[JORNAL] Diário Nacional

[font=Garamond][size=150]Fundado em 01 de Janeiro de 1891, o Diário Nacional nasceu do desejo de ter um jornal que desse voz aos membros das mais variadas classes, um jornal feito por pessoas de bem e detentoras de grandes ideais, um jornal para disser a verdade e defender a nação. O Diário Nacional foi fundado por políticos tradicionalmente Conservadores, Nacionalistas e Muristas, defensores da ordem e da segurança que usarão o Jornal para dar voz ao povo e a nação, o Diário é distribuída gratuitamente em vários estabelecimentos.

Inicialmente o jornal se chamou Gazeta Imperial mas depois de um certo tempo, teve o seu nome alterado para Diário Nacional.

[center]O Diário Nacional conclama o povo Gesebiano a lutar por uma Nação forte e imponente.[/align] [/size][/font]

[center]CIRCULAÇÃO IMPERIAL - ANO 01 - NÚMERO 01 - 1891[/align]

[font=Courier New][center]A INJUSTIÇA PAIRA SOBRE GESEBIA.[/align]

[justify]Em contra-mão com a a justiça e as leis gesebianas o judiciário vem tomando medidas questionáveis. Até onde vai o poder da suspeita e até onde justiça pode ir ao revogar o direito de cidadãos. Segundo o ultimo caso acompanhado por esse jornal, o cidadão Charlie Luciano Salvatore foi intimado a comparecer perante a justiça, essa intimação veio sem nenhum embasamento ou acusação especifica até onde se apurou. Salvatore se apresentou, especulado sobre comandar uma organização criminosa o mesmo respondeu:

“Organização criminosa? Acreditar em boato assim seria retirar o crédito de nossas instituições de segurança que vem efetuando um ótimo trabalho, espalhar esses boatos jogam na lama as seriedade com que o antigo e o novo chanceler tem liderado esse império. Acredito que esse boato foi lançado para lhes passarem uma sensação de insegurança e medo, para que acreditem que a gendarmeria não funciona e tenham que recorrer a instituições de segurança privada. Falam que a Pequena Sicilia é um bairro perigoso, mas quantos assassinatos ou roubos acontecem por lá?.. pelo que sei houve uma tentativa contra a vida do ex senador Supah e assassinatos em Áquila, e um atentado contra minha pessoa aqui na capital, bem como alguns incêndios aqui e em Firgen e um roubo em Firgen. Se querem dizer que existe uma organização por trás de tudo isso seria um organização com muito influente para poder ter uma poder desse em todo o império. Como já mencionei estão pegando fatos isolados e colocando como sendo todos interligados para passar essa sensação de insegurança”

O que se sabe realmente é que Luciano se encontra encarcerado desde o dia 16 de dezembro e teve que passar as festividades de final de ano em uma cela, se não bastasse isso ainda teve seu sigilo bancário quebrado sem se quer um único embasamento coerente ou acusação valida.

Até o momento dessa publicação a unica coisa que se sabe é que uma suspeita em sua conta bancaria foi levantada, mas mantes um cidadão preso sem o devido processo legal vai contra o sistema de justiça que tempos prevaleceu nesse império.[/align]
[right]Por: Lorenço - Jornalista Criminal.[/align]

[center]=============[/align]

[center]ESTERIÓTIPO DE UMA LETARGIA SUPERVALORIZADA.[/align]

[justify]A tempos a população gesebiana comenta sobre o que poderia estar acontecendo com a atual legislatura do Senado, com poucos projetos de impacto na nação, a nova legislatura decidiu ainda por ceder um recesso para as festividades de final de ano deixando assim decisões que podiam serem benéficas para a nação à serem decididas apenas esse começo de ano, como a aprovação do Partido Democrata e a aprovação do orçamento do legislativo.

Curioso é que assim que as atividades retornaram a casa e a aprovação do orçamento foi colocada em pauta, foi solicitado em sua minoria uma aumento de salário para que o Senado prossiga em onerando os cofres públicos em sua letargia.

A nova legislatura é comandada pelo Partido Liberal (PL), que não demonstra ter mais o poder e estrutura apresentados em um passado não tão distante. Desentendimentos, discussões em publico, controvérsias em aprovações e um leva de desfiliação mostra que o PL encontra-se em decadência.

A nós cidadãos resta apenas torcer para o fim dessa legislatura e nos conscientizarmos e analisarmos melhor os próximos candidatos para que a democracia não morra pela ganancia de alguns[/align]
[right]Por: Roberto Aguilar - Jornalista Politico.[/align]

[center]=============[/align]

[center]ENQUANTO ISSO O EXECUTIVO!!! .[/align]

[justify]O Poder Executivo vem mostrando seu governo puxado para o socialismo, além da inauguração da Imperial Universidade de Monte Bello, vem desenvolvendo um infraestrutura de saneamento básico e de reforma nas estradas gesebianas[/align]

[center]=============[/align]

[center]UM NOVO PARTIDO, UMA NOVA ESPERANÇA!!! .[/align]

[justify]Com a aprovação da criação do Partido Democrata, um prédio foi cedido para funcionar como Sede do mesmo. Vem conhecer a ideologia do Partido Democrata (PD).[/align][/font]

[font=Courier New]
[center]Circulação Imperial - Ano 01 - Número 02 - 1891
Distribuição Gratuita
[/align]

[size=150][center]Um Governo Popular[/align]

Com pouco mais de dois meses no poder, o governo de Sua Excelência, o Chanceler Valeyard, tem se mostrando um governo de mudanças, fazendo obras públicas como nunca se vira em todo Império, criara o Sistema de Saúde e Bem Estar, o primeiro incentivo a saúde do grande povo gesebiano, aparentemente uma das maiores prioridades do governo imperial tem sido a saúde e educação, uma prova irrefutável disso são os investimentos nesta área, a criação da Universidade Imperial de Monte Bello, que estava há meses no papel, mas devido à letargia do Senado Imperial nunca era posta em prática, a renovação da saúde pública com a criação do Sistema de Saúde que retirou uma grande carga dos governos regionais que deixaram de ser responsáveis pela manutenção das instituições de saúde.
O Governo Imperial vem pondo em prática um grande e ambicioso projeto que deverá mudar a vida de todo o povo gesebiano, a criação do sistema de saneamento, atento aos pedidos do povo que há muito reclamava do mau odor das ruas da capital em dias de grande calor, o Governo Imperial consultou especialistas estrangeiros e elaborou o primeiro sistema de coleta de resíduos, durante longas semanas de exaustivo trabalho, centenas de trabalhadores construíram uma vasta rede de tuneis que se estende por toda a capital e redondezas, fora construído uma sede administrativa, o sistema da capital serviu como um teste, muito bem sucedido por sinal, para o sistema nacional que em pouco tempo será posto em prática segundo o Chanceler.

[center]Letargia? De novo[/align]

Na tarde da última quarta-feira(21/01) uma grande crise atingiu o legislativo, o Senado que já se via fortemente dividido e fragilizado fora fortemente abalado por uma decisão do então Presidente Magno, o mesmo decidiu trancar a pauta, isso mesmo, o Presidente do Senado decidiu que mais nada deveria ser votado até a escolha de uma nova legislação, uma decisão um pouco precipitada mas bem fundamentada, como bem sabemos, todo legislação costuma deixar uma vasta lista de propostas não votadas para os recém chegados senadores.
A decisão do Presidente do Senado gerou uma grande confusão, esse ato fora severamente criticado por alguns senadores e muito comentado pela população que claramente já perdera a fé na dita “Casa do Povo”.
Após um acalorado debate o Presidente do Senado decidiu voltar atrás, mas ao invés de reabrir a pauta da casa ele se suicidou com um tiro, sim o Presidente do Senado que aparentemente estava sobre muita pressão e havia perdido um filho resolveu se suicidar em seu gabinete, assim que o tiro fora ouvido, funcionários e visitantes deixaram o senado em pânico, aqueles que estavam próximos ao prédio correram para se abrigar, alguns pensaram ser o começo de um golpe republicano e outros pensaram ser uma revolta dos socialistas.
O Chanceler que até então não sabia de nada, fora rapidamente alertado, sem saber do que se tratava, ele decidiu se armar e junto de sua guarda fora para o Senado, chegando lá o mesmo encontrara uma grande confusão, os granadeiros estavam tentando controlar a situação mas com pouco exito, rapidamente o Chanceler tomou o controle da situação e para evitar uma confusão generalizada, ele ordenou o fechamento imediato do senado e o cerco ao mesmo, ninguém entrava ou saia, sem saber do suicídio do Presidente, ele enviou a Primeira Legião e os Granadeiros para vasculharem todo o prédio, o Chanceler e alguns legionários foram ao Gabinete do Presidente e o encontraram em sua cadeira já sem vida, ele percebeu o que estava acontecendo, uma nova crise, o Senado estava sem Presidente, alguns senadores estavam longe da Capital e outros ainda nem haviam assumido as suas vagas, sabendo que o povo não precisava de mais uma crise ele tomou a difícil decisão de mandar trazer todos os senadores para escolherem um novo Presidente, a nação não teria que esperar dias e enfrentar uma grande crise, tudo seria resolvido naquele mesmo dia, os Legionários logo começaram a vasculhar o senado e encontraram o Senador Divilly e o Senador Hoken, rapidamente os levaram para o Plenário, com a ajuda da Gendarmeria, que manteve o povo afastado do senado com todo o cuidado e respeito, os legionários encontraram o Senador von Braun que fora para o Senado, após uma breve conversa com o Chanceler, cujo conteúdo não sabemos, o Senador Tiberius fora para o Plenário e deu inicio a votação, o Senador Divilly rapidamente tomou a decisão mais lógica e deu o seu voto ao Senador Tiberius, o Senador Hoken decidiu fazer valer a falta de fé do povo e decidiu atrasar a votação dando o seu voto ao Senador Divilly, o Chanceler que assistia a tudo calado, viu que aquilo não poderia ficar assim e mantou chamar o Sr. Ivysson que seria oficializado como senador, após o Senador Ivysson chegar, ele conversara rapidamente com o Chanceler, se dirigiu ao Plenário e deu o seu voto ao Senador Tiberius, o Senador Hoken protestou, o Sr. Ivysson não poderia votar, teríamos que esperar por um novo presidente para oficializar o Senador Ivysson, segundo ele, caros leitores a constituição jamais disse que um partido tem que esperar pelo Presidente para escolher um senador, por que naquele momento onde o legislativo estava a beira de uma crise de grandes proporções iriamos esperar pelo Presidente para de forma simbólica oficializar o que já estava oficializado? Bem, alguns diriam que como um ex-liberal o senador Hoken estaria querendo manter aquela situação até se tornar público e termos uma crise na Capital, outros diriam que fora simples falta de preparo, nós membros da Gazeta Imperial não sabemos o por que dessa atitude.
O fato é que o Chanceler tomou o controle da situação, restabeleceu a ordem e protegeu a nossa Grande Nação de uma nova crise, de forma justa e honesta o Barão von Braun fora eleito Presidente, ao término da eleição o Chanceler se dirigiu a Praça Hans onde fez um discurso e informou o povo da morte do Senador Carlos Magno mas deixou claro que o Senado tinha um novo Presidente e que a nação sempre poderá contar com o Governo.

[center]Toda Glória as Forças Armadas[/align]

Após assumir o Governo, o Chanceler Aidan M. Von Valeyard publicou o novo orçamento do Governo Imperial, uma das grandes diferenças desse orçamento fora o repasse adicional de G$s20.000.000 ao Ministério da Defesa, nunca antes a nação vira um investimento de tais proporções em nossas Forças Armadas, esse é um claro sinal de que as Forças Armadas Imperiais serão renovadas em pouco tempo e voltarão a ser um dos maiores símbolos do Poder de nossa Pátria, segundo informações do Palácio dos Marqueses, uma parte considerável deste dinheiro será utilizado na modernização e ampliação de nossa Gloriosa Armada, senhoras e senhores logo todas as nações tremerão ao ver o poderio de nossas bestas de ferro.
A Armada Imperial sempre fora um símbolo de respeito e honra mas nos últimos tempos se viu prejudicada pela falta de investimentos e teve os seus números reduzidos.

[center]Um Partido da Nação e um líder do povo[/align]

Muito se tem comentado sobre o recém-criado Partido Democrata e a queda total do Partido Liberal, mas esses comentários receberam uma grande adição, na noite de ontem o Chanceler Aidan fez um grande discurso aos membros de seu partido, ele fez alguns agradecimentos aos membros por o escolherem de forma unanime como o novo Presidente do Partido, mas após os agradecimentos fez um discurso memorável que mudou completamente o Partido, o Chanceler falou sobre a crescente ameaça dos grupos conspiradores republicanos e sobre os subversores separatistas, exaltou a necessidade de mudanças drásticas na política e apresentou a seguinte proposta “…que deixemos de ser Progressistas e nos tornemos o Partido Nacional, o partido da pátria, da honra, do respeito e do total comprometimento para com a Grande Nação.”
Os membros do Partido foram pegos completamente de surpresa, mas rapidamente aprovaram a proposta do seu guia, a proposta do Chanceler recebeu o apoio do Ministro da Fazenda, Sr. Ivysson, que também fez um emocionante discurso.
A renovação da política do Partido representa uma clara mudança na política nacional, a Pátria não se vê mais dominada pelos antigos Conservadores ou os voláteis liberais, a nação agora segue um novo rumo, um rumo de modernização e patriotismo que será claramente encabeçado pelo Partido Nacional que tem como seu Líder e Guia o Chanceler Aidan, muitas mudanças ainda estão por vir segundo informações dadas por membros do partido ligadas ao seu Líder.

[right]Por Eduard Justus.[/align]

[center]A GAZETA IMPERIAL LHE AGRADECE POR NOS ACOMPANHAR, AVE IMPÉRIO.[/align][/font][/size]

[size=150]

[font=Courier New][center][b]Reportagem Especial - Ano 01 - Número 01 - 1891

Distribuição Gartuita

Balanços do “Antigo” Governo e do “Novo” Governo[/b][/align]

Sem sombra de dúvidas, o governo do Antigo Chanceler foi bom. Durante o seu governo, vimos uma administração muito calma, muito tranquila, com um grande crescimento industrial, criação de todos os imposto presentes no nosso Império, que ajudam a manter a estabilidade da economia e criou as bases do governo, tanto na parte política como na parte econômica. Porém, o Antigo Chanceler pecou em um detalhe muito importante, que foi nas Forças Armadas.

Esqueceu de incentivar economicamente as Forças Armadas, e mais, esqueceu de motiva-las, de inspira-las a ter um ar mais patriótico. Essa falta de desprezo com o setor militar acabou resultando na Guerra da Romania, sublevação de rebeldes e traidores. incentivados pelas potências estrangeiras que a todo custo tentam destruir a nossa Grande Nação.

O Novo Governo não irá pecar onde o Antigo pecou. As Forças Armadas estão recebendo um forte investimento do governo imperial, para seu fortalecimento, e para não continuar pecando onde foi pecado, os soldados e os marinheiros de nossa Grande Nação, passarão a adquirir um grande espírito nacionalista por sua nação, pois o Novo Governo não que desgraças voltem a se repetir, e mais, o Novo Governo não tolerará mais nenhum ato de sublevação ou revolução, fazendo de tudo para manter a paz e segurança da nação.

[b][center]Apresentação das Ideologias do Nacional Gesebianismo

PELA PÁTRIA E PELO POVO
Por Aidan Valeyard

A GRANDE NAÇÃO[/align][/b]
O Nacional Gesebianismo nasceu da necessidade do grande povo gesebiano de se defender das ameaças internas e externas, proteger a nação dos conspiradores e rebeldes, garantir a soberania da Grande Nação a todo custo.

O Nacional Gesebianismo se baseia na ideia de que o estado(nação) é superior ao indivíduo, que o individualismo nos torna fracos e suscetíveis a ideologias terríveis, bárbaras e diabólicas como o republicanismo e o comunismo, a nação em si é superior a tudo, esta acima das vontades e do bem estar individual, ao abraçarmos o individualismo nos vemos tomados pela arrogância e a prepotência de pessoas fracas e sem valor.

A Grande Nação precisa ser guiada de forma firme e inabalável, ter um líder que governe o povo para a vitória total e incontestável, para fazer as nações temerem a simples menção do nome de nossa Grande Nação, para defender a soberania até o último homem, para proteger a pátria das hordas comunistas e republicanas. A nação como um todo deve ser regida pelo mais apaixonante e fanático nacionalismo, deveter como suas metas a defesa da tradição e da cultura da Grande Nação, o controle supremo sobre os poderes e a total e completa submissão do povo a nação, a Grande Nação esta acima de tudo. A Grande Nação Gesebiana tem em suas raízes a honra e o poder do povo romano, devemos integrar os seus símbolos aos nossos, defender a nossa honra, fortalecer a Grande Nação acima de tudo e ter a águia como nosso eterno vigia. O Império dos Romanos foi forjado através do sacrifício e da total obediência à nação, o nosso império também deve ser forjado através do sacrífico e da total submissão do povo ao bem maior, a Nação esta acima de todos e em todos, a Grande Nação Gesebiana é cada gesebiano que tem em suas veias o poderoso e valoroso sangue de nossos antepassados.

A liberdade econômica e a democracia exacerbada levaram a nossa grande pátria a beira da aniquilação, da total fragmentação e destruição da civilização gesebiana.[/font][/size]

[right]Amerisson Klinefelter, Reportér da Gazeta Imperial.[/align]


[size=150][font=Courier New][center]Circulação Imperial - Ano 01 - Número 03 - 1891
Distribuição Gratuita[/align]

[center]Mais forte do que nunca[/align]

Recentemente Sua Excelência, o Chanceler Valeyard, publicou a primeira parte de um grande manifesto que fora chamado de Pela Pátria e pelo povo, esse manifesto apresentou uma nova ideologia inspirada no nacionalismo e no patriotismo de nosso líder, um manifesto em defesa da pátria e do povo gesebiano.
Esse manifesto fora bem recebido pelas patriotas e nacionalistas de nossa gloriosa nação, em contra partida os defensores do fraco sistema democrático responderam com acusações infundadas e ataques em praça pública ao Chanceler, uma verdadeira demonstração de quão fraco é o sistema democrático que faz uso de mentiras para tentar se sustentar, mas o nosso grandioso povo que há muito se cansou das mentiras e crises da política nacional, não se deixou levar pelas mentiras dos democratas, aqueles que se acham acima da nação.
Por isso caros leitores, não se deixem enganar por aqueles que se dizem defensores da nação e defendem o fraco senado, os oportunistas, corruptos e traidores estão escondidos entre eles, sejam os sentinelas da pátria, ergam orgulhosamente nossa bandeira e honrem a nossa pátria, tudo por ela, tudo por gesébia.

[center]A Pátria nunca se esquecerá de vocês[/align]

Na última quinta feira(29/01), o Chanceler Valeyard viajou para a Romania onde participou de dois grandes eventos com a presença de muitos populares e apoiadores.
Assim que chegou na estação Philippus I, o Chanceler fora recebido por muitos apoiadores e por populares, após isso ele fora para o canteiro das obras do Hospital Augustiniano, lá ele fora calorosamente recebido pela população que o saudara com a antiga saudação dos gloriosos guerreiros de Roma, o Chanceler fez um breve discurso onde falou sobre os futuros projetos do governo que visam melhorar a vida de toda a população de nossa pátria.


[center]O Chanceler demonstra o seu compromisso para com uma nação melhor e uma vida melhor para todos os gesebianos.[/align]

Após o discurso, o Chanceler deu inicio as obras e foi saudado pela população ao se retirar, depois da cerimônia, o Chanceler se reuniu com líderes locais e com alguns apoiadores do Partido. Quando a noite caiu, uma gigantesca pira fora erguida na Praça Philippus I, dezenas de tochas e bandeiras foram colocadas, o povo que ansiosamente aguardava aquela celebração, se amontoou na praça, os que podiam, assistiram o grande evento das sacadas dos edifícios próximos, quando faltava pouco para a meia noite, o Chanceler chegou ao local acompanhado dos valorosos legionários em suas roupas de honra e alguns apoiadores, ao subir no palanque, o Chanceler fora saudado e aplaudido pela população, após agradecer os aplausos, o Chanceler começou a discursar, falou sobre os grandes sacrifícios dos honrados e nobres soldados que tombaram na Sublevação Romaniana, falou das conspirações e dos traidores que se aproveitaram do espírito guerreiro dos habitantes da Romania, honrou os nobres patrulheiros que vieram da Dracônia e junto de todos os bravos Soldados da Pátria, derrotaram os traidores e esmagaram os conspiradores.
O Chanceler também falou sobre o quão perigoso é o individualismo que vimos se personificar na forma da Sublevação Romaniana, uma guerra orquestrada por uma oligarquia individualista e corrupta, que utilizaram de subterfúgios para enganarem os nobres soldados da romania, jamais esqueceremos os GESEBIANOS que tombaram nesta infame guerra, pois como o Chanceler disse “… antes de sermos, romanianos, draconianos ou gardenhanos, somos todos GESEBIANOAS…”

[center]Viva a Armada e seus nobres marinheiros[/align]


Após dias em alto mar, sobre grande pressão e sem suprimentos, os grandiosos membros da II Frota de nossa Grandiosa Armada Imperial retornaram para casa.
Durante uma patrulha da costa norte de nossa Grandiosa Pátria, a II Frota sofrera severas avarias e acabara indo parar em alto mar, a tripulação de nossas poderosas belonaves, fizeram tudo o que podiam e consertaram algumas avarias, mas mesmo assim eles estavam longe demais da costa e sem ter como se orientar, eles contavam com a sorte, sem suprimentos para uma longa viagem, o nobre Comandante René von Biller ordenou o racionamento das rações e do combustível, ele compreendeu que sacrifícios teriam quer ser feitos se quisessem voltar a Pátria Mãe, as rações foram racionadas, a velocidades das embarcações fora reduzida, mas mesmo assim eles ainda estavam muito distantes da costa, a tripulação da II Frota viu se sobre forte provação, um verdadeiro teste de titãs, sem água e com pouca comida, eles deram tudo de si, homens tombaram em seus postos, não fugiram da luta, dividiram até o último momento tudo o que podiam, mas felizmente eles foram resgatados.
Após o Comando da Armada ser informado do desaparecimento da II Frota, o Grande Almirante e a I Frota foram para a costa norte, procuraram durante muito tempo, usaram tudo o que tinham, até que encontraram a II Frota, a visão era aterradora, segundo alguns marujos, a desnutrição era visível, a maioria dos tripulantes mal se aguentavam em pé, todos os doentes e fracos foram levados para as instalações da Base de Dunord e lá foram tratados. Gostaríamos de parabenizar o Comandante René von Biller por sua honrada atuação que salvou muitos de seus marinheiros, também gostaríamos de agradecer ao Comandante Julio Cesar e ao Grande Almirante Victtorio, juntos eles fizeram o grandioso resgate da II Frota.

[center]O Império do aço.[/align]

Após um longo tempo de crises econômicas, finalmente a nossa Grande Nação começa a gozar de um tempo de estabilidade econômica e um forte industrialismo, cada dia mais e mais empregos surgem, tanto no setor privado como no público, uma prova da fórmula perfeita para a estabilidade e o progresso de nossa pátria, a parceria entre o setor privado e o estatal, devemos ressaltar o fortalecimento da Industria Nacional, a reabertura de grandes siderúrgicas e o fortalecimento do Setor Petrolífero que encabeçado pela Medeiros Oil Company, vem crescendo a cada dia.

[center]Dissertações de Janeiro[/align]
Por: Ródion N. Desslock Yefimov

“Povo é a parte da nação que não sabe o que quer”, disse o filosofo Georg Hegel, criador de algumas das mais influentes filosofias de nosso século, o hegelianismo e o idealismo absoluto. Muitos o criticaram, recentemente, o criticava, o niilista alemão, cujo nome é Friedrich Nietzsche. O senhor Nietzsche, não deveria ser um exemplo de filósofo, ao contrário do que todos pensam. O homem simplesmente renegou sua pátria e a insultava abertamente.
Não parando aí, o Senhor Nietzsche tentou convencer seus leitores de que a moralidade, construída com tantos esforços por nossos antepassados, para guiar o nosso povo sem a chance de autodestruição e guerras civis intermináveis. A moral é a lei intrínseca à humanidade. Antes de continuar, ressalto, que o Senhor Nietzsche, sofreu um colapso mental há dois anos, e agora, vegeta. Médicos creem que tenha sido causado pela sífilis, conhecidamente transmitida pelo ato carnal, quando não se tem controle apropriado ou se conhece que seu parceiro tenha tal patologia.
Mantendo-se a analisar a máxima de Herr Hegel, percebe-se que poucas coisas tão verdadeiras já foram escritas por um homem. Afinal, se o povo tivesse a capacidade de autogovernar-se de forma total e eficaz, o Estado e a Politica jamais teria sido criado. O leitor pode estar me compreendendo mal nesse momento, afinal, se o povo não soubesse o que quer, não haveria eleições e tampouco teriam formado o Estado.
Enfim, a interpretação correta dessa máxima relaciona-se à anarquia do povo comum, e sua desunião e desorganização. O Estado é a organização máxima, assim, o povo não conseguiria organizar-se, em peso, uma segunda vez, sem implicar numa sublevação e traição ao Estado consolidado. O Povo Comum é desunido. O mais próximo da agremiação geral dos povos, são partidos políticos, movimentos manifestantes e grupos similares.
Assim, é fato que o Povo não sabe oque quer. Subdivisões do Povo podem dizer saber. Entretanto, que validade tem essas organizações para o povo? Nenhuma, eu digo. Ainda assim, esses grupos dizem tê-la, por quê? Pois eles são ambiciosos e gananciosos. O povo, não é uma unidade, portanto quando um grupo diz saber das necessidades e desejos do povo, eles acreditam, pois não conhecem os outros membros de sua própria classe política. E isso apenas simboliza o quão poderosa é essa classe política. Tão grande que não pode ter completa interconexão entre seus membros. Mas, ainda existe a mais famosa confusão da história da política e sociedade: a Democracia.
Democracia, do grego, Governo do Povo, é uma ideia relativamente abstrata, que vem sendo usada por certos grupos dos mais diversos e variados, variados inclusive em si mesmos. Bem, esses grupos dizem defender os direitos inalienáveis do povo gesebiano, até do mais simples. Entretanto, releve-se que são formados quase unicamente pelos mais ricos latifundiários, políticos e herdeiros do Império. E sim, de nobres, muitos nobres.
Ao meu leitor, rogo que reflita na interpretação da palavra Democracia. Será isso o direito de todos a ter liberdade política irrestrita, o direito de poder brincar com a nação, usando dinheiro para financiar-se a subir as escadas da vida pública, ou, será a Democracia, o estado que defenderá seu Demos, o estado que proverá oportunidades ao seu Demos, e que manterá seu povo com dignidade e com os direitos da Vida decente?
A Democracia ganhou uma interpretação tendenciosa que se fortaleceu conforme a esquerda política cresceu e enganou o povo, como vem feito desde a Revolução na França, em 1789. Qualquer historiador, hoje, poderia dizer sem medo que a França viveu seu mais turbulento e instável, sem dizer opressivo governo, durante a República que se declarava o mais democrático governo francês. Ainda, pode dizer que houve uma recuperação da França, com a ascensão do Imperador Napoleão. Um braço forte, uma mão amiga, para guiar o povo em direção ao progresso justo.
Por fim, penso qual o significado de Democracia? O democratas seriam apenas democratas, ou individualistas, que gostariam de não pagar mais impostos e deixar o Império sofrer na estagnação do ultra liberalismo? O Senado atual está em seu estado de crítica letargia, todos sabem por culpa de quem, o relacionado a um dos autodeclarados democratas. Ó, leitor, aqui começo minha série de analises politicas e filosóficas mensais, que tem como objetivo magno a reflexão e a exposição de um ponto de vista, verdadeiramente, patriótico.

[right]Por Eduard Justus[/align][/font][/size]

[center]Circulação Imperial - Ano 01 - Número 04 - 1891
Distribuição Gratuita
[/align]

[font=Courier New][size=150][center]Uma grande decisão, grandes consequências[/align]

[justify]Hoje, é o último dia das eleições para o Senado, e o povo Gesebiano tem uma grande questão a ser resolvida: Caminhar rumo ao progresso ou retroceder a letargia. Parece simples decidir essa questão, mas ela torna-se complicada a partir do momento em que um certo grupo de pessoas querem impedir o progresso da nação. É fato que, todos devemos nos unir para alavancar a nação, mas dessa maneira, recebendo denúncias sem nenhuma base racional, parece que o progresso estará fadado a progredir, pois o regresso quer voltar a reinar. Andei entrevistando alguns membros do Partido Nacionalista e alguns cientistas políticos gesebianos e do exterior e eles me esclareceram que tudo o que estão falando acerca do partido é uma pura mentira, pois se eles soubessem o real objetivo, a real premissa dos nacionalistas, não existiria nenhum outro partido em Gesebia, pois um partido cujo o objetivo é o povo, merece atenção e exclusividade de todos, mas infelizmente não é assim.

Agora é com vocês gesebianos. Vocês tem que se decidir entre o progresso ou retrocesso, entre o desenvolvimento e a letargia. Para ambos os lados da moeda, frutos serão colhidos, e Deus queira que sejam frutos maduros, e não podres como foi os governos anteriores.[/align]

[center]Discurso do Ministro da Fazenda anima a noite na Praça Hans[/align]

Na noite de ontem, o Ministro da Fazenda e candidato ao Senado, Ivysson Von Hohenzollern, foi até a Praça Hans, onde fez um discurso para todos os presentes no local. Em seus discurso, o sr. Ivysson falou um pouco do seu exaustivo trabalho, seus planos de mandato caso seja eleito para o Senado, e ainda tomou uma cerveja com alguns operários que estavam curtindo a linda noite na praça.

Em entrevista concedida pelo ministro, ele disse que, caso seja eleito, aliará seu trabalho de Ministro com o de Senado para maximizar os resultados de seus serviços. Ele também disse que está trabalhando exaustivamente para otimização dos resultados econômicos e para seu devido aprimoramento. Também durante a entrevista, o ministro ressaltou que sua principal meta é o aperfeiçoamento econômico, financiamento para construção de escolas e concessão de subsídios a micro e pequenos empresários.

[center]Crescimento industrial marcante no Império[/align]

O império está em grande crescimento. Antigamente, olhávamos para o horizonte e nada víamos a não ser floresta. Atualmente vemos várias chaminés das grandes indústrias que hoje dominam o cenário nacional. A cada dia que passa, o império cresce assustadoramente, tanto industrialmente como economicamente. Não tenho números precisos, mas estimo que o PIB deste ano ultrapasse a cifra de G$s 700 Milhões. É claro que, se não for bem administrada, a economia imperial poderá entrar em recessão, mas com um Ministro da Fazenda totalmente competente e um Chanceler trabalhador, isso talvez nunca acontecerá. Estamos na expectativa de ver um grande progresso industrial e econômico da nação, e se tudo der certo, veremos muito mais a partir de amanhã.

[right]Amerisson Klinefelter, Reportér da Gazeta Imperial.[/align]

[/size][/font]
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]


[center]VOTE NO PARTIDO NACIONAL[/align]

[center]Circulação Imperial - Ano 01 - Número 05 - 1891
Distribuição Gratuita
[/align]

[center]O Militarismo[/align]

[font=Courier New][size=150]
O militarismo é uma ideologia, se assim podemos dizer, que traz traz grandes benefícios a nação que dispõe desta “forma de governo”. Temos como grande exemplo o Reino da Prússia, agora Império Alemão, mas falaremos deste grande Império mais adiante.

A ideia central do militarismo é que uma sociedade é mais bem servida (ou de maneira mais eficiente) quando governada ou guiada por conceitos incorporados na cultura, na doutrina ou no sistema militar. Não há duvidas que, uma nação é bem mais servida quando existe em seus pontos máximos de governo homens doutrinados, preocupados com a nação e de postura rígida. Diferentemente de muitos políticos totalmente incompetentes, que querem destruir a nação,o desenvolvimento ou qualquer sonho de progresso, as forças armadas estão para salvar a nação de qualquer inimigo externo e interno.

Mas é claro que existem políticos honestos, preocupados verdadeiramente com a nação, só que são poucos, e geralmente ficam ocultados por políticos sem nenhum amor coletivo, apenas individual.
[/size][/font]

[font=Courier New][size=150]O antigo Reino da Prússia, agora Império Alemão é exemplo de uma sociedade bem organizada e doutrinada sobre os preceitos militares. Não é a toa que é uma das maiores potências do mundo. Os militares que sempre estiveram presentes na política Prussiana, agora estão em seu ponto máximo com o Império Alemão. Com uma estrutura bem montada e articulada por Otto Von Bismarck, o grande estado militar prussiano consegui unificar-se e agregar os diversos povos alemães que estavam ao seu redor.

Será que um dia essas ideias benéficas adentrará ao seio gesebiano ? Talvez. Se chegar, será uma boa, pois trará muitos benefícios para o nosso amado Império. Caso contrário, estaremos fadados a viver na letargia em que querem que vivemos, mesmo não estando no poder. [/size][/font]

[center]Entrega das Declarações Fiscais[/align]

Informa-se que as Declarações Fiscais solicitadas pelo Ministério da Fazenda e oficializadas pelo Chanceler no Artigo 1º do Decreto Executivo 11/1891 de 08 de Fevereiro de 1891, deverão ser entregues no gabinete do Ministério da Fazenda no prazo máximo de 15 dias, contados a partir de hoje. O não cumprimento de devido decreto, resultará na aplicação de multa competente ao cidadão que não entregar sua declaração.

[center]Senado conhece seus novos representantes[/align]

[font=Courier New][size=150]
Após uma eleição disputadíssima, o cidadãos do Império conheceram seus novos representantes para o Senado. O Partido Democrata conseguiu quatro cadeiras no Senado. os candidatos eleitos foram Richard Caçador (16% dos votos), Divilly Augustus Wladislawski (16% dos votos), Hoken Darkson av Göteborg (16% dos votos) e Victtorio Stewart Willer Medeiros (11% dos votos). Já o Partido Nacional conseguiu apenas duas cadeiras no Senado com os candidatos Ivysson Luz Von Hohenzollern (16% dos votos) e Tiberius A. von Braun (21% dos votos).

No dia de hoje, o Poder Judiciário publicou o decreto oficializando a eleição dos candidatos eleitos. Agora os Senadores deverão comparecer aos seus trabalhos para resolver as propostas de leis ainda pendentes no Senado e eleger o Presidente do mesmo. Esperamos que todos façam um bom trabalho nessa nova legislatura.
[/size][/font]

[right]Otto Hart - Jornalista da Gazeta Imperial.[/align]
[hr]
[right]Ivysson Luz Von Hohenzollern[/align]

[center]Circulação Imperial - Ano 01 - Número 07 - 1891
Distribuição Gratuita
[/align]

[center]Inaugurado Hospital na Romania[/align]


Na noite de ontem, 20 de Fevereiro de 1891, o Chanceler inaugurou o Hospital Augustiniano na cidade de Àquila - Romania. O novo hospital dispõe de tudo o que temos de melhor no Império até o momento: A tecnologia médica mais avançada e profissionais capacitados para exercerem tão função de extrema importância. O hospital fica localizado próximo ao antigo Palácio Real e já iniciou suas atividades. O hospital possui vários leitos, um necrotério e a primeira ala para indivíduos com distúrbios mentais.


[center]Vista da fachada do hospital.[/align]

[font=Courier New][size=150]Ao inaugurar o hospital, o chanceler fez um discurso aos povo de Àquila. Veja abaixo, o discurso na íntegra:
[i]Boa noite caros compatriotas gesebianos, hoje venho perante vós, romanianos, filhos de Gesébia, para inaugurar mais uma obra pública nesta obra que tanto sofrera a poucos meses, hoje meus compatriotas, venho aqui como seu líder, seu Chanceler, venho aqui mostrar para vocês que a nação não esta em crise, que a nação não passa por nenhum tipo de dificuldade, venho provar para vocês que este governo trabalha e sempre trabalhará, pela Nação e por vocês. Durante minhas breves conversas com os meus caros irmãos romanianos, soube dos temores de alguns sobre uma tal crise, senhoras e senhoras, não existe crise, a paz reina em nossa pátria graças ao trabalho árduo deste governo e deste partido, a nação cresce e progride como nunca graças ao punho forte e justo de nossa pátria.
A Nação cresce a largos passos, estamos mais unidos do que nunca, estamos deixando de lado o nosso provincianismo e individualismo em nome da causa maior, o bem do Grande Império Gesebiano, não somos apenas gardenhanos, romanianaos e draconianos, somos todos GESEBIANOS, os filhos unidos de Gesébia, das gélidas e belas montanhas da dracônia, até as magníficas praias da Romania, estamos todos unidos e o nosso governo é isso, um governo de união e progresso, um governo que esta criando uma nação unida, uma nação onde não somos julgados pela terra onde nascemos mas sim pelo nosso caráter e patriotismo.
Compatriotas, a pátria clama por vocês, a pátria clama por vosso patriotismo, por vosso trabalho, a nação é formada por cada um de vocês, o partido é cada um de vocês, todos lutamos e defendemos Gesébia, hoje além de inaugurar essa grande obra que beneficiará toda a Romania, eu venho aqui agradecer a todos aqueles que lutaram por Gesébia no passado e lutariam de novo se fosse necessário, vocês cumpriram o seu dever para com o Kaiser e para com a nossa GRANDE NAÇÃO.

Hoje a nação cresce e com ela a economia, a indústria e os empregos, cada dia mais e mais empregos são criados pelo governo e pela nossa burguesia, aliados de nossa pátria, pilares de nossa nação, obras como essa só são feitas graças ao trabalho de homens e mulheres, pessoas que dão o seu suor pela pátria e nada pedem em troca, mas eu lhes garanto, trabalhadores e trabalhadoras de Gesébia, a Pátria não se esqueceu de vocês, o Governo nunca se esquecerá de vocês, por isso iremos criar cada vez mais e mais benefícios para vós, o povo gesebiano. Muito se tem falado sobre uma proposta de aumento de impostos que hoje tramita no senado, uma prova de que aqueles ditos Democratas, desejam explorar o povo, querem que vós, os filhos de gesébia, entreguem mais de si, trabalhem mais ainda, compatriotas, não é assim que as coisas devem ser, não é esse o caminho que o PARTIDO e o GOVERNO querem para vocês, queremos facilitar vossas vidas, tirar tanto peso de vossas costas e ajudá los a progredir e fortalecer nossa pátria, por isso eu digo, digam NÃO as artimanhas do Partido Democrata, Digam NÃO as suas tentativas de explorar vossos bolsos e vossos braços, eu criei o código trabalhista por vocês e lhes garanto que EU e o PARTIDO, lutaremos contra essa proposta, lutaremos por vocês e pela nação, AVE IMPÉRIO

Compatriotas, agora iremos abrir as portas desta obra prima de nossa arquitetura, este belo trabalho de nossos trabalhadores e trabalhadoras… Eu declaro aberto o Hospital Augustiniano, centro de saúde e bem estar do povo gesebiano.
[/i]
[/size][/font]
Ao terminar o discurso, o Chanceler cortou a fita vermelha que estava em frente ao hospital e declarou oficialmente a inauguração do mesmo. Ele foi cumprimentado por alguns cidadãos e membros do governo Romaniano e alguns militantes nacionais e posteriormente, foi até o Café Libertà, acompanhado pelo Ministro da Fazenda, o sr. Hohenzollern e alguns amigos do Ministro.

[center]Crescimento admirável em Àquila [/align]
[font=Courier New][size=150]
Àquila tem desfrutado de um grande crescimento. Inicialmente, o Hospital Augustiniano foi fundando, garantindo melhor qualidade de vida e acesso a saúde de boa qualidade pelo seus habitantes. Depois, uma série de empresas foram fundadas, garantindo assim, mais empregos para a população de Àquila.

O atual Ministro da Fazenda e Senador, o sr. Ivysson Luz Von Hohenzollern criou uma série de empreendimentos na cidade que trará muitos frutos. Duas novas fazendas, uma vínicola, uma avícola, uma lavoura de café e cana e uma fábrica de processamento fornecerá aos cidadãos não só de Àquila, mas também de toda Romania, mais alimentos e de boa qualidade. Com esses empreendimentos, cresce a produção de grãos e cereais como café, trigo, milho, centeio, aveia, de aves como galinhas e frangos, além de ovos, vinhos, café torrado, açúcar, couro cru e carne bovina.


[center]Um dos vários empreendimentos do Sr. Hohenzollern na Romania, a Fazenda de Gado Hohenzollern fornecerá carne bovina e couro cru.[/align]

Especula-se que será criado um Mercado Público em Àquila, para escoar toda essa enorme produção. Sem dúvidas, o povo Romaniano não tem do que reclamar do governo central e de investimentos privados. E isso é somente um começo de uma era de prosperidade e desenvolvimento.[/size][/font]

[center]Obra misteriosa atrai atenção na Capital[/align]

[font=Courier New][size=150]
No dia 20 de Fevereiro, uma obra inicou-se na capital do Império, Gardignon. Operários e mais operários trabalham numa obra gigantesca. Algumas fontes dizem que pode ser algum edifício corporativo ou sede de alguma companhia, outros dizem que pode ser uma grande indústria, mas certeza mesmo, só teremos quando a obra estiver concluída. Estive em contato com um dos responsáveis pela obra, o Sr. Paul Holmes, gerente da Alfaiataria e Sapataria Hohenzollern. Ele disse que o verdadeiro responsável por tal empreendimento é o Sr. Hohenzollern e que não poderia falar mais nada acerca de tal construção pois é uma surpresa para os cidadãos do Império.

[center]Operários iniciando a construção das primeiras fundações do edíficio.[/align]

Entrei em contato com o Sr. Hohenzollern, e o mesmo reafirmou as palavras ditas pelo Sr. Holmes e acrescentou: “… eu sou um homem, que não tem medo de entrar com o corpo e alma em determinado projeto. Eu sou persistente e lutador, um verdadeiro Ministro e Homem de Ferro, corro atrás do melhor para os cidadãos gesebianos e defenerei-os até o meu último sopro de vida. Esse projeto é uma surpresa que agradará a todos, espere e verão.”

Continuamos curiosos, queremos saber do que se trata, mas teremos que espera até a conclusão da obra. Hoje pela tarde, uma enorme fila se formou em frente a construção. Homens estavam se alistando para trabalhar. A única certeza que temos é: Esse será um empreendimento de arrancar suspiros.
[/size][/font]

[center]Nova Casa de Nobreza surge em Gesébia[/align]

[font=Courier New][size=150]Nosso querido e amado Chanceler, criou uma nova casa de nobreza, a Casa de Medeiros Von Valeyard. Como todos sabemos, o Sr. Aidan era membro da Casa de Medeiros, mas por motivos pessoais e familiares, decidiu criar esta nova casa.


[center]O brasão da Casa de Medeiros Von Valeyard.[/align]

Entrei em contato com o Chanceler e ele disse que não poderia continuar mais na Casa de Medeiros pois ele é um Medeiros, mas também um Von Valeyard, e como um bom descendente de Prussianos, ele honra o nome de sua família ao criar uma nova casa com o nome da mesma.[/size][/font]

[center]Nacionalistas - O Melhor para o Império Gesebiano[/align]
[left]Por Klaus Caprivi - Cientista Político e Economista[/align]

[font=Courier New][size=150]
Vamos direto ao ponto, o melhor para o Império Gesebiano, é os nacionalistas. Porque ? A resposta é simples leitores e está estampada nas edições anteriores deste nobre jornal. Em pouquíssimo tempo, muito já se fez por Gesébia e muito será feito. Existe neste grandioso império uma parceria, ora explícita, ora disfarçada entre investimentos privados e investimentos públicos. O governo central incentiva de todas as formas os micros e pequenos empresários, disponibilizando a eles crédito para iniciarem um empreendimento ou fazendo parcerias público-privada. Há ainda a isenção do TiSol, para empresários cujo a Renda Final anual seja igual ou inferior a G$s 250.000,00.

Observamos também que está acontecendo um grande desenvolvimento em todas as áreas da economia. Isso, sem dúvida traz grandes ganhos para o Império e para os Nacionalistas, que de todas as formas, procuram o desenvolvimento da nação.

Essa forma de desenvolvimentismo adotada pelo Chanceler, o Sr. Valeyard e pelo Ministro da Fazenda, o Sr. Hohenzollern, assemelha-se muito ao desenvolvimentismo adotado no recente Império Alemão, mas que começou com a nomeação de Otto Von Bismarck para o cargo de Chanceler do Império. Ele procurou melhorar todos os dispositivos e órgãos imperiais, para melhor funcionamento, melhoria das condições dos operários e dos fazendeiros e melhoria na qualidade de vida dos cidadãos prussianos. A essa política econômica, chamamos de Nacional Capitalismo, pois para Bismarck, a nação só seria uma grande potência se todos se unissem sob um estado único e propício para o desenvolvimento, e é isso que está acontecendo em Gesébia.

Há também projetos para melhoria dos sistema educacional, financeiro e ampliação do sistema de segurança. Sem dúvida, a nação caminha a passos largos, tudo isso graças aos nacionalistas. E ela alargará esses passos, cada vez mais.
[/size][/font]

[right]Otto Hart - Jornalista da Gazeta Imperial.[/align]


[center]Circulação Imperial - Ano 01 - Número 10 - 1891
Distribuição Gratuita.[/align]

[font=Courier New][size=150][center]VERGONHA GESEBAIANA ![/align]
[mod=“Biller”]Esta imagem não consta como parte desta ação de RP.
[spoil][/spoil]

A imagem, no contexto que foi usada, seria a representação da cena. A reprodução desta imagem teria, agora, conotação de fotografia sobre a cena, e nem o autor ou tampouco fotógrafos estavam para registrar a fotografia.[/mod]

Não há palavras palavras para descrever o que ocorreu esta noite. Num ato de boa fé, querendo manter o Império unido, e dando autonomia política e vários outros direitos as províncias gesebianas, fora convocada, pelo Chanceler, uma reunião com o Conde Biller e com o Duque da Dracônia. Mas é com muita tristeza que este nobre jornal escreve o nome desses dois homens. O Conde Biller, governador da Gardenha, uma homem que se intitula um homem puro, humilde e leal, simplesmente queimou o Pacto Federativo - Medida criada pelo Chanceler, com o propósito de manter a calma, paz, ordem no Império, além de conter outros temas como a economia.

Equanto isso, o Duque, outro homem que se acha o todo poderoso, simplesmente deu risada da ação, compactuando com a atitude inescrupulosa do Conde. Será, meus queridos leitores que estes homens estão realmente preparados para governarem províncias ? Será, meus caros leitores, que um homem que não cumpre com os deveres e não entrega a declaração fiscal está preparado para governar uma província tão importante como a Gardenha ?

Estamos em uma difícil situação, aliás, estamos em tempos difíceis, onde homens que se dizem preparados não passam de meros incompetentes !!! Aguardaremos o rumo das coisas, pois do jeito em que se encaminham, a nação vai afundando graças a estes dois governadores.

[center]Entrega das Declarações Fiscais[/align]

A entrega das declarações fiscais encerram-se no dia 03 de Março de 1891, conforme havia sido decretado pelo Poder Executivo. Neste fisco, houve um grande número de inadimplentes. Por conta disto, o Ministério da Fazenda está trabalhando arduamente para localizar e entrar com os processos legais contra os inadimplentes.

[center]Declaração Oficial do Ministério da Fazenda[/align]

O Ministério da Fazenda informa que no último mês, Fevereiro deste ano, o Império arrecadou um total de G$s 145.873.724.05 com impostos e tributos. Tal valor será orçado pelo Poder Executivo, e, em breve o Orçamento referente ao mês de Março será publicado no Diário Oficial do Poder Executivo.

Informamos também que no último mês, o PIB teve um crescimento da ordem de 10,09 % em relação ao mês de Janeiro. Tal crescimento justifica-se por conta do crescimento da Indústria Naval, e expansão das atividades agrícolas, pecuárias e extrativistas.

[right]Otto Hart - Jornalista da Gazeta Imperial.[/align]
[/size][/font]

[offtopic]Você estava na reunião, Ivysson? O Chanceler te contou? Não faça merda e nem use imagem, pq ninguém tirou foto de mim tocando fogo no papel.[/offtopic]

[offtopic]O Ivysson me entrevistou pelo Skype, coisa que já é feita há muito tempo no IG, em momento algum ele disse que era o Conde na Imagem.[/offtopic]

[font=Courier New][size=150]

[/size][/font]

[center]CIRCULAÇÃO IMPERIAL - ANO 01 - NÚMERO 12 - 1891
Distribuição gratuita
Edição especial
[/align]

[font=Courier New][center]DRACÔNIA PROCLAMA-SE AUTÔNOMA[/align]

[center]Duque, agora “Lorde Protetor da Federação Draconiana” Alexander di Draconi proclamando seu discurso na Boulevard Tedesco, Cidade de Firgen.[/align]

[justify]Palácio dos Dragões, Cidade de Firgen. Não faz muitas horas que o governo Draconiano instituiu um decreto que garante ao Ducado autonomia perante nossa nação. Os motivos por trás de tal ato justifica-se em seu discurso ao povo de Firgen, nesse mesmo dia. O Duque justificou o Ato da Autonomia como forma de defender a reputação e honra draconiana da visão de nacionalistas que corre em conversas populares ao longe das Montanhas. Esse jornal também arrisca a dizer que o Nobre não estava a concordar com a política da Chancelaria, e, após o infeliz incidente envolvendo-o no na reunião com o Chanceler e o Conde Biller, sua cabeça já deveria estar tomada com a intenção de autonomia à seu Ducado.
E o mais preocupante que tal decreto traz é o seu Artigo 2º Inciso III do Título I, em que se diz o seguinte: "O reconhecimento das decisões da Suprema Corte Imperial e do Senado Imperial, conquanto tais decisões não conflitem com os interesses draconianos;". Caros leitores, vejam o quão perigoso um inciso pode se tornar! Ao colocar uma condição para a aprovação das decisões da nossa Casa Alta, o Senado, e da Suprema Corte é deixado um fundo ferimento na soberania nacional de Gesébia. E o pior, é a não-explicação do que são os “interesses draconianos”. Interesses do fazendeiros? Dos burgueses? Do próprio Duque, agora “Lorde Protetor da Federação Draconiana”? Dispensaremos comentários sobre esse título.
Infelizmente, hoje vemos outro exemplo do que o orgulho exacerbado pode levar homens a fazer: uma afronta a todos os cidadãos que creem no Imperador e no órgão governamental atual. Imperador que, aliás, está ausente, por questões que entrevistados do Palácio negam-se a dizer. A Gazeta espera que esse ato não interfira nas relações entre Dracônia e o restante do Império, mas tudo leva a crer que deteriorar-se-ão e muito se nenhum consenso for atingido.
[/align]

[center]CHANCELARIA TOMA AÇÃO[/align]

[justify]Palácio Nacional dos Marqueses, Capital Imperial. Felizmente, nosso Chanceler acaba de decretar Estado de Emergência, convocando as Brigadas Imperiais para manter a ordem e a segurança do povo gardenhano e romano que reside na Dracônia, além de garantir a proteção para a população para o lado de cá da fronteira. Além disso, há um fechamento das fronteiras para a troca de bens entre as Montanhas e as colinas da Capital até Áquila, além de um congelamento já aceito pela Suprema Corte de envolvidos na liderança de Dracônia. Esse jornal fala junto ao povo, e apela que nenhum sangue seja derramado nessa crise interna. Recomenda-se que cidadãos próximos a fronteira Gardenha-Dracônia e à România-Dracônia mantenham-se calmos, porém que redobrem a vigilância.[/align]

[right]Por Tiberius von Braun - Editor-Chefe[/align][/font]

[font=Courier New][size=150]

[/size][/font]

[font=Courier New][size=150]

[/size][/font]

[center]CIRCULAÇÃO IMPERIAL - ANO 01 - NÚMERO 15 - 1891
DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Editor: Eduard Malgus
[/align]
[tabs][tabs: Capa]
[size=150][font=Courier New][center]A democracia segundo a visão gesebianista.[/align]

Muito se tem falado sobre a democracia que Gesébia vive, oposição e governo se digladiam sobre quem tem razão, quem está certo e quem está errado, como sempre, a redação do Diário Nacional foi em busca de fatos e entrevistou o criado do Nacional Gesebianismo, o Fuhrer Aidan Valeyard, leia mais sobre isso na página 01.

[center]Constituinte ou boicote á nova era?[/align]


O Presidente do Senado convocou uma assembléia constituinte essa semana, infelizmente alguns partidos resolveram se manter em silêncio enquanto os defensores da ordem e da estabilidade lutam por uma Gesébia melhor, uma Gesébia onde todos possam conviver em paz, independente de suas opiniões, leia sobre a constituinte e a proposta do chanceler na página 02 dessa edição.

[center]O Império avança e sonhos são concretizados.[/align]


Durante anos políticos e militares debateram a expansão da Armada Nacional, alguns queriam isso, outros não, durante anos o projeto de ampliação da Armada esteve escondido em alguma gaveta do Palácio Nacional, mas hoje esse projeto está nos estaleiros de Dunnord e Áquila, o tão comentado militarismo defendido pelos gesebianistas finalmente está sendo posto em prática, finalmente a nossa bandeira será vista pelo mundo e os mares sentiram o gosto do nosso aço, leia sobre o projeto de ampliação da armada na página 03.

[center]Mistérios e renovação, esse é o novo lema do Império?[/align]

[center]Edifício Arcadia, seda da Valeyard Industries.[/align]

Desde o Golpe Republicano a Romania enfrentou muita coisa, guerra, falência geral da economia, desmilitarização e até humilhação. A Romania foi de povo orgulhoso, rico e imponente á um povo humilhado e fragilizado, mas agora os moradores das planícies romanianas experimentam um crescimento sem igual, as marcas da guerra foram substituídas por grandes prédios comerciais e pujantes fábricas, tudo isso graças aos pesados investimentos da Valeyard Industries, uma das maiores corporações de Gesébia, mas uma das mais misteriosas também, a Valeyard mantem até o momento um muro de mistérios e segredos em volta de si e de algumas de suas obras na Romania.
Draconianos e Romanianos renovam os seus símbolos mas as suas tradições se mantem intactas, leia sobre isso e muito mais na página 04 dessa edição.[/font][/size]
[tabs: Página 01]
[font=Courier New][size=150][center]DEMOCRACIA, A BASE DO GESEBIANISMO[/align]

[center]Manifestação feita por membros dos Punhos Nacionais, passeatas e marchas também são formas de se manifestar por uma democracia mais eficiente.[/align]

Democracia, uma palavra dita tantas vezes pelos membros do Partido Democrata e por alguns membros da alta sociedade, democracia é uma palavra que vai além das letras, democracia pode se tornar uma verdadeira arma, uma arma capaz de matar milhares e incapacitar uma nação, mas democracia também é uma palavra que transmite esperança e paz, uma palavra que em boas mãos pode significar prosperidade e estabilidade.
Vimos que desde o início do Governo Valeyard a palavra democracia se tornou muito comum, ela é frequentemente usada pelos opositores do regime e por aqueles que tentam perpetrar a anarquia, mas vimos também que a palavra democracia é usada sabiamente pelo Partido Nacional e o seu líder, o Chanceler Aidan, eles frequentemente usam o termo democracia eficiente, ficamos intricados sobre o porquê desse termo, para esclarecer as nossas dúvidas e as dos nossos leitores, conversamos com o Fuhrer do Partido Nacional, ele nos deu algumas explicações.
Segundo o Fuhrer Aidan, para o gesebianismo, filosofia do partido nacional, a democracia eficiente é em suma uma democracia livra da cansativa e letárgica burocracia, a democracia eficiente se define como uma democracia onde o povo possa participar das decisões governamentais através de representantes capazes, uma democracia onde os interesses pessoais são deixados de lado em prol do bem estar nacional. Segundo o Chanceler Aidan, essa Democracia Eficiente é uma das metas do Partido Nacional e do Governo Imperial, o Fuhrer ainda disse que uma democracia eficiente também é sinônimo de ordem e progresso, a democracia eficiente se distingue da atual democracia letárgica e prejudicial da nação por um importante fato, o povo e certos políticos tem a ideia de que todas as decisões e medidas devem ser debatidas, esse tipo de pensamento é prejudicial para a nação, ele pode até representar um grande perigo, segundo o Chanceler essa afirmação é baseada no fato de que existem situações que podem ser caracterizadas como de vida ou morte, situações onde não a tempo para se debater e ficar esperando pelas opiniões dos outros, momentos como o de uma revolta civil por exemplo, momentos que exigem uma resposta rápida e eficiente por parte do governo, nesses momentos o debate deve ser posto de lado e ações devem ser tomadas.
Perguntamos ao Chanceler se esse tipo de pensamento não poderia ser classificado como autoritário ou despótico, segundo o Sr. Aidan, esse pensamento não pode ser classificado como autoritário ou despótico, pois segundo a filosofia do Nacional Gesebianismo, todos os governantes devem responder por suas ações, sejam elas boas ou ruins.
[/size][/font]
[tabs: Página 02]
[font=Courier New][size=150][center]AIDAN VALEYARD, O DEMOCRATA GESEBIANISTA?[/align]

[center]Chanceler Aidan Medeiros von Valeyard.[/align]

No começo desta semana o Presidente do Senado convocou uma Assembleia Constituinte, algo um tanto inesperado, espera-se que essa assembleia tenha como resultado a criação de uma nova constituição, uma constituição eficiente e que fortaleça a Nação Gesebiana.
Até o momento essa assembleia tem dado poucos resultados, mas muitas surpresas, a primeira grande surpresa é o fato de que até o momento em que essa edição está sendo escrita, nenhum senador democrata se pronunciou, sim meus caros leitores, os autointitulados democratas ainda não se manifestaram, mas uma surpresa maior do que essa apareceu, o primeiro cidadão de nosso amado Império a se manifestar e apresentar uma proposta foi o Chanceler Aidan.
O Chanceler levou até a constituinte uma proposta que fora criada por seu pai, o falecido Visconde di Medeiros, e melhorada por ele, a proposta do Chanceler Aidan basicamente sugere uma alteração no nosso sistema de governo, ele propôs que o Império se tornasse uma Monarquia Constitucional Parlamentarista, ou seja, ele propôs que o Chanceler seja eleito indiretamente pelo povo, algo nunca antes visto ou defendido abertamente em nossa Grande Pátria, essa proposta, se aprovada, será um verdadeiro divisor de águas em nossa história, ela irá tornar a democracia gesebiana em uma democracia verdadeiramente eficiente, segundo o Chanceler, o parlamentarismo irá garantir a estabilidade e a ordem, metas do governo de nosso atual Chanceler.
A proposta do Chanceler é algo de suma importância para a nação, além de representar o começo de uma era dourada, ela também comprova o fato de que os gesebianistas são um dos maiores defensores da democracia, isso contraria todos os discursos da oposição democrata e liberal, muitos opositores do regime definem o Chanceler e seu partido como autoritário e até ditatorial, mas meus caros leitores, essa proposta diz o contrário, vimos que o Chanceler está disposto a abrir mão de seu cargo quase que vitalício para ajudar a democracia gesebiana a amadurecer e dar aos cidadãos de nosso Império uma forma de escolherem o seu Chefe de Governo.[/size][/font]

[tabs: Página 03]
[font=Courier New][size=150][center]OS MARES SÃO GESEBIANOS[/align]

[center]Fuzileiros no convés de um dos navios da Armada.[/align]

Desde o início do ano a nação viu uma crescente e incomparável expansão da indústria naval, novas empresas surgiram, tecnologias foram trazidas do velho continente e novas embarcações foram construídas.
A indústria naval gesebiana se tornou um setor estável e confiável, um setor onde investimentos podem ser feitor com a certeza de um rápido e lucrativo retorno, isso ficou comprovado com a criação de empresas de transporte marítimo, algumas dessas empresas são ligadas aos empresários Ivysson Hohenzollern e Richard Caçador, a empresa de transporte de indivíduos e cargas do Sr. Hohenzollern é uma das empresas que mais cresce no setor naval, recentemente ela adquiriu vários navios fabricados aqui, em Gesébia, esses navios são usados para viagens dentro dos mares gesebianos e até para viagens internacionais, como é o caso do GS Aidan Valeyard, o primeiro transatlântico fabricado inteiramente em Gesébia. Além das empresas privadas o Governo Imperial vem demonstrando que Gesébia deve ser classificada como uma potência naval, digo isso pois os rumores se confirmaram, o Governo Imperial está investindo pesadamente na Armada Nacional, segundo os nossos repórteres em Áquila e Dunnord, quase todos os estaleiros dessas duas cidades estão sendo usados no tão falado projeto de ampliação da Armada. o Chanceler Aidan e os membros do Partido Nacional sempre defenderam uma militarização da nação em prol da defesa de nossas fronteiras, agora sabemos que eles não estavam apenas falando, eles estavam se comprometendo com essa causa, com a causa da defesa nacional.
[/size][/font]
[tabs: Página 04]
[font=Courier New][size=150][center]MISTÉRIO NA ROMANIA E RENOVAÇÃO DOS SÍMBOLOS REGIONAIS[/align]

[center]Obras misteriosas na Romania.[/align]

Já relatamos várias vezes o incontestável crescimento econômico da Romania, mas duas obras que aparentam ser de caráter comercial instigaram a nossa curiosidade, ambas são no Condado de Áquila e ambas pertencem a Valeyard Industries, corporação pertencente ao Conde Valeyard, essas obras se caracterizam pelo silêncio e mistério, ambas começaram do dia para a noite, o fluxo de funcionários e material é quase padronizado, mas o que mais chama a atenção é que ninguém sabe o por que dessas obras, alguns moradores da região de Áquila falam em recuperação histórica, outros falam em fábricas de armamentos, outros preferem inovar e dizer que são obras ligadas a uma organização paramilitar com fins nefastos.
A única coisa que sabemos é que essas obras começaram a semanas e não existe um prazo para terminarem, os muros do mistério e segredo foram erguidos em volta da Valeyard Industries, só nos resta esperar.

Como já dissemos, o Império vive uma nova era, uma era de paz, prosperidade e segurança, essa era nos trouxe grandes benefícios, água encanada, saúde, segurança, estabilidade e novos símbolos, sim senhores, novos símbolos.
No inicio desse mês a Dracônia apresentou o seu novo brasão e o brasão dos seus “estados”, essa ação foi seguida pela revelação por parte do Governo da Romania de seu novo brasão e a sua bandeira.

[center][i]Novo brasão da Dracônia, criado pelo Duque di Draconi.


Novo brasão da Romania, criado pelo Conde Valeyard.


Bandeira da Romania, criada pelo Conde Valeyard.[/i][/align]
[/size][/font][/tabs]

[font=Courier New][size=150]

[center]CIRCULAÇÃO IMPERIAL - ANO 01 - NÚMERO 16 - 1891
DISTRIBUIÇÃO GRATUITA
Editores: Eduard Malgus e Flávio di Santini.[/align]

[tabs][tabs: Capa]
[center]O Governo do Povo para o Povo.[/align]

Depois de tanto silêncio, finalmente a constituinte recebe novas propostas e claro, elas são propostas de membros do Partido Nacional.
Nesta edição vamos falar um pouco sobre o atual estado da constituinte e sobre a proposta de reforma das Forças Armadas apresentada pelo Sr. Hohenzollern, leia mais sobre isso na PÁGINA 01.

[center]Susto na madrugada.[/align]

Hoje Gardignon acordou assustada, a fumaça negra pairava no céu e o medo rondava as ruas, durante a madrugada deste domingo a residência do Procurador-Geral, o Conde René von Biller, fora incendiada, leia mais sobre isso na PÁGINA 02.

[center]Avante Gesébia!!![/align]

Neste final de semana o Império presenciou grandes manifestações de cunho patriótico nas ruas da capital imperial e em Áquila, a maioria dos especialistas políticos argumenta que essas manifestações são o resultado do atual clima político, um clima de incertezas e mudanças de cunho nacionalista e militarista, leia mais sobre isso na PÁGINA 03.

[tabs: Página 01]
[center]A mula empacada chamada Constituinte.[/align]

Após dias sem qualquer proposta, finalmente a moribunda constituinte recebeu uma grande contribuição, a proposta apresentada pelo Ministro Hohenzollern.
A proposta do Sr. Hohenzollern basicamente se resume a atualização da hierarquia nacional e ao estabelecimento das bases do futuro Exército Imperial. Segundo a proposta do Sr. Hohenzollern, as forças armadas em todo devem responder ao Chanceler que por sua vez responde ao Imperador, o Comandante Supremo das Forças Armadas, mas essa proposta tem gerado muitos debates na constituinte, a oposição representada pelo Grande Almirante Medeiros diz que isso é inaceitável, segundo ele um civil não deve ter poder sobre as Forças Armadas, sendo assim, as Forças Armadas poderão agir livremente sem prestar contas ao Governo, fórmula meio perigosa não?

Aparentemente a oposição desconfia que o governo possa usar as Forças Armadas para perpetrar algum tipo de golpe, mas meu caro leitor, estamos falando de pessoas, seres humanos que pensam, eles não seguem ordens cegamente, não são animais domesticados, aparentemente a oposição não confia no próprio julgamento de nossas tropas, algo lastimável.
O Governo representado pelos apoiadores do Partido Nacional por sua vez parecem não ter qualquer desejo em exercer um controle direto sobre as tropas, vimos isso durante a Crise Draconiana quando o Governo deu uma única ordem durante todo o período em que esteve no comando, ordem essa que não fora obedecida por alguns soldados, vale ressaltar que o Governo não exigiu a punição de nenhum soldado que violou uma ordem direta, uma prova de que o Governo respeita e valoriza o direito de pensar e ter as suas próprias convicções.
Caro leitor, uma prova de que os gesebianistas tem razão é que o atual Grande Almirante já se levantou contra o Imperador, isso mesmo, ele se levantou contra o Imperador, os mais velhos ainda se lembram da época em que forças obscuras rondavam o Império, da época onde os antigos oligarcas retornaram e tentaram recuperar o poder, da época em que o então Grão Duque ODIN se proclamou Rei de Gesébia.

Há alguns anos o Império vivia uma situação curiosa, alguns políticos e militares que estavam descontentes com o governo do então Chanceler Philippus resolveram se unir há um grupo de terroristas, os odinistas, os odinistas eram liderados por ODIN, antigo Chanceler do Império que tornou público o seu desejo de reinar sobre o Império, esse desejo se tornou público quando o próprio ODIN espalhou a mentira de que o Imperador havia abdicado e que ele era o novo Monarca, os odinistas rapidamente se mobilizaram, se preparam para um embate, eis que o Imperador Steffàn I surgiu na sacada norte do Palácio do Juramento e desmentiu o que o Sr. ODIN disse, o Imperador ordenou que os camisas rosés(a milícia odinista) se dispersar-se.

Famílias se dividiram, uns apoiaram os legalistas representados pelo Imperador e pelo Chanceler, outros resolveram apoiar o traidor ODIN e se unir em sua cruzada pelo poder, essa situação se desenrolou até o ponto em que ambos os lados entraram em combate, centenas até milhares de gesebianos morreram, a guerra em si acabou sendo decidida na Batalha de Gardennia, a atual Gardignon, mas o que queremos dizer com tudo isso? Bem, queremos dizer a você leitor que o Grande Almirante Medeiros era um apoiador dos Odinistas e Porta Voz do próprio ODIN, ele se levantou contra o Chanceler e contra ao Imperador ao não obedecer às ordens do Imperador, ele era editor e fundador do Correio Imperial, jornal este que fez a seguinte alegação…

Vejam, essa frase foi retirada de uma edição do Correio Imperial, jornal criado pelo Visconde de Firgen e outros odinistas e administrado por ele próprio, esse jornal praticamente disse que o Imperador recebia ordens do Chanceler, eu repito, que o IMPERADOR recebia ordens do CHANCELER.
Por isso caros cidadãos do Império, eu lhes pergunto, quem foi que ouviu o povo na questão da Guarda do Chanceler? Quem é que ouviu o povo e o Imperador durante a Crise Draconiana? Quem é que foi a julgamento, se defendeu com a constituição e foi inocentado?
Por isso eu lhes digo, a tirania não repousa nos ombros do Chanceler, pois aquele que é um tirano não ouve o povo, ignora as leis e abusa do seu poder sem qualquer pudor.

[tabs: Página 02]
[center]Acidente ou Atentado?[/align]

Na madrugada deste domingo a residência do Procurador-Geral localizada em Gardignon pegou fogo, não se sabe ao certo o que causou esse infeliz incidente, os nossos repórteres foram até o local e verificaram os estragos.
O Palacete do Conde de Dunnord fora praticamente arrasado, o Corpo de Bombeiros levou horas para apagar o incêndio e entrar no prédio, segundo alguns boatos, a residência fora invadida por marginais durante a madrugada, a companheira do Conde e Procurador conseguiu deixar a residência juntamente do mordomo da família, ao que tudo indica, o Conde René von Biller estava na residência durante o incêndio.
Meu caro leitor, esse incêndio aparentemente fora um ato criminoso, mas será que foi isso mesmo? No passado vimos que grupos terroristas tentaram eliminar os membros da nobreza de nossa nação, o Conde René é praticamente um dos mais antigos nobres de nosso Império, será que esse incêndio não foi um ataque da famigerada organização terrorista, a Mostus Rex? Bem, nada mais sabemos, o que nos resta é aguardar e torcer para que a Gendarmeria consiga solucionar o caso mais rápido e eficientemente possível.

[tabs: Página 03]
[center]Patriotismo.[/align]

Hoje milhares de membros dos Punhos Nacionais, grupo militante do Partido Nacional, marcharam pelas ruas da capital imperial, o ato contou com a presença do Ministro Hohenzollern que discursou sobre a constituinte e sobre os feitos do Governo Imperial. Segundo os organizadores da marcha, eles tiveram a participação de aproximadamente 8 mil pessoas, a manifestação fora totalmente pacífica, não fora registrado qualquer incidente ou ato de violência. A marcha de gardignon fora um dos vários atos de apoio a Militarização que os membros do Partido Nacional prometem fazer.
No final da tarde de hoje em Áquila, o Chanceler discursou para uma multidão na praça Philippus I, ele falou da militarização da Romania, a reconstrução da província e do militarismo do Império, a cerimônia fora organizada para dar as boas vindas aos novos integrantes da Guarda da Romania, os novos integrantes representam a cifra de 500 Soldados e 100 Cavaleiros Ulanos, segundo o Conde e Interventor, Aidan von Valeyard, o Governo da Romania tomou essa medida com o intuito de ampliar a sua presença nos pontos mais distantes da região e para garantir a ordem e a segurança de seu povo.[/tabs][/size][/font]