Salão da Suprema Corte

[center]Neste plenário, os Juízes da Suprema Corte do Reino da Romania, conduzirão julgamentos e emitirão suas sentenças.[/align]

[font=Garamond Bold][size=150]
[tab=30]Sob forte proteção policial o julgamento dos Lideres da Frente Constitucional tem inicio. A câmara superior estava lotada, dezenas de cidadãos gritavam palavras de baixo calão e amaldiçoavam o movimento, a situação era tão tensa que o Juiz teve que ordenar a retirada de alguns cidadãos.

[tab=30]O julgamento prosseguiu sem grandes contratempos, no final algun dos acusados foram declarados inocentes, mas a maioria foi contenada ao enforcamento por conspirarem contra o Rei.

[tab=30]Terminado o julgamento uma incomum onda de aplausos e brados de Vida Longa ao Rei varreu o salão.
[/size][/font]

O julgamento do Rei da Romania tem sua data marcada para o fim do presente mês.

O julgamento do senhor Hohenzollern já estava preparado. Apenas aguardava-se que o réu fosse trazido ao salão e, após isso, chegasse o juiz e iniciasse os trabalhos.

[font=Times New Roman][size=150]
[tab=30]Após um breve tempo ausente, Ivysson apresenta-se a Suprema Corte para prestar esclarecimentos enquanto era Cônsul e Governador da Baixa Lombardia.

[offtopic]Peço perdão pelo sumiço, mas tava f***. Prosseguiremos com a ordem do dia rsrs.[/offtopic][/size][/font]

[tab=30]Com a sessão iniciada, é feita a leitura do processo (onde fora feita a vinculação legal pelo alegado descumprimento, pelo réu, dos artigos 31, caput combinado com o parágrafo 2º e do artigo 54 do Código Penal Maior) e a Acusação faz sua exposição:

  • Barão Hohenzollern, há indícios de que o senhor sabia dos “experimentos” feitos no Estado da Baixa Lombardia na data de 01/06/1893. O qual dois homens foram executados às escondidas sob as ordens do Alto Comando Militar e do rei deposto Humberto I. Diga-nos qual vosso envolvimento com esse acontecimento e quais seriam suas responsabilidades, como governador à época, num evento desses?

[tab=30]Após a primeira resposta do réu, a Acusação prossegue:

  • Além disso, o senhor é acusado de se utilizar de sua influência econômica, política e administrativa para mover o erário público em seu próprio favor. Como ficou expresso na Lei de Concessão à Companhia das Docas de Catania, no qual Sua Graça foi o maior beneficiado por uma lei criada pela sua própria pessoa. E, neste tribunal não nos interessa se o senhor se utilizou de prepostos para isso, mas sim que o Erário foi utilizado como mecanismo para que o senhor pudesse obter ganhos financeiros.

[font=Times New Roman][size=150]
[tab=30]Após ouvir as acusações, Ivysson levanta-se e inicia sua defesa.

[i]- [b]Excelências, boa tarde. Nunca soube de tais acontecimentos dentro do Estado da Baixa Lombardia.Tais experimentos só foram de meu conhecimento quando não mais era Governador. Em alguns momentos, recebi solicitações de órgãos ligados ao governo central para realizar treinamentos e trabalhos de reeducação dos presos. Tinha confiança nesses órgãos e, portanto, fiz vista grossa.

  • Quanto a acusação de desfalcar o Erário, ela é totalmente infindável. O processo ocorreu dentro dos limites legais, e todo o montante necessário será ainda repassado ao Governo Estadual na forma de impostos. Mas, nessa situação, não há crime, até porque a Lei foi votada e aprovada em Assembléia, órgão legislativo do Estado no qual não posso ter nenhuma interferência. [/b][/i][/size][/font]
  • Então queres dizer que o senhor não tem interferência sobre parlamentares que eram subordinados à vossa pessoa dentro do Partido Conservador como, também, de modo econômico? Não temos como acreditar nisso…

[tab=30]A Acusação continuou em suas tentativas de limar o caráter e a competência do Barão Hohenzollern. Contudo, findado os trâmites legais e com a sentença proferida, houve a declaração de inocência do ex-governador por falta de provas quanto à segunda acusação e por falta de conduta tipificada quanto à primeira acusação. O ex-governador, assim, saiu pela porta da frente como o homem livre que voltou à Gesébia.


[tab=30]Finalizada a audiência, Ivysson conversa com alguns jornalistas e populares, dizendo que prevaleceu a justiça e a voz da divida e sagrada verdade. Ele segue então até seu coche, onde retorna para uma pequena residência nos centro da cidade.