Observações de um novato em Total War

Entrei nesse fórum há algum tempo por conta dos jogos da Paradox. Mas há algum tempo que eu vinha desejando embarcar na série Total War e aproveitei a última semana para fazer isso. Comprei Rome 2 e nos últimos dias praticamente não fiz outra coisa senão jogar. Depois de algumas horas de jogo deixo aqui dois elogios e duas críticas sobre o jogo.

Aspectos positivos

  1. Fazia tempo que eu não ficava tão vislumbrado com a arte de um jogo. Os cenários são fantásticos e toda parte gráfica é de extremo bom gosto. Quem joga os jogos da Paradox costuma ser menos exigente com os gráficos, mas não resta dúvidas que um jogo visualmente tão bonito é sempre algo positivo. Nota 10.

  2. A parte das batalhas é realmente muito rica. Sempre tem algo que pode melhorar, mas definitivamente estão no caminho certo. Como peguei uma versão mais recente, não registei muitas anomalias e bugs. No máximo unidades querendo escolher o pior caminho para sair de um ponto ao outro e camelos girando sobre o seu próprio eixo.

Embora eu tenha vários elogios, alguns aspectos negativos me chamaram a atenção. São eles:

  1. Eu tinha um aliado que dominava determinada cidade. Um inimigo foi lá e a conquistou. Logo em seguida fui lá e tomei a cidade de volta, mas não pude devolver para o antigo dono, que era meu aliado. Tive que ficar dominando uma cidade longe dos meus domínios e totalmente não-estratégica. Esse negócio de obrigar o indivíduo a ficar com a cidade é ruim. Tive que instalar um mod sugerido aqui no fórum para melhorar isso, mas não resolve em todos os casos.

  2. Posso dizer sem pestanejar que a grande falha que me chamou a atenção está justamente em algo que em si é uma grande ideia. As unidades não militares (espiões, dignatários e campeões) são, sem sombra de dúvidas, um elemento dinamizador, que amplia as possibilidades de estratégias e enriquece o jogo. Mas vamos com calma aí!!! Em momentos mais avançados do jogo a atuação dessas unidades é simplesmente irreal e inaceitável. Chegou ao ponto de num turno minhas tropas pisarem no terreno inimigo e no turno seguinte eu praticamente não ter soldados para lutar. Isso acontece não uma, mas seguidas vezes. Eu consigo imaginar dezenas de boas possibilidades para essas unidades que não seja arruinar seguidas vezes grandes tropas antes de um batalha. Se fosse por mim, apenas o espião teria o poder de interferir nas tropas. Colocaria dignatários e campeões apenas para lidar com espiões inimigos e as próprias tropas. É um excesso que me fez parar de jogar meu último save.

OBS… apenas para não deixar passar, também achei o sistema de comércio muito fraco. Tudo bem que não é o principal dessa série, mas pode melhorar e muito ainda. A começar para um critério mais claro de possíveis parceiros comerciais.

A questão das cidades pra mim foi algo terrível que mudou na série. Até o Napoleon Total War existia sim a opção de dar cidades pra aliados e também de pedir cidades (inclusive vender e comprar caso você adicionasse um pagamento na jogada). A partir do Shogun 2 essa opção desapareceu. Nunca gostei de terem sumido com ela.

Muito boa sua opinião kra… Bom… realmente vc perdeu boa parte dos bugs cabulosos do jogo ^^"… Mas ainda tem vários… Ontem mesmo eu passei com algumas bigas por uma ponte… Foi até q tudo bem… Mas o detalhe é q os cavalos foram por cima da ponte e as carruagens por baixo XD… Rsrsrs… Acho q pra gostar desse jogo tem q aprender a aceitar esse tipo de bug ¬¬" pq sempre teve mesmo…

Mas então eu não entendi o problema q vc teve com os agentes… Eles mataram vários soldados do seu exercito? foi isso? :confused:

Ha e como ja disse o Matheus antigamente tinha o esquema de negociar território com outras nações… Mas foi cortado ¬¬"… Bom… Eu ACHO q isso aconteceu pq na época do Shogum e na do Rome 2 isso não era feito entre as facções… … … Mas q essa opção acabou fazendo falta disso não ha duvida T_T

Bom… Shogun 2 é idade média e além… se nos outros dessa mesma época tinham, ñ faz sentido não ter…

Fora que troca de regiões sempre foram parte de acordos para fim de guerras. Exemplo clássico tem na Primeira Guerra, por exemplo, quando a Alemanha deve que ceder a Alsácia Lorena para a França. Isso reforça mais ainda a falta de sentido em tirar esse recurso do jogo.

Eu vi bastante conteúdo de história relacionados ao período do Shogun e de Roma… Justamente pq o Total War me fez ficar interessado nisso… Mas não vi nenhum caso nesses períodos onde uma nação (ou facção) fez um acordo pra trocar um território por alguma coisa… O q se via era apenas alianças ou dominação… Mas é claro q é algo q eu não tenho certeza… não sou especialista em história… foi por isso q eu até coloquei em maiúsculo o ACHO…
Mas falando nisso… Olha alguns dos videos do youtube q eu vi falando a respeito… Se tiverem tempo deem uma olhada é muito legal :wink: :

Canal CrashCourse:
Inicio e fim de Roma:
youtube.com/watch?v=oPf27gAup9U
youtube.com/watch?v=3PszVWZNWVA

Canal Extra Credits:
Sengoku Jidai (Ainda não terminaram):
youtube.com/watch?v=hDsdkoln59A (parte 1)
youtube.com/watch?v=I2yT2nitGDk (parte 2)
youtube.com/watch?v=G3frtoMaxZE (parte 3)

Rome: The Punic Wars: (Inclusive fizeram em homenagem ao DLC Hannibal at the Gates, a pedido da Creative Assembly :slight_smile:
youtube.com/watch?v=EbBHk_zLTmY (capitulo 1)
youtube.com/watch?v=lf0-Yki5p40 (capitulo 2)
youtube.com/watch?v=wT_rev5VAQc (capitulo 3)
youtube.com/watch?v=McT1H-NVCMQ (capitulo 4)

Os dois canais são mais do q recomendados ^^… O problema é q não tem legenda em português :frowning: … acho… ^^"

Com o decorrer do jogo eu percebi que os agentes têm um grande poder de enfraquecer os exércitos. Achei uma ideia muito interessante, não recordo de ter visto algo assim em outro jogo. Se formos relembrar, de fato existiram casos de exércitos que foram sabotados por espiões e agentes infiltrados. O que realmente me incomodou foi o grande poder dos agentes. Acho que o jogo sobrevalorizou a capacidade dessas unidades de agir contra um exército. Pude experimentar isso jogando com a Macedônia, numa guerra contra o Império Selêucida e seus aliados. Atacar o inimigo por terra é praticamente impossível sem ser constantemente assediado pelos agentes rivais. Até aí, tudo normal. O que me surpreendeu foi a capacidade que o jogo deu para essas unidades de enfraquecer os exércitos. Eu acho que os agentes deveriam conseguir atrasar as tropas, por vezes enfraquecer mesmo. Porém, o que de fato acontece quando você joga no nível hard, é que o sucesso dos agentes rivais é constante. Se ele soltar dois espiões do lado do meu exército, antes de chegar na cidade que eu iria atacar, minhas tropas já estão praticamente sem life. O ato em si não me incomoda, o que me irritou foi a frequência e o poder com que essas unidades interferem no jogo. A possível solução para isso deve ser colocar agentes junto com minhas tropas com alto nível de “evading enemy agents”. Vou testar isso no próximo save, embora ainda ache que se deu muito poder para essas unidades. Acho que por melhor que fosse o agente, conseguir sabotar pesadamente uma tropa deveria ser algo de último caso, e que o sucesso disso fosse influenciado por vários fatores, que tornassem muito difícil essa ação.

Na verdade eu achei estranho pq os agentes inimigos nunca conseguiram matar muitos soldados meus… Nem eu os deles… Mas pensando bem pode ser pq eu quase nunca uso agentes em inimigos dentro do meu território… e ser atacado por agentes inimigos dentro do território deles tb não é muito comum pra mim tb… Então pode ser q eu não tenha notado esse efeitos pq os soldados se curam muito rápido dentro do próprio território… Vou ver se consigo fazer uns testes com isso ^^

Mas eu conheço um mod q talvez te ajude… Bom… por default a AI gasta muito dinheiro com agentes… Era normal antes eu ter uma única cidade sendo constantemente atacada por 4 ou mais agentes um atrás do outro ^^"… depois desse Mod isso melhorou bastante… Provavelmente esse problema q vc tem com ataque de agentes no território inimigo diminua bastante tb… Testa ae… as vezes vc gosta :wink:

steamcommunity.com/sharedfiles/f … =210070083

Eu acho fantástico a ação dos agentes, ja cheguei a ficar mais de 10 turnos sem poder invadir Pella da macedonia pq um agente deles não deixava uma das minhas tropas se movimentar tive que abrir acampamento e tentar eliminar o agente deles, quando enfim consegui ai sim pude me movimentar e tomar. Isso melhora muito o desafio ja que o rome não proporciona um desafio tão grande assim. Eu particularmente uso muito meus agentes seja para minar um exercito inimigo, provocar revoltas em sua capital ou até mesmo assassinar um general inimigo quando o exercito é maior que o meu :mal. E sempre coloque um agente em seu exercito treinando as unidades isso faz uma diferença enorme nos confrontos.

A parte de trocar território sinto falta tbm, isso faz toda diferença na estratégia da sua campanha :frowning:

Muito bom. Vou experimentar esse MOD para ver se ele melhora mesmo a dinâmica. Pelo link do Steam que você colocou pude perceber que já tem uma turma revoltada com o que eles chamam de “agent spam”. Pesquisei um pouquinho mais e vi um cara com uma reclamação parecida com a minha: steamcommunity.com/app/214950/di … 656463484/

É bom saber que não fui o único a achar exagerada a ação dos agentes. :wink:

Só fica de olho no ExtraCredits que, apesar de serem um ótimo canal de jogos e tudo mais, a série histórica deles tem várias inconsistências. Teve um post no Reddit sobre isso(se encontrar eu edito com o link), e se eu não me engano eles corrigiram alguns dos erros(que eram muitos), mas fica o aviso pra não acreditar cegamente. :stuck_out_tongue:

Não tava sabendo disso mesmo ^^"