuu vc também não tirou a academia do papel então não adianta querer reclamar desse fato.
A ideia de um exército é boa, pq? simples, todos nós gostamos de militaria, sendo assim os users gostaram da ideia de poderem ter um personagem com a patente de Coronel, General, etc.
Patente, nunca falamos em colocar elas no sistema, pelo contrário, como eu disse logo acima, os users poderão usar essas patentes em suas assinaturas pois sabemos que não dá pra colocar outra patente no sistema.

Quanto a cargos, Hiryuu vc mesmo criou vários cargos na dracônia, administradores, juiz, capitão de patrulha, e provavelmente outros que eu não me lembre agora, então não tem o por que de reclamar de algo sendo que não vai criar nada, afinal, estamos reformando os Fuzileiros, não estamos criando o Exército e mantendo os fuzileiros.

Claro, pq nos 2 últimos anos eu q era Grande-Almirante, né?
Sobre a Dracônia, quando eu criei os cargos havia users pra todos. Se eles sumiram depois, a culpa é minha? Ou do andamento do IG?
E não compare a situação do IG quando foi reformada a Gendarmeria com a situação agora.

Enfim, como eu disse, querem transformar os Fuzileiros em Exército? Ótimo, vão em frente, mas vcs tem q sempre ter em mente a realidade do IG.

Rodrigo, como eu disse, o Pedro só vai assumir o comando do Exército se não tivermos interessados, caso o contrário eu darei a patente de Tenente-General ao mais capacitado, independente de partido.
O Exército terá um contingente pequeno por causa do valor das unidades, que ao meu ver são bem altos.

Hiryuu, vc sabe que cabe ao executivo esse tipo de “obra”, quanto aos cargos, eu nunca vi todos os quadros da patrulha draconiana preenchidos ou os cargos do Conselho da Cidade(Firgen).
Ninguém aqui está nutrindo expectativas de que todos os cargos sejam preenchidos, isso nunca aconteceu no IG e creio eu não acontecerá agora, mas não devemos deixar de inovar por achar que ninguém vai aparecer para assumir cargo x, se fizermos isso… aí mesmo que ninguém vai aparecer e o IG vai ficar estagnado.

Como não? Ele sempre foi o responsável por toda a parte militar do Império, ao menos até vcs inventarem esse cargo de Ministro da Guerra…
O Conselho da Cidade não existe desde a reformulação da Dracônia, foram substituídos pelos Administradores-Gerais, que, repito, estavam preenchidos até a última “debandada” de users.

Cabe ao Chanceler fornecer o din din pro Grande Almirante poder estabelecer uma Academia, por isso eu e vc somos culpados pela não existência da academia.

Pessoal, creio que o JC levantou uma questão sobre o fato de o Imperador ter a exclusividade do Comando Supremo, segundo ele isso era uma controvérsia.
Bem… não é pois o Chanceler não tem o Comando Supremo das Forças Armadas, ele responde ao Imperador na cadeia hierárquica, então não tem nada de Supremo nisso, dúvidas ou sugestões quanto ao Projeto?

Por favor, se manifestem logo, assim que a constituição for outorgada eu pretendo postar o orçamento.

Como eu disse, se os Fuzileiros irão se tornar o Exército, sem problema. Só me pergunto se a Armada irá continuar com alguma força de infantaria, marines ou algo do tipo.

Eu pensei em manter uma brigada de fuzileiros na Armada, mas após falar com o Biller decidi não fazer isso pois os tripulantes das nossas embarcações são aptos a lutar.
Mas se fizerem questão, eu tiro um pouco daqui e dali e consigo mandar uns 500 fuzileiros navais pra Armada.