[INTERATIVO] Cidade de Reggio

[center]Cidade de Reggio[/align]


[font=Garamond][size=150][center]Vista da Praça Central da cidade. Ao fundo, vê-se a Intendência Municipal.[/align]
[justify][tab=30]Reggio é uma cidade em constante crescimento próxima a Cidade de Áquila, ela também é a Capital do Estado da Ligúria. Uma das maiores cidades do Reino, possui uma economia baseada na produção de grãos e cereais. No passado, vários imigrantes italianos se estabeleceram na região, com o passar do tempo criaram fazendas e vinhedos que enriqueceram a região, assim em pouco tempo o pequeno assentamento cresceu e atraiu novos moradores.[/align]

[center]Uma das ruas mais calmas da cidade, a Rua dos Mercadores.[/align]
[tab=30][justify]Hoje, boa parte dos residentes da Cudade de Reggio são descendentes de italianos. Por estar situada em uma das principais ligações para a Cidade de Monte Bello, Reggio recebe diversos migrantes o ano todo, que ficam fascinados com a calma e a paz reinante na vila. Em julho de 1891, a então vila de Reggio, fora elevada ao status de Cidade.[/align]

[center]Intendente Cnaeus Crispinus.[/align]
Prédios:
Escola Técnica
Posto Médico
Escola Primária

Efetivos:
Carabinieri: 100 Soldados[/size][/font]

A noite, alguns engenheiros acompanhados pelo Sr. Humbolt, chegam a pequena Vila de Reggio. Eles pernoitaram pela vila, e amanha, pela manhã entraram em viagem rumo a algumas áreas de Áquila.

Com a permissão do Chanceler e governador da Romania,engenheiros e construtores da empresa Transnacional começam a instalar placas sinalizando pontos específicos para se esperar o ônibus,vendo a crescente demanda do serviço o gerente da empresa Riccardio teve esta ideia,que foi recompensado por Stanislau,vendo que a mesma iria organizar as rotas dos ônibus e aumentar a eficiência do transporte.

Uma das principais ligações entre o centro de Áquila e Piemonte, Reggio vem crescendo rapidamente, principalmente por conta do intenso fluxo e mercadores que passam pela vila, levando diversos materiais para Pergamo, onde está sendo construída a Usina Hidrelétrica. O Sr. Humbolt criou uma especie de feitoria, onde são guardados diversos materiais que são liberados aos poucos para as obras, com o intuito de controlar o fluxo de mercadorias. Com o consequente crescimento populacional da vila, engenheiros da própria Usina Hidrelétrica já especularam a construção de uma estrada ligando diretamente Reggio á Pergamo, diminuindo assim o tempo de viagem entre as duas regiões e facilitando o transporte de mercadorias e serviços para a mesma.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

[i][font=Times New Roman][size=150]Os trabalhos da ferrovia continuam avançando em um ritmo assustador. Pela tarde, vários operários avançaram até a Vila de Reggio, onde estabeleceram uma pequena estação ferroviária. Agora, a pequena Vila, que vem crescendo gradativamente nos últimos meses, terá mais um impulso com a chegada da ferrovia de cargas, que ajudará os pequenos e médios produtores a escoar sua produção para os grandes centros comerciais.

[center]Vista do principal centro de cargas da pequena estação, que logo mais será ampliado.[/align] [/size][/font][/i]
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Vários técnicos da Companhia Telephonica Hohenzollern instalam uma central na Vila. Com o crescimento das atividades telephonicas, viu-se necessário instalar uma central na região, facilitando assim, a comunicação dos moradores com outras regiões. Com a instalação dessa central, a Vila de Reggio será integrada aos principais centros de Áquila, uma vez que recentemente, fora inaugurada, e com mais essa conquista, os moradores de Reggio tem um motivo para se orgulhar.
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

Um amplo prédio começa a ser erguido nas proximidades do centro da cidade, esse prédio abrigará a escola técnica da região que capacitará os seus alunos para os mais variados trabalhos.

[justify][tab=30]Então, pela manhã tudo estava pronto. As várias malas-postais já haviam sido lacradas, contendo cartazes de propaganda, livros-registro e instruções para aqueles que ficariam responsáveis pelo processo de registro do alistados. Além das capitais regionais e da Capital Imperial, a maioria do material foi destinado ao interior para que assim fosse facilitado a realização da conscrição. Dentre as principais orientações a que mais chamava a atenção, sem dúvida era a de que seria permitido apenas o registro de homens brancos e com registro no cartório nacional. Um observação escrita dizia que era “terminantemente vedado o registro de negros e sunerianos”. A ordem procedia, obviamente, do Comando da Legião.[/align]

[offtopic]Elaboração do post de autoria do Lukas e alterado por mim.[/offtopic]

[tab=30][tab=30]Conforme determinado pelo comando, os 15 soldados da I Legião do Regimento Carabinieri passaram a realizar vistoria em todas as embarcações que aportavam ou zarpavam do cais de Reggio.

No inicio da manhã, vários materiais didáticos e alguns equipamentos chegam à Escola Técnica de Reggio, com o intuito de aperfeiçoar o ensino lecionado na mesma e atender as demandas de novos alunos que se inscreveram na mesma.

Jose Karl se reúne com alguns comerciantes locais, em busca de bons preços de Cereais e Grãos. Jose ira se hospedar em um hotel local.

O Comendador se encontra com José e os dois partem para a Cidade mais próxima.

Mesmo sendo considerado um feriado o primeiro dia do ano fora um dia de trabalho árduo para os operários do governo nas redondezas de Reggio. Movidos pelo espirito ufanista que todo romaniano tem, a equipe de pavimentação da Via Reggio-Catania continuou a trabalhar na pavimentação da estrada.

Durante os trabalhos de pavimentação alguns membros da equipe retiraram os símbolos imperiais existentes nas várias placas de sinalização.

Prosseguindo com os trabalhos de pavimentação, diversos operários, finalmente recolhem-se para suas cabanas para descansarem. Enquanto isso, forças da Carabinieiri faz uma patrulha no local, mantendo a ordem e segurança de todos.

[font=Garamond][size=150]Por volta das 10:00 de quarta-feira.

[tab=30]A comitiva real entrou lentamente na cidade, não demorou para que os moradores corressem em direção ao veículo, rapidamente os dragões se prepararam para fazer o seu trabalho. Com certa dificuldade a comitiva conseguiu chegar na praça da cidade, assim que o carro parou o Monarca desceu e acompanhado pelo seu secretário fora recebido pelo Interventor, o Monarca e o Interventor conversaram durante alguns minutos e acompanhados pela multidão partiram para a sede do governo, mas antes de irem o Rei acenou para a população que fora retribuído com Vivas ao Rei.

Por volta das 19:45 de quarta-feira.

[tab=30]Após receber alguns moradores da cidade e membros da aristocracia regional, o Rei partiu em um rápido “tour” pela cidade, ele visitou a residência de alguns moradores, casas de trabalho artesanal e a escola técnica da região. Ao terminar a sua visita o Monarca se despediu das autoridades locais, da população e partiu para Monte Bello.[/size][/font]


[tab=30]Durante a tarde do último dia, funcionários do Governo Real estiveram presentes na cidade para fazerem um relatório e entregá-los ao Poder Executivo. Tal relatório conterá dados acerca de prédios de serviços públicos e as atividades econômicas realizadas no local.
[tab=30]Após analise minuciosa, estes agentes do Governo vão até a sede dos Governos Locais, onde conversam com as autoridades e ouvem suas propostas e criticas. Tudo foi relatado e será encaminhado ao Gabinete do Cônsul, para que este tome as devidas medidas para desenvolvimento local.

[font=Times New Roman][size=150][i][justify][tab=30]Nos arredores de Reggio, dois terrenos sofrem demarcação, e neles são colocadas várias placas indicativas. Durante toda a tarde deste nove de março, diversos funcionários da Construtora Nova Roma, fazendo valer as diretivas contidas no último decreto do Poder Executivo, iniciam os trabalhos para construção de um Posto Médico e de uma Escola Primária.[/align]

[justify][tab=30]Além de empregar boa parte da população local, este empreendimento é um passo inicial rumo a melhoria do sistema educacional e de saúde que, passa a tornar-se foco principal do Cônsul Hohenzollern.[/align][/i]

[i]

[/i][/size][/font]


[tab=30]Com as obras paralisadas por conta de problemas financeiros, a Escola Primária e o Posto Médico em Reggio ficam às moscas, enquanto a população da pequena cidade entrega uma petição ao governo municipal para que o mesmo tome providências, já que seus habitantes necessitam urgentemente de tais serviços.

[justify][tab=30]Pela manhã, os operários da Construtora Nova Roma, reabriram os canteiros de obras, retomando assim, a construção do Posto Médico e da Escola Primária, com previsão para início de funcionamento em 10 dias.[/align]

[justify][tab=30]Para acomodar tantos imigrantes que veem para o Reino da Romania, pequenos edifícios são construídos em parceria com os governos municipais e alguns empresários locais.[/align]