Palacete Desslock

[justify]— Bem, pai, acho melhor eu já ir para a Estação, compro o bilhete e espero o Expresso da Meia-Noite.
— Excelente, filho, inclusive, vou levá-lo, tudo bem? E então, já decidiu o que vai fazer enquanto estiver no Piemonte, além de fiscalizar Gutmann?
— Estive pensando em lecionar em Monte Bello, durante minha graduação, tirei a licenciatura.
— Ah, sim, entendo, bem, excelente ideia! E vai lecionar o que?
— Qualquer coisa entre Direito, História, Filosofia, nem que seja como auxiliar de um dos catedráticos. — divagou Seryozha.
[/align]
[justify]Os dois, no deque na fachada do Palacete, acenderam seus fumos, Seryozha um cigarro e Ródion seu cachimbo. O cocheiro dos Desslock, Barnstein, trouxe o coche para a frente do prédio, e os dois embarcaram em direção à Estação Ferroviária Stéffan I.[/align]

Uma carta chega à residência:

[justify]De seu Palacete, Ródion via o fogo e a fumaça da insurreição popular. O procurador-geral, ou talvez não mais. A esse ponto, Ródion não tinha mais certeza do que poderia ser dado como certo e existente, ou daquilo que se desmanchara ao vento e às palavras do poder. Tempos de anarquia são realmente assustadores para o espírito do homem moderno, aquele que condiciona sua vida ao compasso dos assuntos de Estado e decisões de estadistas e políticos. Ródion, bastião e eterno defensor da ordem acima de tudo, inimigo das revoluções violentas e dos radicais, um Burke ou um Tocqueville? Quem poderá dizer? Um dos dois sem dúvida. É claro que em cada um de seus dias públicos, foi um ferrenho defensor do povo e dos trabalhadores. Quanto mais se alia a eles e os traz às decisões públicas, mais se arrefece a horrenda “luta de classes” e se evitam os excessos da revolução.
Caminhando de um lado ao outro, batendo sua bengala no chão de pinho, e enchendo a sala com a fumaça de seu cachimbo, Ródion Nikolaevich pensava irritado. Zinoviev, seu mais leal e antigo servidor, desaparecera. Todo contato foi cortado inesperadamente, muito provavelmente graças à nova fragmentação e agitações no Império. Um jovem que vinha sendo treinado por Zinoviev, Timofei Pafnutievich Pankratiev, primo da cozinheira do Palacete, agora assumia os encargos de Zinoviev.
Após duas horas pensando, Ródion tomou uma decisão.
[/align]