[INTERATIVO] Cais Principal

[center]Cais Principal[/align]


[size=140][font=Times New Roman][center]Um dia normal no movimentado porto da capital[/align]

[justify][tab=30]O Porto Comercial de Gardenne, localizado na margem leste do rio Gardennay, onde o mesmo deságua no Estuário de Kiribati, é o maior porto comercial de Gesébia e, por isso mesmo, a principal via de entrada pluvial no Arquiducado.
[tab=30]Todos os dias, dezenas de navios atracam, trazendo peixes locais ou de Dunnord, grãos vindos do Reino da Romania ou minérios vindos do Reino da Dracônia, além de muitos imigrantes de todo o mundo. Da mesma forma, dezenas de navios zarpam diariamente, desde pequenos navios de pesca a grandes navios de carga, levando principalmente produtos manufaturados para o restante do continente e além.
[tab=30]O Cais Principal é por onde todo o movimento do porto flui, entre os ancoradouros e píeres e a saída do porto.[/align][/font][/size]

[justify][tab=30]Passava um pouco do meio-dia quando um batalhão de Fuzileiros e um de Cavalaria chegaram ao Cais, isolando a área do Pier 1. Logo depois, 3 Sargentos de Patrulha e seus homens iniciam uma varredura pelo Cais e nas ruas próximas.
[tab=30]O povo se pergunta o que está acontecendo…[/align]

[tab=30][justify][tab=30]Após algumas horas, tudo estava preparado. Um segundo Batalhão de Fuzileiros chegou ao Cais para manter o isolamento. Mais 4 Sargentos de Patrulha com seus Gendarmes misturaram-se aos presentes e pelas ruas próximas para manter a paz. Um tapete vermelho foi estendido na saída do Pier 1.[/align]

[justify][tab=30]O Chanceler chegou juntamente com a Guarda de Honra, o Almirantado, seguidos por outros membros da Alta Cúpula gesebiana, também começaram a reunir-se. Logo, a carruagem imperial adentrou o cais.[/align]

Após alguns afazeres, colo meu novo terno modelo OZ e chego ao cais.

  • Chanceler. - Comprimento o chanceler e me posiciono ao seu lado esperando a chegada do ilustríssimo visitante.

[center][/align]
[center]Ulanos da Guarda Imperial, adiantam-se à comitiva Imperial, e se posicionam em partes estratégicas do Porto para fazer a segurança de sua Majestade Imperial Stèffan I e sua Santidade o Papa Leão XIV.[/align]

Nero se avistava montado em Alazão Preto juntamente há alguns Ulanos da Guarda Imperial, como Chefe Cerimoniário da ocasião, Ao se aproximar do Cais ele se desmontava de seu Cavalo entregando seu Chapéu como de praxe a um dos Guardas Imperiais.
Nero olhava em volta e em seguida falava: Sua Majestade Imperial o Imperador Stèffan I , já se encaminha a esta recepção, chegando se não me falha o censo de tempo em alguns minutos.
Logo após dizer tais palavras, Nero se posicionava a frente da rampa de desembarque a espera do Ilustríssimo Convidado e do Imperador.

Sir Supah como um bom católico, depois de ouvir sobre a chegada de sua santidade o mesmo se dirigiu ao porto e como e senador os ulanos imperiais o deixaram ficar numa posiçao privilegiada e então o mesmo espera a chegada do papa.

[center][/align]
[center]Chegada do Imperador[/align]

E após longa espera, o Imperador chega em carro aberto ao porto, carro modesto inclusive conforme alguns comentários de testemunhas.

Sir Wellington se retira da Suprema Corte, adentra em sua carruagem e escoltado por dois Gendarmes Senatorias se dirige ao Porto de Gardenne.
Ao se aproximar do porto, ordena ao Sargento que o deixe passar, se aproxima do caís principal e desce da Carruagem. Se aproxima dos membros do Alto Escalão e se posiciona próximo de Sua Majestade. Retira a sua cartola e acena para alguns dos cidadãos presentes.

Vossa Majestade, Chanceler, Senhores, obrigado por comparecerem, este é um grande dia para o Império.

Sir Supah percebe a chegada de sua majestade e de seu colega senador o Sr.Wellington, Sir Supah cumprimenta ambos e vê a chegada de Jose Karl com uma bandeira do Vaticano, e Sir Supah calmamente espera a chegada de sua santidade.

Após sair de seu Gabinete no Senado, Sir Victor como todo bom Católico, alugou uma carruagem e dirigiu-se ao porto para ver a chegada de sua Santidade, o Papa Leão XIV e acompanhá-lo durante sua estadia em Gardenne. Ao chegar ao porto, dirigiu-se diretamente aos membros do Alto Escalão.

  • Vossa Majestade. - Disse curvando-se ao Imperador.
  • Vossa Excelência. - Disse cumprimentando o Chanceler.

Após cumprimentar os mesmos, disse para sua escolta ficar de olho em qualquer movimento suspeito e esperou a chegada de sua Santidade.

O Navio Eudóxia II, de Sua Santidade o Papa Leão XIV, Atraca-se no Porto Comercial de Gardenne.
Leão XIV, Desce-se juntamente a Guarda Papal e demais clérigos que o acompanham durante a viagem.
Sua Santidade Leão XIV, espera seu camareiro-mor abrir o guarda-sol para começar a caminhar devagar pela prancha de desembarque, Avista os dignitários a sua espera e caminha em suas direções.
Ao aproximar-se do Monarca Gesebiano, Sua Santidade Leão XIV, estende sua mão para cumprimenta-lo em seguida entoando as Palavras : " Caesar, quid rerum geritis? ", logo após um dos guardas Papais chega com um assento planador fabricado no Vaticano para que Sua Santidade se sentasse.

[offtopic]Desculpem-me pelo resumo texto. Não estou acostumado com esse tipo de plataforma[/offtopic]

Sir Supah e Jose Karl ao verem a chegada do santo padre rapidamente os dois se ajoelham, abaixam a cabeça e recebem a bênção de tais sacras mãos e Sir Supah o entrega a bandeira do Vaticano que Jose havia trazido, um pudim que a empregada de Sir Supah fez e uma pequena balança representando o poder legislativo, depois de entregar seus presentes Sir Supah diz:

  • Caríssima Santidade, eu me chamo Sir Supah e este e meu amigo Jose Karl, eu sou um senador do império, membro do poder legislativo e represante do povo e dos burgueses Gesebiano, espero que sua estadia no império seja das melhores e espero que rezes uma missa relembrando que amanha e Corpus Christi, espero que tenhas gostado de meus presentes :smiley: .

Depois de de sua fala e de um tradutor traduzir o que Sir Supah disse o mesmo pede a sua santidade que abençoe um brasão da dinastia D’Mil-Margaridas o mesmo o faz e Sir Supah anda cheio de alegria.

O Imperador parafraseando algo de seu limitado latim disse a Sua Santidade:

Cordialmente correspondeu o Imperador.

E sem ninguém notar o Imperador chamou um Oficial Ulano e pediu ao mesmo que retirasse o Sr. Supah da cerimônia o mais rápido e discretamente possível.

E prosseguiu apresentado os Chefes dos Poderes Nacionais . . .

Nero ao lado do Imperador e demais presentes cumprimenta Sua Santidade, Leão XIV beijando seu Anel Papal e dizendo: - Santidade, é uma honra para nós termos sua presença em nosso belo Império, Serei o Chefe Cerimonial durante vossa Estadia em nossas terras e lhe acompanharei em que vós desejar.
Logo após, Nero se afastava e deixava o Imperador diante Sua Santidade Leão XIV.

[justify][size=150][font=Kristen ITC][tab=30]Após a presentação do Imperador, aproximo-me, ajoelhando-me e beijando o Anel do Pescador:

[tab=30]- Vostra Santità, essere benvenuto in Gesébia, sono onorati di avere la vostra presenza qui.

[tab=30]Então me levanto e deixo que o Imperador continue as apresentações.[/font][/size][/align]

Obrigado Chanceler, procedamos Santidade, apresento-lhe também o Cavaleiro Victor, Chefe do Legislativo nacional, o Presidente do Senado, também pertencente ao Partido Liberal . . .

[font=Palatino Linotype][tab=30]Após a apresentação do Imperador, Sir Victor ajoelhou-se diante de sua Santidade, e beijou sua mão e o Anel do Pescador:

  • Santità, benvenuto a Gesébia. Vi ringrazio per avermi onorato con la tua santa presenza davanti a me.
  • Sancti tui.

[tab=30]Ele então beijou novamente o Anel do Pescador, levantou-se, curvou-se e deixou que o Imperador continuasse com suas apresentações.[/font]