[INTERATIVO] Quartel-General das Forças Draconianas

Montado rapidamente pelo Comandante da Patrulha Draconiana, juntamente com o Comandante provisório da II Brigada e o Juiz Imperial Julio Cesar, o Quartel-General da Frente Oeste foi colocado em uma posição que permita boa defesa e capacidade de fuga, caso venha a ser atacado.

  • Eu entendo que devamos tomar a iniciativa, mas precisamos aguardar a chegada do restante das nossas forças. - diz o Comandante Christopher apontando para um mapa - Esta, na melhor das hipóteses, é a localização atual do restante dos Patrulheiros.

  • Senhor Juiz, também precisas entender que, embora tenhamos muitos homens a nosso dispor, são trabalhadores não acostumados com a guerra, e não sabemos os números totais dos inimigos. Precisamos também saber as ações tomadas por Gardignon para nos preparamos de acordo. Embora seguir os planos do Marquês sejam prioridade, precisamos estar preparados caso algo inesperado surja.

  • Um pequeno grupamento dos Patrulheiros, dado sua grande experiência em cavalgar longas distâncias, será enviado como batedores e para assegurar uma linha de comunicação com a Capital. Todos de acordo? Perfeito.

Batedores são enviados.

  • Ouviram as novas? - a voz do comandante Christopher ecoa dentro da barraca principal do Quartel-General. - Alexander invocou a Lei de Drake!
  • E…? - há pouca surpresa no rosto do Juiz Imperial.
  • O perdoarei por ser estrangeiro na Dracônia, mas qualquer criança nascida na Dracônia conhece a Lei de Drake: “Todo e qualquer cidadão draconiano deve estar sempre pronto e preparado a pegar em armas para defender a Marca.”
  • Isto é muito bom, teremos reforços, então?
  • Reforços? Hahahaha! Pode-se dizer que sim, meu caro. Podemos esperar “reforços” de, se meus cálculos estiverem corretos, pelo menos 5000 Voluntários.
  • Tudo isso?
  • A Dracônia nasceu como uma força militar, e mais uma vez irá provar que ninguém se mete com um draconiano e sai ileso.
  • Recebemos notícias de Gardenha. Finalmente eles estão prontos para iniciar a ofensiva. Nossos homens também estão no aguardo. Nossos batedores também tiveram contato visual com parte do exército romaniano, eis o relato deles:

  • Creio que, com esses dados, não haja porque ficarmos esperando o ataque. Não temos certeza, mas acreditamos que eles possam contar com artilharia, então sugiro avançarmos de forma espalhada, mas não demais, para não ficarmos expostos. De acordo?

  • De acordo, assim que der as ordens, levo os ferroviários pelo centro da estrada
  • Pois bem. Deixo o comando dos mesmos com você então. As forças imperiais já iniciaram seu avanço pelo sul: