Globo: o recalque você ver por aqui.

[size=150][font=Times New Roman]A Globo realmente não iria deixar passar a maravilhosa atuação de Wagner Moura em branco. Como se o sotaque dele realmente fosse uma coisa que manchasse a superprodução que foi/é esta série.

[web 100%,900]http://epoca.globo.com/vida/experiencias-digitais/noticia/2015/08/narcos-nova-serie-do-netflix-tropeca-no-portunhol-de-wagner-moura.html[/web]

Sobre essa crítica:

Chola mais, Globo.[/font][/size]

[BBvideo 640,400]http://www.youtube.com/watch?v=tSUtPkJhvOU[/BBvideo]

Já ouviu o ditado “Quem desdenha quer comprar”. Não duvido nada a globo comprar para passar em suas madrugadas.

EDIT:

Mais uma desdenhada ==|

[web 100%,600]http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2015/08/narcos-serie-de-wagner-moura-no-netflix-e-boa-mas-nao-vicia-g1-ja-viu.html[/web]

[size=150][font=Times New Roman]Eu não duvidaria nada disto. Talvez a Netflix não seja tão má e venda os direitos, daqui uns 5 ou 10 anos :hehe

Mas essa matéria aqui, acho que refuta qualquer argumento pífio sobre o “tropeço” da Narcos ou do Wagner Moura.[/font][/size]

[web 100%,900]http://blogdomariomagalhaes.blogosfera.uol.com.br/2015/09/01/sobre-o-sotaque-do-wagner-moura-em-narcos/[/web]

Estou parando de ver a globo pois vários dias teve multidões em protesto em Brasília e ela não falou coisa alguma. E quando falam distorcem tudo.

É só assistir Scarface e olhar o sotaque extremamente destoante de Al Pacino, mas não deixa de ser um dos maiores filmes da carreira dele e dos filmes de Mafia(embora eu particularmente nem curta tanto assim)

Estou acompanhando a série e gostando muito,inclusive estou gostando também da interpretação de Wagner Moura,mas, o espanhol dele sim é uma falha,eu que não sou nativo consigo perceber, para um Colombiano assistindo a série deve ser muito irritante e isso é um ponto crucial sim,acho que o Wagner conseguiu compensar em outros quesitos mas esse fato não tem como apagar.

[size=150][font=Times New Roman]Pra contribuir mais um pouco com o debate, trago um treco do artigo que publiquei acima. Acho que traduz bem a insignificância do espanhol do Wagner Moura, que teve 6 meses pra se preparar pra produção e nem em com 1 ano de preparo estaria livre do sotaque.

Por Mário Magalhães.

"Em “Comer, rezar e amar’’, o Javier Bardem faz um brasileiro que não fala português como brasileiro. E daí? O Sean Connery manteve o sotaque escocês mesmo na pele de norte-americano. E o espanhol do Rodrigo Santoro-Raúl Castro, em “Che’’, difere do dos cubanos.

Como estava o russo do Omar Sharif em “Doutor Jivago’’? Não estava. O filme é em inglês, e o do grande ator tem sotaque egípcio.

E o alemão do Tom Cruise em “Operação Valquíria’’? Não sei, pois seu coronel Von Stauffenberg se comunica em inglês gringuíssimo.

O que isso tudo quer dizer? Que sotaque não determina o êxito da interpretação, e sim o conjunto da construção do personagem. E aí o Wagner Moura arrebenta, em mais uma tabelinha com o José Padilha.

De qualquer modo, não acho que seja ilegítimo ou besteira se incomodar com seu sotaque, também no Brasil e ainda mais na Colômbia. Cada cabeça uma sentença.

Enquanto a controvérsia rola no país em que boa parte do público prefere filmes dublados, o Wagner Moura vai se consagrando, inclusive nos Estados Unidos. Vem aí uma promissora carreira internacional."[/font][/size]

Só esse argumento já derruba essa “pseudo” polêmica a cerca do trabalho do Wagner Moura na serie, isso pra mim é mimimi e papo de coxinha…

O que vale pra mim é a atuação como um todo, não algo supérfulo como a questão do sotaque, como inclusive foi exposto ai na coluna trazida pelo Lukas.

É difícil para nós brasileiros classificar a reclamação como mimimi ou algo sério,pois como não somos nativos do espanhol,e difícil se irritar com o sotaque do cara,mas eu baseio minha opinião caso eu visse uma série onde um ator estadunidense fala-se em pt-br,eu não suportaria um português com aqueles R lisos e tal,ficaria bem irritante a ponto de ver dublado em outra linguagem com legenda.

Tá 90% dos casos exemplificados ai os atores são dublados quando o filme passa nos países nativos dos personagens que ele interpretou,Operação Valquíria foi gravado em inglês e quando passou na Alemanha foi dublado,como vai haver problema de sotaque nesse caso?? Doutor Jivago então,o filme nem na Rússia passou eheheh.

Sotaque é sim um problema,não determina o trabalho final,como eu disse o ator pode compensar em outros aspectos,mas simplesmente ignorar isso é piada,o problema esta lá só não enxerga quem não quer,ou quem não tem familiaridade com a língua falada.

Ai o sotaque do ator que interpreta o Presidente Gaviria, ou seu fiel escudeiro Fernando ninguém comenta né? Por que pegar no pé do Wagner Moura.