[Perfil de Aeronave] Lavochkin La-7

La-7 no War Thunder

Em War Thunder, o La-7 é um dos principais caças de Patente IV. No jogo, ele está disponível em duas versões, diferenciadas pelo armamento - um La-7 normal, armado com dois canhões ShVAK de 20 mm, e um melhorado La-7 B-20, armado com três canhões Berezin B-20S de 20 mm. Ambas aeronaves estão posicionadas em uma Classificação de Batalha bem baixa, o que significa que você irá encontrar aeronaves de Patente III. Os pontos fortes de ambas variações do La-7 se encontram em altitudes abaixo de 5 km - acima disso, a potência do motor é reduzida drasticamente, fazendo de você um alvo fácil. Além da velocidade, o La-7 possui uma capacidade de virada muito boa, apesar de não ser tão boa quanto a de algumas designs britânicas e japonesas, ainda será um ótimo oponente para aeronaves alemãs e americanas.

O segredo para sobreviver no La-7 é enganar o inimigo - voando em uma altitude de 4.5 km de altitude você se apresenta como um alvo fácil para aeronaves inimigas voando mais alto que utilizam o Boom & Zoom. Quando você ver um inimigo mergulhando em sua direção, esquive a rajada, enquanto calmamente trazendo-o para um combate de manobras - deste jeito você irá pouco a pouco ter a vantagem enquanto o inimigo perde velocidade e energia durante as viradas. Um outro hábito que deve se desenvolver ao utilizar o La-7 é a economia de munição - pois os armamentos disponíveis têm uma baixa capacidade de armazenamento, é crucial que se dispare somente quando for acertar o alvo e mirando com cuidado. Desta maneira você terá maiores chances de danificar criticamente a aeronave inimiga. Ao seguir estas regras você irá rapidamente alcançar o último caça Lavochkin a pistão - o La-9.

[center]Visão de Raio-X do La-7[/align]

La-7 na História

O conceito de um novo caça para a Força Aérea Soviética foi sugerido em 1943. Apesar do Lavochkin La-5 anterior provar ser um dos melhores caças soviéticos produzidos até o momento, o desenhista chave do La-5, Semyon Lavochkin - sentiu que o design poderia ser melhorado. O trabalho para um caça novo em folha começou nos primeiros meses de 1944. O novo caça deveria ser uma versão melhorada do design do La-5. As mudanças incluíram a incorporação de uma fuselagem mais leve e resistente de metal ao invés da anterior, de madeira. Outras mudanças incluiram a montagem de uma nova mira e hélices, como o reforço do trem de pouso e a dinamização das asas. A nova aeronave deveria ser armada com três canhões de 20 mm Berezin B-20, mas o atraso na produção levou a maioria dos La-7 a serem armados com dois canhões ShVAK de 20 mm, como seu predecessor. Após mais testes, o novo caça foi aceito para a produção em série no final de 1944.

[center]La-7 da Força Aérea Checa no Museu de Aviação de Praga, Kbely[/align]

Em Setembro de 1944, os primeiros La-7 foram para as linhas de frente, com a 63rd Guard Fighter Aviation Corps. A recepção do novo caça foi calorosa - era mais rápido e mais manobrável que o La-5, que levou a um combate mais eficiente contra a maioria dos caças alemães que os soviéticos encontravam - o Messerschmitt Bf 109G. Em certas circunstâncias, a velocidade permitia os soviéticos interceptar caças bombardeiros Fw 190 - um feito impossível para outros caças soviéticos como o Yak-3. A maior crítica do novo design era em relação à fiabilidade do motor e do armamento - uma montagem dupla de canhões ShVAK 20 mm foi considerado inadequado ao lutar contra os Fw 190 com melhor blindagem. Ainda sim, o La-7 se tornou um dos caças mais bem sucedidos da segunda guerra mundial. O ás soviético Ivan Kozhedub destruiu 17 aeronaves enquanto voava o La-7 - seu último abate, um jato Me 262. Após a guerra o La-7 foi substituído pelo caça a pistão La-9, apesar de muitos ainda estar em uso como caças ou aeronaves de treinamento por outros estados comunistas.