Pride of Nations: Dev Diary #3

A maioria dos grandes jogos de estratégia contém apenas um cenário de campanha pra jogar, e só. Todos os esforços dos designers vão nesse cenário, e o foco dos esforços da equipe ficam quase que exclusivamente nesse cenário e seu equilíbrio. Bem, nós fizemos - quase - o mesmo no Pride of Nations.

Mas também percebemos que nossa grande campanha precisa de um empenho enorme, leva 1.680 turnos pra jogar, o que leva muito tempo, e que tráss um grande desafio aos jogadores. Sabíamos que vários jogadores não tem todo esse tempo, e podiam ficar frustrados por não conseguirem ter uma jogatina boa e interessante nesse pequeno tempo que sentam para jogar.

Paralelo a isso, sabíamos que existiram vários conflitos menores no período que o RoN cobre, conflitos únicos e interessantes para se descobrir. E também queríamos contar essas histórias!

Por último, mas não menos importante, é sempre bom a equipe de desenvolvimento ter alguns cenários menores disponíveis, para testes rápidos, ou para checar se coisas velhas e novas estão funcionando corretamente.

Então decidimos que o PoN iria conter algus cenários de batalha (battle scenarios), para suprir as necessidades e conceitos citados acima. Eles serão muito mais curtos, entre 12 turnos para o mais curto, e 100 para o mais longo. E colocamos nossa equipe histórica nos trilhos de quais batalhas poderiam estar no jogo…

Em toria, existiam dezenas de canditatos potenciais. Mas tivemos que escolher apenas alguns, baseados num critério simples: conseguiríamos dados precisos sobre? Ele seria interessante? Ele seria popular? Ele já esteve em outros jogos antes? Etc…

Após alguns meses, a lista e a equipe estavam quase completas: por serem temas originais, escolhemos a Revolta dos Cipaios de 1857 para contar uma história de revoltas e batalhas coloniais num teatro de operações com um apelo exótico (Índia). Além do mais, o jogo é curto e rápido, uma boa introdução para as operações terrestres e a parte militar do jogo.

Também escolhemos a Guerra Russo-Japonesa de 1905-1905 (71 turnos), além do fato de nunca ter sido explorada, oferecia um desafio no aspecto naval (combate, transporte, desembarque anfíbio). Esse cenário era simplesmente ótimo, especialmente quando precisamos ajustar o combate de couraçados e ação combinada com a AI. No mesmo espírito, planejamos ter a Guerra Hispano-Americana de 1898, mas a falta de tempo para testes adequados não garante que essa guerra vá sair logo no lançamento do jogo; no entanto, será incluida com certeza nujma expansão futura. Algo que estamos trabalhando, mas já estam bekm encaminhado é a Segunda Guerra Boer de 1899, e as Campanhas do Nilo de 1885-1898, mas não sabemos se conseguiremos incluir na versão final.

Entre a categoria “popular” (exemplo, batalhas bem conhecidas que podem já ter entrado em outros jogos antes), temos a infame Guerra Civil Americana. Claro, essa nunca será detalhada ou precisa suficiente pois o jogo não é dedicado exclusivamente a ela, mas ainda assim será um bom desafio; para jogadores que pegarão os EUA na grande campanha será um bom treinamento. No mesmo espírito, adicionamos a Segunda Guerra de Independência Italiana de 1859, a Guerra Franco-Prussiana de 1870-1871, e a Guerra Russo-Turca de 1877.

Um último battle cenário “monstro” foi preparado (e o usamos muito para testes da engine): Armas de Agosto - Primeira Guerra Mundial, 1914-1918. Este é provavelmente um desafio equivalente à Grande Campanha, então está cheio de exércitos. No momento, existem um debate intenso na equipe de desenvolvimento para decidir se faremos esse cenário curto, cobrindo apenas os primeiros meses da guerra, ou se tentaremos recriar o conflito todo. Tipicamente, esse é o tipo de decisão crítica que temos que fazer logo, pois um projeto desse está ligado ao fato de que vai ser consumido muito mão de obra humana e muito tempo, e não sabemos se no fim o resultado alcançará os objetivos traçados.

De qualquer maneira, notícias do nosso progresso serão dadas, para saber a opinião da comunidade.
Fiquem ligados

Philippe Thibaut

Gente esse Jogo tem tudo pra ser um referencial tava com vontade de Jogar Hearts of Irons mais vou esperar pelo PN