Guia do iniciante no Europa Universalis IV

Creditos: SauloAugustos, Vincent Van Vega e HOI3

O começo no Europa Universalis IV pode parecer difícil para novos jogadores. Entretanto, a Paradox se esforçou mais em infraestrutura para fazer o jogo mais amigável o possível para novatos. Esse guia foi divido em cinco seções para sua conveniência.

Há cinco seções abaixo cada uma pertencendo há uma parte específica do jogo:

Totalmente Iniciante: Aqueles que nunca jogaram o gênero 4X (nunca jogaram algo parecido antes).
Iniciante na Paradox: Aqueles que possuem experiencia com jogos do gênero 4X menos com a Paradox Interactive. Exemplos: Civilization series, Total War series, etc. (jogou algo parecido, mas de outra publicadora)
Novo na série EU: Aqueles que jogaram outros jogos da Paradox Interactive (Crusader Kings II, Victoria II, Hearts of Iron 3), mas nunca jogaram nenhuma versão do Europa Universalis antes (tem experiencia com algumas mecânicas da Paradox, mas precisam entender como o EU4 se diferencia dos demais).
Desatualizado: Aqueles que jogaram versões anteriores do EU, como o EU3, mas precisam entender o que tem de novo nessa nova versão.
Questões Comuns: Um FAQ como várias duvidas de iniciantes.
Sempre que possível esse guia irá adaptar sua apresentação para essas diferentes audiências.

Guia do Totalmente Iniciante

Europa Universalis IV (EU 4) e um jogo no qual você explora, expande, conquista e extermina. Mas antes de você poder fazer tudo isso, precisas aprender um pouco do básico primeiro, Aprender a jogar EU IV pode ser principalmente para quem nunca teve contato com a serie realmente desafiador. A coisa mais importante a se perceber e que você esta jogando com um líder de um pais que tem pessoas e soldados sob seu comando. Enquanto sua nação existir você continuará a jogar até a data de 1821.

Europa Universalis IV é um jogo do estilo Grande Estratégia que vai leva-lo a uma aventura épica através de uma história alternativa do planeta terra.o jogador controla uma nação que tem exércitos,frotas, generais e especialistas civis a sua disposição.Apesar de todas as datas de inicio serem configuradas para serem mais históricas o possível,quando você despausar o jogo a historia vai ficar diferente da realidade e virar uma terra alternada, onde os jogadores tem o poder de influenciar o destino das nações.

O gameplay de Europa Universalis IV não é concentrado em volta de uma personagem única como no Crusader Kings II.Chefes de estado irão eventualmente envelhecer e morrer, e um novo sucessor tomará o poder.O jogador é mais que um controlador abstrato de uma nação e eles podem durante a maior parte fazer o que quiserem com a nação até o fim do jogo que é em 1 de janeiro de 1821.Durante o percorrer do jogo, o jogador deve ter certeza que sua nação não seja aniquilada ou anexada por outras nações, sendo que isso resulta no fim de jogo.

Não há condições de vitória específicas no Europa Universalis IV, de qualquer jeito há uma pontuação visivel no fim do jogo e no canto direito superior da interface. O jogador é livre para levar a história a qualquer direção que ele deseja(histórica ou alternativa).Pode-se pegar uma nação pequena e transforma-la numa grande potência que controla o mundo, controle uma numa nação poderosa historicamente e cause isso para fracionar tudo no meio.

Como que o gameplay funciona?
O fluxo geral do jogo funciona da seguinte maneira:

O jogador escolhe começar um jogo Single Player ou Multiplayer.
A maioria dos jogadores mais novos irão começar com um jogo single player.
Se você tiver um amigo que quer mostrar um detonado e mostrar como se joga usando os recursos multiplayer (possivelmente usando chat de voz ou vídeos para ajuda-lo,ou jogando lado a lado em LAN), você pode começar uma partida multiplayer.
O jogador pode começar com um país e uma data histórica se ele deseja e começar o jogo pelas bandeiras posicionadas em baixo no meio, ou alternativamente pegar qualquer país no mapa… Tente começar um jogo fácil assim que isso ajuda você a aprender os básicos.
O jogador pode também selecionar uma data customizada clicando nas setas para baixo e para cima.
Informações adicionais são providas para o jogador quando ele ou ela usa a visão de mods no canto superior-central da tela. O mapa politico é bem utilizado para avaliar a situação de um país.
Estude a posição inicial e, se desejado, gaste o dinheiro inicial e faça algumas decisões estratégicas antes de despausar o jogo, como contratando conselheiros e enviando mercadores e diplomatas.
Uma vez que o jogo não está mais pausado, o tempo irá correr e dias irão passar, rapidamente ou lentamente. A passagem do tempo pode ser controlada com as teclas + e - no teclado ou clicando no + e no - no canto esquerdo superior da tela.
Apertando a tecla espaço o jogo irá pausar e despausar. O jogo também pode ser pausado clicando na seta no canto superior direito da tela e despausado pelo mesma.
O jogador pode mover seus exércitos e frotas, e a IA irá mover suas forças sob seu controle
Recrutamento de exércitos, contratação de mercenários e a construção de edifícios e navios está localizada no menu da província, acessado clicando com o botão esquerdo numa província. Se a janela disponibiliza um menu político, você pode fechar e reabri-lo clicando com o botão esquerdo numa província para ver seus detalhes.
A economia , que é composta de impostos, produção, e comércio, pode ser manipulada pelo jogador ajustando o gasto com os exércitos, colonizadores e missionários assim como aumentando os ganhos de outros jeitos. É também possível pegar empréstimos de um banco, que é pego automaticamente se o tesouro nacional fica com dívidas.
Interação com as outras nações ocorre utilizando a interface de diplomacia.
Gerencie o desenvolvimento tecnológico gastando pontos do monarca para desbloquear novas capacidades e bônus
Eventos irão aparecer de tempo em tempo, o que pode apresentar escolhas ao jogador e afetar alguns aspectos do game play.
Eventualmente, a guerra irá acontecer entre as nações. A guerra é conduzida através de batalhas terrestres e navais assim como com cercos e bloqueios navais. No final dependendo de quem esta ganhando a guerra, ofertas de paz irão ser feitas por lado ou outro , o que pode resultar em transferências de território, dinheiro, e outras concessões. O jogador pode fazer isso abrindo a janela de detalhes da guerra localizada na parte inferior da tela.
Depois de uma guerra, o jogador pode precisar de uma pausa para permitir regimentos esgotados se reforçarem e reparar navios danificados, recuperar seu manpower e o seu dinheiro. Algum tempo será necessário para diminuir sua overextension e para melhorar sua relação com nações vizinhas. Uma nação sendo muita agressiva pode resultar na IA formando alianças ou coalizão para se opor a ela. Assim como sempre há um período entre as guerras e é normalmente recomendado esperar algum tempo entre as guerras.
Depois de um momento, o jogador irá aprender a expandir suas bordas por colonização, forçar e religião do estado através de missionários, expandir seu controle de comércio por mercadores, e mante relações diplomáticas através de diplomatas.
Muito do Europa Universalis IV se envolve em volta desses conceitos gerais. o Game play em geral pode ser bastante relaxado com a habilidade de pausar o jogo a qualquer hora e açõesp odem ser tomadas enquanto o jogo está pausado. Muitas vezes pausando o jogo para construir edificações, recrutar unidades ou conduzir a diplomacia é benéfico. Exércitos e frotas podem também receber ordem de movimento enquanto o jogo está pausado, mas não irão se mover até o jogo ser despausado.
Como em um intenso jogo de xadrez, a Paradox quer que o equilíbrio do jogo e as escolhas estratégicas e táticas do jogo sejam a parte fascinante do jogo.Muito do Game play é simplesmente monitorar todos os mostradores e botões da maquina da nação.

O que esse jogo não é:
Este não é um puro jogo de guerra. Para jogadores procurando simplesmente mandar suas forças em um combate heróico sem se preocupar ou se importar com consequências a longo prazo, você vai estar com certeza desapontado. De qualquer jeito há uma grande ênfase colocada sobre o lado militar das coisas no EU 4, há muito mais coisas que precisam ser gerenciadas. Se você apenas entra cegamente em guerras, você irá encontrar seus regimentos esgotados, sua economia com dívidas, e seu vizinhos coletivamente enraivecidos. Até o mais belicoso dos governantes deve ficar atento à finesse da diplomacia e o pragmatismo da economia.

Esse não é um jogo de RPG. Não haverão conversas em pessoa com os seus conselheiros, e você não verá governantes rivais tentando acopla-lo em diálogo. Embora você possa ter casamentos reais entre seus país e a dinastia governante de outro, essa é mais uma decisão abstrata. Não espere ver nenhum interlúdio romântico.

Esse não é um simulador de combate tático. Embora haja uma interface de batalha, onde você pode ver suas forças enfrentando o inimigo, você não pode realmente controlar sua tropas em campo. O jogo é focado em tomada de decisões estratégicas, não em controle em campo de batalha.

Esse não é um jogo de turno por turno. O tempo vai passando igualmente para todas as nações do mundo. No entanto porque o jogo pode ser pausado e a passagem do tempo pode ser controlada, não é precisamente correto chama-lo de um RTS também.

Iniciante na Paradox

Tutoriais
Se você nunca jogou um jogo como esse, ou até se você é um jogador obstinado de EU III, use o tempo de jogo para fazer tutoriais, que você pode encontrar no menu inicia. Eles irão introduzi-lo aos principais conceitos de jogo,por exemplo comp a Paradox implementou sistemas medianos de estratégia como combate e economia e também destacou que características são inteiramente únicas e novas para o EU4

Escolhendo um país
Uma das primeiras coisas que você irá precisar fazer é escolher a nação que você irá jogar. Diferentemente de CK2( Crusader Kings II) em qual você iria querer pegar uma nação pequena que pouco pode fazer com o resto do mundo, em EU4 você irá qierer uma nação grande. Isto acontece porque outras nação gostam de anexar nações pequenas, ja que você irá jogar apar aprender. Até pode parecer fácil pegar uma nação de uma província para iniciar, por causa das desvantagens envolvidas, pegar um OPM(nação de uma província) para começar é um desafio, até para jogadores experientes. Então pegando uma nação grande para começar te dá algumas vantagens: mais Dinheiro, mais exércitos e frotas, e mais províncias para deixa-lo mais forte em caso de guerras.

Uma boa escolha nesse jogo é tentar Castela ou Portugal. Ambas estas nações estão na periferia da Europa, e embora eles possam entrar em guerras a distância, suas grandes frotas normalmente significam que você não terá que se preocupar sibre combate em suas províncias natais.

Nações para iniciantes
Certas nações tem sido consideradas como educacionais e boas para iniciantes pela Paradox:

Otomanos
… que em 1444 e poder militar no Mediterrâneo Oriental, Europa Oriental e no Oriente Médio, com muitas oportunidades de expandir militarmente com deriva de erros por causa de sua enorme extensão
França
…Que em 1444 está em uma excelente posição para vassalizar e integrar os estados pequenos ao redor, pode facilmente derrotar a Inglaterra e expandir na Europa devido a seu exército de alta qualidade.
Castela
… Que em 1444 é o estado dominante da península Ibérica, sem rivais poderosos, apenas os estados berberes de Granada e Marrocos etc. Castela também tem missões e eventos bons, termos curtos e rápidos para formar o Reino da Espanha e a Reconquista, termos de longo prazo fáceis como colonização, enquanto domesticamente é praticamente unida na religião e em cultura.

Controlando o governo
O botão mais importante do game esta no canto superior esquerdo. Aparece com sua bandeira no meio. Quando clicas nele uma janela aparecera com diferentes abas em seu topo, mostrando seu rei e suas habilidades como também seus conselheiros.Antes de tudo você vai precisa se preocupar com a economia de sua nação.Vá para a terceira tabela e ela irá mostrar a economia da nação.A maioria das nações começa o jogo com uma economia positiva.Você deveria checar de novo periodicamente para ter certeza que sua nação esta ganhando dinheiro sempre. Agora é hora de voltar ao primeiro menu e contratar alguns conselheiros. Há três espaços para três diferentes categorias de conselheiros: administrativo,diplomático e militar. Você só pode ter um de cada tipo. Se você está ganhando menos que três ducados por mês você não deve contratar nenhum conselheiro. Se você está ganhando menos de 30 ducados por mês você deve contratar conselheiros de level 1.Isso acontece porquê conselheiros aumentam em custo de acordo com seu rank. Não importa qual conselheiro você irá pegar por agora, se você conseguir ter um para cada categoria. Se você ler a descrição neles você pode saber que tipo de conselheiro eles são. mais tarde você pode pega-los para uma necessidade específica, mas desde que todos eles sejam úteis, simplesmente contrate os mais baratos.

Territórios e Exercitos
Agora que voce selecionou seus conselheiros e continua fazendo dinheiro , é o momento de. Sua nação deve ser composta de uma ou mais provincias. seu pais é só “feito" de provincias terrestres, não há nenhuma provincia mariticma verdadeiramente pertencente a você,contanto que voce tem a habilidade de afetar o controle naval e de comercio em provincias maritimas you

Sempre via haver uma provincia que será sua capital.Se você conhece a geografia do mundo, muitas vezes irá corresponder a capital do país hoje.Londres é a capital da inglaterra e continua assim ,pode haver centros de comercios separados de sua capital, mesmo que a capital da nação é na maioria das vezes a mesma do centro de comercio.

Você pode notar algumas “figuras" em suas provincias, como um soldado 3D de brinquedo para representar seuse xercitos, ou pequenos navios 3D.Essas são as unidades que você usara para lutar em guerras.Seus vizinhos tambem terão os seus, Construir unidades leva um tempo, portanto você sempre deve ter alguma unidade consigo, Se você for a tela de interface que você estava mais cedo e então for para a aba militar, você pode ver quantas unidades você tem como seu limite dessas unidades (force limit), o Limite de unidades é a sua capacidade de manter essa quantidade de tropas, auando ultrapassado significa que cada unidade irá custar mais e mais.

Movendo unidade por um territorio amigo vai resultar em uma seta amarela.Movendo unidades para uma provincia inimiga ou em cerco resultara num arco vermelho, Se você manter selecionado a unidade enquanto se move vai aparecer como uma barra de progresso,você pode cancelar o movimento a qualquer momento, Impedir um movimento não tem uma direta repercussão em suas tropas exceto que se você recomeçar o movimento, você deverá reiniciar toda a marcha

Outros Paises
Se você olhar ao seu redor, verá provincias com cores diferentes da sua, elas não são suas ainda.Elas pertencem a um pais vizinho controlado pelo computador.Eles não são pesos mortos também, eles negociarão com outras nações controladas pelo computador para completar seus objetivos.Falando de objetivos, vossa nação tem alguns tambem, se você esta interessado em seguir eles -Mesmo que o EUIV tente o colocar na direção certa vocé pode fazer o que quiser com sua nação

Caixa
Vamos voltar para a tela de economia.Você deve perceber algums sliders, no lado direito.Esses permitem decidir pagar mais ou menos por suas tropas , missionarios,navios e colonias .Como um bom comandante, o slider de coloniase. Missionariso deve sempre estar no máximo. isto os assegura de pegar uma boa quantia e fazer seus serviço em uma quantia rasoavel de tempo, q proxima linha é o slider naval, pode ser reduzido até 50% mas recomendamos deixa-lo em 100% pois os seus navios que não estão no porto com manutenção baixa tende a afundar muito rapido.É importante lembrarq ue com sua eficiencia de comercio reduzida sua economia tende a ser afetada, por ultimo temos o slider de manutenção de exercito , esse é o maisa justavel, pode tranquilamente ser ajustado para 50% quando em paz pois só afeta o moral das tropas e a taxa com que se recupera baixas.

Guia do jogador novo na serie Europa Universalis

Antes de despausar
Até antes de despausar o jogo, e deixar o tempo andar, você deve fazer algumas coisas.Cheque o mapa, Olhe as interfaces até realmente entender o que há na sua frente.Geografia basica e conhecimento historico o ajudara aqui como o EU4 segue os mesmos caminhos que a historia o fez.Novos jogadores vão precisar de uma orientação na interface, por que há muitas decisões a tomar e controles a disposição.

Se mova pelo mapa, e veja o que você vê,quais provincias terrestres pertencem a sua nação, quai são as provinicas maritimas perto de você,quais centro de comercio pertencem a vocêm ou estão perto, tambem é possivel notar que muito do mapa estará encoberto pelo que chamamos de fog of war, ou cinza e escondida como um terra incognita.
Você pode mudar o modo de mapa pressionando os botoes acima do mapa.Os mais importantes são o politico,comercio e o modo do mapa de religiao ,
Clique no escudo para ver detalhes de sua propria nação.O que acontece com sua economia ? Quem è seu rei ? Qual é a forma de governo de sua nação ? Qual é a religiao nacional ? Que decisoes é possivel tomar ?
Aprenda mais sobre seus vizinhos usando a interface diplomatica. more about your neighbors using the Diplomatic interface. Eles podem ser tanto aliados como rivais ou inimigos.
Check out the Information Bar and Alerts Zone underneath it, and make sense of what the interface is telling you about your nation at game start. Find the balance of your Treasury. Find out what your national Stability is at when the scenario begins.
If you have some spending money in your Treasury, consider building some land forces, called regiments, or some ships using your disposable income. Otherwise, keep it as a war chest for now. Just make sure you don’t spend more than you have, or you will have to take out expensive loans.
Click through the various map options to see if you have core provinces on any neighbors. If so, those might be some of the first targets for conquest. Also click on your neighbors and see if they have any core provinces within your borders. If so, those will be a point of contention between you. Also see what the status is of the religion of your provinces. Are they all of your same religion, or might you need to dispatch missionaries to convert these people to the One True Faith? (Yours, of course.)
What nation should I start as?
A lot of players, when they first come to a Paradox Game, often make the mistake to start with a single small one province minor country. DON’T. It may seem like your easiest way to learn the ropes since you have very little to manage, but, in reality, what it means is that you are playing under an extreme handicap. You have limited options in terms of economics, military power and diplomacy. If you make a wrong move you will find yourself annexed in a heartbeat.

Generally, it is better to take one of the larger nations. You will have more spending money, toy soldiers and boats to play with. You also have more strategic options and can play around with less worry. If you do mess up (and everyone does in their first game), you can lose a disastrous war and even a few provinces and not be entirely out of the game.

In the scenario start screen, the game will make suggestions of some of the larger powers available during your current scenario. In the designer’s view, these are the nations that are most interesting to start with. Once you learn the ropes, you can go back and pick a smaller nation to fine tune your skills. For now, “go big.”

Even just limiting your choices to the big nations, you have a lot to consider in determining which one. Should it be a mostly land-based power to field massive armies (and not have to worry about learning naval mechanics), or do you want a coastal nation to play with fleets and colonization? Please note that some nations start embroiled in a war and others are just about to start one.

Opposing Viewpoint: If you do want to start as a one province minor (preferably in the Holy Roman Empire, New World or Japan), you may be able to get a handle on your nation pretty easily, and you might be able to find one in a hopefully out-of-the-way location. Also, if you do start with a large nation, you may get overwhelmed with all the possible choices and challenges ahead of you.
Another suggestion for totally new players is to stick to European powers. There are technological handicaps and some special rules for nations outside of Europe (such as the choice as to whether to Westernize or not). Until you learn how to handle the challenges of technological development, it is probably best to stick with a European nation.

What scenario should I start?
Paradox gives players the chance to begin the game using one of 11 preset “bookmarks” or “scenarios”. You can always start the game by choosing the default 1444 campaign, or choose from one of the other bookmarks. Plus, you can also choose any date in the time frame covered by the game as your starting point.

If there is a specific period of time you love more than others, feel free to choose that bookmark as your starting point. Note that in the later start dates there are some different nations available, many nations may have significant changes to their border over time, and each of the nations will have upgraded its technology to be contemporary to the scenario. Otherwise, you can start with the default 1444 scenario.

EU IV Refresher guide
Outside of the game itself is a large array of support, such as this Wiki.

EU3 to EU4 differences summary
For experienced EU3 players who just want to catch up on the differences between the two versions of the game, Paradox published a free 44-page downloadable PDF manual that describes, at a high level, the major differences between these major releases.

Europa Universalis III vs Europa Universalis IV

Tooltips
Tooltips are small popups that show up when you hover over certain areas of the interface. They usually provide more details about the game. Though often technically written, once you understand the lingo, you’ll see that they are showing you some pretty neat details of how the game works.

Hints
The game also has a series of in-game hints. These are pop-up windows that will appear when you first encounter certain aspects of the game. The hint window will explain basic concepts of that game feature, which can then be dismissed. Hints may be disabled entirely if you are tired of seeing them, or they can be turned on again if you felt like you dismissed a screen a bit too quickly and didn’t have a chance to read it through.

Controls
The use of keyboard shortcuts and mouse controls tips can simplify manipulation, increase accessibility, and ultimately speed up game play.

List of keyboard and mouse controls
Common questions
Why am I losing money and what if I go below zero?
Events, advisers, military maintenance, reinforcements to understrength regiments, and repairs to damaged ships can cost you money. If you hover over the Treasury icon (coins with a + sign) in the top toolbar, you will see how much you have in your treasury, how much you are gaining/losing per month, and how you are spending your budget. During peacetime, you can lower your army or navy maintenance, or even disband regiments (such as mercenaries) and ships that are too costly to maintain. During war, you can consolidate understrength regiments. You can also fire advisors if your budget can’t sustain their employment. You can lower monthly support for missionaries and colonists, though these will slow down or even halt their progress.

Even for all your cost-cutting, occasionally you will find yourself with a negative amount of money – a debt. States in EUIV are allowed to run at a deficit to a limited extent. At the end of any month you have a negative balance the bank will automatically take a loan out for you. You will need to pay this loan back in five years as well as pay the interest on the loan. If you cannot, the loan will be extended at the cost of a higher interest rate. Taking a loan or two is nothing to worry about as long as you can pay it back. Taking a loan to hire mercenaries or pay for a nasty event is a perfectly reasonable action to take. Taking out too many loans, however, may be unsustainable. In extreme cases, countries can be forced to declare bankruptcy.

After a war, when trying to pay a loan back remember to dismiss your hired mercenaries and any other regiments over your force limit, and lower your military maintenance so that you can stockpile some money to pay it off sooner. When your loans are paid off, consider investing in buildings as many of these will increase your income in the future. Also keep track if you set your military maintenance below 100%, as that can leave your troops or ships with decreased morale at the start of your next war!

How to colonize and why?
Europa Universalis is all about the colonization of the new world. To colonize you must have a colonist. To do this you have to unlock either the Expansion or Exploration idea group, which may first require advancing your Administrative Tech Level. For early colonial growth overseas the Exploration idea is superior, as it allows you to recruit Conquistadors and Explorers. These function in much the same way as other Generals and Admirals do except that they are able to explore terra incognita (the unrevealed sections of the map). You will get much less taxes from overseas provinces and instead of production income you will get tariff income. The upside of this is that you can get valuable trade goods which can bring in buckets of money through tariffs and trade. Conquistadors must be attached to an army and may traverse and reveal terra incognita covering land regions while explorers must be attached to a fleet and may traverse and reveal terra incognita covering sea regions. Explorers sometimes remove terra incognita from provinces adjacent to any sea region they enter. Likewise Conquistadors can discover sea regions adjacent to the land provinces they enter. Expansion is an option for countries that border uncolonized frontiers, and do not need to explore to find rich lands to occupy. If you fancy yourself as a main colonizing nation, you can unlock both Exploration and Expansion idea groups, allowing your country to have up to three Colonists, which allow your colonial possessions to grow very quickly.

What is trade, why should I care, and how do I monopolize it early?
Trading is vital to any superpower. The placements of your merchants and your trading fleets is the most important thing to bringing the riches from the new world and the Orient to your capital. If you switch your map view to the trade overlay it will indicate trade regions, centers of trade, flow of trade and more importantly show you which centres of trade you have trade power in.

You will always have a home node, in which your capital (or trade capital) will be located. Your home node is usually the best place to collect from trade as it won’t have any penalty attached to it. When starting the game, it’s a good idea to send your merchants to trade nodes that contain a lot of value that immediately border you. If you have more than one merchant, the other one should be sent to a trade region where you have provinces and set him to steer the trade to your home node

If it is a coastal trade node, also assign your light ships to patrol this route. Each additional light ship you build and set on patrol will help steer trade towards your home node. And each province you conquer in a trade node improves your trade power.

‘“I’m fighting a war, how can I win?!”’
Fighting a war can be a difficult proposition. The most important thing though is numbers. This is a game about logistics and thus the one with the most units usually wins. Having a general can also be a good way to stack the odds in your favour. When fighting an enemy that is your size or greater it is almost always advised to play a defensive war, so that you can receive terrain bonuses to the battles. Using the terrain mapmode try to position your armies in provinces with a large mountain percentage. Unfortunately numbers are only important to a point. As the game progresses, the importance of proper army composition (Such as having an army comprised of less than 50% cavalry in the western tech group which avoids a significant combat performance penalty) increases. Check out the Land warfare page for more indepth detail. In addition there are other factors that become increasingly vital to military survival: morale, tactics, maneuver and discipline. Some of these are increased by technology and ideas, so always make sure to carefully inspect your opponents before attacking.

‘“I’m in a war against a much larger country, how can I survive?”’
This can be one of the harder things to deal with. It is very difficult to fight a country which is significantly larger than yours, as their armies are usually larger than yours as well. If you are stuck in a war against a superpower with no favourable alliances it is often best to attempt to surrender and give the attacker whatever it is they desire. Not doing so may result in the attacker (And in some cases, the defender if you are the aggressor) occupying much more of your territory and taking more than just the war goal in the peace deal. If you must fight, attempt to stay in advantageous terrain such as mountains which will reduce the combat width (combat width refers to the maximum amount of regiments that may take part in a battle at one time) and lower the importance of their greater numbers by allowing only a certain portion of their army to fight at one time, although generally it is still advisable to avoid a battle you cannot afford to lose. If at all possible, besiege territories they are unable to defend such as islands if you have a navy capable of fending off your opponents navy. Your goal in this war is to drive their war exhaustion through the roof. This will drive their war enthusiasm to a low and allow you to peace out in a better deal. This is a very risky strategy, however help may arrive in the form of other AI nations declaring war on your opponent in order to further their own goals. If things are beginning to go your way, do not become too greedy. Even if an opponent may seem weak at the moment, it may be possible that they are recruiting units out of your sight or bringing far-off armies in to reinforce their position. If your goal is simply to survive, white peace may be the best option.

‘“How do I deter aggression?”’
Your best bet for stopping a large country from attacking you is to maintain as many regiments as you can afford as well as securing powerful alliances. Good relations with your neighbours will also lessen the chance that they will attack you when you are weak.

‘“What are possible ways for small countries to grow?”’
Where a larger country can whip together some allies and win by superior force, a smaller country needs to be smarter. Allying larger countries and letting them do the fighting is generally a good plan. Ensure that your ally is ready for war (can be seen on the Declare War page), and always check that your opponent does not have strong allies or “invisible” allies like the HRE. Scavenging weak(er) countries is also a good strategy, and fits well with the constant vigilance a small country needs to survive.

‘“What do I do with Monarch points?”’
Monarch points are essential to EU4 and represent one of the largest changes from EUIII. They are a measure of a ruler’s influence and ability to govern his country. It is a central mechanic in Europa Universalis IV, influencing how effective a country is at technological improvements, diplomatic relations, and infrastructure investments.

There are three types of Monarch Power:

Administrative power.png Administrative Power points are used to build economic and government buildings and ideas, as well as administrative technology

Diplomatic power.png Diplomatic Power points are used to build trade and naval buildings and ideas, as well as diplomatic technology

Military power.png Military Power points are used to build army bases and fortresses. They can also be used for military ideas, technology, and recruiting military leaders.

‘“How do I increase my ducats?”’
You can increase ducats in several ways. One is to cut costs in the budget window. You can lower your army, naval, and missionary upkeep using the slider bar. However, do this only during peace time since it will lower your morale which can cost you a battle. Also early on only use advisors where your monarch is weak as they cost money to keep in your court. Build income generating buildings will increase your income over time and are a necessary investment. Use light ships to increase your trade power where you have a large presence.

Prevejo um otimo post

Bom… EU4 é o menos complicado para iniciantes aprenderem, dado à simplicidade da interface e ao “abuso” das tooltips explicativas…

Bom mas ninguém aprende sozinho acredito que vai valer a pena trazer toda wiki do EU4 pro forum

Concordo!

Também acho, me levou bem menos tempo pra aprender do que o CK2.

O tópico vai ficar ótimo só que só eu to traduzindo se alguem quiser ajuar e depois mandar pra mim trechos traduzidos ou mesmo editar a mensagem agradeço muito

De onde vocês tiraram isso? Tem permissão de quem escreveu?
Pelo menos coloquem créditos.

Se ao menos quem escreveu ajuda-se e eu colocou créidtos a quem ajudou seria mesmo uma grande ajuda

Eu colocarei após o termino dessa tradução e outra coisa eu ajudei sim no início e postei logo o crédito é meu junto

comecei a jogar esse jogo ontem meio q já aprendi uns 25% só não entendo porque acontece tanta revolta os janízarosparecem que são de papel