[M2TW] Saga saxã

Estou sem vontade de fazer um preludio, mas vamos la, estarei usando o MOD The Last Kingdom, sobre as invasões vikings nas ilhas britânicas, o jogo se passara contando a história do reino de Wessex, anglo e saxão se defendendo e conquistando terras, com o principal objetivo conquistar toda a Englaland(England).

Capitulo I

[center]--------------------Reinado de Aethelred--------------------[/align]

Em 865, o reino de Wessex, se encotra com seus territórios ao sul da Inglaterra, constitui uma população saxã, após varias vezes ter se tornado um reino vassalo dos reis de Mércia, o rei Aethelred desfaz essa vassalagem, que consistem em pagamentos e fornecimento de armas e homens para o contingente merciano. Em consequência da quebra desses juramentos, Mércia inicia suas hostilidades com Wessex, Aethelred que herdou o reino de seu irmão mais velho, convoca o Witan, levando mensagens para todos os Ealdormans levantarem os fyrds de suas terras, após dias de reuniões, é decidido que os fyrds, juntamente com o exército profissional marcharem para o norte, onde Aethelwulf e Aelfred de Wessex reuniram as tropas em Reading, a partir dai aguardarão instruções do rei.

Com as tropas reunidas, Aethelwulf volta para Brycgstow, Aelfred recebe uma carta de Aethelred onde o ordena que marche para o norte, e cerque a cidade de Worceaster. Cumprindo as ordens de seu rei, Aelfred inicia o cerco a cidade no verão de 866, conforme os espiões, a cidade está vagamente guarnecida, provavelmente no inverno do mesmo ano, o assalto a cidade comece, após as armas de cerco estarem prontas.

[center]--------------------CERCO A WORCEASTER--------------------[/align]

O plano de Aelfred esta pronto e ele apresenta a seus comandantes, a chamada FASE 1, onde nele mostrava a divisão do exército em 3 grupos distintos, cada um com a missão de invadir cada parte do muro de madeira que existia no entorno da cidade.

Os grupos se posicionam, com as armas de cerco dando o primeiro passo contra o muro.



Após a chegada das armas de cerco na muralha, os arqueiros que estavam no grupo 3 começam a atirar jorradas de flechas nos soldados mercianos, com logo após a dispersão desses soldados, as infantarias se alinham conforme o plano de Aelfred.

Após horas de assalto, as primeiras partes do muro caem, inclusive caindo também o portão, Aelfred imediatamente manda os soldados avançarem e atacarem a partir das entradas expostas pelas armas de cerco.

O comandante do grupo 1 aparece a Aelfred em área segura e repreensivo o dá a notícia.
-Senhor! As tropas não conseguem avançar sobre o inimigo, nós estamos rodeados, a parte direita do portão ainda não caiu para o restante dos homens entrarem!
Aelfred rapidamente fala; “ Aelfigar mande parte do grupo 2 atacar a retaguarda do inimigo no portão, rápido!”. Com essa decisão, a infantaria pesada do grupo 2 ataca os inimigos no portão, ajudando os combatentes do grupo 1 avançarem.

Após o grupo 1 e 2 segurarem o portão, Aelfred entra na cidade, mas ainda o grupo 3 estava avançando e combatendo o restante dos inimigos, novamente, Aelfigar é mandado ajudar o grupo 3 que também era cercado.

Após o restante do exército inimigo partir para o centro da cidade, Aelfred começa a reorganizar os grupos, para atacar o mercianos no centro, ele cria um plano que nós conhecemos como a FASE 2 do cerco a Worcaester, nele os grupos deveriam atacar os mercianos por todos os lados, não deixando espaço para recuarem se quer 1 metro.
Algum tempo depois, se inicia a FASE 2, com o exército indo para cima dos mercianos, com o comando pessoal de Aelfred participando do ataque.

A batalha termina, e o resultado é uma grande vitória fácil para o reino de Wessex sobre Mercia.

Agora Aelfred no comando da recém conquistada cidade, começa a ser mais temido por todo os dois reinos, após as notícias da batalha e a perda de Worcaester.

Acompanhando.

Medieval. :amor

Go Wessex!

[center]Capítulo II[/align]

Com o decorrer da guerra, era necessário mandar espiões por todo o território merciano, com isso encontramos Aethelherd, o Feroz, um reclamante da coroa de Mercia, talvez ele nos ajude a achar a paz com Mercia.

Aelfred manda os soldados a construírem duas torres de vigia, para estar de olho no movimento dos inimigos em Tamworth, capital de Mercia.

Em 868, uma força estrangeira é econtrada, eles se intitulam Vikings, aportam nas praias da Northumbria e conquistam a cidade sagrada de Eoferwic, pelas noticias são guerreiros ferozes, mas Wessex tem outros assuntos, lidaremos com eles depois, o rei Aethelred é uma pessoa centrada, não abandonara a conquista de Mercia, mas o Witan o aconselha a mais rápido conseguir a paz com Mercia, formar aliança com os outros reinos saxões para derrotar esse inimigo que se encontra cada vez mais forte.

Em Worceaster, Aelfred recebe uma carta de Aethelred indicando uma nova ofensiva, nela explicitamente fala que dessa vez, Aelfred deve conquistar as cidades de Hamtun e Leiceaster o mais rápido possível, já que os soldados de Mercia estão engajados na tentativa de acabar com Aethelherd e suas forças.
No salão em Worceaster, as conversas entre Aelfred e seus comandantes começam, para planejar as ofensivas, Aelfred vai dividir as tropas em 2, uma será enviada a Hamtun, onde o comandante será Ealhhere, com ele ira mais de 1400 soldados, a outra metade esperara em Worceaster, após Hamtun ser conquistada eles se juntaram ao restante das tropas e seguiram para Leiceaster.


Na noite antes da partida das tropas, um banquete é servido (claramente uma técnica usada pelo Rei Harlaus), as horas se passam e histórias são contadas, batalhas, lindas donzelas e caças, Ealhhere em particular conta sobre o seu passado na Northumbria, no dia em que ele combateu os primeiros vikings a desembarcarem no norte, ele conta seus feitos, e incrível liderança de um viking em particular, ele acredita que tenha sido o temido Ragnar Lodbrok, ele tinha vencido a batalha, Ealhhere era um dos que conseguiram escapar, eles acreditavam que era o mesmo Ragnar teria morrido em batalha contra o rei Eadmund na Anglia Oriental anos atrás, dai veio varias teorias sobre essa invasão viking a Englaland, as ofensas e as piadas sobre os mesmos começam, as risadas enaltecem a emoção dos soldados, muitos se embebedam antes da partida logo de manha bem cedo.

2 anos se passam e em 870, após anos de cerco a Hamtun, Aelfred já estava com raiva de Ealhhere que tinha sido ordenado o assalto rapidamente, mas ele teria esperado mais mercianos virem a atacar, e isso acontece.

--------------------BATALHA DE HAMTUN FIELDS--------------------

Eallhhere aproveita que os suprimentos dos defensores em Hamtun terminam, foçando os mercianos partirem para o ataque, desmoralizados essa se torna a única alternativa deles.
Os soldados de Wessex são postos em linha, apenas esperando o ataque.

Com o maior número para o lado de Wessex, Ealhhere começa a atacar os flancos do inimigo e os cercar, rapidamente são mortos e começam a fugir ao perceberem que a metade de seu exército já tinha caído perante os soldados de Ealhhere.



Após a conquista de Hamtun, as forças de Ealhhere entram na cidade, começam a saquear e estuprar as mulheres locais, Ealhhere mostra sua crueldade perante os inimigos, e depravação dos soldados assustam a igreja, alguns padres são mortos por tentarem proteger os locais, Ealhhere ordena a execução de vários mercianos, colocando ordem na cidade, mas o terror continua ate os soldados de Wessex se acalmarem no dia seguinte.
Aelfred percebe que seu exército em Worcaester não esta ainda completamente renovado, e ele inesperadamente espera mais dois anos pra partir para Leiceaster, finalmente no inverno de 872 isso acontece, Aelfred coloca no comando dessas tropas Ceolwine, um nobre saxão que anos antes jurou sua espada a Aelfred.

Ao começar a construção das armas de cerco, os espiões de Ceolwine confirma que em Leiceaster esta o rei de Mercia Ceolwulf, uma carta a Aelfred chega lhe dizendo esta noticia, em Hamtun, Ealhhere manda mais soldados para participarem do cerco a Leiceaster, fazendo assim o numero do exército aumentar consideravelmente, essa provavelmente será um dos momentos mais importantes desta guerra.

Acompanhando.

Nem sabia que existia esse mod, legal. :slight_smile:

Legal, continue!

Primeira conquista :slight_smile:

curto para caramba o mod! Acompanhando =)

Fiquei muito tempo parado, entrei para a Faculdade e meu tempo se esgotou, é uma pena, eu estava gostando de fazer a AAR, alem da de FTG, agora que a faculdade esta dando um tempo, eu venho aqui falar que não continuarei com esstá AAR, por favor ao moderador para colocar nos de AAR’s incompletas.
Adoro escrever, mas se eu for tentar fazer uma AAR, primeiramente eu vou terminar ela toda, ja deixar montando para enviar um cap por dia, nada menos que isso. :frowning:

Uma pena. Só não faça como eu que tenho tudo jogado mas não escrevo.

Eu escrevo enquanto jogo, se não esqueço o significado das screenshot que tiro hehe

É, foi um problema para mim isso. Contudo o maior problema ainda é a quantidade de imagens que tirei, tem mais de 900!

:confused: ¬¬| :astonished: