Plenário do Povo

[center]Plenário do Povo[/align]

[center]Pintura de uma das Primeiras Sessões abertas do Senado.[/align]

Plenário aberto a todos os cidadãos do Império, aqui serão apresentadas propostas pelo povo e votadas pelo povo.

Queria-vos propor a criação da universidade nacional/imperial de gésbia, para incrementar o conhecimento de nossos jovens.Estou perplexo com o fato de não haver nenhum recinto de conhecimento aos nossos jovens

[i]Proponho que me aceitem como Primeiro Marechal do Exercito Imperial, no projeto que tramita no Senado.

Proponho que seja criado uma metalúrgica com financiamento do Império. Não há o desenvolvimento de nossa indústria de base e se quisermos nos desenvolver, ela é extremamente necessária. [/i]

[font=Georgia][i]Vossa situação será discutida Sr. Mazocam quanto a ideia da criação de uma universidade, no atual momento acredito que não se faça necessário e já existe industrias de base na Cisalpínia no Baronato de Sir Hiryuu, com o fim da revolta iremos organizar as coisas aos poucos, agradeço pelas ideias aqui apresentadas e peço que usem este plenário com mais frequência.

Att.
Wellington Presidente do Senado.[/i][/font]

[offtopic]Na verdade, há apenas uma mina de ferro, uma de ouro, uma ferraria e a Sede do Banco com uma cunhadeira de moedas…[/offtopic]

[offtopic]Mas em Porto D’Arca Perdida não tinha industrias?[/offtopic]

[i]Proponho que eu seja o primeiro Marechal do Exército Imperial no projeto que tramita no senado, já tenho toda uma estrutura montada com as Patentes, as imagens para as Patentes e etc.

Proponho também a criação a alteração de: Estado-Maior do Exército, para: Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas.
E com a volta de sua senhoria, Sir Luan Miguel a reativação do [IIGH] - Imperial Instituto de Genealogia e Heráldica.

Essas são minhas sugestões.

Atenciosamente, Lord Victor.[/i]

Queria lembrar aos senhores que existe uma Universidade em Monte Belo, capital do Condado de Mandela, que prima pela excelência e é um centro de referência para todo o Império!

Gostaria de lembrar aos senadores que a cadeira de Presidência do Senado está vaga ainda, proponho que os destintos senhores agilizem a votação, pois o cargo é de suma importância para o Império. Os cidadãos precisam dessa tomada de decisão pela parte do Senado.

Uthred, Wellington foi reempossado como Presidente do Senado pelo Imperador.

Na constituição, consta que o poder que delibera sobre a presidência do Senado é o próprio Senado, afim de garantir-lhe uma independência. Seria de bom tom o Senado seguir a constituição que acabou de aprovar e votar a presidência da Casa, algo democrático e justo.

Mas senhor senador, o povo gesbiano não possuirá formação para trabalhar na administração, nem para pensar direito. A falta de uma Universidade também poderá levar o império a uma crise intelectual.

Estou certo de que temos uma universidade na cidade de Montebello, não?
Embora atualmente sem uma liderança, sua recente anexação à Província da Romania deverá propiciar uma reativação dos serviços da mesma.

Sr. Loko, você deve entender que o Império passa por uma profunda reestruturação política e temos algumas outras prioridades mas claro que a Educação é de grande importância para o Império e buscaremos sanar este problema com a Universidade.

Ótimo então sr. Senador, caso haja um projeto quero que me avisem desse evento.É que eu queria me candidatar ao cargo de professor.

Lord Loko

Prezados compatriotas Gesebianos, venho aqui, assentando-me neste plenário do povo, para fazer com que minhas súplicas sejam ouvidas por toda a terra.

Longo foi o tempo na qual Gardenne prosperou e tornou-se o grande poderio que unificou toda a nossa próspera e rica península, conquistando território após território, ducado após ducado. Entretanto tal ocorreu tempos atrás, e, atualmente, tais bordas foram perdidas. Portanto, venho clamar pela organização e pela melhor administração do Império, com um único projeto que as facilitaria. Venho, portanto, discursar a favor da reabertura do grande Instituto de Topographya e Geodesia da Armada, o que, a priori, pode parecer um ato fútil e que nada tenha a adicionar ao Império, porém, devemos lembrar da história de nossa nação, pois a história é testemunha do passado, luz da verdade, vida da memória, mestra da vida, anunciadora dos tempos antigos, e tal história haveria de ser revivida, ao mostrarem-se as verdadeiras bordas de nossa gloriosa pátria. Enfim, não somente clamo pela restituição de tão vital órgão, mas coloco-me inteiramente à disposição para a realização de qualquer atividade do supracitado instituto.
Desde já agradeço a atenção prestada por todos os compatriotas Gesebianos, homens livres e participantes no exercício democrático;

Henry de Atenas

Maxwell, pobre marinheiro da Armada de Vossa Majestade concorda com o que Henry de Atenas sabiamente propõe.
Cumprimentos.

Caros senadores,

Apresento-me ante vocês hoje com urgência e espanto. O mal tomou conta de nosso Império. Não sei se os sr.s estão acompanhando o desenrolar dos fatos, mas, desde que o sr. Nero assumiu o post de Juiz da suprema corte, cargo esse concedido por vocês, tem agido de maneira autoritária, infringindo os bons costumes, a moral e a liberdade de diversos cidadãos do Império. Seus mandatos, sem nenhuma prerrogativa, prova, ou evidências, que nos tomam, nós, cidadãos do Império, por criminosos, atentando para com nossa liberdade individual são intoleráveis! Esse pequeno ser humano, do alto de sua arrogância, crê-se dono de todo o poder. Pois eu agora peço que vocês, senadores, façam seu papel como legisladores e o removam do cargo. As acusações são inúmeras: atuação sem provas, violação de liberdades individuais, tentativa de censura a imprensa dentre outros gestos e atos abusivos, coercitivos e autoritários. Sr. Nero mal chegou ao império, subiu ao poder de forma misteriosa e sua conduta como juiz é deplorável.

Ele ainda acha que legisla pelos senhores, criando regras sobre a Suprema Corte, como o juiz não poder ser filiado a nenhum partido. Isso seria uma lei, de competência dos SENHORES, não algo para o sr. Nero de forma, mais uma vez, autoritária, decidir.

Destituam-no do Cargo, senhores! Cuidado com essa cobra que vos espreita, em busca do poder!

Venho por meio desta para apresentar a minha é de Wellington, meu apoiador. Gostaria de propor a construção da Academia de Letras do Império. Se todos aprovarem claro .
Funcionará da seguinte maneira. Terá dois moderadores Wellington, e eu. Os outros serão juízes, os que decidirão qual livro irá entrar para o acervo da Academia.
Terá subseçoes, Livros de Romance, de terror, ação, aventura e aventura histórica, contos e poemas. Absolutamente todos podem enviar seus livros, obras e poemas, mas poucos serão publicados no acervo da academia. O restante ficará nas suas respectivas sessões.

A cada 3 meses terá a Competição da Academia, onde cada livro concorrerá segundo sua temática. Ou seja o melhor livro de terror ganhará uma medalha, seu autor. E respectivamente.

Espero que que todos me apoiem.

Viva il Senato.

[tab=30]Caro cidadão Julius, vosso alvitre é bom, e creio que ele acrisolará o processo de instrução de nossos jovens nas faculdades da mente. Encaminhá-lo-ei ao Senado, para votação e análise, por parte dos Senadores. Contudo, fá-lo-ei quando houver tempo para tanto.
[tab=30]Agradeço, em nome do senado, a sua proposta, e conclamo aos cidadãos de Gesébia que tragam as vossas propostas para cá, para que façamos com que o Senado seja, verdadeiramente, a casa do povo.

[right]Henry d’Athennie
Senador Conservador e
Comandante da Gendarmeria Senatorial[/align]

[offtopic]Na despedida, use Longa vida ao Imperador, ou, se quiser, viva ao Senado, também. No IG a única Roma é o reino do Philippus.[/offtopic]