Mostrem o vosso Império no EU4

Como diz o título, tópico destinado aos usuários compartilharem suas screenshots e campanhas do jogo.

Não chamaria de “Império”, mas consegui vencer a Guerra dos Cem Anos contra a França, detonando todo o exército dela - e o meu manpower bém xD

Dor de cabeça é meu “maravilhoso” rei Henry VI Lancaster, 0-0-0 e sem herdeiro ==|

Ainda nem tive tempo de jogar. hehe

Consegui jogar 1 horinha antes de vir trabalhar! Mto show!

Mas to penando pra jogar no Ironman mode. O dedo coça toda hora tentando dar reload, kkkkk.

É, vou só jogar no ironman, n quero nem saber, muito mais show! :smiley:
Mas que coça deve coçar… HAHAHHA

Ai a minha campanha com Brandenburg que comecei ontem. Além das expansões territoriais, vassalei a Pomerania.
PS.: Ta no easy por que sou ruim ainda. hehe

Tem alguma diferença mto drástica do EU3 pro EU4 (além da engine)?

Tudo - ou quase. Sistema militar e naval refeito, sistema de pesquisa, anexação, National Ideas, relações entre países… mta coisa foi mudada. Embora mtas lembrem o sistema dos anteriores, mta coisa foi pega “emprestado” de outros jogos como Vic2 e CK2. A opção de criar CBs e de poder escolher entre 3 missões foram ótimas adições.

Venci minha primeira guerra hoje com Portugal, dominei o norte do marrocos, e acabei com o meu manpower também :hihi , mas valeu a pena, agora o dinheiro vai começar a entrar. Estou focando minhas National Ideas em Economic, será que fiz uma boa escolha ou deveria ter escolhido Trade?

Portugal seria bom Exploration… mas, claro, é bom variar d vez em quando :slight_smile:

Jogando de Veneza:

Até que de 5 em 5 anos começaram a declarar guerra em mim pesadamente. A derradeira:

Pior que acho que tem algo desbalanceado. A ai não aceitava nenhuma proposta de paz minha. Nenhuma mesmo… Ela pegou 99% de warscore realtivamente cedo, já que a CB era show superiority. Ficou ainda um looooongo tempo sitiando tudo. Ainda não aceitava paz nenhuma.

De repente ela decidiu propor paz:

Nem coube o texto todo! E ainda por cima no final dizia que era uma porposta melhor do que eu podia esperar, que se nao aceitasse dariam disturbios (provavelmente perder estabilidade).

Basicamente ela me tirou acho que 10 províncias em uma só guerra. Tipo uns 2/3. Entre elas províncias com base de taxa altíssimas, como Roma, que me custou quase 50% de warscore quando consegui. Tem algo errado com isso.

Bom, o jogo lançou a dois dias, deve ter uns bugs Dudu.
Aqui vai uma atualização da minha campanha:

01/01/1500, 2 anos após uma desastrada anexação sem pensar nas conseqüencias que 104% de OverExtension poderiam trazer, que me custou 8 anos (1490-1498) de revoltas e mais revoltas e cerca de 30k soldados mortos… mas, aos trancos e barrancos, vamos seguindo em frente. (E, sim, minha água e mais algumas texturas tão “bugadas” pq minha placa tá rodando o jogo na unha… mas pelo menos roda!)





E, Dudu, tem que lembrar que agora não é só o WarScore que a AI leva em conta nos pedidos de paz, mas também o WarEntusiasm, tanto dela como seu. Dá uma olhada no DevDiary 43 que fala sobe isso.

Hyriuu ta com o jogo igual o meu, eu desliguei as sombras e reflexos e ficou melhor por aqui, mas minha placa também ta rodando ele no talo, mesmo assim ainda tenho uns lags loucos, toda vez que termina o mês, mas to nem aí. O jogo vale cada lag. kkkkkkkkkk

9 Horas de jogo já, Portugal chegou nos limites da áfrica do sul, o ano é 1458. (As nove horas não foram com Portugal, fiz vários testes antes, mas a nação que mais me identifiquei foi Portugal.)

Aumentei o MP que a armory da e começei jogar de bizantino aeeauhea mt massa…to cercado de inimigo agora…

To ligado Hiryuu. Esse WarEntusiasm é somente um modificador no warscore, por baixo dos panos, para efeitos de calculo para a AI aceitar ou não algumas condições de paz. Para 100% (ou 99%) de warscore, como no meu caso, não faz a menor diferença, pois não dá pra tirar mais de 100% de custo de warscore em uma paz.

Dei uma olhada a mais no meu caso e acho que o problema é o custo extremamente baixo para retornar cores para outra nação, tanto em warscore como em overextesion (0) e penalidade em relações (0 também). E o pior: quando retorna um core para outra nação desta forma, você perde o seu core na provincia.

Não sei se isso é o que os Devs pretendiam mesmo ou se devem acertar. Mas é bem desanimador perder 40 anos de investimentos contínuos em guerras e cores em uma tacada só.

E também tem a questão de que certas ofertas a AI ñ qr (as mãozinhas verdes, amarelas e vermelhas), como províncias longe da fronteira, cercadas e coisas do tipo, têm “valor” diferente de acordo com os plano da AI e o CB usado. Tive uma invasão da Oirat Horde que fui defender um aliado, e eles não qriam as províncias dele, mas aceitaram paz por meia dúzia de ducados.

Minha primeira unificação. Tive alguns problemas com rebeldes católicos já no finalzinho e isso me atrasou um pouco, mas ainda assim acho que deu pra fazer num tempo legal pra primeira campanha no jogo. :slight_smile:

Nice! Ainda qro testar os sistemas do Shogunato e das Facções chinesas, mas qro avançar um pouco mais no meu jogo de Delhi, talvez tentar formar o Hindustão (ou não). Ming tá, digamos, “grandinho”, hein?

Comecei com Castile, já formei a Espanha através de um evento do casamento (que torna Aragão meu vassalo), eliminei Marrocos do mapa e reduzi Portugal a apenas duas províncias. Agora já estou me preparando para uma possível guera contra Borgonha, eles praticamente anexaram a França e me botaram como nação rival.