[MTW] La vittoria dei deboli, la richiesta di indipendenza

[center]A Vitória dos fracos, a procura pela independência
[/align]

Baixa Idade Média

O primeiro período medieval é uma época de fé absoluta, brutalidade atordoante, ganância sem limites, crueldade impiedosa, deslealdade venal, guerra excessiva, intrigas políticas e ambições pessoais ilimitada.
Um braço segurando uma espada não é mais o bastante para proteger um pequeno reino, não se você pretende mante-lo e passa-lo aos seus filhos 
O sistema feudal é simples: De serviço militar a um senhor feudal e em retorno você ganha a renda e o titulo como seu vassalo. Por sua vez vassalos podem dar pedaços de terras menores aos seus seguidores e assim por diante. Esses do topo ficam imensamente poderosos e estes são os cavaleiros, barões, duques, príncipes e monarcas. E se conquistam terras de inimigos, inimigos estes que podem ser qualquer um só para ampliar as suas riquezas.
Esta violência constante podem ser um dos motivos que o Papa exigiu uma cruzada para a Terra Santa, talvez seja melhor os mulçumanos sofrerem do que irmãos cristãos.

[center][/align]

[center][/align]
Embora as igrejas Católica e Ortodoxa tenham crescido separadamente, ambas são muito poderosas, A igreja Ortodoxa é praticamente um braço do governo do Império Bizantino, apoiando o Imperador e fazendo o que ele pede.
A igreja católica reivindica o poder de coroar e destituir os reis católicos e estes desejam controlar o Papado e a igreja dentro de seu território e assim criou-se atrito entre as relações papais com os estados católicos, e inclusive o Papa ameaça de excomunhão todos aqueles que forem contra a vontade da Santa Igreja.

[center][/align]
O islã apesar de ter parado de avançar depois de conquistar Jerusalém, Egito, todo o norte da África, fazer fronteira com o atual Império Bizantino e começar a diminuir os seus domínios e conquistar quase toda a península Ibérica e agora com a ameaça das cruzadas contra as suas terras, alguns acreditam que o islã apenas cessou de avançar para tomar um fôlego, porem de Córdoba a Cairo, Jerusalém e Bagdá os sultões e califas estarão prontos para defender as suas terras e até mesmo com as sangrentas Jihads. E ao leste os Turcos Seljuks possuem grandes ambições.

[center][/align]
Em Constantinopla os Imperadores Bizantinos estão muito interessados pela ajuda dos cavaleiros do oeste, interesse este não esta em salvar os locais santos e sim proteger as suas terras dos povos islâmicos.

[center][/align]

A Sicilia esteve nas mãos normandas por quase 50 anos, porem a história adverte qualquer governante desta turbulenta ilha contra a complacência. Desde a queda do Império Romano, os Ostrogodos, os Bizantinos e nada menos que cinco casas mulçumanas de todo o mediterrâneo regeram a ilha, porem nenhum manteve a posse.
A principal vantagem da Sicilia não são as suas terras ou a sua riqueza e sim onde esta localizada, um ponto de extrema importância para criar rotas curtas entre o norte africano e a Itália, e um ponto extremamente importante para quem deseja controlar o comercio no mediterrâneo e também é uma ótima base para preparar um ataque que pode ser lançado em qualquer direção.

[center][/align]
Índice

Capitulo 1 - Reunião http://www.gsbrazil.net/forum/viewtopic.php?f=45&t=8197#p110035
Capitulo 2 - Preparativos e Alianças? http://www.gsbrazil.net/forum/viewtopic.php?f=45&t=8197&start=20#p110641
Capitulo 3 - Caos Diplomático - Parte 1: Papado e Aragão http://www.gsbrazil.net/forum/viewtopic.php?f=45&t=8197&p=112702#p112702
Capitulo 4 - Caos Diplomático - Parte 2: Venezianos & Castelhanos. http://www.gsbrazil.net/forum/viewtopic.php?f=45&t=8197&start=40#p113151
Capitulo 5 - Esperança? http://www.gsbrazil.net/forum/viewtopic.php?f=45&t=8197&p=113703#p113703
Capitulo 6 - A Cruzada Siciliana. http://www.gsbrazil.net/forum/viewtopic.php?f=45&t=8197&p=113973#p113973

[center][/align]

Pessoas o primeiro capitulo já esta sendo escrito e jogado, porem não tenho uma data para postagem. Provavelmente este post e talvez os futuros da AAR serão editados ao passar que eu me acostume com o novo modelo do forum, porem estas edições serão apenas deixar mais organizado, como centralizações e outros…
Notas: Esta AAR será jogada com MTW, apenas com a expanção da Invasão Viking e com a tradução em pt-br.
Nivel: Especialista - VH
Não pretendo ter foco nas batalhas pois no começo as batalhas são apenas com um full stack e mais tardar são com 5 full stack e até mesmo 10, isso consome um tempo enorme alem de que o sistema do MTW não é tão bom quanto o do Rome, numa batalha que entra mais de um full stack o jogo reorganiza randomicamente o Full Stack que irá começar a batalha e partir que vc vai tendo unidades dizimadas ou fugitivas vão entrando outras unidades, porem as vezes do outro lado do mapa e quando você começa a perder a batalha e suas unidades começam a fugir e outras unidades começam a entrar com a pressão do exercito inimigo na “borda” do mapa faz com que as unidades que estão entrando se retirem ao ver seus companheiros fugindo e a quantia de inimigos partindo para cima. Porem pretendo compençan a falta batalhas com uma narrativa boa e uma ótima AAR ^^.
Galera comentarios é oq faz nós escrevermos cada capitulo pois vc´s nos motivam a isto, desde já agradeço aos comentarios, criticas e a leitura.

Project Eras

Opa irei acompanhar, primeira AAR de MTW ake no forum… boa introdução e a imagem dos cruzados ali, simplesmente incrivel

Opa, vou acompanhar. Nunca joguei Medieval e nem me interesso muito, mas deve ser bem legal ler, hehe

Parece que vai ser massa, só pelas imagens no começo.
Acompanhando.

Fantástico, nossa joguei muito MTW, muito MP tb…
Esse jogo foi mágico!

Quando veio o Rome, nossa, detestei na época por causa do MP.

acompanhando!

Estou ansioso pelo primeiro cap.

Então CK, sem data para o post do primeiro cap, participo de mp’s, tenho o maldito relatorio de estagio e o TCC ainda xD e a vida lol…
Já tenho uma idéia do que postar no primeiro capitulo, já esta praticamente todo escrito, estou editando as imagens e organizando a ordem delas, porem eu só irei postar quando o capitulo 1 estiver pronto inteiro e quando o capitulo 2 já estiver escrito, faltando apenas edição de imagen, pois um outro problema é que o jogo da umas viradas do nada e não quero que fique pontas soltas.
Só colocando uma observação, a campanha será com a Sicilia, uma campanha muito FODA, comparada apenas com as campanhas de Dinamarca e o Sacro Imperio Romano na minha opnião, a probabilidade desta campanha acabar com uma derrota minha é enorme

Roy sempre revivendo os catálogos mais antigos da franquia. hehehe

Mas como sempre esperando uma ótima AAR. Pela introdução já se vê que vai ser boa. Acompanhando!

[center]Capitulo 1 - Reunião[/align]
[size=150]
1.087 DC

Em uma sala dentro do Castelo de Palermo ocorre uma reunião com as pessoas mais importantes do reino da Sicília:

Rei Adam I:

[center][/align]
32 anos, casado e um atacante habilidoso ( +1 ao atacar), é conhecido por ser agradável porem é conhecido também por ter de vez em quando um ou dois ataques de fúria.

Don Algune Salviati

[center][/align]
Um homem que se dedica ao seu senhor com muito ardor, apesar de não ser um grande nobre o Rei possui uma consideração por suas palavras por ser um homem do povo.

Don Finguine Barbarigo:

[center][/align]
Um homem extremamente inteligente comparado a outros nobres, porem a sua lealdade esta um pouco duvidosa.

Don Duncan Corsini:

[center][/align]
Um nobre inteligente também, e que também não é muito leal ao seu Senhor.

Don Gille Coimded di Monsanto:

[center][/align]
Um homem extremamente inteligente e capaz de diversas realizações possui uma família burguesa e conhecedor do mundo.

Inicia-se a reunião:

Rei Adam I:
Meus queridos nobres, estou convocando-os para que possamos nos organizar e melhorar esta nossa nação e proteger a nossa liberdade conquistada já diversas vezes contra inimigos cruéis que retiraram a liberdade de nossos ante-passados, Don Gille gostaria que falasse um pouco da nossa situação política.
Don Gille:
Grandíssimo Rei, grato pela convocação. Temos diversos inimigos em potenciais espalhados por toda a Europa e Mediterrâneo, como é de conhecimento de todos o Reino da Sicilia não é um grande reino e os demais ainda não nos temem ou respeitam como devíamos ser respeitados e nos vêm de forma frágil e por causa da nossa posição somos alvos obrigatórios e fáceis.
Primeiramente o atual mapa do Mediterrâneo e Europa:

[center][/align]
[spoil]Castella
Califado Almohada
Aragão
Inglaterra
França
Sacro Império Romano
Dinamarca (branco)
Itália (Veneziana)
Estados Papais
Império Bizantino
Polônia
Hungria
Principado de Novgorod
Egito
Turcos Seljuk
Sicilia[/spoil]
Agora o grande inimigo em potencial, o Império Bizantino, o gigante de Constantinopla, eles possuem fronteira com o nosso Reinado pelo estreito da Sicilia em Nápoles, esta província que possui a maior parte da população católica esta descontente com a posse bizantina da província, alem do Imperador Alexius I estar ocupado com o perigo eminente dos Turcos Seljuk, mas isto não os faz menos perigosos.
Almohadas ao sul na costa da África, possuem fronteira com Castella e o Egito, mas tem Castella como inimigo certo apesar de estarem em paz, estes são os nossos prováveis inimigos também porem não possuem uma frota de barcos ainda e para o Califa Yasuf, Castella é maior perigo no momento e o principal alvo.
Os nossos irmãos venezianos mais conhecidos pela Europa como Italianos, estes possuem uma frota maior que a nossa, porem tem o Papado ao sul deles que devem tomar cuidado para não desagradá-lo e ao norte o Sacro Império Romano, não se pode falar exatamente quais são as intenções do Magistrado Vitalle II.
Castella, apesar de possuir certo atrito com os Almohadas, caso eles consigam avanços contra os mulçumanos nós seriamos um alvo interessante para eles, porem no momento Rei Alfonso VI só se interessa em ampliar o seu território para as casas reais da província ibérica sem importância e quando acabarem se eles quiserem se expandir mais terão ao norte Aragão e ao sul os Almohadas.
Aragão, um pequeno reino como o nosso, porem possui uma província muito rica e sem duvida caso estes venham a construir uma frota antes de entrar em conflito com os seus vizinhos Castella, Almohada, França e Inglaterra seriamos um alvo muito interessante para a expansão do Rei Sancho I
Egito seria um inimigo muito perigoso para nós pois já possui uma frota de navios porem eles fazem fronteira com os Turcos Seljuks que irão atacar qualquer um para a sua expansão e com os Bizantinos ao norte e fazem fronteira na costa da África com os Almohadas, o Sultão Al Mustali I esta esperando para ver qual seria a sua melhor opção de movimentação.
Os demais reinos não apresentam riscos aparentes ao nosso reino, a Inglaterra com o Rei William II demonstra se preocupar mais com os franceses, a França, Rei Philippe I, possui fronteiras no continente com os ingleses e também com os germânicos, o Sacro Império Romano, Imperador Conrad II, deve primeiro criar uma economia sólida para poder manter um exercito de nível alto, caso contrario manterão apenas milicianos e unidades pouco profissionais. Já o principado de Novgorod, Príncipe Yesevolod I, a Polônia, Rei Wladyslaw I, a Dinamarca, Rei Olaf I, a Hungria, Rei Lázló I, e os Turcos, Sultão Süleyman I não apresentam nenhuma ameaça para nós possuem outros interesses e preocupações no momento.

Rei Adam I:
Certo, obrigado Don Gille pelo grande relatório realizado. Em relação a Nápoles que seria sem duvida uma grande conquista para o Reino da Sicilia, não temos como guerrear contra os Bizantinos no momento, portanto iremos esperar uma possível revolta de sua população, caso eles se revoltem e consigam a independência dos Bizantinos podemos atacar sem medo ou dó e anexar a província ao nosso reino. Creio que o melhor alvo no momento seria no momento os Almohadas, pois estes estão se fortalecendo na região de Córdoba na península ibérica para um possível e inevitável confronto com Castella, portanto devemos criar uma ligação marítima entre os nossos territórios e o norte africano, mais precisamente até o Golfo de Gabes para invadir a província da Tunísia e criar uma separação entre as terras muçulmanas da província de Cyrenaica para o restante do Califado Almohada, a província de Cyrenaica é a mais pobre do califado e portanto apesar de estarmos de costas para uma província inimiga a probabilidade desta província conseguir juntar um exercito para uma possível agressão contra nós na Tunísia seria praticamente impossível, deste modo estaremos protegidos do sultanato do Egito e apenas com uma frente contra os Almohadas e estes provavelmente irão entrar em atrito com Castella cedo ou tarde, porem para tal ambição precisamos criar um pequeno exercito para tal ato, e no momento só podemos recrutar soldados na Sicília, unidades estas que são pouco treinadas, portanto devemos desenvolver unidades mais profissionais e para gerir a província da Sicília eu dou o título a Don Duncan Corsini de Conde da Sicília e devemos desenvolver Malta para que esta possa auxiliar no recrutamento para o exercito, porem apesar desta província estar mais atrasada ela provavelmente irá recrutar unidades mais baratas para proteção das unidades profissionais da Sicília e para isto dou o título de governador de Malta a Don Finguine Barbarigo.
Don Finguine & Conde Duncan:
Muito obrigado, vossa majestade.
Rei Adam I:
Muito bem, vocês já sabem como devem gerir ambas as províncias, vocês irão ficar com os títulos para as famílias, lembrando que posso retirar o título caso não cumpram com os seus deveres. Don Gille gostaria que viajasse pela Europa para forjar alianças, primeiramente com o Papado e depois com o Magistrado Italiano e o Rei da Espanha e Aragão, nos tornar amigos dos possíveis predadores seria uma ótima estratégia, nossa reunião esta encerrada.
Ao sair do salão de reuniões o Rei Adam se depara com a sua filha Princesa Flora, 18 anos e este diz a ela:

[center][/align]
Filha gostaria que a senhorita conversasse com o nosso diplomata Don Gille para que você auxilia ele a realizar acordos pela Europa e assim talvez você possa ter a felicidade de se casar com algum herdeiro de uma família real e assim criar uma aliança.
Flora:
Sim meu pai, irei fazer isto.
O Rei se dirige aos seus aposentos e enquanto isto a princesa Flora se dirige até Don Gille e diz:
Don Gille, licença.
Don Gille:
Minha princesa, como posso ajudá-la?
Flora:
Don, meu pai, o Rei, pediu-me para auxiliá-lo a fazer as alianças necessárias com as diversas nações e para que eu me casasse.
Don Gille:
Muito bem minha princesa, primeiramente precisamos criar uma pequena guarnição para a sua proteção, as missões que possuo no momento são tratar alianças com o Papa, Magistrado Italiano, Rei de Castella e o Rei de Aragão. Portanto irei fazer os preparativos para que você possa ir até Aragão e Castella para a tentativa de uma nova aliança e enquanto isto eu irei abordar o Santo Padre e o Magistrado Italiano.
Ambos vão andando pelos corredores do castelo conversando sobre as preparações das viagens.

Títulos Dados:

[center][/align]
E como ficaram as Lordes com os títulos e qual foi a reação das províncias:
Com a condecoração de Governador de Malta, Lorde Barbarigo conseguiu aumentar a renda da província de 202 Florins para 324 Florins, porem a lealdade da província caiu um pouco.

[center][/align]

E a condecoração de Lorde Corsini a Conde da Sicilia fez com que a província ficasse inquieta por estar em poderes de um conde e fez com que a lealdade da província caísse, porem só necessita de algumas unidades para guarnição da província que este problema estará acabado, por causa deste motivo Lorde Corsini abaixou um pouco os impostos da província porem do mesmo modo ele conseguiu fazer aumentar a renda gerada pela província de 385 Florins para 440 Florins, esta província ela é rica em seda, açúcar e grãos.

[center][/align]

A província de Nápoles:

[center][/align]

Família Real:

[center][/align]

Mapa do território:
[/size][center][/align]

Boa roy bem legal o primeiro cap. acho muito massa esse visu do MTW

Muito bom início, as imagens, diálogos e tal
Vai render uma boa AAR, hehe
Esperando o próximo.

Muito legal Roy, deu uma boa visão de como está o mundo e o seu reinado. Parabéns, estarei acompanhando.

Grato pelos comentarios.
Espero desenvolver e melhorar mais os personagens ao decorrer da AAR, e espero que compreendam o quão difícil é criar diálogos deste jeito.
Por conta dos rolos da facu, creio que só irei voltar a trabalhar nesta AAR no domingo ou só na outra semana, espero que consiga brechas para continuar antes e durante a semana pois isso significaria que estou resolvendo os rolos xD.
Como eu consigo pegar o link do post para colocar no Indice?

Só copiar o link do titulo da mensagem xD

Não demora para postar as guerras, a primeira vista ele parece o S1TW, de qualquer forma estarei acompanhando.

Esta pululando de AAR’s no forum.

a acompanhar!

A galera ficou mal acostumada com as AAR’s do Tommy e do Luis q sao 100% pancadaria, ai ja querem logo de cara guerras e mais guerras… hehehe

Aham MTW e STW utilizam a mesma engine… assim como o M2TW e o RTW, e o mesmo para ETW, NTW e TWS2

Iria responder exatamente a mesma coisa, mas falando sério, as mudanças que existem entre MTW e STW em comparação a mudanças que as outras engines sofreram entre os titulos, ainda acho que foi a maior mudança, mapa ficou muito mais detalhado tirando outras grandes mudanças que ocorreram.

Em relação a batalhas, vai demorar um pouco para chegar até elas, pois é necessario a criação de um exercito para poder atacar os almohadas, eu começo com apenas três unidades, então vou precisar de no minimo uns aninhos para criar as unidades para o primeiro ataque.

Acredito que montar os diálogos e a Estória acaba sendo bem mais difícil que jogar, porém mais gratificante. Muito bom esse UP.