Gabinete do Presidente

[font=Garamond][size=150]

[center]Aqui o Presidente do Banco da Romania recebe autoridades e visitas, além de realizar os seus trabalhos e cumprir as suas funções.


Presidente do Banco da Romania, Ignazio Dino Del Cantonte.[/align][/size][/font]

[spoil][font=Times New Roman][size=150][i][tab=30]Nos arredores de Romulus, a Construtora Nova Roma inicia a construção do sede do Banco Romaniano, responsável pela administração e fiscalização bancária e empresarial em todo o Reino da Romania.

[tab=30]Com o início imediato dos trabalhos, os operários começam a fincar algumas estruturas de aço no solo, que será a sustentação do edifício.

[/i][/size][/font][/spoil]


[tab=30]Na manhã de domingo, Ivysson comparece ao Banco Romaniano para checar os trabalhos da instituição recém criada por ele. O Cônsul dá instruções para os novos funcionários e gerencia parte da equipe nos trabalhos do dia.

[font=Times New Roman][size=150][i]Pela tarde,um ofício chega ao Gabinete do Presidente do Banco Romaniano contendo dados acerca da venda dos títulos:

[spoil]

[/spoil][/i][/size][/font]

[font=Times New Roman][size=150]Chegando ao Gabinete, Irineu inicia a conversa um pouco agressivamente…

  • Hohenzollern, precisamos desenvolver Piemonte!

  • Eu sei, estou trabalhando nisso… Como sabe, muitas empresas foram fechadas. Precisamos reabrir e colocá-las na ativa novamente.

  • Por isso que eu vim conversar com você… -diz Irineu ao entregar um documento ao seu patrão e amigo.

[spoil]

[/spoil]

  • O Banco Hohenzollern arcará com todos os custos de reabertura, e posteriormente, você paga-nos tudo aquilo que foi investido, com um juro de 5% a.m. durante cinco meses. - respondeu Irineu firmemente e convicto que sua proposta seria aceita.

  • Ótimo… faremos isso então. Iniciarei os pagamentos a partir do mês que vem e quero que você encarregue-se pessoalmente de organizar todas essas empresas.

  • Pode deixar comigo. Recebi sua carta ontem, e acredito que os títulos draconianos são uma ótima forma de investimento, e que nós devemos adquiri-los. Informo também que os negócios na Sunéria e novos empreendimentos na Dracônia estão a todo vapor, e em breve, teremos grandes retornos.

  • Certo, faça tudo que julgar necessária, confio totalmente em suas capacidades. Só lhe recomendo uma coisa, o Reino cresce e necessita de crédito. Expandir nossa rede bancária seria uma forma de crescimento para ambos as partes.

  • Concordo, irei analisar a proposta e elaborar um projeto. Ah, já ia me esquecendo, estamos trabalhando para expansão da rede naval. Ainda esta semana estarei com os projetos concluídos.

  • Maravilha! Bom Irineu, irei encaminhar o pedido para nossa equipe de fiscalização e solicitar a abertura das empresas. Deposite o montante primeiro e depois elas serão reabertas.

  • Ótimo. Voltarei ao Banco, até mais!

  • Até!!
    [/size][/font]

[font=Garamond][size=150]

[/size][/font]

[justify][tab=30]No início da tarde da segunda-feira, um oficial da EGCt entregou um envelope à secretária da presidência do Banco Romaniano.[/align]

[spoil]

[/spoil]


[tab=30]Com o recebimento de novos pedidos de aberturas de empresas, o Departamento de Analises Empresarias levam as solicitações em debate, além de realizarem uma “auditoria” nas contas dos solicitantes, afim de terem a certeza que estão entregando empresas para pessoas responsáveis.


[tab=30]No início da tarde, as Diretorias Executivas do Banco Hohenzollern, Banco G&D Safes e Banco Romaniano reúnem-se na sede do último, junto com a presença do Cônsul Real para discutirem acerca das políticas fiscais do Reino da Romania.
[tab=30]Além disse, as instituições bancárias privadas trazem dados referente aos pagamentos das tributações reais para que o Orçamento do mês de Março seja feito e publicado o quanto antes.

[font=Courier New]

[/font]


[tab=30]Após publicação do novo orçamento, com um superávit interessante, a direção da instituição estatal estuda solicitar uma injeção monetária em seus balanços, afim de aumentar a liquidez da mesma.

[font=Courier New]

[/font]

[font=Courier New]

[/font]


[tab=30]Em horários diferentes, duas cartas chegam ao Gabinete do Presidente do Banco Romaniano.

[spoil][font=Courier New]

[/font][/spoil]

[spoil][font=Courier New]

[/font][/spoil]

Por volta das 15:00, 23 de Março…

[font=Times New Roman][size=150]- Senhores, solicitei a presença de todos aqui para que pudéssemos discutir os rumos da política monetária e fiscal do Reino. Todos nós sabemos do exímio trabalho que Vossa Excelência, o Cônsul Real vem realizando, mas acredito, e acho que isso é um pensamento de todos aqui presentes, que há como maximizar nossos ganhos, afim de assegurar de fato nossa posição econômica. - disse um dos diretores do Banco Romaniano, ao iniciar a reunião.

  • Vossa Excelência - disse um dos Secretários do Tesouro Real, em quase tom de súplica - devemos escoar toda nossa reserva monetária para os mais diversos setores da economia. Assim como disse o diretor do Banco, esta é uma maneira de maximizar nossos ganhos.

  • Entendo a aflição dos senhores, mas tivemos um aumento mais que considerável no PIB, as taxas de desemprego caem ao passo que o número de estabelecimentos e o montante de arrecadação aumenta. Não quero e não vou tomar nenhuma medida louca e descabida que acabe com nossa economia - respondeu relutantemente o Cônsul.

  • Excelência, se investirmos em obras vias estatais, teremos um retorno de setenta e cinco por cento, se investirmos em empresas privadas, teremos retorno via tributos. Podemos e devemos expandir nossas fontes de receita caso queira crescer - replicou outro Diretor do Banco.

  • Reiterando a palavra do Diretor, faço um adendo que, o plano de licitação que Vossa Excelência abriu para fornecimento de armas e algumas embarcações são ótimos para o aumento de receitas e expansão das forças armadas. Mais ações como essa ajudaram-nos, é isso que estamos querendo dizer - disse um jovem assistente da diretoria do Banco Romaniano. Ao ouvirem tais explicações, todos os homens, velhos e experientes neste ramo, ficaram um pouco surpresos com as falas de um jovem de vinte e um anos. Ao olhar profundamente para o jovem, Ivysson levanta-se e diz:

  • Senhores, estão todos dispensados, até mais.

[tab=30]Os homens entreolham-se perguntando mentalmente a si próprios sobre o que passou na cabeça do Cônsul para que o mesmo levantasse e saísse repentinamente da reunião. dos senhores, mas temos que lembrar que nosso PIB cresceu mais de noventa por cento, nossa arrecadação vem aumentando aos poucos, assim como as taxas de desemprego que com o passar dos meses caem. Acredito que devemos esperar, ao invés de tomar uma política tão agressiva como os senhores propõem - respondeu o Cônsul em um tom discordante do contentamento quase unânime na sala.
[/size][/font]

[justify][tab=30]No início da tarde da segunda-feira, um oficial da EGCT entregou um envelope à secretária da presidência do Banco Romaniano.[/align]

[spoil]

[/spoil]

[font=Courier New]

[/font]

[size=140][font=Times New Roman][justify][tab=30]Sabendo da Presença do Ministro, Ignazio logo ordena sua introdução ao Gabinete.

- Seja bem-vindo, Ministro von Hohenzollern. É uma honra receber Vossa Excelência. Tenha a bondade, acomode-se como quiser. Disse o Presidente do Banco da Romania, em tom amistoso enquanto apontava para um grupo de sofás e poltronas próximos da lareira.

- Posso lhe oferecer um chá ou café? Temo que vosso estado de recuperação não permita bebidas alcoólicas….[/align][/font][/size]