IG versão 3.0

Fantástico. Você não brincar em serviço

1 Curtida

Confesso: tinha até esquecido do Edward hahahahaha
62 anos, a idade do Edward, nascido em 24 de Setembro de 1861. 6 anos mais novo que o Duque (aliás, a essa altura já seria Grão-Duque da Cisalpínia, não? Hahahahaha).
Falando em títulos, não teria como mexer uns pauzinhos aí e fazer essas informações retornarem ao perfil? Talvez serem exibidas, como no fórum da Paradox. Tanto os títulos como as patentes.

Edit.: Quando que eu entro nessa conversa de vocês? Hahahaha, tô só no aguardo.

1 Curtida

Agora q tu comentou @Lord_Victor … Eu tinha habilitado isso… Deve ter “quebrado” em alguma atualização do Discourse… :thinking:
Se bem me recordo, basta add um novo campo de texto no perfil…
EDIT: É, isso mesmo, criei um novo campo com o nome do personagem, basta editar nas preferências. Ele aprece tanto no cartão de perfil quanto na página de perfil.
Agora, se vc estava falando era dos títulos… Dá sim, tbem… Kinda… Vê ali onde diz “Líder” no teu post? Admins podem editar esse campo… Eu troquei o meu pra Imperador, pra demonstrar… Ou posso fazer um cardzinho como os de Moderador, Diretor, etc…

2 Curtidas

Arruma aí pra nós, chefe. Aliás, vou até reavivar a ideia pra te queimar os neurônios: não seria melhor manter o IG no formato do fórum antigo com um hyperlink aqui no novo? :upside_down_face:

1 Curtida

Olha, @Lord_Victor… eu tava editando quando tu postou, olha lá, mas sobre esse segundo ponto… bom, eu mantive desde a migração até setembro o fórum antigo, até expirar o host… Agora, já era :sweat_smile:
Além que teríamos q manter dois host daí :confused:

1 Curtida

E não teria como recuperar o perdido? Aposto que você tem um backup aí… Com relação aos dois hosts, seria o mesmo valor pra cada? Se fosse mais barato, até que podia ser.
E se colocasse nesse aqui um quadradinho com as informações, como no fórum antigo ou o da Paradox, ao invés de ficar uma caixa que aparece no clique?

1 Curtida

Tecnicamente, eu até tenho o último backup q foi migrado pra cá, sim… Só q como sabemos ele estava bem desatualizado, e um “reimportação” no phpbb só funciona na mesma versão… Quanto ao host, mesmo nesse q é 30% mais barato q o antigo, com o dólar no valor q tá … fora o trabalho… na moral, tenho mais nem tempo nem paciência pra isso não… A propósito, o intuito do Discourse é ser mais clean, como é mais de praxe atualmente… Mas, se alguém quiser bancar, acabei fazendo amizade com um pessoal do fórum do Discourse… qualquer 1000 doletas eles fazem instalação, migração, plugins… :man_shrugging:

2 Curtidas

Hahahahaha espera eu ganhar na Mega-Sena antes…

1 Curtida

Agora já me acostumei ao fórum assim. Só preciso de tempo e energia para ir atualizando cada cidade e região importante.

@Hiryuu muda para mim tb pq não entendi como fazer. Põe Duque da Suéria.

1 Curtida

Entrar no perfil. Selecionar Admin do lado direito da tela. Embaixo de Imagem do Perfil tem Título, clicar no lápis ao lado pra editar. :upside_down_face:

(Obviamente só rank Admin (Administradores e Diretores) tem acesso à opção Admin nos perfis)

1 Curtida

É fácinho, eu mudei o meu :stuck_out_tongue:

1 Curtida

Onde posso iniciar meu personagem, estou pensando na seguinte historia:

“Após cumprir sua pena, Charles Luciano é deportado para Sicilia/italia onde desenvolveu sua organização, casou e teve 3 filhos Arthur, Vito e Antonio (Tony). Contudo ele nunca se esqueceu de sua influencia junto a Gesebia e contava sua aventuras a seus filhos. Charles veio a falecer de morte natural nos idos de 1912. Arthur assumiu a organização na Sicilia e enviou Vito e Tony para ampliar suas operações junto a Gesebia.”

O que acham?

1 Curtida

Pelo que lembre ele foi executado… mas tenho que ver se tenho alguma coisa anotada. Ou talvez esteja em algum dos jornais de Gesébia.

Achei: [JORNAL] A Folha Imperial

1 Curtida

Então acho que o melhor seria algo assim

“Em uma de suas idas a Sicília, enquanto vivo, Luciano se envolveu com uma garota, Catarina, e a engravidou, apenas seu braço direito Mayer sabia da existência de seu filho chamado Vito. Contudo Luciano não poderia largar suas responsabilidades em Gesebia e entendia não ser um ambiente para criar seu filho e assim abandonou Catarina, enviando um ajuda de custo para Sicília para a criação de seu filho. Catarina era uma mulher de uma inteligência elevada, logo se casou novamente com fazendo com que seu novo marido aceitasse seu filho, deste casamento teve mais dois filhos, Arthur e Antonio (Tony).

Com o fim da Primeira Guerra Mundial (1914–1918), a Itália foi ignorada nos tratados que selaram o conflito. O desgaste social e econômico mal recompensado mobilizou diferentes grupos políticos engajados na resolução dos problemas da nação italiana. No ano de 1920, uma greve geral de mais de dois milhões de trabalhadores demonstrava a situação caótica vivida no país. No campo, os grupos camponeses sulistas exigiam a realização de uma reforma agrária.
O processo de divisão ideológica das esquerdas acontecia enquanto os setores conservadores e da alta burguesia pleitearam apoio ao Partido Nacional Fascista . Os fascistas, liderados por Benito Mussolini, louvavam uma ação de combate contra os focos de articulação comunista e socialista. Desse modo, o “fasci di combattimento” (fascismo de combatimento) passou a atacar jornais, sindicatos e comícios da esquerda italiana.

Criando uma força miliciana conhecida como “ camisas negras ”, os fascistas ganharam bastante popularidade em meio às contendas da economia nacional. A demonstração de poder do movimento deu-se quando, em 27 de outubro de 1922, os fascistas realizaram a Marcha sobre Roma . A manifestação, que tomou as ruas da capital italiana, exigia que o rei Vitor Emanuel III passasse o poder para as mãos do Partido Nacional Fascista. Pressionado, a autoridade real chamou Benito Mussolini para compor o governo.

Frente a esse turbilhão político o pai de Arthur e Tony foi cada vez mais ganhando espaço e influencia junto ao Partido Nacional, contudo, mesmo aceitando Vito, ele o preteria em favor de seus filhos de sangue e assim conseguiu um cargo para Arthur junto ao governo italiano.

Essa diferenciação ocorria apenas do Padrasto, pois os irmãos de Vito o amavam sem hexitação.

A curiosidade sobre suas raízes e sobre seu pai, levaram a Vito um enorme desejo de viajar até as Terras de Gesebia em busca de conhecer seu pai. Todavia seu padrasto o proibia.

Em janeiro de 1923, seu padrasto e sua mãe foram mortos em uma explosão originada de um atentado rebelde. Assim nada mais prendia Vito aquele País e decidiu viajar para Gesébia. Com a orientação de Arthur, temendo pela vida do caçula Antonio, Vito trouxe Tony junto do mesmo.”

E então o que acham dessa versão?

Outra duvida, posso usar isso; “Infelizmente sua maléfica influência em Gesébia ainda é notada e, segundo algumas fontes, alguns agentes do mafioso ainda estão na ativa (sob vigilância), embora alguns tenham sido presos (ou devidamente silenciados)”?

Boa adaptação. Pode usar o termo sim.

@Hiryuu e @Lord_Victor me passem o que aconteceu com suas famílias e domínios sob seus cuidados que eu vou juntar com a linha do tempo que o @Wellington fez e montar um histórico de todo cenário.

2 Curtidas

Sure, @Richardlh, sem problema. Mas, como eu ando mais perdido que cego em tiroteio, só me esclarece algumas coisas: até quando duraram os conflitos na Sunéria e como é a timeline da chegada dos britânicos?

As ações nos tópicos já estão ocorrendo nos periodo de 1923?

Se sim, onde teria um porto para eu postar a chegada do meu personagem?

Victor e Katheryn, para além de Ian (1892) e Christina (1892), tiveram outros três filhos: Victoria (1893), George (1895) e Joseph (1896). Ian, batizado em homenagem ao avô paterno, seguiu a carreira militar dos antepassados, casou-se em 1913 com Anna Ferguson, filha de Roger Ferguson, um funcionário da Destilaria Solitude; Christina, batizada em homenagem à avó materna, entrou para o Carmelo logo que atingiu a maioridade, para alegria dos pais; Victoria, batizada em homenagem ao pai, casou-se em 1915 com Raphael Wolf, um barão e promotor da Cisalpínia; George, batizado em homenagem ao avô materno, tornou-se um músico de sucesso e regente do Coral e Orquestra do Grande Teatro de Windhelm, casou-se em 1916 com Maria Houston, filha de John Ellar Houston, Visconde de Haafingar e diretor da AI-2; Joseph, batizado em homenagem à São José, entrou no seminário de Windhelm em 1914 e foi ordenado sacerdote em 1920. Edward casou-se com Akemi em ano desconhecido (1895?).

1 Curtida

Sure, @Richardlh, sem problema. Mas, como eu ando mais perdido que cego em tiroteio, só me esclarece algumas coisas: até quando duraram os conflitos na Sunéria e como é a timeline da chegada dos britânicos?

É isso que eu irei definir. Se vc precisar de alguma informação de ano me pergunta ou põe depois de x anos do fim da guerra da Sunéria.

As ações nos tópicos já estão ocorrendo nos periodo de 1923?

Se sim, onde teria um porto para eu postar a chegada do meu personagem?

Sim, os trabalhos se iniciaram.
Olha, sendo que o RP se focará em Firgen, que é no meio das montanhas, acho complicado a questão do porto. Mas se mesmo assim quiseres me avisa qual porto tu pretende fazer o RP que eu arrumo.o tópico. Principais portos disponíveis: Áquila, Dunnord, Gardignon, Piemonte, Hrimceald e Napoli.

@Lord_Victor o Edward enrolou muito a Akemi hein? kkkkk