Game Dev Story

[justify][size=150][font=Garamond Bold][tab=30]Pra começar bem a nova subseção, que tal o jogo que “inspirou” toda a atual febre de jogos de simulação de criação de games?

[tab=30]Game Dev Story é um simulador/tycoon que coloca o jogador na posição de CEO de uma empresa de desenvolvimento de jogos iniciante. Sua função é contratar funcionários e guiar a companhia, decidindo que jogos criar e para qual plataforma.
[tab=30]Foi lançado originalmente no Japão para Windows em Abril de 1997, posteriormente ganhou versões para o sistema DoCoMo em 04 de Novembro de 2008 e para Android/IOS em 10/12 de Julho de 2010, chegando ao ocidente em Outubro de 2010. Com a boa recepção, marcou o início de uma série de jogos da Kairosoft com o mesmo estilo de jogabilidade.

[tab=30]A primeira ação do jogador ao iniciar um novo jogo é nomear sua companhia e, após receber as boas vindas de sua secretária, contratar novos empregados para completar a equipe de desenvolvimento. O jogador começa com um Coder e um Writer, sendo que as melhores opções de contratação inicial são um Designer e um Sound Engineer, pois cada classe no jogo avança em seus níveis de conhecimento de forma diferente. Além destas quatro classes iniciais ainda existem as classes Director, Producer, Hardware Engineer (necessária para poder criar seu próprio console) e Hacker. Cada classe varia dos níveis 1 a 5, e o jogador, através do item comprável Carreer Change Manual, pode trocá-las à vontade, mas as classes especiais necessitam que o funcionário possua níveis específicos nas classes básicas.



[tab=30]Equipe completa, é hora de ganhar dinheiro, e isso pode ser feito de duas formas: produzindo jogos ou fazendo trabalhos terceirizados para outras empresas (mas estes trabalhos possuem prazo).
[tab=30]Ao produzir um jogo, escolhe-se a plataforma para o qual será feito (novas plataformas surgem e saem do mercado com o passar dos anos), o gênero e tipo do jogo e o foco do desenvolvimento. Novos gêneros e tipos são descobertos conforme os funcionários aumentam seu conhecimento e fazem treinamentos específicos, e novos pontos de foco são ganhos quando um gênero/tipo alcança os níveis 3 e 5 de especialização.
[tab=30]Durante a produção, os funcionários geram pontos em uma das quatro áreas, Jogabilidade, Inovação, Gráficos e Som, de acordo com sua classe e seus níveis de conhecimento. Em três pontos-chave da produção (0% - Proposta, 40% - Gráficos, e 80% - Som), o jogador deve escolher um funcionário para desenvolver a base a ser usada ou contratar um externo, pois repetir muitas vezes o mesmo funcionário o deixa sem “inspiração”.






[tab=30]Durante a produção podem ocorrer eventos aleatórios, como um dos funcionários pedir para tentar melhorar uma área do jogo (ao custo de dinheiro e pontos de pesquisa), uma empresa rival lançar um jogo similar, uma revista dar destaque a um jogo lançado, receber cartas de fãs, etc…




[tab=30]A qualidade do jogo será determina por diversos fatores, como a compatibilidade entre gênero e tipo e o nível dos funcionários, e quão bem recebido dependerá da qualidade (“medida” através do relatório de 4 críticos) e do hype e fama do jogo que podem ser aumentados através de campanhas publicitárias).




[tab=30]Para conseguir fazer jogos cada vez melhores os funcionários devem melhorar seus conhecimentos. Para isso, há duas opções, Treinamento (gastando dinheiro – cada tipo de treinamento melhora alguns conhecimentos, mas após certo nível não são mais efetivos, além disso, permitem a descoberta de novos gêneros e tipos) ou aumentando seu nível (com Pontos de Pesquisa – vai até o nível 5 e aumenta os conhecimentos de acordo com a classe, mas também aumenta o salário anual que o funcionário recebe). Pontos de Pesquisa são ganhos durante a produção, ao concluir um trabalho terceirizado e ao eliminar bugs ao final da produção de um jogo. Dinheiro… bem, dinheiro é feito com a venda dos jogos (ou com trabalhos terceirizados, como já dito).






[tab=30]Conforme o tempo passa, novos consoles são lançados (e você pode produzir pra eles, desde que pagando uma taxa), sua empresa pode expandir (e contratar mais funcionários, aumentando assim a qualidade dos jogos), você pode ser convidado para participar da GameDex (versão da E3 no jogo) e até lançar seu próprio console. Após 20 anos de jogo, sua pontuação é calculada e o jogo acaba (mas você pode continuar jogando, se quiser). Ao iniciar um novo jogo, você manterá os conhecimentos em gênero e tipo e os pontos de foco (tornando mais fácil fazer jogos melhores), mas o resto será resetado.

[tab=30]Bom, esse é o jogo. Na minha opinião, é um jogo simples mas ao mesmo tempo complexo quando se vai atrás das melhores combinações de gênero/tipo, por exemplo). Apesar de não ser nenhum primor do gênero tycoon, é divertido e sempre lembrado pelos fãs. Vale a pena jogar? Se você gosta de tycoons, especialmente mais simples, certamente. Pra finalizar, mais algumas screens do jogo.[/font][/size][/align]









Jogo na GooglePlay: play.google.com/store/apps/deta … v3en&hl=en
Wiki: kairosoft.wikia.com/wiki/Game_Dev_Story

Imagina se não é esse tipo de jogo o primeiro da seção.

:goodjob Hiryuu

Hahahaha né isso mesmo. Bom trabalho, Corsário.