Gabinete do Rei

[center]GABINETE DO REI[/align]

[tab=30]Aqui o Rei receberá requisições formais e correspondências, e despachará naquilo que lhe compete. Na Era dos Césares, quando a Romania vivia sob a égide do absolutismo, está era a Sala do Trono, mas durante a Reforma Palacial de 1891 o então Conde Humberto decidiu transformá-la em seu local de trabalho e uma nova Sala do Trono fora construída.

[tab=30]A Sala de Espera que antecede ao exuberante gabinete também funciona como local de trabalho do Secretário Privado do Monarca, o Sr. Flavius di Marco.

Ao adentrar ao Palácio, o Visconde logo ascende um dos charutos belgas que ele ganhara de presente, ao chegar na ante sala do gabinete ele pede a secretária que avise ao Conde que o Chanceler deseja vê lo.

[spoil]

[/spoil]

Durante todo o dia os funcionários do gabinete do governador trabalharam arduamente para concluir os pedidos feitos pelo mesmo há alguns dias, arquivos foram atualizados, documentos descartados e os amplos salões do térreo foram limpos com uma impressionante minuciosidade.

Pela primeira vez deste que se tornou o Governador em Exercício, o Chanceler pisa no gabinete da chefia de governo da Romania, no passado esse gabinete abrigava um dos vários escritórios do palácio que eram utilizados pela alta nobreza de Gesébia.

[font=Garamond][size=150]Bom dia senhoras e senhores - disse o Chanceler aos funcionários ali presentes.
Fico honrado em estar na presença dos alicerces deste governo, muito obrigado por tudo o que vocês fizeram e estão fazendo pela Romania.

Um dos funcionários dá um passo a frente e se dirige ao Interventor.

  • Vossa graça, estamos felizes de poder servir ao Império e a Romania.

Isso é ótimo senhor?

  • Flavius di Marco.

Muito bem Sr. di Marco, poderia trazer a minha pasta? ela está com o Capitão Françoise, quanto aos outros, continuem com o ótimo trabalho.

Após alguns minutos o Sr. di Marco voltou com a pasta do Conde.

O que achas? - disse o conde ao tirar algo de dentro da pasta.

  • Muito bom senhor.[/size][/font]

[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Um jovem membro dos Punhos Nacionais chega até o Palácio dos Inválidos e deixa uma pasta com a secretária do governador provincial.

[spoil][font=Courier New][size=150]

[/size][/font][/spoil]
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

[font=Garamond][size=150]Após visitar a Transnacional o Conde e sua escolta foram ao Palácio Villa Augusta, eles foram recebidos por alguns carabinieris que foram alocados como membros da guarnição do palácio, em algumas salas ainda haviam placas informativas, últimos objetos que mostravam que aquele palácio fora um museu.
Com uma alegria um tanto incomum o Conde subiu as escadarias, admirou as estátuas de mármore, observou as belas obras de arte, ele já havia andado por aqueles corredores diversas vezes, mas dessa vez era diferente, aquele não era mais um museu, agora era novamente a sede do Governo Romaniano.

Após alguns minutos caminhando o Conde chegou ao antigo Gabinete Real, algumas mobílias ainda estavam sendo postas em seus lugares, mas o lugar estava pronto para uso, ele entrou em sua sala e ficou em pé observando o ambiente durante alguns minutos, até que sentou em sua cadeira e começou a ler alguns papéis.

Sr. di Marco, por favor envie isso para a residência do Sr. Hohenzollern.

  • Sim vossa graça.[/size][/font]

[font=Garamond][size=150]Boa tarde Sr. di Marco, por favor traga o relatório sobre a contabilidade do FER.

  • Sim excelência.[/size][/font]

O mensageiro enviado à Firgen retorna, e entrega um bilhete escrito de próprio punho pelo Duque.

No final da manhã do dia 24 um mensageiro chegou no palácio, procurou o Sr. di Marco e lhe entregou uma carta.

[font=Garamond][size=150]

[/size][/font]

O Sr. di Marco leu a carta e ficou imediatamente branco, mas se recompôs rapidamente, assimilou tudo o que o Conde estava lhe pedindo e em seguida começou a dar ordens.

[font=Garamond][size=150]Boa tarde Sr. Di Marco, como está a nossa terra?

  • Boa tarde excelência, estamos melhor do que esperávamos. As equipes de resgate e reparos conseguiram desobstruir todas as principais vias de acesso a cidade, agora elas estão cuidando da desobstrução e reconstrução das estradas secundárias, os reparos no porto seguem a todo vapor e os últimos informes da Carabinieri são encorajadores.

Muito bom caro confrade, envie esse bilhete para o Coronel e despache as equipes de reparos da capital para o interior.

  • Sim excelência o jovem romaniano se aproximou do Chanceler, não tivemos baixas, mas os mestres desejam ter com o senhor.

Diga a eles para irem até o palacete, estou indo para lá.

  • Sim excelência.
    [/size][/font]

O primeiro lugar que vem a cabeça de Luciano é procurar senhor Valeyard no palacio do governador da Romania, visto ser o cargo utilizado pelo mesmo.

  • Boa tarde senhorita, gostaria de falar com senhor Valeyard se possivel.
  • A quem devo anunciar?
  • Luciano, ele saberá quem é.

Luciano pede que seus 2 guarda-costas esperem do lado de fora do Palacio.