[INTERATIVO] Avenida dos Gládios

[center]Avenida dos Gládios[/align]

[font=Garamond][size=150][center]Vista do início da Avenida Gladius. No detalhe, monumento ao Rei Humberto I.[/align]

[justify][tab=30]A Avenida dos Gládios, maior e mais movimentada avenida de toda a cidade, se não de toda a região. Diariamente centenas de mercadores, comerciantes e trabalhadores circulam por essas ruas, também é comum avistar um ponto ou outro de recrutamento do Exército. Essa tradicional avenida recebeu esse nome apto a descoberta de centenas de Gládios, espadas curtas usadas pelos romanos, durante uma reforma, desde então ela é conhecida como Avenida dos Gládios, mas os moradores também se referem a ela como a Avenida do Rei devido a grande estátua equestre do Rei Humberto I erigida pouco tempo após a independência.[/align]

[center]Intendente Publius Cornelius Brutius.[/align]

Carabinieri: 100 Soldados.[/size][/font]

Um amplo prédio começa a ser erguido nas proximidades do centro da cidade, esse prédio abrigará a escola técnica da região que capacitará os seus alunos para os mais variados trabalhos.

Alguns soldados da Carabinieiri fazem uma patrulha pela cidade, para manter a ordem e impedir que qualquer ação criminosa ocorra.

Muitos equipamentos chegam para serem agregados à Escola Técnica. Diversos livros, cadernos e lápis chegam à unidade, bem como instrumentos para laboratório.


[tab=30]Durante a tarde do último dia, funcionários do Governo Real estiveram presentes na cidade para fazerem um relatório e entregá-los ao Poder Executivo. Tal relatório conterá dados acerca de prédios de serviços públicos e as atividades econômicas realizadas no local.
[tab=30]Após analise minuciosa, estes agentes do Governo vão até a sede dos Governos Locais, onde conversam com as autoridades e ouvem suas propostas e criticas. Tudo foi relatado e será encaminhado ao Gabinete do Cônsul, para que este tome as devidas medidas para desenvolvimento local.

[font=Times New Roman][size=150][i][justify][tab=30]Nos arredores de Reggio, dois terrenos sofrem demarcação, e neles são colocadas várias placas indicativas. Durante toda a tarde deste nove de março, diversos funcionários da Construtora Nova Roma, fazendo valer as diretivas contidas no último decreto do Poder Executivo, iniciam os trabalhos para construção de um Posto Médico e de uma Escola Primária.[/align]

[justify][tab=30]Além de empregar boa parte da população local, este empreendimento é um passo inicial rumo a melhoria do sistema educacional e de saúde que, passa a tornar-se foco principal do Cônsul Hohenzollern.[/align][/i]

[i]

[/i][/size][/font]

[justify][tab=30]Pela manhã, os operários da Construtora Nova Roma, reabriram os canteiros de obras, retomando assim, a construção do Posto Médico e da Escola Primária, com previsão para início de funcionamento em 10 dias.[/align]

[justify][tab=30]O intenso fluxo imigratório para as cidades interioranas do Reino acabam por atrapalhar um pouco o crescimento ordenado da mesma. Não preparadas para comportar tanta gente, prefeitos e outras autoridades começam a estudar formas de acomodar tantas pessoas nos pequenos espaços existentes.
[tab=30]Além disso, com uma infraestrutura pouco preparada para receber tanta gente, as empresas ainda estão em crescimento para poderem contratarem novos colaboradores, o que faz com que os imigrantes desenvolvam o comércio em diversas ruas.
[tab=30]Aproveitando-se de culturas e costumes diferentes, os imigrantes vendem artigos de seu país de origem, além de comidas, roupas e diversas outras bugigangas.[/align]


[tab=30]No entardecer, um pequeno incêndio assusta os moradores de Latina, que,juntos, conseguem deter as chamas com seus baldes e bacias cheios d’água. Tal acontecimento, apenas fortalece o desejo por um pequeno destacamento no corpo de bombeiros na cidade. Em seguida, um vereador encaminha à Assembléia Legislativa local, um documento solicitando que sejam discutidas todas as questões acerca da criação ou solicitação ao governo central de um destacamento do corpo de bombeiros, para que, em situações como está, a população inteira não tenha que se arriscar para conter as chamas.

[font=Garamond Bold][size=150]
[tab=30]Alguns estudantes se reúnem no subúrbio da cidade para debater as ações dos “golpistas.”

[/size][/font]

[font=Times New Roman][size=150][i][justify][tab=30]Nos arredores de Latina, terrenos sofrem demarcação, e neles são colocadas várias placas indicativas. Durante toda a tarde deste nove de março, diversos funcionários da Construtora Nova Roma, fazendo valer as diretivas contidas no último decreto do Poder Executivo, iniciam os trabalhos para construção do Sistema de Saneamento Real.[/align]

[justify][tab=30]Além de empregar boa parte da população local, este empreendimento é um passo inicial rumo a melhoria do sistema de saúde que, passa a tornar-se foco principal do Cônsul Hohenzollern.[/align][/i]

[i]

[/i][/size][/font]


[tab=30]Após vários dias de trabalhos intensos, finalmente o Sistema de Saneamento da cidade é concluído.


[tab=30]Um pequeno destacamento da Carabinieri faz exercícios na praça central de Latina, simulando possíveis ações de combate com manifestantes. As recentes turbulências vividas no Reino, vem causando enorme histeria e medo por parte da população.

[font=Garamond Bold][size=150]

  • Senhor, os novos carabinieris chegaram.

  • Ótimo Sargento, quantos são mesmo?

  • 50 soldados prontos para servir , senhor.

  • Perfeito, apresente os alojamentos e depois mande-os para as ruas, concentre as patrulhas no centro, quero ficar de olho naqueles “constitucionalistas.”

[/size][/font]


[tab=30]Em vista do grande progresso econômico Real, alguns comerciantes e industriais locais, reúnem-se com autoridades citadinas para discutirem as possibilidades do estabelecimento de uma nova Casa Bancária. Tal empreendimento, seria provedor de recursos necessário a impulsionar, ainda mais, o crescimento da cidade.

[font=Garamond Bold][size=150]
[tab=30]Devido aos recentes dados do Censo dois agentes se instalam na cidade, fazendo uso de documentos falsos eles se infiltraram na camada mais rica e na mais pobre da sociedade de Latina, verificaram a possibilidade de infiltração estrangeira na região, bem como possíveis grupos hostis ao Governo de Sua Majestade.

[/size][/font]

Não havendo encontrado resistência em Padova além de meia dúzia de rebeldes, que logo foram forçados a deporem armas, o Exército comandado pelo Herdeiro do Dragão se divide, e as tropas que chegam à cidade logo fazem o mesmo pronunciamento. Entretanto, um bom número de rebeldes se entrincheira nas vias principais da cidade, obrigando que os draconianos realizem o cerco ao bairro onde se encontram.
Felizmente, membros da Garra infiltrados entre os rebeldes sabotam suas defesas, permitindo que, em poucas horas, os rebeldes sejam dominados. Alguns se negam a depor armas, e morrem em combate. Logo a cidade é tomada e preparativos feitos para seguirem até a capital romaniana.