Mesa do Gerente do Banco

[justify][size=150][tab=30]Nesta mesa o Gerente desta Agência do Banco realiza seu trabalho de acompanhamento e verificação dos dados repassados pelo Gerente de Contas, que posteriormente serão enviados para a Sede do Banco, e, obviamente, recebe convidados.

[tab=30]Gerente da 2ª Agência do Banco G&D Safes Co.: -[/size][/align]

Antes de meus afazeres, adentro ao banco e junto ao gerente protocolo um documento deixando o mesmo para apreciação;

[justify][tab=30]- Hum… - o gerente analisa os papéis apresentados - De fato, os impostos estão em dia… não vejo porque não podemos realizar a liberação da casa do Barão.[/align]

Luciano acompanhado de mais 3 capangas chega ao banco, dois dos capangas ficam na porta da agencia acompanhando a movimentação e de olho em qualquer coisa suspeita enquanto Luciano e o outro adentram o banco sendo revistados na entrada, não sendo encontrada nenhuma arma os mesmo foram liberados. Luciano então vai até a mesa do gerente.

  • Boa tarde senhor, sou Charlie Luciano Salvatore, correntista dessa agencia, gostaria de saber o que preciso para ter minha residencia liberada novamente?

[justify][tab=30]- Ah, senhor Salvatore. Com tantos desaparecimentos ocorrendo no Império, é um prazer vê-lo novamente. Esteve em viagem? Desculpe, não quero ser inoportuno. Um minuto… Não, não, aqui. Eis os papéis para a liberação de vossa residência. Basta assiná-los e tudo estará em ordem.[/align]

  • Affari Signore, Negocios que me impediram da vida publica. Bom deixe-me assinar isso, tenho alguns a fazeres pelo dia.

Luciano assina o documento.

  • Espero que esteja em ordem senhor, algo mais?

E com a negativa do gerente

  • Então tenha uma bona tarde signore e bom serviço

e me retiro da agencia entando em uma carruagem sendo seguido pelos capangas.

Roy Felipe adentra ao banco e vai até a mesa do Gerente.

- Boa tarde senhor, gostaria de saber se o senhor possui alguma vaga? estou desempregado e como possuo conhecimento com numeros achei que poderia tentar alguma vaga no banco.

[justify][tab=30]- Boa tarde, senhor Felipe, Miguel Thornton, Gerente Interino. Bem, estamos com algumas vagas em aberto, de fato. Possui alguma experiência? Em que já trabalhastes?[/align]

- Ja trabalhei uma vez em um banco, minha mãe era Italiana e meu pai alemão, trabalhei no banco nacional como conseguir chegar ate gerente de contas, mas precisei sair do antigo emprego e me mudar para Gesebia e estou a procura de algo para meu sustento. Me falaram das oportunidades que essa terra traz então aqui estou.

[justify][tab=30]- Entendo… bem, façamos um teste, então. Vejamos como se sai como Gerente de Contas por uma semana, então conversamos sobre uma possível efetivação. Concordas?[/align]

- De acordo senhor, e quando começo?.

[justify][tab=30]- Amanhã mesmo, se desejar.[/align]

O Comissário chega ao banco e é conduzido até a mesa do gerente, após um breve momento de conversa, informa que deseja deixar vender sua casa ao banco, pelo preço do mercado menos o custo com a reforma. O gerente informa que analisará o pedido e, em breve, enviará resposta. O Comissário, então despede-se do gerente e vai até a Suprema Corte.

Por volta das 9h30 da manhã de 1º de outubro de 1891…

[size=150][font=Times New Roman]Chegando a sede da 2º Agencia do Banco G&D Safes Co., Wolf informa o motivo de sua visita, sendo conduzido até o gabinete do Gerente, a fim de encerrar algumas contas-correntes. Após esperar alguns minutos sentado numa poltrona em uma sala de espera, Wolf é introduzido ao gabinete do Gerente, a ele dirigindo-se:

- Bom dia meu senhor, como está? Chamo-me Amadeus Wolf Weber, sou Gerente-Geral da Steindorff-Bayern Alta Costura e Militaria e também procurador de negócios de Wilhelm von Steindorrf-Bayern. Venho até seu estabelecimento, pois desejo encerrar duas contas-correntes, uma jurídica e outra física, bem como é meu desejo sacar o montante depositado nas mesmas.[/font][/size]

[justify][size=150][font=Garamond Bold][tab=30]Surpreso pelo pedido, o gerente indaga, enquanto procura os formulários de fechamento.

[tab=30]- Estás fechando a empresa, senhor Weber? É uma pena, não é a primeira que pede o fechamento esta semana, devido à crise.[/font][/size][/align]

- Absolutamente não, Sr. Gerente. Sempre fomos muito bem atendidos por vós e somos gratos pelo vosso compromisso para com nós, clientes. O que se passa é que ocorreu-se o fusionamento da Steindorff-Bayern com algumas outras empresas do Grupo Empresarial Hohenzollern. Como parte do contrato, uma cláusula ordena que passemos a operar transações financeira no Banco Hohenzollern, que por sinal, fora inaugurado esta semana. Espero que compreendas, mas contratos são contratos e, se o assinamos, devemos honrá-los, não é mesmo?

[justify][tab=30]- Ah… entendo, entendo… A competição é o motor do progresso, de qualquer maneira. A conta física seria do senhor Wilhelm von Steindorrf-Bayern, imagino… É uma pena, trata-se de um bom cliente. Enfim, tens a procuração deste procedimento? Sabe, apenas para fins de registro.[/align]

- Claro, claro, aqui está! Diz Wolf ao retirar a procuração de sua pasta e entregar nas mãos do gerente.
- Já fazem alguns meses que tenho cuidado dos negócios de Herr von Steindorff-Bayern, graças a Deus, tudo tem dado certo.

[justify][tab=30]- Sim… sim, está tudo correto. Podes assinar estes formulários, por favor. Tomás!
[tab=30]- Pois não, senhor Thornton?
[tab=30]- Realize o encerramento das contas J048-2 e F036-2. Preferes em dinheiro ou cheque, senhor Weber?
[/align]

[size=150][font=Times New Roman]- Perfeitamente! Diz Wolf ao ler rapidamente os formulários e assiná-los nos locais indicados.

- Se for possível, prefiro o saque seja em papel-moeda. No entanto, gostaria de solicitar que a quantia estivesse disponível para o saque no dia de amanhã, pela manhã. Assim tenho tempo de contratar uma escolta, pois quero evitar problemas, ainda mais com o patrimônio alheio. Podes apenas me precisar a quantia, por gentileza?[/font][/size]