[Interativo] Hipódromo Equites

[justify][tab=30]Um terreno não muito distante da universidade é limpo e alguns materiais para construção são depositadas. Pela manhã do dia seguinte vários operários estarão trabalhando na construção do primeiro hipódromo gesebiano. Um lugar onde ocorrerá corridas, e suas apostas, apresentações de cavalos e competições diversas. A arquitetura é baseada nos históricos hipódromo romanos.[/align]

[center][/align]

[center]A construção do hipódromo prossegue num ritmo constante.

[/align]

Com o Grande Cataclisma que afetou drasticamente Áquila, a construção é interrompida e os trabalhadores são deslocados para auxiliarem na limpeza das estradas e das linhas férreas.

[center]A construção é concluída e aguarda-se que em poucos dias se conclua os detalhes para que se faça a inauguração do hipódromo.

[/align]

[center]Contando com a presença de várias autoridades locais, do Comissário-Geral e da população em geral, o hipódromo é inaugurado com grande festividade e honrarias.
Os hinos de Piemonte, Romania e de Gesébia são tocados por uma banda local.


Grande campeão da noite foi o cavalo Hermes.


Numa das corridas a vitória foi extremamente apertada, fazendo a alegria e loucura dos apostadores.

Até o começo da noite haverá várias atividades, apresentações e corridas. À meia-noite o Comissário embarcaria no trem para Gardignon, não antes de conversar com nobres e gendarmes locais.[/align]

O hipódromo, em seu primeiro mês de atuação, é amplamente utilizado e frequentado pela alta burguesia piemontesa.

Ao findar do mês, ocorre a primeira partida de críquete no hipódromo. Faltou lugar para todos os nobres, ricos e estudantes que desejavam comparecer ao evento.

Com o boato de uma nova guerra civil as atividades são suspensas.

Em virtude do desmembramento do Império, a probabilidade do hipódromo fechar era grande.

Após longo período de inatividade o hipódromo é, finalmente, formalmente fechado.