Palácio Drake

O velho Caçador aguardava na sala de espera para conversar com algum representante pessoal do Imperador. As costas, não mais musculosas como outrora doíam pelo contato prolongado com o assento.
- Preciso realizar seu registro senhor! - a veludes da jovem voz feminina contrastava com o longo formulário que Sir Caçador teve que responder antes de ser chamado a outra sala.
Novamente revistado e liberado, foi-lhe indicado uma poltrona. Ao sentar pode comprovar que a mesma era tão macia e confortável como parecia à primeira vista. Agora esperava não tomar um chá de cadeira tão grande…
1 Curtida
Avisado da presença do velho amigo de seu pai, e seu próprio, o não mais tão jovem Imperador não tardou em ir pessoalmente recebê-lo.

- A vida dura uma geração, um bom nome dura a eternidade! Meu bom Caçador, há quantos anos não o via. - o sorriso no rosto contratava com sua seriedade habitual, enquanto cumprimentava o visitante e o levava até o gabinete.
1 Curtida
  • Alguns anos mesmo. - o riso foi acompanhado de um abraço caloroso como as areias da Sunéria - Desde a reunião dos povos gesebianos frente à Grande Guerra. Isso foi o que? Há uns sete anos?

Com a resposta afirmativa do Imperador, Caçador pediu para terem uma conversa mais privada.

1 Curtida

No gabinete, enquanto se sentavam, observou o olhar inquieto do velho amigo, mas preferiu esperar que Caçador tocasse no assunto que o levara a fazer a longa viagem. Invés disso, serviu uma bebida e iniciou uma conversa.
- E como vão nossos amigos da Sunéria? Samantha disse que queria visitar o museu de SunneGod, nas férias do colégio. Lembra de minha neta, não é?

- A jovem Samantha - Caçador riu ao lembrar-se da jovem - se eu vê-la hoje não a reconheceria… A última vez que a vi nem tinha virado moça. Quanto a Sunéria tudo vai bem. Depois de quase quinze anos de guerras e batalhas menores conseguimos estabilizar o Império de forma suficiente a não sermos engolidos pelos britânicos ou franceses. E esse é um dos assuntos que me traz aqui.
Deu uma tossida seca, fez um sinal com a mão e tomou metade do whisky de seu copo. Olhou para as garrafas de bebida dispostas aleatoriamente na estante apontou para uma.
- Quando terminarmos esse assunto beberemos aquele hidromel da vila de Venila. Porquê, em minhas investigações, descobri que há vários contrabandistas atuando na rota norte entre o interior de Soni e o norte da Dracônia. Acho até, que devam atuar no Porto Do Norte. O que me faz pensar que esses criminosos atuam juntos com os ingleses e sob proteção de corruptos sunerianos, draconianos e dugardenianos.
1 Curtida
- Ahhh… - suspirou Yama - Coiotes sempre se infiltram entre as ovelhas… Pelo visto suas habilidades de inteligência continuam afiadas, meu amigo. O que traz preocupação… Sabemos que o norte vive uma onda de criminalidade, e temos tentado ao menos conter isso, com todos os demais problemas que o Império vive… Mas não achávamos que era tão sério…
1 Curtida
- Minha inteligência tem que compensar o cansaço do corpo. Heheh - uma tossida parou o riso - O pior de tudo é que minhas investigações me trouxeram até aqui, em Firgen. Possivelmente um dos cabeças esteja aqui. E, por isso, solicito sua autorização para andar por entre funcionários públicos e privados e por onde mais se fizer necessário.
1 Curtida
- Até aqui… - diz Yama, levantando e observando a rua pela janela - É claro que tens meu apoio para que continue as investigações. Podemos colocá-lo como responsável por uma nova fase de cooperação entre nossas nações, isso deverá lhe abrir muitas portas. Por onde pretendes começar?
1 Curtida
- Pelas minas. - ante a feição do amigo completa - Sempre há algum desvio ou algum mineiro descontente que quer ganhar mais algum dinheiro. Minha experiência já mostrou que isso sempre ocorre e não importa o local. E sim, se me nomeares assim ficará mais fácil realizar qualquer investigação.Porque somente títulos nobliárquicos não são suficientes nesses momentos.
1 Curtida
- Pois bem, meu amigo. Prepararei tudo. Apenas… Tome cuidado… Se precisar de qualquer coisa, não pense duas vezes antes de me procurar. Deixarei Alexander informado, também.
1 Curtida
- Tomarei todo cuidado. Não sobrevivi a cinco guerras sendo descuidado. Outro dia passo aqui para conversarmos novamente. Mas sobre nossas famílias.
1 Curtida

Sir Caçador, tomou o último gole de café de seu cantil e andou até o Palácio. Antes mesmo de cumprimentar os presentes foi recebido e avisado para aguardar que logo estavam o anunciando.

1 Curtida

 - Quase não acreditei quando o anunciaram! - exclamou Yama quando o velho Duque adentrou o gabinete - Meu velho amigo, bom vê-lo novamente!

2 Curtidas
  • Ué? Estava tão afastado assim? - com uma risada bonachona Richard cumprimentou o Imperador - Tenho novidades sobre as investigações. Descobri que não há um cabeça sobre todos esses contrabandistas. São várias células dispersas unidas pelo crime.
2 Curtidas
- Entendo… Se por um lado evita enfrentarmos uma grande corporação criminosa, também trará trabalho eliminarmos todos… Mas creio já já tenhas um plano de ação, não?
1 Curtida
-Denunciar à Coroa Britânica alguns dos comerciantes, preferencialmente os que não tenham boas relações com eles, com provas suficientes para bani-los de Gesébia. O que, possivelmente, acarretará na saída deles da ilha. Entretanto, o que precisarei de Vossa Majestade é que converse com o Primeiro Ministro para que avise que não aceitará o Império Vermelho albergando criminosos que atuem contra Gesébia e requereremos dois ou três criminosos de lá para dar o exemplo…
1 Curtida

- Certamente… Irei agendar uma reunião oficial o mais breve possível. Quanto antes os principais grupos forem fechados, menos voragem de agir os demais terão…

Após servir uma bebida para ambos, continuou:

- Mas, me conte… Quando vai trazer a família para Firgen? A viagem é muito mais fácil agora do que 20 anos atrás…

3 Curtidas
- Será que mais alguém irá me cobrar isso? ahahahaha - o Duque pegou seu copo, aproximando-o do nariz batatudo - Em breve, em breve. E talvez possamos jantar todos juntos, inclusive o velho Medeiros. E, meu amigo, como está a situação com as eternas serpentes?
1 Curtida
- Sabes como é… Mantenha os amigos próximos, e os inimigos mais próximo ainda… Tenho olhos discretos em todo canto, embora às vezes algo inesperado aconteça, principalmente porque qualquer um que fosse para as regiões problemáticas atrairia atenção demais… Mas, com sua ajuda, poderemos melhorar essa situação.
1 Curtida
- Não vejo como! Sou quase um inimigo público em algumas regiões da Romania. E não tenho mais negócios ou contatos por lá.
1 Curtida