O que estão achando da nova expansão ?

Eai meus amigos jogadores ? :wink: :wink: :wink: O que estão achando da nova expansão Common Sense ? Estou achando super demais. Por que ? Porque agora o jogo tem dinâmicas muito diferentes, agora podemos gastar MP nas nossas províncias, temos muito mais interação com elas, não só construir os bons e velhos fortes. Falando em fortes também gostei bastante do tal sistema. E o HRE ? Creio eu que vai ter gente unificando ele bem mais facilmente agora, também ficou bacana demais. Agora alguns observações, alguém já chegou a jogar com Bradenburgo ? Eu vassalizei a Pomerânia, La Hansa e Macklenburg na mesma década praticamente e não se formou NENHUMA coalizão sequer, no El Dorado apenas vassalando a Pomerania já se formava uns 3-4 minors contra você. E a França ? Só eu que estou achando ela muito pacífica ? Enfim amigos, joguei pouco então ainda tenho muito a dizer hehe… E vocês o que acharam ? Compartilhem ai conosco. Um forte abraço e fiquem com Deus.

PS : O Parlamento inglês ficou fodástico demais, agora até animo terminar um save hehe

Não gosto de jogar no HRE, então nem me liguei nas mudanças fora o q foi mencionado nos DevDiaries. A única tentativa q fiz no HRE foi com Hesse, mal anexei 2 províncias em 10 anos e caiu todo mundo matando em cima… Pelo q vi até agora, pacífico o jogo não ficou, seja na Europa seja na Índia, América ou África… todo ano tem 2-3 guerras ocorrendo…

Eu voltei a jogar recentemente. Facilitou um pouco a Reconquista de Bizâncio. E pelo que tenho visto no YouTube, no HRE vai depender de quem você escolher. Os estados holandeses pareceram tranquilos de se jogar. Moscou continua uma apelação. Os aliados recorrentes dos Otomanos, os Mamelucos e Veneza enfraqueceram, assim como Gênova e Aragão.

Confesso que estou bem empolgado com esta expansão. Estou no início de um jogo com Ming e a mecânica e estratégia de guerra mudaram bastante. A limitação de construções por tipo de terreno, desenvolvimento, não gastar MP em construções, a importância dos fortes, tudo está muito foda! Espero que eu consiga terminar este save!

França ta mais monstra ainda agora que já começa com os vassalos integrados, mas a Inglaterra agora tem a vida mais fácil haha.

Tenho sentimentos mistos em relação a esta expansão. De fato, o jogo se tornou MUITO mais equilibrado, temos que pensar umas duas vezes antes de declarar guerra, senão a menpower vai embora que você nem percebe, a IA está mais agressiva, o que é muito bom.
Em contrapartida algumas nações ficaram quase impossivel de jogar. RIP Georgia )):

França mais monstra ainda ? Não achei não, tá é bem calminha ultimamente. Em geral estou achando a Europa bem tranquila… Jogando de Inglaterra dá pra surrar a França mais cedo no game, achei muito bom esse equilíbrio. A minha amada Inglaterra sempre foi injustiçada ;( ;( mas agora as coisas estão melhores. Estou pensando em terminar um save com a Áustria e ver no que dá.

Ah sim! Está bem mais equilibrado, mas a França está mais forte sim, eu acho. Mas não comparado a Inglaterra haha! Sem começar na guerra dos 100 anos é só desembarcar as tropas e GG. Mas se jogar com a França ela ainda faz estragos.
O qu mais gostei foi a mudança em Burgandy (Borgonha? Ou Burgandia?), por conta dos países baixos.
Gênova é só alegria tbm

Fazendo uma análise “básica” da situação em 1444:
Inglaterra: 23 províncias, 289 de Desenvolvimento, 13 níveis de Forte, 22.03 Income, 18.32 de Gastos, +3.71 de Balanço, 26 tropas de 35, 27 navios de 33. Aliado de Portugal. Henry VI é um 0/0/0 (embora Margaret de Anjou (3/4/3) possa assumir o trono), sem herdeiro e às portas da Guerra das Rosas. Cores em Picardie e Armagnac.
França: 20 províncias, 310 de Desenvolvimento, 11 níveis de Forte, 16.52 Income, 14.35 de Gastos, +2.17 de Balanço, 28 tropas de 32, 9 navios de 10. Protegendo a Escócia. Charles VII é um 4/4/2, com Louis (4/3/2) de herdeiro. Cores nas 4 províncias inglesas no continente.
Borgonha: 9 províncias, 135 de Desenvolvimento, 7 níveis de forte, 9.53 Income, 7.79 de Gastos, +1.74 de Balanço, 15 tropas de 19, 6 navios de 7. Em Personal Union com Brabant, Flanders e Holanda e Nevers como vassalo. Philippe III é um 5/5/5, com Charles (2/0/4) de herdeiro.

Mas isso é relativo. Eu de Borgonha consegui vencer a Áustria sem (quase) nem suar…

Interessante análise. Se não me engano, desde que a Inglaterra possua mais províncias e tropas ela recebe uma missão pra forçar uma PU também.
Não cheguei a jogar com à Borgonha ainda. No meu sabe atual ela conseguiu quase unir as duas partes do país e… Morreu.

Outra coisa, mesmo sendo um grupo muito bom, eu comecei a trocar religious por innovative ideas. Já que dá pra pagar até conseguir um inquisidor (embora 90 ducados algumas vezes sai caro). A redução nos custos das ideias e da manutenção dos mercenários parecem melhores…

Confesso que 11 em cada 10 vezes eu não pego Religious…

Só pego Religious quando jogo de Moscovia/Otomanos.

Pra que Religius quando voce tem Quality Ideas…