[INTERATIVO] Porto de Catania

[font=Times New Roman][size=150][i]
[b]- Capitão, o carregamento foi feito. Todas as mercadorias foram alocadas, com cuidado, nos porões do navio, conforme suas instruções.

  • Perfeito. Levantaremos as âncoras e rumaremos para a Europa, avise o Comando Portuário. Em duas semanas retornaremos.

  • Sim senhor, irei notificá-los de nossa partida.[/b][/i][/size][/font]


[tab=30]Dois navios romanianos, vindo da Europa, trazem consigo diversos imigrantes da Holanda e da Bélgica. Os recém acordos com tais nações por parte das empresas, permitiu que as mesmas operações o transporte de carga e passageiros no local, aumentando ainda mais o número de nacionalidades no Reino.


[tab=30]A equipe de manutenção do porto interditou, durante toda a tarde, os Cais Nº 15 e 16, pois os mesmos estavam com seus armazéns superlotados, ficando impossível guardar qualquer mercadoria. Até que um navio cargueiro romaniano atraca no porto e é carregado com as mercadorias, o que trás um alívio para os armazéns.


[tab=30]Um pequeno cargueiro norueguês atraca no porto no início da tarde, para ser carregado com manufaturas diversas e levá-las até a Noruega, onde serão comercializados.


[tab=30]Após longa viagem, dois navios romanianos chegam em Catania, depois de terem zarpado de Hamburgo, no Império Alemão. Além de trazerem consigo diversos imigrantes, vários produtos e algumas máquinas leves foram transportados nos navios.


[tab=30]Cerca de noventa e cinco barris de petróleo são embarcados em um navio norte americano, onde serão encaminhados para refino nos Estados Unidos.

[font=Times New Roman][size=150][i]
[tab=30]Desembarcando de um navio inglês, dois jovens escoceses, falando com certa dificuldade na língua local, perguntam aos Oficiais do Porto.

[b]- Gentlemen, saberiam er… dizer onde fica the nearest bank?

  • Augusto, você entendeu algo do que eles disseram?

  • Claro Carl… Bom senhores, há algumas pequenas instituições de crédito no centro da cidade. Para ir até lá, tomem o bonde que fica a cerca de 10 metros daqui e peçam para descer no centro.

  • The tramway?

  • Yes.

  • Thank you gentlemen, see you again.

  • Cada louco que aparece nesse porto Augusto que só por Deus, só por Deus…[/b][/i][/size][/font]


[tab=30]Quatro navios alemães, trazendo consigo mais de três mil e quinhentos imigrantes atracam no porto, descarregando também uma série de mercadorias e produtos produzidos pela cultura do velho país europeu.

[font=Times New Roman][size=150][i]
[tab=30]Com o início da tarde, Ivysson acompanhando de alguns companheiros partidários e de sua esposa, Marie, embarcam no navio Vitória, de uma pequena companhia local.

[b]- Senhor Hohenzollern, não acho que isso dará certo…

  • Ouça-me, eu já disse que tudo dará certo. Apenas sigam minhas instruções. Quero que telegrafe essa mensagem para Gardignon, diga que estou a caminho como testemunha de defesa.

  • Irei à Superintendência Portuária agora mesmo fazer isto.

  • Querido, tome cuidado. Temo que naquele local tenha problemas…

  • Acalme-se mulher, em breve estarei de volta. Tome um beijo minha querida.[/b]
    [/i][/size][/font]


[tab=30]O RMS Umbria, da Cunard Line atraca no porto de Catania, trazendo consigo pouco mais de 1.300 imigrantes, entre eles, russos, italianos, alemães ingleses e escadinavos.


[tab=30]Embarcações dos mais variados portes atracam no porto, trazendo desta vez, em sua maioria, imigrantes sul americanos e alguns asiáticos, que estão em busca da Terra Prometida, de riquezas e prosperidade, que tanto foi anunciada em sua terra natal.


[tab=30]Durante os últimos dias grande parte do terminal ficou fechada para atender a I Frota, pequenos reparos foram realizados e a frota fora reabastecida. Após receber ordens de Áquila o Almirante Lupus informou que parte dos suprimentos e materiais destinados a Nova Piemonte deveriam ser embargados, além dos suprimentos alguns grupos de colonos que já estavam na cidade também embarcaram.

[tab=30]Com os suprimentos, materiais e colonos abordo a frota apenas aguardou a chegada do NSM Humberto I - A, o seu antecessor fora descomisionado e parte do seu armamento enviado para Napoli, que ocorreu no dia 26, com a frota reunida todos partiram para o Dominiun.


[tab=30]Durante toda a semana, mais de quarenta barcos ingleses, alemães, italianos e escandinavos atracam nas docas de Catania, trazendo consigo, mais de quarenta e dois mil imigrantes, mais do que o imagino pela Autoridade Portuária Local, que vê com isto, a extrema necessidade de expansão das docas.


[tab=30]Cinco embarcações contendo suprimentos diversos embarcam rumo ao Dominium Romaniano, para auxiliar no desenvolvimento local e garantir a sobrevivência dos colonos lá estabelecidos.


[tab=30]Mesmo por conta das tensões diplomáticas na região, mais e mais imigrantes chegam nos portos, sendo todos encaminhados ao Posto de Controle, de onde passam por inspeções sanitárias e depois sendo dirigidos até a Hospedaria dos Imigrantes.


[tab=30]Mercadorias produzidas pelas várias fábricas do Estado, chegam ao porto, aguardando para o embarque rumo aos principais mercados do mundo.

[tab=30]Mesmo com todas as tensões existentes, a onda imigratória, principalmente inglesa, alemã e italiana, continua a todo o vapor, fazendo com que companhias navais estabeleçam-se na região, trazendo assim uma série de investimentos estrangeiros no setor.


[tab=30]Embarcações trazendo vários imigrantes alemães e diversos novos produtos industrializados atracam nas docas catanenses e, em poucas horas, toda sua carga e passageiros são desembarcados.


[tab=30]Embarcações são carregadas e são enviadas ao Dominium Romaniano.


[tab=30]Em vista da guerra deflagrada entre o Reino da Romania e o Arquiducado da Dugardenha, alguns homens colocam-se a defesa das obras da empresa.