[OAD] Diplomacia

Esse será o topico o qual vamos tratar da questão diplomatica, tecendo tratados e fazendo acordo comerciais e alianças entre os players. Fiquem ligados pois a questão da diplomacia vai estar entrelaçada as regras que a gnt apontar.

Acompanhem toda diplomacia através da nossa Index:

INDEX DIPLOMÁTICA:

Tratado de não agressão anglo-franco
Tratado Franco-Germano
Proposta de Fronteira Íbero-Francesa
Tratado Lígure-Germano
Tratado Franco-Lígure
Decreto Anglo-Normando
Tratado Anglo-Dinamarquês
Tratado Anglo-Castelhana
Tratado Russo-Dinamarquês
Tratado Russo-Húngaro
Decreto Sacro-Romano-Germânico
Tratado Teutônico-Russo
Tratado Teutônico-Dinamarquês
Decreto Anglo-Normando II
Tratado Húngaro-Genovês
Tratado Anglo-Germano
Tratado Húngaro-Castelhano

Att.

Crusader_Knight
Dir. e Moderador TW - GSB

Eu e o adam ambos concordamos em ser aliados :oba boa sorte quem mexer com nois heheheeheh!!

O Diplomata do Reino da Inglaterra se aproxima do mestre de ordens da corte francesa e solicita uma audiência com o Rei da França.

Após apresentar suas credenciais e cumprir com os protocolos de rotina ele apresenta uma proposta ao Rei da França:

Tratado de não agressão anglo franco

Propõe um tratado de não agressão por “20 turnos” entre os reinos, além de que durante estes 20 turnos a área de influencia da França deverá ficar de fora das ilhas britânicas, enquanto a Inglaterra se compromete em manter sua área de influência nas ilhas.

Fica de fora deste limite de influencia ações de forças cruzadas a serviço do Papado em Roma.

Após enviar cordiais saudações, o diplomata inglês solicita que o Rei da França analise com cuidado a proposta e a ratifique, retifique ou a negue, sendo que a negativa, sinalizará claras intenções de hostilidade para com o Reino da Inglaterra.

Eu aceito este tratado , porém nada de navios ingleses no canal da mancha.

liberté, Égalité, Fraternité

Tratado de não agressão anglo franco

Prezado embaixador, a Inglaterra não pode abrir mão da navegação pelo Canal da Mancha, pois esta é nossa única via de acesso ao sul de nossa ilha. No entanto, pelo tempo que durar o tratado, nos comprometemos em navegar somente em nosso limite costeiro. Nenhum navio Inglês se aproximará do litoral francês.

Este tratado é um sinal de boa fé, para que seja construída uma relação de amizade futura entre nossos reinos, não um mecanismo de isolamento.

Cordiais saudações do Rei Henry

Entendo,tratado confirmado

O Rei Henry saúda a confirmação do Tratado de não agressão anglo franco, acosta ao texto o selo do reino e remete o mesmo para que o diretor da biblioteca do reino o arquive.

[code]off
Para ciência dos players

Não agressão entre Inglaterra e França por 20 turnos
Limite de influência da frança ao continente 20 turnos
Limite de influência da Inglaterra as Ilhas Britânicas 20 turnos
Navegação no canal da mancha restrita para os ingleses em águas costeiras a ilha[/code]

Preciso ter uma conversa com o nobre líder Francês sobre nossa fronteira,precisamos acertar ela para não haver guerras inúteis no futuro.

Esse tratado precisa ser detalhado e a outra parte precisa vir aqui ratificar…

Precisamos saber se isso significa 100% de aliança militar, tanto de ataque ou defesa…
Pelas regras do MP, os tratados precisam ser cumpridos a risca e para evitar problemas futuros vcs precisam postar detalhadamente os termos.

Estou aguardando o Adam homologar nosso tratado aqui tmbm… esse lance Diplomatico tem de ser bem relatado mesmo, pois caso haja descumprimento de algo o player ira sofrer puniçoes in-game.

O diplomata françes chega as terras germanicas comandados por Romanos com os seguintes termos:

Tratado de não agressão por 20 turnos
direitos comerciais
informação do mapa

para genova uma carta é enviada

direitos comerciais
informação do mapa
aliança

Aguardando a confirmação com base naquilo que ja foi conversado .

O grande Kaiser sorri para esta proposta, fica assim acordado entre o povo de França e os Sacro-Germanicos um pacto de não agressão alem dos seguintes termos que se seguiram. Para efetivação do tratado redija o mesmo e anexe o Brasão da coroa Francesa.

Grato

Helwig
Diplomata

Afinal, a “discussão” sobre os tratados ñ era na Taverna e aqui só os tratados “oficializados”? Tô perdido…
Ou tanto faz?

Minha proposta para organização das fronteira:

Acho que ficou bem claro na pintura extremamente realista feita por um dos pintores oficiais da corte,então oque acha?

Não acho necessário

Cara até eu estou confuso no meio disso… :confused:

Ducado de Gênova

[center][/align]

O Doge Rambertino, por meio do emissário Frolio Carcano e de si mesmo, anuncia os tratados Lígure-Germano, quais cláusulas se encontram:
Aliança Militar
Acesso Militar por ambas as partes
Aliança econômica

O Doge, ainda, reconhece a soberania do Kaiser perante as terras de Emilia-Romagna e Marche, na “meia” Itália. Ainda, pede que o Kaiser tome cuidado com suas tropas, pois reivindica os territórios da Toscana e Lombardia, para juntos formarem os remanescentes de povos sobreviventes ao Império Romano sob uma única bandeira - o de Gênova.

Com a aprovação do Rei dos Francos, o Doge propõe o Tratado Franco-lígure, ainda não firmado, com as seguintes cláusulas:
Aliança Militar e Econômica
Acesso Militar por ambas as partes
O Firmamento do Reconhecimento mútuo: a corte francesa defende as ambições do Doge e sua família na Provença, permitindo a aliança que unirá os povos sobreviventes desde a época Romana. Em resposta, o Doge promete defender as terras Francas desde Navarra à Normandia, da Bretanha à Flandres, e mais caso o Rei consiga promover a união da França e expandir a mesma.

À República de Novgorod, o Doge promete não-intervenção em suas guerras pela unificação Russa. Que assim seja, e com a graça de Deus, que se mantenha a paz entre Católicos e Ortodoxos na Ucrânia.

Ao Reino de Castela, o Doge reconhece seu direito divino sob as terras da corte revoltosa de Portugal e Aragão.

Ao Reino Normando da Sicília, o Doge pede desculpas pelo Almirante de uma nas naus da Córsica que foi interceptada pela marinha Siciliana. O próprio Doge irá punir o curioso almirante que fora observar a tomada da Sardenha.

fica assim acordado entre o povo de França e os Sacro-Germanicos um pacto de não agressão alem dos seguintes termos que se seguiram

fica assim acordado entre o povo de França e o Ducado de Gênova

Reino da Inglaterra

Emissários diplomáticos do Reino da Inglaterra entram em contato com as cortes do mundo conhecido e entregam um comunicado de sua majestade o Rei Henry da Inglaterra.

Nobres senhores, o Reino da Inglaterra reivindica a soberania sobre as Ilhas Britânicas. Por séculos esta terra foi um charco de sangue, lodo e suor, muitas disputas, muitas invasões, mas fomos nos, normandos que impusemos a ordem e unificamos os interesses de diferentes povos, culturas e crenças, restando apenas os revoltoso escoceses, irlandeses e os rebeldes galeses a se oporem ao nosso domínio.

Declaramos solenemente que iremos pacificar e unificar estas Ilhas e que estas são nossas únicas reivindicações soberanas. Assim o rei espera que as cortes do mundo não intervenham na área de influência inglesa nas Ilhas e reconheçam nossa soberania sobre elas.

Em troca, reconhecemos e respeitamos as pretensões soberanas dos demais reinos.

Por fim, o rei declara que esta aberto a troca de mapas e tratados comerciais.

Assina o rei e acosta o selo real