[INTERATIVO] Quartel-General das Forças Imperiais

Posicionado estrategicamente fora da Capital Gardignon, o Quartel-General foi montado desta forma devido ao desconhecimento das forças romanianas até o momento. Daqui a Alta-Cúpula da Armada Imperial analisa os relatórios recebidos das frentes de batalha e decide como agir apropriadamente.

  • Bem senhores… - inicia o Chanceler, atual Marechal-de-Guerra do Império Gesebiano. - Nossas informações ainda são precárias, e levaremos tempo até conseguirmos contato com as forças draconianas, mas o melhor que podemos supor, dado o tempo decorrido até agora, é o seguinte:


Nossas forças acabaram de evacuar os cidadãos de Saint-Depoux e de tomar posição para defender a cidade e a passagem pelas colinas que cercam a mesma. Temos os 200 Fuzileiros posicionados, juntamente com os 20 Cavalarianos e as 5 peças de artilharia em posições estratégicas. Ainda aguardamos a mobilização dos Reservistas e Voluntários em Gardignon para se juntarem a eles.


Se tudo correu de acordo, o Comandante Christopher deve ter entrado em contato com o comandante provisório da III Brigada de Fuzileiros e montado o Quartel-General da Frente Oeste nesta posição.


Assim, creio, embora não possua dados concretos ainda, que a posição das forças do Oeste seja esta. Ainda deve demorar para que todos os Patrulheiros retornem e se juntem à defesa, bem como a mobilização dos Reservistas e da Legião Estrangeira de Cisalpe.


A I e II Frotas já estão executando o bloqueio naval à Áquila, e a III Frota deve estar a meio caminho de se juntar a eles.

  • Por enquanto, meus caros, creio não haver o que fazer senão aguardarmos o posicionamento completo de nossas tropas e nossa inteligência determinar a posição e força dos inimigos. Sugiro aguardarmos até que os Patrulheiros de Myrce cheguem, seus cavalos são mais rápidos e podemos usar alguns deles como comunicação com a Frente Oeste e como batedores para localizar as forças romanianas.

Provável posição das forças Imperiais no momento:

  • Meus caros, finalmente nossas forças foram mobilizadas e, felizmente, não sofremos nenhum ataque romaniano até agora. Os batedores draconianos conseguiram estabelecer uma linha de comunicação com o Quartel-General do Oeste, e lá aparentemente estão todos mobilizados também. Da mesma forma, eles localizaram parte do exército inimigo, não temos números exatos, mas com os dados que temos podemos supor o seguinte:

  • Apesar de já ter um plano de ação traçado, estou disposto a ouvir quaisquer sugestões…

  • Chega de espera. Cada momento que os romanianos continuam com sua “liberdade” é um momento a mais para que essa revolta possa crescer. Eis os planos, iniciem a movimentação.

Após período de grande espera por parte de sua saúde, o Barão de Firgen chegou ao Quartel-General das Forças Imperiais. Ele atualizou-se das notícias com alguns ali presentes e soube também que o Grande-Almirante Knight e o Almirante Di Draconi haviam partido para o ataque a Romania. Ele assumiu assim o comando da Iª Brigada de Fuzileiros Imperiais e saiu em disparada ao ataque na frente norte.